1. Spirit Fanfics >
  2. Viros 39 >
  3. Adaptação

História Viros 39 - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


voltando aqui com mais um capitulo de viros 39, espero que gostem

Capítulo 2 - Adaptação


Fanfic / Fanfiction Viros 39 - Capítulo 2 - Adaptação


depois daquela foto lembro-me de quase desmaiar de dor na cabeça, não encontrei uma alma viva no hospital ou em lugar nenhum, decidi fechar o hospital e viver lá até saber o que esta acontecendo ( ou o que já aconteceu ), avia arias lacradas com madeira que decidi não mexer nesses locais até ter certeza que não avia perigo ali, descobri que no hospital avia 5 blocos.
 o bloco A era a frente do hospital, onde ficava a recepção e a fila de espera, no segundo andar ficava algumas salas de atendimento como dentista, sala de vacinas, e salas de atendimento.
o bloco B guardava remédios, vacinas seringas, mais alguns remédios estragaram devido a falta de energia no freezer.
o bloco C tinha quase a mesma função, armazenar equipamentos médicos como macas, bisturis, desfibriladores e etc..., os outros blocos eu não chequei, as portas estavam fechadas lacradas ou trancadas, todas as entradas ou saídas do necrotério estavam seladas com exceção de uma que estava trancada, a unica chave estava num escritório no bloco A junto com muitas outras chaves, comecei a contar a água e suprimentos, não avia muito então eu teria que sair eventualmente para buscar mais.

4 DE ABRIL

era um fim de tarde, o sol já se recolhia para trás dos prédios, e nosso protagonista voltava para casa carregando um carrinho de compras com alguns suprimentos que avia coletado.

- não acredito que andei 4 quarteirões e não encontrei niguém! - questionava-se, " tirando animais todos os seres humanos evaporaram ", voltando para o hospital, ele guardou suas coisas e voltou para o escritório em que costumava dormir, o escritório era simples, meio acabado, avia algumas rachaduras mas a maioria ele avia colocado quadros para disfarçar, sua mesa ficava no meio, era grande e avia um mapa feito a mão para ele se localizar melhor, na parede oposta da janela avia uma inmensa cartolina azul com tachinhas que ligavam fotos, cartazes ou qual quer evidencia que esplicasse qualquer coisa que ouvesse acontecendo com a humanidade, " muito bem, os jornais pararam de ser fabricados em 16 de janeiro até onde eu sei, então algo entre 16 a 17 de janeiro para parar as produções grandes, mais deve ter acontecido muito derre pente para não mencionar isso nos jornais, a pocibilidades de ter acontecido uma guerra, mas não esta registrado nada nos jornais que eu consegui, um ataque nuclear é bem pocivel, mais é muito improvavel, aliens? ", ele se senta na cadeira cansado, e tira a foto dele com seus ( amigos ) do bolso, " quem são vcs? ", se pergunta, ele olha para janela e vê que já vai escurecer, ele vai até o armário e abre a porta, avia um buraco na parede que liberava uma sala com uma maca no canto, uma espécie de prateleira improvisada no lado, e em cima avia um copo de água, ele se sentou na cama e pegou o copo, olhou para a janela, tinha vista para o estacionamento, e o um poste no meio do lugar deixava uma luz cair ate um banco de madeira, ele bebeu a água e se deitou, colocou a mão no bolso para retirar a fotografia e a observou.

- boa noite -.


Notas Finais


desculpem se nesse capitulo foi meio parado mais no prosimo vai ter mais ação, eu prometo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...