História Virtualmente Apaixonados - Vkook - Taekook - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys (BTS), Jihope, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonmin
Visualizações 197
Palavras 1.550
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Meu Deus, muito obrigada pelos favoritos, comentários e seguidores só com o 1° capítulo ❤❤
Eu não esperava que fosse tão bem assim.
Boa leitura ❤🍪

Capítulo 2 - Amor a primeira conversa


— Esse aqui...

Após praticamente sussurrar tais palavras, Jimin me encara com aquela cara de “onde foi que eu errei?”. Não me julguem, estou realmente intrigado com esse tal V... Eu sei que o fato dele não usar a foto ou o nome, o torna um sequestrador em potencial, mas eu faço a mesma coisa, e o maior crime que cometi foi não dar biscoito para meu irmão. (Ele fica assustador quando negam comida a ele).

— Jungkook... Me diz que não tá falando sério...

— Jimin! Você me deu essa ideia! Agora vou levá-la até o fim, você gostando ou não!

— Tá bem... Promete que vai tomar cuidado?

— Eu prometo!

— Conversa com ele.

Eu paralisei por um segundo. Até o momento, não tinha parado para pensar nessa parte. Sobre o que eu deveria conversar? Como eu deveria começar... Com um simples “oi”?, Com um boa tarde? E se ele achar minha conversa entediante? E se ele me bloquear? E se eu falar algo errado? E se-

— JUNGKOOK!

Jimin gritou tão alto que eu saí do meu transe e soltei um “gritinho”. Bem, na verdade isso é comum. As pessoas dizem que quando penso muito fico em transe, e faço uma cara “assustada”. Jimin chama isso de Jungshok, e eu odeio. Mas eu me vingo chamando ele de baixinho.

— C-conversar com... Ele?

— Não, enfiar ele no cu.

— Que horror Jimin!

— Só abre a conversa, eu vou te dizer como conversar com alguém de verdade, como ser um encantador de novinhos!

— Aqui diz que ele tem 22 anos...

Jimin rapidamente clica para conversar com o tal V. Eu começo a tremer e suar muito. Não me julgue, eu estou nervoso, essa pessoa pode ser o amor da minha vida, ou um assassino em potencial, que vai pedir para me encontrar no calabouço, então vai sacar sua arma e-

Antes que eu conclua meus estranhos pensamentos, Jimin estrala os dedos na minha cara, e eu saio do transe. (Sério, as vezes eu odeio ser eu).

— Jungkook, se concentra! Relaxa, inspira e respira!

— Jimin, você é a última pessoa no mundo que pode me dizer para ficar calmo...

— Da logo oi pra ele!

Eu engulo em seco. Apesar de não confiar em Jimin, eu sigo o conselho dele e inspiro e respiro várias vezes, até estar tranquilo o suficiente. Eu finalmente mando minha primeira mensagem. Jimin da um sorriso satisfeito e suspira de alívio.

Kookie:

— Boi!

Ok, a culpa foi do corretor, talvez um pouco dos meus dedos que estavam tremendo... Parabéns Jeon Jungkook, você conseguiu estragar tudo com um mísero oi! Que tipo de pessoa faz isso?

— Jimin, O-o que eu faço?

— Desculpa Jungkook, eu tenho que ir, a gente se fala!

— O QUE!? Não pode me abandonar assim!

— Adeeeeeeus!

Ele sai pela porta com um sorriso cretino. Olha, eu posso até ser paranoico, mas tenho certeza que isso era só uma desculpa para ele ir embora e não ter que presenciar essa conversa vergonha alheia.

Eu respiro fundo e olho para o computador, ele mandou uma resposta...

V:

— Vaca.

Sinceramente, eu não sei como deveria reagir a isso... Ele entrou na brincadeira? Ou ele tá me xingando? Não, ele sabe que sou homem... Ou ele é louco e eu deveria encerrar a conversa aqui?

Quer saber, eu já comecei, tenho que terminar!

Kookie:

— Então, o que te trás aqui, V?

Eu sei, sou péssimo em começar conversas. Além disso, isso foi uma pergunta idiota, a resposta é tão óbvia!

V:

— Eu procuro um namorado ;)

Ótimo, me sinto mais idiota ainda. Estou curioso sobre o que ele deve estar pensando de mim...

V:

— Por que o nome Kookie?

Hey, ele fez uma pergunta interessante.

Kookie:

— É minha comida favorita ❤🍪.

Mas e você? Por que o nome V?

V:

— É V de vitória.

Sabe, talvez o tal V não esteja me achando estranho afinal... Acho que posso ter uma conversa de verdade agora... É como se ele me trouxesse confiança... Estranho...

Kookie:

— Do que você gosta? Além da letra V, haha.

V:

— Gosto de cookie...

Tá bom, ele é realmente imprevisível. Mas eu gostei disso, embora tenha ficado corado com essa “cantada”.

Kookie:

— Engraçado, você tem senso de humor, então?

V:

— Sim, e também tenho muitas coisas que você pode descobrir...

Ele é realmente atirado... Nesse momento, eu deveria parar de conversar antes que ele mande uma foto do pênis, mas eu estava realmente entretido com aquilo... Eu quero descobrir essas outras coisas!

Conversamos por um bom tempo. Falávamos sobre coisas aleatórias, como que tipo de filme gostamos, que tipo de roupas... Aliás, ele é extremamente fan da Gucci, ele mesmo falou que quase colocou “Gucci boy” como nome no A.A (Anônimos Apaixonados).

Quando me dei conta, já era noite, e minha mãe estava gritando com todas as suas forças para que eu desligasse o computador e fosse dormir. De onde eu tirei tanto assunto para conversar até agora?

Kookie:

Tenho que ir, bons sonhos.

V:

— Com certeza terei. Nos falamos amanhã?

Kookie:

— Claro!

Assim que desligo o computador, me jogo na cama. Eu nem percebo o quanto estou corado, e sem um motivo aparente, eu agarro o Bunny (meu coelho de pelúcia, não me julgue, ainda sou uma criança de 16 anos). Solto um pequeno gritinho e dou um sorriso bobo.

Sim, eu fiz isso! Dá pra acreditar? Por que eu tô tão feliz? Foi uma mera conversa com alguém que eu nem conheço... Bem, devo estar tão feliz porque isso foi o mais próximo de um encontro que eu já tive... É, eu tô ficando louco.

Adormeço abraçado com o Bunny.

★★★

— É sério Jimin! Ele fala de tantas coisas incríveis! É divertido, e tem ótimas cantadas!

Eu tagarelava sem parar. Qual é, eu estava muito feliz! Vocês não podem me julgar por ficar falando 1 hora seguida para o Jimin em como o meu quase namorado virtual é incrível!

— Você já disse isso Jungkook... — Ele suspirou cansado.

— JIMINIE!!

E aí vem outro louco. Esse é Hoseok, gritando o nome do Jimin... Ou melhor, o apelido carinhoso que ele deu.

— HOBI!

O Jimin também é um louco que deu um apelido.

— Então, o encontro tá de pé, né? — Hoseok perguntou fazendo “carinho” no rosto de Jimin.

— É claro!

— Você tá animado Jungkook?

— Hã? — Eu tive que calcular um pouco para entender o que ele queria dizer. — Ah, bem, se divirtam sem mim, eu tenho compromisso.

— Que pena...

Jimin estranhou o fato de eu ter mentido, mas eu não posso simplesmente contar a verdade e dizer que não quero sair com Hoseok. Ainda mais ele sendo tão gentil assim.

— Saiam da frente!

Nós três nos afastamos para que o furacão passasse. Quem é o furacão? Esse é Min Yoongi, é baixinho igual o Jimin, mas é muito mais perigoso. Ele e Hoseok eram bem próximos, mas quando Hoseok começou a namorar, eles se afastaram. Por conta disso, as vezes ele fica com raiva de nós sem motivo, mas está bem longe de ser uma má pessoa, afinal eu sei como ele se sente...

A primeira aula era de educação física. Por incrível que pareça, eu costumo me dar bem nesse tipo de coisa, não sou o mais atlético do mundo, mas me mantenho em forma.

Nós três fomos juntos até a quadra. Hoseok e Jimin conversavam sobre o encontro, já eu pensava no tal V... Acho que nunca pensei tanto numa letra, nem quando tava estudando elas. Eu poderia chamar de amor a primeira vista, mas a gente nunca se viu... Seria... “Amor a primeira conversa?”

Jimin me beliscou, provavelmente para me tirar do meu transe. Eu olhei e já estávamos na quadra. O professor disse que iríamos jogar basquete. Eu pude ver um sorriso de vitória no Yoongi, ele ama basquete com todas as suas forças, provavelmente porque é o único esporte que ele é realmente bom.

Fomos divididos em 3 times, então o time vencedor da primeira partida, iria contra o time que estava sentado. Por sorte, fiquei no 3 time, então até algum time ser vencedor e eu ter que jogar, tenho tempo para conversar.

Olhei para ter certeza que o professor não estáva olhando. Peguei meu celular e entrei no A.A. Fui até o perfil do V, pronto para iniciar uma conversa. Espero que ele não esteja no trabalho numa hora dessas.

Não podia aguentar minha empolgação, ia começar a conversar, quando uma MALDITA bola, bateu na minha barriga com a força de um mamute. Eu não tô zoando, foi tão forte que quase cai do banco.

Alguns cuzões riram, já Jimin, Hoseok e Yoongi foram até mim com preocupação. Sinceramente, eu nem conseguia pensar direito. Parecia que tinham explodido uma bomba no meu estômago. Eu apertei o local com força, esperando que passasse, mas eu já estava prestes a morrer ali mesmo.

— Me desculpa!

Gritou o infeliz que me acertou a bola e veio correndo em minha direção. Finalmente vi o rosto dele, e eu estou planejando a minha vingança.

Quem era o filho da puta?

Kim Taehyung, é claro!


Notas Finais


Gente, vocês gostam de capítulos mais longos ou mais curtos? Quero fazer o melhor pra vocês, então me digam aí que o próximo capítulo vem do tamanho que vocês quiserem.
Bjs com cookie ❤🍪


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...