1. Spirit Fanfics >
  2. VINTE MINUTOS todomomo >
  3. Capítulo 2

História VINTE MINUTOS todomomo - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo 2


Yaoyorozu vision.

Quando as aulas teóricas de inglês foram finalizadas, era hora dos alunos irem para a aula física no ginásio. Eu não sabia o porquê de estar tão nervosa, minhas mãos tremiam e eu estava a ponto de começar a suar, e tudo por que eu mesma que pedi por isso.

Estava bem ao lado de Shoto, dando o máximo da minha atenção para as instruções do professor, que eram basicamente "lutem, se houver algum ferimento e não consigam prosseguir a luta, o parceiro deve levá-lo à enfermaria.", ou algo do tipo.

Pois bem, cá estou eu, frente a frente com Todoroki, nós dois em posição de batalha.

— Pode começar me atacando, se quiser. — ele me disse, encarando-me no fundo de meus olhos. Isso só me deixava cada vez mais nervosa.

— Tu-tudo bem. — tento falhamente não gaguejar. Retirei de meu braços algumas facas que tem as lâminas que tem o tamanho de duas de minhas palmas, e corri até Todoroki, na intenção de fazê-lo pensar que eu usaria as facas em uma batalha corpo a corpo.

Por um momento, ele havia realmente acreditado, erguendo uma grande parede de gelo em minha frente.

Logo corri pela lateral, vendo de canto de olho Shoto, que se virava em minha direção. Tudo parecia-me estar em câmera lenta, atirei com tudo duas das facas em sua direção, e o que ocorreu depois foi muito veloz.

Em um tropeço, caí no chão, ergui o mais rápido possível o meu olhar. Todoroki tinha desviado-se das duas facas com facilidade, mas logo se agachou em minha frente.

Depois de ele ter parado para me perguntar se eu estava bem, com seu olhar levemente preocupado, de repente o solo frio e desconfortável começou a me parecer convidativo para cavar um buraco e me esconder.

Como sou tola! Era impossível atacar Todoroki e ter uma mínima chance de vitória dessa maneira.

— Você está bem...? Yaoyorozu-chan? — ele tentou me trazer à tona, e sua voz foi como um tapa em minha cara para me trazer à realidade.

— Uh... — soltei um palavreado leve, notando que eu sentia dor. — Acho que sem querer torci o tornozelo... — falei, sentindo minhas bochechas esquentarem a cada segundo que se passava, sem conseguir olhar no rosto de Shoto. Eu era definitivamente uma vergonha, eu nunca conseguiria ser uma heroína se continuasse assim.

— Hm. — ele me estendeu a mão, e com dificuldade eu me reergui. — Vamos ver a Recovery Girl. Quer ajuda para andar?

— Tudo bem. — murmurei, olhando para baixo enquanto ele colocava meu braço esquerdo em torno de meu pescoço. Ele logo começou a andar no meu ritmo lento, e tudo que conseguia pensar era em como eu era inútil.

Francamente, porque diabos eu tinha que ser assim? Tudo que eu queria era ser forte, mas parece que o universo não funciona desse jeito.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...