História Vingança Por Sonserinos - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Blásio Zabini, Draco Malfoy, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Pansy Parkinson, Ronald Weasley, Theodore Nott
Tags Draco Malfoy, Dramione, Hermione Granger
Visualizações 369
Palavras 2.300
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - Capítulo XIV


P.V.O Hermione Granger

 

Confesso que passar o dia com os sonserinos não estava sendo tão ruim quanto eu esperava, apesar totalmente arrogantes e esnobes com as outras pessoas, eles me faziam rir o tempo todo, e me levaram a lugares de hogsmeade que eu nunca tinha ouvido falar, sinceramente eu duvidava que aqueles locais fossem realmente permitidos para alunos, mas realmente não estava me importando nem um pouco com aquilo, minha curiosidade era muito maior que o medo de estar quebrando as regras.

Tínhamos parado no meio do vilarejo para decidir o que faríamos e Draco deu a idéia de almoçarmos no três vassouras já que estava quase na hora de comer e Blás não parava de reclamar que estava morrendo de fome e que iria desmaiar a qualquer momento. Quando estamos perto de chegar do pub, vi que certo moreno entrando em um beco, olhando para todos os lados para ver se ninguém o seguia, infelizmente para o azar dele eu o vi.

 

-Pessoal- disse chamando a atenção deles que pararam- Podem ir na frente, eu encontro vocês em alguns minutos.

 

-Está tudo bem?-Draco me perguntou me olhando com cara interrogativa, claramente me perguntando o que eu estava fazendo, quando eu deveria estar bancando a namorada perfeita.

 

-Sim, só preciso verificar uma coisa.

 

-Ok- Ele finalmente concordou me olhando mais um momento, por fim me deu um selinho e entrou no bar.

 

Segui o mesmo caminho que Theo havia feito momentos antes, tentando fazer o mínimo de barulho possível, ele estava de costa para a entrada, porém só depois notei que havia outra entrada para aquele lugar e ele olhava fixamente para entrada, claramente esperando alguém.

 

–Posso saber o que o senhor esta fazendo?- Perguntei quando estava perto o suficiente, ele deu um pulo me olhando assustado.

–Her–Hermione o que esta fazendo aqui?- Era engraçado vê-lo nervoso daquele jeito, e eu tive que me esforçar para não cair na gargalhada da cara que ele fazia.

 

–Eu perguntei primeiro!

 

–Hum... Eu estava... estava... Bem, eu...- Por fim não agüentei, a cena de ver um sonserino tão nervoso aquele jeito e cai na gargalhada. 

 

–Não precisa mentir Theo- disse quando consegui me recupera- Eu sei que você está saindo com alguém. Se não quer contar para nós quem é tudo bem, mas eles estão preocupados com você! Não tem passado muito tempo conosco, sempre fugindo, não tem comparecido aos treinos, seus amigos estão bem confusos.

 

–Eu sei que não está certo o que eu estou fazendo, mas é que eu tenho medo deles não aceitarem ela, e principalmente eu tenho medo que as pessoas recriminem essa relação.

 

–Theo, me diga, você realmente gosta dela?

 

–Claro, acho até que eu estou apaixonado por ela.

 

–Então se você realmente gosta dela, não deve se importar com o que os outros vão falar, não importa se ela é sangue puro, nascida trouxa ou até mesmo um fantasma, quem tem que gostar dela é você e não os outros! Quem for seu amigo vai aceitar sua decisão. Mas se não estiver pronto para contar tudo bem, eu entendo.

 

–Obrigado Hermione –Ele me abraçou me pegando de surpresa – Isso é muito importante para mim.

 

–Imagina, mas eu gostaria de saber somente uma coisa?- Falei e ele faz sinal para eu continuar- É uma garota né?- Perguntei e ele me olhou de forma confusa, mas quando ele entendeu me olhou indignado.

 

-É claro que é uma garota Granger, olha para mim e vê se eu levo jeito para ser gay? Nada contra, mais serio, é uma garota.

-Então acho que vou indo- falei rindo da cara que ele fazia- Tenho um namorado me esperando no três vassouras – Falei, mas ele não estava me olhando

 

–Ah não! Lá vem problema – olhei na direção que ele olhava e vi o Potter se aproximando de nós.

 

–Hermione, será que poderia falar com você?- Falou ele me olhando com aquela cara de antigamente sempre me convencia, mais hoje já não tinha mais nenhum efeito

 

–Pode falar. – disse cruzando os braços em frente do corpo.

 

–É a sós.– Ele olhou para o Theo que o olhava de forma superior, já disse que adoro esse jeito sonserino?

 

–Não vejo problema nenhum problema no Theo escutar o que você tem o que me falar. Então, ou você fala o que tem para falar na frente dele ou pode desistir de falar comigo- Falei mais firme desta vez.

 

–Tudo bem. –Concordo com uma careta– Olha, em primeiro lugar gostaria de me desculpar com você. Não foi certo o que eu fiz. Eu deveria ter te contado o que estava acontecendo.

 

–Nossa, Potter, você não muda essa conversa comigo? Eu já te disse que não vou te desculpar! Não importa qual desculpa doentia você invente na sua cabeça, mas você escolheu proteger o segredo sujo do Weasley em vez de me contar o que estava acontecendo.

 

–Por favor, Mione, eu sinto tanta falta da nossa amizade! Sinto falta de quem você era. – dei uma risada irônica.

 

–Em primeiro lugar você não sente falta da minha amizade, sente falta de uma otária para te ajudar na escola, fazendo todos os seus deveres, porque você era preguiçoso de mais para fazer. Aliás, eu soube que as suas notas e do Weasley caíram bastante desde que eu terminei com ele- aumentei meu sorriso pondo uma pitada de veneno em minhas palavras - E mais uma coisa, a Hermione que você conheceu morreu e nunca mais vai voltar. Pare de esperar que as coisas voltem a ser como eram antes, por que elas nunca mais vão!– Disse já cheia daquela conversa, sai de lá antes que me sentisse pior.

 

–Hermione, espere!! – Theo me chamou quando já estava a uma distancia daquele beco.

 

–Me desculpe Theo, mas acho que preciso ficar um pouco sozinha.

 

-Não vou te deixar sozinha, você precisa é conversar com alguém, guardar as coisas para si mesma faz mal- Ele me puxou ate um banco um pouco afastado da movimentação do vilarejo.

 

-Sabe, a pior parte de tudo o que aconteceu, foi saber que Harry não teve a decência de me contar o que estava acontecendo, acho que isso foi pior do que o Weasley fez, eu o considerava como um irmão confiava minha vida a ele, na verdade eu daria minha vida por ele, e no final das contas ele simplesmente preferiu ajudar a me humilhar na frente da escola todo, acho que só eu era a amiga nessa ralação- Falei sem conseguir olhá-lo- As vezes eu acho que nunca vou conseguir esquecer isso, parece que isso vai ficar para sempre aqui- Apontei para meu coração- Toda vez que eu acho que vai melhorar, eles voltam só para me fazer lembrar o quanto idiota eu fui.  

 

–Hermione- Ele segurou minha mão entre as suas- Ele é um idiota, que não sabe o quanto perdeu, olha eu sei que nossa relação em todos esses anos não foi boa, mas quanto mais próximo eu fico de você mais eu percebo a garota incrível que você é. E sinceramente se o Potter foi capaz escolher ficar do lado o Weasley em vez de te contar tudo, ele é tremendo de um babaca, que não merece e nunca mereceu nem um pouco da sua atenção. 

 

–Eu sei– Sorri para ele- Mas obrigado por me dizer, você também é um ótimo amigo, fico feliz de ter te conhecido.

 

–Vem comigo, acabei de ter uma idéia– Ele me puxou pela mão e entramos no três vassouras.

 

P.V.O DRACO MALFOY

 

Já estávamos no bar há bastante tempo e nada da Hermione aparecer, já estava quase me levantando para ir procurá-la. Não que eu esteja preocupado, é claro que não, mas acho que um dos intuitos desse passeio era mostrar a todos como estávamos felizes nesse relacionamento.

 

–Cara que horas vamos poder pedir a comida? Estou realmente com muita fome – Perguntou Blás, chamando minha atenção

 

-Temos que esperar a Granger voltar.

 

-Mas por quê? Aquela louca some do nada e eu tenho que ficar aqui passando fome!

 

–Blás, não seja tão tapado. Esta na cara que ele está preocupadinho com a Hermione. – disse Pansy e os dois riram

 

–Parem de ser idiotas, eu não estou preocupado com ela! Eu também estou com fome, mais que tipo de namorado eu seria se comesse sem minha namorada em nosso primeiro encontro oficial, alem dos mais não quero ficar aqui de vela, é extremamente irritante.

 

–Aham, acredito – Blás disse arqueando a sobrancelha e olhando pra Pansy malicioso, e riram novamente – Só cuidado para não se apaixonar pela princesinha da grifinoria, meu amigo!

 

–Para de falar bobagens! Eu, apaixonado? E ainda mais pela Granger? Posse ter me aproximado dela mais para mim ela não deixou de ser a sangue ruim sabe-tudo, que esta me ajudando a me vingar dos idiotas, e isso nunca vai mudar.

 

–Ok, não esta mais aqui quem falou.

 

Eu ia responder, mas a porta abriu e por ela passaram o Theo e a Hermione, mas os dois passaram reto por nós e foram direto para ao balcão. Falaram com Madame Rosmerta, e ela pareceu concordar com alguma coisa e Hermione a seguiu para o fundo do bar, enquanto Theo veio em nossa direção e se sentou na nossa mesa sorrindo.

 

–O que esta acontecendo?–Perguntei a ele, confuso com a cara que ele fazia de que estava aprontando alguma coisa.

 

–Você já vai ver!

 

De repente ela surgiu no pequeno palco que tinha no estabelecimento, que quase nunca era usado, e se posicionou em frente ao microfone. Ela estava com vergonha de estar ali dava para perceber de longe. Olhou para o fundo do bar e ficou paralisada. Segui seu olhar e vi que ela encarava a mesa onde havia vários grifinórios incluindo o Potter e o Weasley. Então, ela desviou os olhos deles e o castanho dela se encontrou com meu azul, tentei passar um olhar de confiança para ela, mesmo achando aquilo uma loucura. E então uma melodia começou a soar e sua voz foi ouvida.

 

 Insecure

In her skin

Like a puppet, a girl on a string

 

Broke away

Learned to fly

If you want her back gotta let her shine

 

So it looks like the joke's on you

'Cause the girl that you thought you knew

 

She's so gone

That's so over now

She's so gone

You won't find her around

You can look but you won't see

The girl I used to be

'Cause she's

She's so gone

 

Here I am

This is me

And I'm stronger than you ever thought I'd be

 

Are you shocked?

Are you mad?

That you're missing out on who I really am

 

Now it looks like the joke's on you

'Cause the girl that you thought you knew

 

She's so gone

That's so over now

She's so gone

You won't find her around

You can look but you won't see

The girl I used to be

'Cause she's

She's so gone away

Like history

She's so gone

Baby, this is me, yeah

 

She's so gone

That's so over now

She's so gone

You won't find her around

You can look but you won't see

The girl I used to be

'Cause she's

She's so gone

(That's so over now)

She's so gone

(You won't find her around)

 

You can look but you won't see

The girl I used to be

'Cause she's

She's so gone

 

So alone

She's so gone

Gone, gone, gone

 

Ela encerrou a musica e todos a aplaudiram. Também, com um talento daqueles, quem não iria gostar? Ela cantava extremamente bem, e a voz dela transmitia uma emoção que dava até para sentir.

 

–Uau ela é muito talentosa- Falou Pansy- Como você sabia disso? – Perguntou para Theo.

 

–E a ouvi cantando um dia desses, enquanto andava em um corredor vazio, ela achou que não tinha ninguém, quando perguntei porque ninguém sabia desse talento dela,  ela me disse que tinha muito medo do público. – ele respondeu e eu fiquei um pouco irritado  em saber que ele sabia mais coisas sobre ela do que eu, afinal eu estava a usando, deveria saber os mínimos detalhes sobre ela.

 

– E o que a fez mudar de idéia? –Eu perguntei, tentando entender aquela situação.

 

–Encontramos com o Potter alguns minutos atrás, ele a irritou e ela queria que ele entendesse algumas coisinhas de uma vez por todas. E eu achei que essa seria uma forma bem legal dela fazer isso. – ela saiu do palco e veio para nossa mesa.

 

–Hermione, isso realmente foi incrível. – disse Theo a abraçando.

 

–Mandou bem, Mione– disse Blás

 

–Adorei amiga! –Pansy falou animada e ela apenas sorria

 

–Amor, você nunca me disse que cantava, e muito bem por sinal – disse dando um selinho nela

 

– Ah, não achei importante.

 

–Você canta muito bem, mesmo

 

–Obrigada – Ela disse corando.

 

O resto do dia foi normal, fomos a dedos de mel, passeamos mais um pouco pelo vilarejo e depois voltamos para o castelo, fomos andando, para aproveitar um pouco mais o caminho, quando chegamos ao castelo, nos despedimos do resto do grupo e fomos para nosso dormitório.

 

-Então o que achou do passeio? – Perguntei a ela para quebrar o silencio.

 

-Até que eu achei bem divertido, e foi bem legal conhecer aqueles lugares que eu nunca havia ido.

 

-Nossa achei que não veria o dia de ver Hermione Granger admitir que um passeio com sonserinos foi legal.

 

-Pois é também achei que não viveria o suficiente, mas aqui estamos- Falou e parou no meio da sala- Realmente obrigada, o dia realmente foi bem legal- Ela se aproximou rapidamente, me dando um beijo mais se afastou tão rápido quando chegou subindo os degraus para seu quarto.

 

-Boa noite Granger!- Falei alto para que ela pudesse escutar

 

-Boa noite Malfoy- Ela respondeu se virando e dando um sorriso antes de fechar a porta.

 

.


Notas Finais


Oie amores tudo bem com vocês?
Espero que tenham gostado do capítulo e se tiverem um tempinho não se esqueçam de deixar comentários. E um beijo a todos os leitores que tem acompanhado a história.
Até a próxima
Beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...