História Virei um coelho! - Imagine Jeon Jungkook (BTS) (ShortFic) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys, Bts, Coelho, Imagine, Jeon Jungkook, Jungkook, Kook, Kookie, Você
Visualizações 290
Palavras 679
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Opa, olha eu aqui 🌚 ces tão bem? Espero que sim.

Boa leitura amores.

Capítulo 3 - Impossível!


Fanfic / Fanfiction Virei um coelho! - Imagine Jeon Jungkook (BTS) (ShortFic) - Capítulo 3 - Impossível!

Impossível!

Ela me leva para o banheiro, a mesma começa a retirar suas roupas.

"Que corpinho em, como eu queria ser humano agora"

A mesma me olha e dá um sorriso, terminando de tirar suas peças de roupas e me pega no colo. Pela primeira vez não reclamo, pois estou perto dos seios dela e aqui é bem confortável.

— Não faz bagunça na água, ok? — Falou e se sentou na banheira, me colocando em suas pernas.

Ela passa sabão pelo seu corpo e eu olho tudo. Meu Deus, essa garota é chata para um caralho, mas pelo menos tem um corpinho em. A mesma me olha e dá risada.

— Para um coelho você é bem observador em.

"Você não viu nada ainda, meu bem."

Logo depois do banho, ela sai da banheira e começa a se secar e depois me seca. Ela veste um pijama amarelo.

"Você não tem pijama de mulher não? Isso ai é de criança"

Ela me coloca na cama e se deita ao meu lado. A mesma me puxa e me abraça.

"Oh, me solta, quero dormir com você não."

Tento sair, mas ela me aperta ainda mais, suspiro e desisto. Me aconchego e tento dormir.

[…]

Abro os olhos e vejo que ainda estava tarde, olho para ela e vejo que a mesma estava virada do outro lado, dormindo.

Pulo da cama e começo a procurar uma janela aberta para eu poder sair, quando vejo uma entreaberta corro em direção a mesma e me espremo para poder atravessar a mesma.

Consigo e olho ao redor, começo a andar pela calçada. Ficar nessa altura e forma era agonizante, a qualquer momento alguém pode pisar em mim.

Ando mais um pouco e vejo a mesma velha de antes, caminho até ela.

"Sua velha desgraçada! Por quê fez isso?"

A mesma olhou para mim e rio nasal.

— Como esse coelhinho é pistola. — Falou rindo.

"Pistola? Ce não viu nada sua louca, agora me responda."

— Bem, te transformei para você parar com esse seu jeito grosso e seco de ser e encontrar um amor de verdade.

"Quê? Tá pensando que isso aqui é a Disney? Como vou encontrar um amor com essa porra de forma de coelho?"

— Seu amor deve estar mais perto do que você imagina, quando você se apaixonar de verdade, talvez você volte a sua forma verdadeira.

"O quê? Ah, só que me faltava!"

— Não seja assim, estou te ajudando! — A velha revirou os olhos.

"Me ajudando? Meu pau que ce tá ajudando. Me transformando nessa coisa peluda"

— Olha, para você não me achar assim tão ruim, você poderá ficar na forma real por um pequeno período de tempo!

"Ae? E como faço isso?"

— Coma cenoura. — Ela rio.

"Cenoura? Eu odeio cenoura! Porra! Pode ser pizza não?"

— Desculpe, já de dei essa oportunidade.

"Tá, beleza... Quanto tempo dura? Um dia?"

— Cada cenoura é equivale à cinco minutos.

"Que? A toma no cu! Enfia essas cenouras no rabo"

Começo a andar e só escuto ela rir, parecia uma risada de bruxa. Bem, acho que ela é uma bruxa mesmo.

"Me apaixonar? Que merda, nunca vou me apaixonar nessa merda de forma."

Caminho mais um pouco e vejo a janela da casa de S/n. Puta merda, como vou voltar para lá? Eu não quero dormir na rua.

— Biscoito! — Ela fala da janela e eu tomo um susto.

Logo ela abre a porta e me pega no colo e me abraça.

— Que susto você me deu! — Ela entra de volta e fecha a porta. — Por quê fugiu em?

"Por quê não aguentava escutar você roncar ao meu lado."

— Ai, ai. — Ela voltou a me por na cama. — Você é um coelho muito chato, vive tentando fugir.

"Por quê ninguém merece ficar aqui com você!"

— Vamos voltar a dormir está bem? — Ela volta a se deitar, mas antes ela fechou a janela.

Eu me aconchego na cama e fecho os olhos, sentindo ela me abraçar contra seu peito. Até que está confortável, então eu não tento fugir desta vez.

"Me apaixonar… Isso é impossível…"

Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado, por ser uma história pequena, ela tem os caps curtos msm.
Até a próxima amores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...