1. Spirit Fanfics >
  2. Virgin. (hyunmin) >
  3. Date.

História Virgin. (hyunmin) - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Date.


— Um encontro. Eu tenho um encontro — disse tentando me acostumar com som estranho que a frase tinha.


Uma semana depois da briga que rolou na escola, e depois de tanto o Hyunjin quanto o Johnny terem passado dois dias sem irem por conta da suspensão, Hyunjin me chamou para sair.

— Não é exatamente um encontro — Felix disse. Essa era a parte que eu não sabia se me deixava triste ou aliviado. — Todos vão, então é mais como um passeio em grupo.

— E você e o Changbin vão, finalmente, olhar na cara um do outro?

— Sim — deu de ombros. — Eu só terminei com ele, nós deduzimos silenciosamente que era melhor mantermos uma distância segura, isso não quer dizer que eu não vá olhar pra ele ou falar com ele.

— Mesmo que o namoro fosse falso e você ainda não tenha me dito o real motivo do término, é, eu sei — revirei os olhos. Era fácil dizer quando Felix estava mentindo ou omitindo algo de mim, era fácil dizer quando qualquer amigo meu fazia isso, e no dia em que nos contou sobre o término, ele sem dúvidas estava fazendo isso.

— Mas o foco são você e o Hyunjin — ele sorriu, colocando um de meus travesseiros sobre o colo. Estava sentado na posição de índio na minha cama enquanto eu vivia o triste dilema de não saber com que roupa sair.

Admirem, não é sempre que isso acontece.

— Nós não somos o "foco" — fiz aspas com as mãos, largando a blusa de magas longas azul que peguei no guarda-roupas segundos antes. — Para de falar como se eu fosse o protagonista de um filme de romance. Nós somos um grupo, certo?

— Mais ou menos, levando em conta que o Minho não socializa muito bem com a gente e dá patadas de graça em todo mundo.

— E que você e o Changbin não se olham mais na cara.

— Dá pra esquecer eu e ele por um segundo?

— Nha, é legal te perturbar — sorri. — E não vai pensando que eu ou o Jeongin engolimos essa sua desculpinha esfarrapada sobre o término de vocês. Inventa uma história melhor.

Pus a mão no queixo, olhando a maior parte das roupas jogadas na minha cama, envolta do meu melhor amigo, pensativo. Eu não queria parecer chamativo, queria algo simples, mas nada simples demais.

Encarei boina um pouco isolada do resto das roupas e deduzi que – embora eu fique definitivamente uma graça de boina – era melhor não usá-la por hoje. E depois de muito analisar tudo aquilo, decidi que iria usar apenas uma calça jeans escura e uma blusa listrada em preto e vermelho de mangas longas.

— Aliás, me empresta alguma roupa sua? — Felix disse após eu guardar as roupas que eu não usaria amontoadas no guarda-roupa.

— Claro, mas escolhe logo isso, está quase na hora.

A roupa que Felix escolheu se assemelhava-se um pouco a minha, a diferença era apenas a cor e o modelo da blusa que ele usava, tirado isso, jeans e tênis, assim como eu.
Me desculpem mas eu sou o tipo de adolescente que só se dá bem com Jeans e tênis, se eu não estiver assim eu não me sinto bem vestido.

Nós nos encontramos com Jeongin em sua casa antes de nos juntarmos ao resto dos meninos no local marcado. Iriamos à um parque de diversões e eu estava ansioso. Não sei se por causa de Hyunjin – ok, talvez eu esteja saindo lentamente da fase de negação – ou por estar de fato saindo para me divertir. Vejam bem meus melhores amigos são Felix e Jeongin, e não costumamos sair para nos divertir, é sempre preferível ver filmes ou jogar conversa fora na casa de um dos três. Já por outro lado o garoto que eu gosto vai estar por perto e eu talvez tenha que me controlar pra acabar não sendo muito exagerado em alguns quesitos ou mesmo parecer um idiota na frente dele (não que isso importe, pf, claro que não.)

Quando chegamos, após comprarmos os ingressos, combinamos de não ir muito longe para que nenhum de nós se perdesse. Então todos começaram a se dividir em duplas. Minho e Jeongin seguiram para perto de uma barraca de algodão doce, Changbin e Felix seguiriam a direção de um brinquedo que eu não lembrava o nome, mas que parecia bem perigoso e quando me dei conta já estava sozinho com Hyunjin.

— Então... Só eu e você — ele sorriu, realçando a pintinha abaixo de seu olho.

Revirei os olhos e agarrei seu pulso esquerdo. — Eu quero me divertir. Sem tempo para os seus joguinhos hoje, vamos.

Sem delongas o puxei para um dos brinquedos mais tradicionais de um parque de diversões, mas não, eu não vou transformar isso num clichê, ou seja, esqueçam a roda gigante. Estou falando da montanha russa.

Enquanto esperávamos na fila o sol começava a se por e eu observava distraído. Sempre apreciei o por do sol, e admito que o fato de eu estar na companhia de Hyunjin me deixou um pouco eufórico.

Respirei findo tentando conter toda aquela animação repentina e tentei me focar em outra coisa. Faltava pouco para entrarmos.

— Er... Seungmin — Hwang apertou minha mão, chamando minha atenção. — Não sei se é uma boa hora pra dizer isso, mas eu tenho um pouco de medo de altura.

Notei que ele estava nervoso, olhando as voltas que o brinquedo dava enquanto nossa vez não chegava.

Suspirei.

— Quer ir em outro brinquedo, então?

Ele me olhou por uns cinco segundos antes de responder. Parecia estar analisando até a minha alma e eu, desviei o olhar envergonhado.

— Não. — sorriu. Bipolaridade? Talvez. — Só não larga a minha mão, ok?

Era impossível esquecer que nossas mãos ainda estavam unidas. Estavamos igual a um casal na fila para um brinquedo no parque de diversões. Ok talvez isso tenha se tornado um clichê sem que eu me desse conta.

Quando entramos no carrinho da montanha russa — ou, sei lá qual era o nome daquilo — nossas mãos se separaram por alguns segundos apenas para que o rapaz que estava supervisionado o brinquedo nos prendesse adequadamente, então logo a mão de Hyunjin se uniu a minha novamente. Desta vez num aperto ainda mais forte que o anterior.

Começamos a nos mover e a euforia que eu lutei para conter no meu peito, por conta do Hwang, voltou a crescer, só que dessa vez pela adrenalina. Eu sorri e esperei ansiosamente o momento q as engrenagens parariam de ranger pra fazer aquele treco subir e depois nós só cairíamos em alta velocidade.

Foi tão bom quanto eu imaginei que seria. Eu gargalhei em animação e Hyunjin em medo. Ele apertou minha mão como uma mulher em trabalho de parto, porém eu relevei. Alguns gritos foram inevitáveis, tanto da minha parte quanto da dele e quando nós estávamos com os pés no chão novamente eu suspirei ainda com um sorriso de orelha à orelha estampado no rosto. Ri mais ainda ao olhá-lo e ver que ele estava pálido.

— Não tem graça. Vamos — ele começou a me arrastar para algum brinquedo.

Fomos em mais ou menos quatro brinquedos antes de voltarmos e nos encontrar com o resto dos meninos. Após isso fomos todos juntos nos brinquedos que ainda sobraram e depois resolvemos que iríamos comer.

Estava tudo um pouco menos incomodo. Eu e Hyunjin não ligamos de andar de mãos dadas no meio dos nossos amigos, entretanto o que Jeongin me disse ainda rondava minha mente e por mais que ele tenha dito que não devo levar em consideração ele ainda é meu melhor amigo e não quero que ele saia magoado por minha causa.

Paramos em uma lanchonete no caminho que pegavamos para a escola. Quando nos sentamos um rapaz, que eu conhecia apenas de vista se aproximou e se sentou conosco.

— Hm... Olá — ele acenou.

Olhei confuso para Hyunjin mesmo depois de acenar de volta e ele sorriu, se aproximando do meu ouvido.

— É só um amigo nosso — sussurrou.

Balancei a cabeça em positivo e tentei ignorar o fato de um leve arrepio ter percorrido meu corpo com a aproximação.

O rapaz, que eu tinha certeza já ter visto em algum lugar, se apresentou com Han Jisung e sentou ao lado de Minho.

Estávamos divididos, sentados metade em um lado de mesa e metade do outro. Changbin e Felix pareciam desconfortáveis em estar sentados um de frente para o outro, e percebi que Jeongin segurava a mão do australiano.

Com mais alguns sussurros — nada convenientes, eu devo ressaltar — de Hyunjin, descobri que o tal Jisung era ex namorado de Changbin, e então me dei conta de que não era por causa de Felix que Changbin parecia desconfortável.

Depois de algum tempo, o clima foi voltando ao normal e quando me dei conta estávamos todos conversando, rindo e comendo.

[✿]

Voltamos à aquele mesmo clichê de sempre. No caminho para casa, o grupo se separou e Hyunjin e eu estávamos parados em frente a minha casa novamente. 

Nossas mãos unidas como havia ocorrido muitas vezes durante o dia me fizeram suspirar. Olhei para o céu e umideci os lábios. 

Embora nós nos vissemos a semana praticamente inteira, eu não queria que ele fosse embora. E por um momento quase deixei meu orgulho de lado para dizer isso. Quase.

— Eu acho que vou entrar... então — passei uma das mãos pela nuca. 

— Até a escola? — ele sorriu. Droga de sorriso lindo.

— Até. — sorri também. 

Nós nos beijamos e ele foi embora. Eu suspirei pela milésima vez e entrei, tentando conter meu sorriso. 

Minha mãe estava sentada no sofá, envolta em cobertas com um pote de sorvete pela metade nas mãos. Na Tv passava um dos meus romances preferidos: A Culpa é das Estrelas. Confesso, fiquei um pouco indignando por ela não ter me esperado para assistir, mas sorri.

— Cheguei — me escorei para seu lado e roubei uma parte da coberta, me encostando nela para terminar de ver o filme.

— Eu vi, tem uns dez minutos — ela levou uma colherada dr sorvete à boca e sorriu. — Colega, hm?

Revirei os olhos e ignorei a possibilidade de a minha mãe ter me visto beijando.

A noite se seguiu por apenas mais alguns minutos para mim, antes de eu adormecer vendo minha mãe chorar com a morte de uns dos personagens principais. 


Notas Finais


eu sei eu sei. eu mereço uma bela surra por demorar tanto pra atualizar, porém, é isto.

o capítulo não está lá essas coisas mas eu fiz o meu melhor :3

ignorem os errinhos e desculpem mesmo. eu não vou mais prometer atualizar rápido porque eu não tenho mais o tempo que eu tinha pra escrever, mas eu amo cada uma das minhas estórias e não vou largar nenhuma delas.

amo vcs, views eu double knot english ver. e beijos no core de vcs❤🌻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...