História VINGATIVA - Imagine Jungkook - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Ashley Benson, Bangtan Boys (BTS), Indiana Evans, Lendas Urbanas, Lucy Hale, Pretty Little Liars, Shay Mitchell, Troian Bellisario
Personagens Aria Montgomery, Emily Fields, Hanna Marin, Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Spencer Hastings
Tags Anjo, Aria, Demonios, Hanna, Imagine, Jeon, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Sobrenatural, Suga, Taehyung, Vampire, Vampiros, Yoongi
Visualizações 97
Palavras 3.474
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


VRÁÁÁ GALERA! MAIS UM CAP AI PARA VCS!

Capítulo 24 - Conexões erradas ou certas?


Fanfic / Fanfiction VINGATIVA - Imagine Jungkook - Capítulo 24 - Conexões erradas ou certas?

ANTERIORMENTE EM VINGATIVA...

Estava chegando na escola, quando sinto um olhar sobre mim, um cheiro e uma presença conhecida. Não pode ser, mas é. Jungkook. Ele está olhando para mim, enquanto ando. Ele está diferente. Jennie está ao seu lado, mas não olho para ela, apenas para ele. Seus olhos tem uma pontada de mistério, e ele parece mais cauteloso.

Encaro seus olhos por alguns segundo, até que meu olhar se direciona para o cordão em seu pescoço. O pingente são asas. Asas de Anjo. Olho novamente para seus olhos.

Aria: Anjo...

Spencer On*

Liam não parava de matar, e até o momento não sabemos qual é o dom de Aria, que ele mandou Mike esconder. Não poderia perguntar simplesmente a ele. Já que estamos nos evitando por conta do beijo.

Enterrei o corpo com Emily. Deixamos Aria descansar. Ela ainda estava em choque por causa das descobertas recentes. Ela estava tão perturbada, que seus pais a visitaram em uma visão, para alerta-la sobre a verdade.

Mesmo depois de tudo, ela ainda quis ir para a escola. Ela saiu primeiro do que nós. Nem nos avisou que já estava indo. Ela queria ficar sozinha. Pensar.

Quando abro a porta de casa para sair, dou de cara com Mike. Está na hora de confrontá-lo. Não em outro jeito.

Um sorriso malicioso se forma em seu rosto, assim que ele me vê.

Mike: olha só quem não conseguiu me evitar desta vez!-disse sorrindo.

Spencer: quem disse que eu estava te evitando?

Mike: precisa dizer?-revirei os olhos.

Spencer: quando você vai contar qual é o dom de Aria? E quando vai devolvê-lo? Não acha que a mascara já caiu e você deve fazer o certo?-ele gargalha.

Mike: você acha que eu tenho cara de quem faz o certo?-debochou. –só vou devolver o dom de Aria quando Liam mandar! É muito perigoso para ela lidar com isso sozinha e do jeito que está...

Spencer: qual é o dom dela, Mike? Me diga!-ele sorri. Em um piscar de olhos, ele está próximo de mim e tocando meu rosto.

Mike: saiba apenas que é muito poderoso! Liam estava com tanto medo deste dom de Aria, que pediu para eu silencia-lo para que ela não se voltasse contra ele.

Spencer: para que ele não tivesse poder para se voltar contra ele...-sussurrei mais para mim mesma, do que para Mike.

Mike: sim! Tenha ideia do tamanho do poder. Com ele, Aria conseguiria completar perfeitamente a vingança pelos pais. Ela seria invencível!-tiro sua mão de meu rosto e saio de casa.

Preciso pensar.

Que tipo de poder poderia ser tão perigoso e tão poderoso a ponto de fazer Liam, o Liam, ter medo?

Spencer Off*

Aria On*

Ainda estava em choque por ver o pingente no pescoço de Jungkook. Não conseguia me mover. Não sabia o que fazer. Eu havia descoberto, descoberto o que ele é.

O que mais me assustou, foi a atitude de Jungkook. Ao invés de falar comigo, ele apenas fingiu não me notar e adentrou o colégio. Ele não faria isso antes, então, por que fez agora?

Fui tirada do transe por meu celular, que vibrou em minha mão. Olhei e vi que era uma mensagem de Liam. Não o via há alguns dias.  Por que ele está me mandando mensagem? O que ele quer?

A ultima noticia que tive de Liam, é que ele estava descontrolado e matando pessoas por sangue. Ele tentaria me matar agora? Agora que descobri seu segredo. O que ele escondia de mim.

Pensei um pouco, mas por fim, decidi ir ao encontro dele. Subi as escadas que levavam a cobertura do colégio. Chegando lá, avistei Liam sentado na grade de proteção da cobertura. Ele me observava e seu olhar era determinado. Não sabia o que esperar. Ele me mataria?

Parei ao chegar na entrada da cobertura. Não queria chegar muito perto dele. Ele revirou os olho.

Liam: eu não vou te machucar!-disse enquanto me encarava.

Aria: você já disse isso antes...-disse e senti seu sentimento de tristeza.

Liam: desculpe...

Aria: não acha que é tarde para pedir desculpas?-me aproximo aos poucos.

Liam: Aria, eu não queria que você soubesse daquele jeito! Eu queria te contar o quão poderosa você é, mas...-o interrompi.

Aria: sou? Não sou nada, Liam! O poder que eu devia ter, você tirou de mim! Estou tão vulnerável, que se você tentasse me matar agora, eu nem conseguiria me defender!

Liam: não se preocupe! Eu vou fazer Mike devolver seu poder! Mas...-suspirou. –antes você tem que me prometer uma coisa.

Aria: prometer?

Liam: por favor, Aria!-seus olhos tristes me fitaram. Ele estava sendo sincero.

Bufei e o encarei.

Aria: ok! O quê?

Em um piscar de olhos ele já estava perto de mim. Ele tocou suavemente meu rosto e meu corpo tremeu involuntariamente. Meus olhos se arregalaram.

Liam: prometa que não vai me deixar só por não precisar mais de mim!-ele acaricia meu rosto. –prometa.

Aria: acha mesmo que eu posso confiar em você depois do que fez?-tiro sua mão da minha bochecha. –meus pais me avisaram que não devia confiar em ninguém!-me viro para sair, mas ele me segura.

Liam: seus pais?

Aria: eles falaram comigo em uma visão!-ele arregala os olhos.

Liam: apenas me prometa isso, Aria! Eu te ajudarei a fazer vingança! Eu te manterei no caminho! Te manterei controlada, mas você precisa de mim!-encaro seus olhos azuis.

Aria: tudo bem...-suspiro. –se tiver meus poderes de volta. Eu perdoo você!

Liam: você terá!-ele sorri. –também queria avisar que, agora você terá um novo professor! Eu!

Aria: o quê?

Liam: é o meu jeito de garantir que tudo está saindo certo!-ele sorri sarcástico. Solto meu pulso de sua mão.

Aria: ficou louco?

Liam: sempre fui!-bufo e saio de sua companhia.

Enquanto ando pela lateral vazia do colégio, buscando chegar na entrada da frente, onde há pessoas, ouço uma voz chamar meu falso nome. Uma voz conhecida.

???: Melany?-me viro para encarar a pessoa que me chamou e vejo Suga.

O sol reflete em seu cabelo, agora cor de menta, e em sua pele pálida. Ele se apoia em seu braço e por isso, suas veias estão expostas. Isso não poderia ser mais excitante para uma vampira.

Ele não está com o casaco de sempre, cobrindo seus braços, então consigo ver perfeitamente todas as veias de seu corpo. Isso faz minhas presas quererem saltar e meus olhos ficarem vermelhos, mas eu me controlo.

Melany: Suga? Você voltou!-digo forçando um sorriso.

Ele sorri para mim. Descendo em um pulo habilidoso de onde estava sentado.

Suga: voltei!-ele toca meu rosto e me dá um beijo inesperado. Eu retribuo, até que me lembro do sonho. A dor do punhal sendo enfiado em meu coração parece ser sentida de novo. Me afasto bruscamente dele. –o que foi, Baby?

Melany: nada! É que...desculpe...-digo colocando a mão na cabeça, ainda meio zonza com a dor. –você sumiu e eu fiquei preocupada!-digo tentando desviar do assunto. Sinto Bella nos observar.

Suga: estava resolvendo uns assuntos. –ele diz sem enrolar muito. Ele não estava mentindo, realmente estava resolvendo algo. Sua transformação como anjo!

Melany: entendo!-olho para trás. –Suga, eu preciso ir! Nos vemos depois! Preciso pegar alguns livros!-digo sorrindo, acenando e saindo.

Corro em direção a entrada principal e vou de encontro ao meu armário.

Sei muito bem o que Bella queria. Agora é com você, Bella! Faça seu trabalho e me afaste dele!

Aria Off*

Bella On*

Após a saída desesperada de Aria. Percebo que é um sinal para que eu vá. Para que inicie o afastamento do garoto. Isso vai ser moleza!

Começo a cantar uma música que Suga gosta. Eu li a mente dele e ele geralmente a canta mentalmente. Sabia que aquilo atrairia sua atenção.

Conforme cantava a música, eu me distanciava, fazendo-o me seguir para saber quem era. Queria atraí-lo para o jardim do colégio. Era bem bonito e perfeito para seduzi-lo. Suga será presa fácil!

Ele anda pelo jardim do colégio, enquanto o observo perto de algumas flores. Começo a cantar novamente, até que os olhos de Suga pairam em mim. Seus pensamentos são satisfatórios. Não tem nada a ver com a minha beleza, mas sim sobre minha voz. Ele se aproxima de mim.

Suga: Gosta de So Far Away?-ele pergunta e dou um sorriso.

Bella: claro! Você também?-pergunto me fingindo de desentendida.

Suga: sim! É minha música favorita!-ele sorri. –queria saber quem estava cantando. Pensei que ninguém conhecesse!

Bella: como não poderiam conhecer uma música tão bonita?-olho para o céu. –fala sobre tantas coisas bonitas...

Suga: você conhece quem canta?-ele pergunta sorrindo malicioso. Claro que sei!

Leio seu pensamento.

“claro que ela não sabe que sou eu quem canto. Se soubesse já teria me reconhecido.”

Sorri.

Bella: não. Gosto dessa música, mas não sei quem é o cantor!-dou uma risadinha fraca. –hilário, não é?

Suga: muito!-ele ri. –conhece apenas essa música?

Bella: não! conheço outras músicas dele e gosto muito. Porém, gosto mais dessa!-seu sorriso parece se abrir ainda mais. Vejo suas bochechas corarem levemente.

Suga: Dizer que eu não quero fazer nada é realmente uma porcaria, Eu sei que é lamentável não ter nem mesmo um sonho comum, eu sei bem, Se eu fizer apenas o que me disseram e ir para a faculdade, está tudo bem, O eu que acreditou nessas palavras era um idiota, eu não posso morrer, eu estou vivendo, Me dê um pouco de licor, eu quero ficar bêbado hoje então por favor, não me pare!-ele canta e eu finjo surpresa.

Bella: é-é você? Você é o Min Yoongi?-pergunto e ele sorri.

Suga: sim!-ele diz e eu vou em sua direção, abraçando-o. Ele fica em choque.

Bella: eu sou muito sua fã! Sua voz é linda!-digo animada e ele aos poucos, coloca as mãos nas minhas costas, envergonhado.

Assim que me afasto de Suga, vejo seu rosto corado. Ele está bem fofo.

Bella: o que foi? Eu fiz alguma coisa errada?-pergunto fingindo preocupação.

Suga: n-não! É só que... não estou acostumado com os fãs me abraçando...-diz meio sem jeito e eu lhe dou um sorriso.

Bella: desculpe então!

Suga: não! tudo bem!-ele diz nervoso. –eu...sempre vi você tão calada, na sua, nunca pensei que gostasse da minha música.

Bella: sua música fala sobre uma realidade, que as outras não falam!-explico olhando para o céu. –odeio mentiras. Hoje em dia, as pessoas se iludem com as mentiras que ouvem nas músicas sobre amor. Eu odeio isso! Odeio saber que elas não conseguem enxergar a realidade ao invés dessas músicas ridículas!

Suga: digo o mesmo!-dessa vez, realmente fico surpresa. Não li seu pensamento para copiar isso. Eu realmente não sabia que ele pensava assim. Eu só falei por falar. Realmente gostei de sua música e queria fazer um comentário de coração. –romance não é muito a minha área!-diz também olhando para o céu.

Bella: você namora a Melany, não é?-pergunto começando meu jogo com ele. Sua atenção se volta para mim.

Suga: sim...você sabia?-forcei um sorriso, mas dessa vez, deixei-o perceber propositalmente.

Bella: como poderia não saber? Eu moro com ela. –dou um suspiro e ele não entende. –você é um garoto muito bom. Não merece isso.

Suga: não mereço o quê?-pergunta com uma sobrancelha arqueada.

Bella: não merece namorar uma garota como ela!-digo e ele se assusta, mas fingi não se chocar muito. Ele é bom. –Melany tem seus problemas e é muito egoísta. Ela não tem...sentimentos e acredito que não te ame. –ele ri e eu não entendo.

Suga: não me ame? Acha mesmo que Melany estaria comigo sem me amar?

Bella: acho não! tenho certeza. Se não confia em mim, não posso fazer nada!-solto um sorrisinho malicioso, o que o faz tirar o seu do rosto. –conheço bem a Melany, Suga. Desde muito antes de você. Eu sei bem o que aquela garota é capaz de fazer e o que sente e não sente.

Suga: por que está me dizendo isso?

Bella: por que não quero que você se machuque. Gosto de você. –digo sorrindo sarcástica. Me aproximo dele e toco seu rosto. –você é um garoto tão gentil, sensível e doce. Não merece a namorada que tem.

Ele encara meus olhos azuis por um tempo.

Bella: não percebe, Suga? Melany não está apaixonada por você! Ela só te vê como amigo!-sua ficha parece cair. Acaricio seu rosto e ele não se afasta.

Suga: e-ela....

Bella: ela aceitou namorar com você, porque não queria te magoar! Não queria que a amizade de vocês acabasse só porque ela não sentia o mesmo por você. Ela está mantendo isso apenas pela amizade de vocês, mas ela nunca vai sentir o mesmo!

Suga: você não tem como afirmar isso!-responde nervoso e tirando minha mão de seu rosto.

Bella: eu posso afirmar tudo! Eu a conheço!-me aproximo novamente dele. –eu só quero te proteger, Suga!-volto a acariciar seu rosto. –não lembra de quem estava lá, quando sua casa pegou fogo?-pergunto com a voz suave, quase como um sussurro.

Uma lembrança se passa em sua cabeça, o momento em que eu disse a Aria o que ele queria. O colar da mãe.

Suga: você estava lá...-ele encara meus olhos azuis. –de onde me conhece? Como você sabia sobre a caixa da minha mãe? Como sabia o que eu queria?-ele me enche de perguntas, com o nervosismo.

Bella: shiii!-coloco o dedo em frente a sua boca. –eu só quero te proteger...-depois de dizer isso, começo a me afastar dele.

Preciso deixar ele com seus pensamentos. Com sua confusão. Até que ele consiga processar tudo. Mas, também parei por conta de uma garota que nos observava, outra Anjo Puro. Ela nos observava com os olhos semicerrados. Espero que ela não diga a ele que sou vampira. Se ela não quiser uma morte mais cedo, melhor que não diga!

Me afasto, mas ainda fico por perto, para ouvir um pouco da conversa dos dois. Seus pensamentos não tem a intensão de dizer que sou vampira, porque ela pensa que ele já sabe.

Bella Off*

Suga On*

Depois que a garota que se não me engano, chama-se Bella, amiga de Melany, sai. Fico confuso. Tudo o que ela me disse parece fazer sentido, por um breve momento. Acho eu me precipitei, vendo apenas o meu lado da historia. Apenas os meus sentimentos. Será que Melany não sente o mesmo por mim?

O que mais me incomodou foi o toque da garota em minha pele. Foi como um choque em mim. Senti algum tipo de...conexão? Seria isso mesmo? Eu me conectei com ela? O que foi isso?

Sou tirado de meu transe, pela garota de cabelos ruivos.

Lyna: parece que já se conectou com alguém!-disse enquanto se aproximava. O que me deixou mais confuso.

Suga: o quê?...

Lyna: você encontrou a pessoa que deve proteger!-disse séria. Ela olhava para o ponto em que Bella desapareceu. Por que ela está assim?

Lyna, de todas as três, é a mais séria. Mas, por algum motivo, hoje ela parece bem mais séria.

Suga: você só pode estar brincando...

Lyna: acredite, eu queria estar!-disse com os olhos semicerrados. –mas é o seu interior quem escolhe a pessoa que você deve proteger! Sei que você queria que fosse sua namorada, mas você não tem uma conexão suficiente com ela, e isto só prova ainda mais isso.

Suga: eu...não tenho conexão com a Melany?

Lyna: não.

Um choque de realidade parece bater em mim. Todos os meus momentos com Melany, foram proveitosos. Nós sempre sorriamos, mas nunca parecemos um casal de verdade. Sempre parecemos amigos. Talvez, eu esteja com medo. Talvez eu esteja com medo de perdê-la, porque não sei o que é amar. Não sei o que é amor. Melany foi a primeira garota que me fez sentir alguma coisa, e agora, não parece mais real.

Me recuso a acreditar que isso seja verdade!

Suga: você não sabe o que está dizendo! Você não me conhece!-digo para a garota que já está de costas para mim. Me viro para ir embora.

Lyna: eu te conheço melhor do que você imagina, Yoongi!-ela diz e sou forçado a virar novamente em sua direção, mas ela ainda permanece de costas. –eu conheço seus pensamentos mais profundos, e sei, que no fundo, você sempre soube que você e Melany, não eram um casal!-ela diz e paraliso.

Suga: você?...

Lyna: sim. Eu consigo ler seus pensamentos!-disse e quando voltei meu olhar para ela, ela já tinha sumido.

Suga: o que está acontecendo? A garota que eu amo, não é a que eu devo proteger, e sim uma que eu nunca vi na vida. –suspiro. –Aish! Ser anjo é muito complicado!

Me deito na grama do jardim e coloco as mãos embaixo da cabeça, começando a pensar no que devo fazer.

Suga Off*

Hanna On*

Estava chegando na escola. Atrasada, como sempre. Desde o inicio, nunca gostei de vir a escola. No Brasil já não era muito agradável, e aqui na Coréia, é tedioso. Comecei a gostar de vir depois de meu relacionamento com o Jimin começar, mas agora que ele sumiu, não tem mais graça vir.

Por incrível que pareça, as aulas ainda não haviam começado. Os alunos estavam todos no corredor. Foi então que me dei conta. Spencer mexeu em meu relógio ontem a noite. Ela mudou o horário para que eu não me atrasasse. Merda! Seu eu pego ela!

Estou andando pelo corredor, procurando as meninas, quando o vejo. Ele está diferente. Muito diferente. Jimin não parece mais o mesmo Jimin que conheci. Seus cabelos estão loiros e ele usa lentes azuis. Ele quer mesmo combinar comigo? Não sei se fico feliz, ou duvidosa depois de seu sumiço.

Ele sorri de boca fechada. Como se estivesse se controlando para não rir da minha cara. Eu devo estar com uma expressão muito surpresa mesmo. Estou em choque. Não sei para onde ir, não sei como me mover. Não sei se me aproximo de Jimin, ou se dou meia volta pelo corredor. Mas por sorte, ele parece entender minha confusão e vem até mim.

Jimin: Hanna!-ele diz vindo em minha direção. Ele me abraça e depois sela nossos lábios.

Ao sentir seus lábios quentes nos meus, meu corpo treme. É um choque. Jimin parece o mesmo, mas não é. Não só sua aparência mudou, mas ele parece mais confiante.

Jimin: Hanna?-ele encara o meu rosto. –você está bem?

Hanna: o que aconteceu com você esses dias?-pergunto ainda em choque. –por que sumiu, Jimin?-uma pequena irritação surge. Eu sei que ele vai mentir para mim, mas preferia não saber.

Queria que ele confiasse mais em mim do que em sua mãe e me contasse a verdade, mas sei que não é assim que as coisas funcionam com os Jung.

Jimin: e-eu...estava doente!-inventou uma desculpa. Semicerrei os olhos em sua direção e ele engoliu seco, sorrindo.

Hanna: doente é? E por que seus irmãos e seus amigos também não vieram?

Jimin: eles...-cortei sua fala.

Hanna: não vai me dizer que eles ficaram doentes também! Todos? De uma vez?-ironizo.

Jimin: bem...eles tinham algumas coisas para resolver...-falou desviando o olhar.

Hanna: e você não sabe do que se trata?

Jimin: Hanna...eu...

Hanna: NÃO MINTA PARA MIM, JIMIN!-solto rapidamente. Eu estou triste com o fato dele mentir para mim. Eu quero confiar nele, mas não quero que ele minta para mim.

Sei que não estou sendo honesta com ele, porque também não contei que sou vampira, mas não quero que ele minta para mim. Você não pode mentir para mim, Jimin!

Seus olhos se encontram com os meus e como um choque de realidade ele suspira.

Jimin: desculpe Hanna! Eu não posso...-baixa o olhar. –eu não posso mesmo te dizer.

Hanna: você não confia em mim...-vou saindo quando ele me segura.

Jimin: não é isso!-diz nervoso. –eu confio! É só que...-sua fala é cortada por uma voz feminina.

???: não depende dele!-uma garota surge do nada.

Hanna: quem é você?-pergunto olhando para ela.

Jimin: Mina...-Jimin sussurra.

Me solto de Jimin e saio pelos corredores, deixando os dois. Jimin grita por mim e tenta vir atrás, mas Mina o segura.

Hanna Off*

Jimin On*

Jimin: me solte, Mina!-digo irritado.

Mina: não vá atrás dela, Jimin! É perigoso!

Jimin: você e minha Omma só sabem dizer que ela e suas amigas são perigosas! Por que não me dizem o porquê?-Mina abre a boca como se quisesse falar, mas desiste.

Mina: apenas saber que é perigoso, já é motivo para você não ir!

Jimin: ela é minha namorada! Eu vou atrás dela quando eu quiser! E você não pode me impedir!-disse e me soltei dela.

Jimin Off*

Mina On*

Havia uma coisa que eu temia. Queria evitar que acontecesse. Queria que houvesse outro caminho para Jimin, mas não se pode evitar o inevitável. Hanna seria a conexão dele. A pessoa a quem ele deveria lealdade e proteção. E eu não poderia fazer nada para impedir depois que os dois se conectassem.

CONTINUA...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...