História Violetta 4:A história continua - Capítulo 105


Escrita por: ~

Postado
Categorias Violetta
Tags Amizade, Romance
Visualizações 177
Palavras 1.691
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 105 - Capítulo 105


Pov Ludmila on:

Assim que a Vilu sai,todos se levantam e Federico pega Pedro no colo:

-Vão para o hospital? Pergunto lançando um olhar mortal para Federico

-Sim,você não vai? Angie pergunta tirando Maria da cadeirinha 

-Vou,mais antes vou arrumar a bolsa do Pedro e trocar a fralda dele. Digo tirando Pedro do colo dele 

-Ok,te esperamos lá. Germán fala 

Assim que eles saem,subo para o quarto do Federico,porque é lá que está a bolsa do Pedro. Assim que entro,respiro fundo sentindo o cheiro do seu perfume e novamente todas as nossas lembranças vem a minha cabeça. 

-Ai italiano, porque você faz tanta falta? Pergunto para mim mesma e sinto uma lágrima descer pelo meu rosto

Mais logo trato de seca-lá,vou em direção a sua cama,coloco Pedro lá em meio a travesseiros. Como sou curiosa,abro uma  gaveta de uma cômoda que tem ao lado da cama e fico de boca aberta. 

-Não acredito que você guardou. Digo pegando as nossas alianças 

Minhas lembranças voltam há 4 meses atrás,quando fui embora da minha casa. Quando termino de arrumar minhas malas,deixo minha aliança na cômoda e vou para o quarto do Pedro. Fiquei surpresa porque pensei que ele tinha ficado com raiva de mim por ter abandona-ló sem falar absolutamente nada. Sou interrompida dos meus pensamentos:

-Sente saudades do seu marido? Isabel pergunta me fazendo sair das minhas lembranças 

-Ele não é meu marido. Digo séria e secando minhas lágrimas 

-Então,porque está com essas alianças nas mãos e está chorando? 

-Isabel,pode trocar a fralda do Pedro e o levá-lo para baixo? Pergunto trocando de assunto e guardando as alianças 

-Você pode até fugir do assunto,mais ninguém pode fugir do próprio destino. Ela fala pegando Pedro no colo 

Saio de lá pensando naquilo que ela me falou. Será que a minha história com o Federico ainda tem continuidade? Me lembrei de 2014,quando eu e Federico estávamos brigados por conta do Felipe e eu falei uma frase para a Naty: 

"Eu e Federico são duas estrelas binárias e o nosso destino é ficar junto".

Novamente sou interrompida dos meus pensamentos:

-Ludmila? Olga pergunta 

Pera... Olga? Olho para a porta,vejo a mesma de boca aberta e corro para ela:

-Olguinha,não sabe a falta que você me fez. Digo abraçando ela

-E você a mim,minha menina. Ela fala fazendo carinho em meus cabelos. -Voltou para ficar?

-Pelo menos até passar o ano novo. Digo me afastando 

-E cadê minha pequenina? Soube o que houve com o León. Ela pergunta triste

-A Vilu está no hospital e ela está destruída. Digo 

-Imagino,aquela menina ama o León mais que ela mesma. Olga fala indo para cozinha

Isabel desce as escadas,me entrega Pedro junto com a bolsa e vou embora. Assim que entro na sala de recepção,escuto minha irmã:

-AB positivo. Ela fala olhando para o Diego 

-Mais esse sangue é muito raro e também... Federico fala 

-Meu sangue é AB positivo. Digo interrompendo o Federico e fazendo todos olharem para mim

Tirando Vilu,Angie,Germán,Federico,Fran e Di o resto me olham com uma cara surpresa:

-Você voltou quando? Naty pergunta se levantando 

-Ontem a noite. Digo ajeitando Pedro em meu colo. -Sei o que eu fiz foi errado,mais não ganho um abraço?

Naty rapidamente vem até mim e me abraça.

-Saudades dos meus cachinhos pretos. Digo emocionada e fazendo carinho em seus cabelos 

-E eu estava com saudades da minha Barbie. Naty fala se afastando. -Não me diga que esse é o Pedro?

-Sim,é ele. Digo sorrindo para o Pedro 

-Posso pegá-lo? Naty pergunta sorrindo 

-Lógico. Digo dando Pedro para ela 

-Minha maluca. Camila fala me abraçando 

-Minha ex grávida.  Digo sorrindo 

Logo depois dela,abraço todos e quando chega no meu outro irmão:

-Meu outro maninho. Digo emocionada 

-E quem é o primeiro? Diego pergunta me abraçando e fazendo carinho em meus cabelos 

-Meu ex namorado,León. Digo me afastando 

-A senhorita? O médico pergunta 

-Ferro. Digo abraçando a Violetta 

-A senhorita Ferro tem o tipo sanguíneo AB positivo? 

-Sim,eu quero doar meu sangue para o León. Digo sorrindo 

-Sério? Vilu pergunta surpresa e olhando para mim 

-Claro,se existe uma maneira de ajudar e eu posso,com o maior prazer do mundo eu faço. Digo sorrindo e acariciando sua barriga 

-Ok,vem comigo. O médico fala 

Dou um tchauzinho com a minha mão e vou em direção a sala. 

Pov Ludmila off.

Pov Violetta on:

Quando a Ludmila sai,Maria vem até mim e eu dou um sorriso fraco para ela:

-Vilu,quelo ver León. Mari fala começando a chorar 

-Minha flor,o tio León está doente. Diego fala pegando ela no colo

-Mais se eu falar com ele,ele able os olhinhos. Ela fala brincando com a mãozinha. -Tô com saudades

Aquilo corta meu coração e começo a chorar. Vou até o Federico:

-Feh,me ajuda. Digo suplicando

-Como não tenho coragem de dizer não para essa carinha. Ele fala secando minhas lágrimas com o polegar 

Ele tira Maria do colo de Diego,pega minha mão e nos leva até o quarto do León. Chegando lá:

-Obrigada,maninho. Digo abraçando o mesmo 

-Por nada,minha linda. Ele fala dando uma piscadinha e fazendo carinho em meu rosto 

Ele dá um beijo na bochecha da Maria e vai embora. Respiro fundo olhando para aquela cena que para mim,parecia um pesadelo. Pego a cadeira,aproximo da sua cama,me sento e coloco Maria em cima dele:

-Oi,meu amor. Digo pegando a mão dele. -Você acredita que a Ludmila voltou?

Novamente sinto um fraco aperto de mão e sorrio.

-Bom,além de mim e da Gabi,também tem mais uma das suas princesas. Digo sorrindo para Maria 

-Ele me cuta? Ela pergunta

-Sim,pega a mão dele. Digo dando a mão dele para ela

A mesma,com a sua mãozinha pequena  pega a mão gigantesca do León:

-Agora faz qualquer pergunta para ele. Digo acariciando minha barriga 

-Tio León,sente daudade de mim? Mari pergunta 

Sorrio em meio às lágrimas e continuo acariciando minha barriga. Maria olha para mim com um sorriso contagiante e eu sorrio de volta:

-Titio, quelo que vodê abla os olhinhos pala me vê,vê a minha irmã e a Gabiela. Sabe,sinto falta das nossas blicadeilas,do seu solisso e de vodê. Ontem,dando discobi que meu titio tá doentinho,cholei e pedi ao papai do céu pala não levar meu titio. Te amo. Mari fala dando um beijo na bochecha do León 

Olho para o rosto do León,vejo que o mesmo está chorando igualmente a mim. Tiro a Maria de cima do León,a coloco no chão e enxugo as lágrimas do León.

-Eu te amo e por favor não me deixa. Digo dando um beijo na sua bochecha

Nesse momento,entra um médico:

-Com licença,agora precisamos fazer a transfusão de sangue. Ele fala fazendo carinho nos cabelos da Maria 

-E aí ele poderá acordar? Pergunto esperançosa e me levantando 

-Isso só depende do León. Ele fala 

Olho para o León,vejo que a máquina que monitora os batimentos cardíacos está acelerado mais o mesmo está com uma cara tão serena. Pego a mãozinha da minha irmã e volto para a recepção. Chegando lá,Maria solta minha mão e sai correndo para meu pai. Sento ao lado do Alex,ele me abraça e choro em seus braços. 

Pov Violetta off.

Pov Federico on:

Abaixo minha cabeça,solto um suspiro e escuto a voz da Gery:

-Está tudo bem,Ludmi? 

Levanto minha cabeça e vejo que a mesma está pálida e tonta. Me levanto rapidamente e vou para seu lado:

-Está tudo bem? Pergunto segurando seu braço

-Sim,só estou um pouco fraca porque doei muito sangue para o León. Ludmila fala com a mão na cabeça

-Então,vou te levar para casa. Digo pegando ela no colo estilo noiva 

-Me coloca no chão agora mesmo,Federico Pasquarelli. Ela fala séria e dando uma tapa no meu peitoral 

-Ludmila,deixa de ser orgulhosa e deixa eu te ajudar. Digo ajeitando ela em meu colo

-Cadê o Pedro? Ela pergunta passando seu braço por volta do meu ombro 

-Está com o Diego. Digo olhando o Diego brincando com o meu filho. -Diego,vou levar a Ludmila para casa e depois volto para pegar o Pedro,Ok? 

-Não quer que eu o leve? Ele pergunta 

-Se não for te incomodar? Pergunto botando uma mecha do cabelo da Lud por te trás da sua orelha 

-Lógico que não. Ele fala se levantando. -Meu amor,volto já,Ok? 

-Ok,te amo. Fran fala dando um selinho nele

-Também te amo. Diego fala sorrindo 

Logo depois,fomos até meu carro. Diego bota Pedro na cadeirinha,entra em seguida e eu coloco Ludmila ao meu lado. Dou partida e vou em direção a casa da minha irmã. Chegando lá:

-ISABEL? Grito com a Ludmila em meu colo adormecida 

-Sim,senhor. Ela fala 

-Pode ficar com o Pedro enquanto a mãe dele está dormindo? Pergunto ajeitando Ludmila em meu colo. -Tenho que voltar para o hospital 

-Claro,vem cá meu pequeno. Ela fala pegando Pedro no colo

Subo para meu quarto,coloco Ludmila em minha cama e tiro sua sapatilha.

-Embora que você tenha ódio de mim,sem eu ter feito nada,só sei te amar como um louco. Digo e dou um selinho nela 

A mesma apenas se vira para o outro lado. 

Pov Federico off.

Horas depois...

Pov Violetta on:

Já são 15:30hrs,de tanto a galera insistir acabei almoçando em um restaurante e voltei. Todos ainda estão aqui. Vou para o quarto do León,me sento na cadeira e pego sua mão:

-Acredita que foi a Ludmila que doou sangue para você? Pergunto e ele aperta minha mão 

Só que dessa vez,o aperto da sua mão não foi fraco e sim mais forte:

-Vejo que a transfusão fez bem. Digo sorrindo. -Todos estão aqui te esperando. Bom,tirando a Ludmila porque ela estava muita fraca e o Fede levou ela. Anahí e André também não estão porque você sabe. Sei que já brigamos várias vezes,nos separamos diversas vezes,mais sempre nos viamos e voltávamos. Mais agora tenho medo de que você nos deixe,medo de que nossa filha cresça sem conhecer o herói que é o pai dela. Bom,só quero te agradecer por tudo. Por ter me ajudado a tirar meu medo de palco. Por ter me ensinado a andar de bicicleta. Por ter me dado meu primeiro beijo. Por ter paciência comigo quando estava confusa entre você e o Tomás. Por te me mostrado como realmente era o Diego. Por ter me salvado daquela queda. Enfim,por tudo. Eu te amo e nunca duvide disso.

Como já tiraram sua máscara para respirar,lhe dou um selinho e vou embora. Só que assim que pego na maçaneta da porta,escuto uma voz franca e rouca:

-Violetta? Essa voz...

-León?

Assim que me viro...








Notas Finais


Gente,a Maria me fez chorar rios de lágrimas.
Será que o León acordou ou é só paranoia da Violetta?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...