História Viva o Amor - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Laura Prepon, Orange Is the New Black, Taylor Schilling
Personagens Alex Vause, Laura Prepon, Personagens Originais, Piper Chapman, Taylor Schilling
Visualizações 188
Palavras 2.301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pessoal durante esse mês vou postar os capítulos demorados de um ao outro, porém, provavelmente a partir do mês que vem volto a postar normalmente.

Espero que estejam gostando !

Capítulo 19 - Viagem 1.0


Fanfic / Fanfiction Viva o Amor - Capítulo 19 - Viagem 1.0

Taylor


Acordei bem cedo e Laura ainda dormia, normalmente ela acordava primeiro mas o cansaço havia tomado conta da.  Hoje gravariamos intensamente como ontem, e assim que terminamos vamos direto para Los Angeles.  Aproveitei que Laura ainda dormia pra poder tomar banho e me arrumar.

Entrei no chuveiro e não demorei muito. Fiz apenas o necessário e logo sai, coloquei uma roupa confortável e em seguida voltei ao quarto para acordar Laura para se arrumar e irmos para o set.  Dei um beijo no rosto de Laura e a acordei chamando bem baixinho.

-Amor, acorda!-Falei acariciando seus cabelos

-Eu tô muito cansada! - Ela respondeu com a voz carregada de sono.

-Eu sei disso. Mas temos que trabalhar não é? !- Falei rindo enquanto beijava seu lábios. 

-Tá bom. Vou levantar!- Ela se levantou devagar e foi direto para o banheiro se arrumar.

Eu desci para preparar o café da manhã e como não sei cozinhar como Laura, faço sempre minha única especialidade.  PANQUECAS. Como Laura sabia que eu não era muito boa na cozinha, a comida ficava por sua conta. Porém,  as vezes eu a ajudava ou fazia panquecas quando ela se encontrava cansada como está hoje.

Preparei as panquecas e dessa vez queria deixar-las um pouco menos repetitivas,  então optei por jogar canela por cima e fazer um suco natural para acompanhar. Fiz tudo isso e depois servi em dois pratos para mim e para Laura. Quando eu coloquei as coisas encima do balcão para comermos Laura entrava na cozinha e como sempre zombando das minhas panquecas.

-Que cheirinho bom. A posto que você fez algo que não está repetitivo demais não é amor? -Falou rindo enquanto me agarrava pela cintura.

-São panquecas sim. Mas eu joguei canela e fiz um suco pra gente.- Falei rindo junto a ela encostando nossos lábios um ao outro. 

-Eu gosto das suas panquecas, gosto bastante. E você não é a melhor cozinheira mais é um excelente prato principal! - Laura falava me puxando mais para si com outras intenções. 

-Ok.  Paramos por aqui. Temos muito trabalho hoje, então vamos comer e ir logo para o set. -Falei me sentando no balcão a deixando apenas na vontade.

-Droga Taylor!-Falou bufando enquanto sentava pra comer.

Comemos entre brincadeiras e beijos e claro que Laura não parava de fazer piadas com minhas panquecas,  talvez ela esteja passando tempo de mais com a Natasha.  Após comermos deixamos toda a louça limpa e depois fomos no meu carro para o set.

Assim que Laura estacionou o carro Tacho vinha em nossa direção com cara de boas noticias então me apressei em perguntar.

-O que aconteceu pra você está tão feliz logo cedo?-Falei chegando perto dela.

-Primeiro bom dia. E segundo,  eu sempre estou bem humorada!-Falta com orgulho.-E acontece que Jenji deu a semana de folga para todo mundo.  Ela disse que alguém levaria como injustiça por vocês serem as principais tinham folga e então decidiu que todo mundo teria o mesmo tempo afastado das câmeras. 

-Caramba.  Que sorte em! Você vai pra algum lugar com a Yael?-Perguntou Laura que chegava logo atrás de mim.

-Infelizmente ela quer ir visitar a família! -Falou um pouco frustrada

-E isso não é bom?-Perguntei rindo.

-Não muito, até porque vou conhecer meus sogros né ?!-Falou entristecida.

-Conhecer os sogros não é a pior coisa do mundo Lyone. -Laura falava rindo de Natasha. 

-Você é doida. Sua sogra te odiava, não sei o que você fez para mudar as coisas -Falou tirando onda.

-Apenas deixei ela me conhecer bem!-Afirmou Laura.

-Queria ter um pouco dessa coragem toda.-Falou Natasha rindo.

-Para de ser boba. Você vai ver que não é tão ruim.-Laura falava na expectativa de convencer Tacho a ir de bom grado a casa dos pais de Yael. 

-Vamos ver!-Falou se dando por vencida.

Depois de uma longa conversa com Laura e Natasha sobre ser ou não difícil de se lidar com os sogros, decidimos então ir nos arrumar para gravarmos mais um bocado hoje. Nick foi para seu camarim e Laura veio até mim para se despedir e desejar um bom dia de trabalho,  claro que achei muito fofo da parte dela fazer algo do tipo. Até porque ela não é tão meiga assim, mas convenhamos. Desejei o mesmo a ela e logo em seguida seguimos cada uma para seu camarim.

O dia começou pesado, várias cenas estavam sendo gravadas e todas nós estávamos dando nosso melhor para não cometermos erros e termos que regravar. Jenji estava bem calma como sempre,  e também muito motivadora nos disse para nos acalmarmos e mantermos o foco,mas claro, sem deixar os sorrisos e brincadeiras de lado, pois é essencial. E assim foi se passando o dia, entre filmagens e brincadeiras, alguns erros e muitos acertos. Porém,  todos valeram a pena, tanto os erros como os acertos. Valeram a pena porque o que é a vida se não uma corrente de erros, acertos e tentativas de mudar erros passados.

O final do dia havia chegado e com ele o cansaço e o sono.Todos nós do set terminamos nossas gravações "antecipadas" e logo em seguida foram todos se trocar. A maioria estava animado porque iriam se diverti a bessa nesses dias, não era bem o caso de Tacho, mas tirando ela não encontrei mais ninguém reclamando. Depois que terminei de me arrumar, fui procurar Laura para voltarmos para casa e podermos nos organizar pra viagem de mais tarde. Ela estava acompanhada de Uzo e Jackie, pareciam conversar então fui até elas para apressar Laura.

-Temos que ir!- Falei chegando por trás de Laura falando bem em seu pescoço podendo sentir cada parte sua arrepiar.

-Eu já estava indo.- Respondeu virando o pescoço e passando a mão no local onde a deixei mais arrepiada. -Bom meninas, o papo taxa bom porém,  tenho um vôo pra pegar ainda hoje. -Disse para as garotas se despedindo.

-Boa viajem pra vocês!  -Falaram se despedindo de nós e saindo para o estacionamento. 


   Alex

 

Apesar de cansativo o dia foi bem agradável, mesmo de trás das câmeras continuamos mantendo o riso. Tivemos tempo para gravarmos bastante cenas e também tivemos tempo para brincarmos uns com os outros, Jenji foi uma das pessoas que mais se divertiu hoje. Claro que na maioria  dos momentos mantemos o foco nas gravações, as vezes até mesmo o trabalho duro consegue tirar de nós brincadeiras e risadas.

Quando o dia terminou fui direto pro camarim trocar de roupa, e quando terminei fiquei a espera de Tay acompanhada por Uzo e Jackie. Ficamos durante um tempo conversando sobre o cansaço que as gravações estavam nos dando e logo Taylor apareceu, mas claro que não chegou de forma modesta. Ela preferiu falar com o tom baixo e provocativo junto ao meu pescoço provocando em mim arrepios incontroláveis que lhe custariam caro em um outro momento. Após nos despedirmos das garotas fomos direto para casa, lá ainda teríamos que arrumar uma pequena mala para podermos viajar. Eu como na maioria das vezes fui dirigindo, e o trânsito cooperou gentilmente para que chegássemos rápido em casa. Vinte minutos e já havíamos chegado, peguei nossas bolsas e depois logo subimos pelo elevador. Ninguém merece após um longo dia de trabalho subir escadas! Assim que entramos em casa subimos as duas para arrumar as coisas, Taylor era claramente mais paciente que eu para arrumar malas, tanto que viu minha impaciência e praticamente me expulsou do quarto.

-Laura, vai tomar banho vai!-Falou me tirando de perto da mala.

-Nossa, acho que não tô fedendo assim!-Respondi me cheirando.

-Não é seu cheiro, e sim sua impaciência para arrumar as malas-Falou me beijado docemente. -Pode ficar tranquila que eu termino isso. 

-Você quem sabe - Respondi a beijando e em seguida indo direto para o banho.

Liguei o chuveiro e deixei que a água caísse sem me mexer, na medida em que as gotas de água caindo em cima de mim, eu relaxava, a temperatura da água estava excelente. fiquei relaxando durante alguns minutos sem pensar em absolutamente nada,apenas sentido as gotas d'agua caírem até ouvir Taylor me chamar.

-Amor! -Falava batendo na porta do banheiro com  apenas a cabeça para dentro

-Pode falar.-Respondi abrindo os olhos.

-Posso entar?-Perguntou sorrindo colocando as pernas nuas para dentro.

-O que você não pede nua que eu não aceito agradecendo?-Respondi totalmente perdida em suas curvas. -Quero dizer... Deixa pra lá!  Não vai entrar?-perguntei mudando o assunto

Taylor entrou no chuveiro comigo e me pediu pra mim esfregar suas costas, e eu fiz, enquanto esfregava suas costas admirei cada traço de sua coluna. Passava a esponja em cada parte com delicadeza,  suas pequenas pintas eram quase imperceptíveis,  porém,  eu estava totalmente perdida em seu corpo. Cada pinta, mancha ou cicatriz chamava atenção de uma maneira boa, eu estava louca para toca-la,  mas tínhamos que nos arrumar para pegarmos o vôo no horário.  Terminei de ensaboar Taylor e depois ela fez o mesmo comigo, pouco tempo depois saímos do banho juntas e fomos ao quarto nos trocarmos. 

Após nos vestirmos, peguei a mala e os documentos e logo em seguida liguei para um táxi para nos deixar no aeroporto. Enquanto esperávamos liguei para Natasha para dizer que ficaremos sem conexão por um tempo até chegarmos em Los Angeles. 

-Fala Prepon!-Falou entusiasmada.

-Só queria avisar que vamos ficar sem conexão até chegarmos em Los Angeles,  então assim que chegarmos lá mando mensagem tá. -Falei devagar para que entendesse. -E você já está na casa dos sogros? 

Tudo bem, quando chegarem mandem mensagem -Respondeu. -sim, já estou na casa deles e você tinha razão, eles não são tão ruins!-Falava entusiasmada. 

-Eu disse que não seria chato!-Falei olhando para a janela avistando o táxi se aproximando. - Agora tenho que ir até logo e juízo Lyonne. -Falei desligando o telefone.

Descemos e entramos no táxi, fomos até o aeroporto sentadas uma ao lado da outra,  e tay estava com a cabeça encosto em meu ombro, fomos o caminho todo caladas e parece que o tempo cooperou,  porque chegamos rapidamente no aeroporto. Chegamos justamente na hora, assim que chegamos nosso avião já estava em chamada para o vôo,  as passagens já estavam em mãos e logo estávamos dentro do avião. Taylor e eu estávamos bem cansadas por conta do trabalho, e a única coisa que eu queria mesmo era poder chegar logo em Los Angeles,  descansar e aproveitar esses dias sem câmeras com Taylor. Notei que ela estava muito quieta, e quando virvir virei para olha-la ela já estava dormindo. Ela era bem preguiçosa,  mas dessa vez eu a entendia o dia tinha sido bem cansativo mesmo e ela merecia um tempo de descanso. A temperatura dentro do avião era bem baixa, e Taylor está arrepiada com o frio que está dentro do avião,  sua blusa estava em suas mãos então a peguei e a coloquei por cima de seu corpo para poder mante-la quente.   Coloquei meus fones de ouvido  para relaxar um pouco dentro do avião, e a música está boa porém, Taylor chamava mais minha atenção. Seu belo rosto agora estava encostado em meu ombro, e mais uma vez me perdi em sua beleza e a admirei durante muito tempo até cair no sono junto ao seu corpo.

Acordei com a aeromoça me chamando dizendo que já tínhamos chegado em Los Angeles,  me apressei para acordar Taylor,  porém,  fiz isso com cuidado para não assuta-la.  Chamei poucas vezes em seu ouvido e logo ela despertava aos poucos, levantava os braços se espreguiçando de uma maneira engraçada me fazendo rir.

-Acorda preguiçosa! -Falei beijando seu rosto.

-Já chegamos?-Perguntou com a voz manhosa de sono.

-Sim. Chegamos!-Respondi me levantando e a ajudando a levantar.

Taylor ia acordando aos poucos, e sua barriga roncava brutalmente fazendo diversos barulhos engraçados que me faziam rir com da vez mais. Liguei para Fred.  Ele era meu motorista e cuidava da casa junto dos outros funcionários enquanto eu estava fora, pedi para que ele me buscasse aqui no aeroporto de los Angeles rápido e logo concordou. 

Taylor ainda estava sonolenta,  e eu não vou mentir, também estou exausta.  Taylor encostou em meu ombro e eu a abracei tranquilamente, paparazzis não eram problema como em nova York,  aqui era mais tranquilo em todos os sentidos. Minutos depois de eu desligar o telefone Fred chegou e estacionou o carro em frente ao aeroporto.

-Olá senhorita Laura, bem vinda de volta!-Falou comigo pegando a mala para colocar no carro.

-Olá Fred!  -Olá cumprimentei com um sorriso.- Essa é Taylor, ela ficará alguns dias comigo lá em casa. Esse é Fred amor, ele cuida de tudo em minha casa quando não estou.

-Olá senhorita,  é um prazer conhecê-la! -Falou esticando a mão em gesto de comprimento a Taylor

-O prazer é meu! -Respondeu o cumprimentando. 

-Bom vamos indo porque estamos exaustas!  -Falei abrindo a porta do carro para Taylor e me sentando ao seu lado.

Abracei Taylor e ela encostou a cabeça em meu peito,  fomos o caminho caladas Tay estava atenta com o caminho, seus olhos brilhavam com as luzes de los Angeles,  ela parecia gostar da aí sabem do local tanto que soltou de mim e se aproximou mais da janela para ver melhor.  Fred nos olha com um olhar desconfiado,  para todos meus funcionário eu apenas me relacionava com homens, mas teram uma grande surpresa em saber que Taylor mudou isso. O caminho ia se passando e Taylor prestando atenção cada parte que passávamos cada vez mais encantada.


Taylor


O caminho até a casa de Laura estava me encantando, Los Angeles parecia ser incrível,  tantas luzes espalhadas assim como em nova York, só mudava a paisagem e pontos turísticos que eu adoraria visitar. O caminho não foi longo,  em poucos minutos chegamos na casa de Laura.  Bom, pelo menos pra mim foi pouco tempo, a paisagem de Los Angeles estava tirando toda minha atenção,  então não tive muita noção do tempo. Assim que o carro estacionou e eu sai dele ouvi um barulho como se tivesse alguém bem barulhento correndo em minha direção e quando me virei fui derrubada no chão sem nem conseguir ver quem ou o que havia me derrubado.




Notas Finais


O capítulo de hoje foi voltado a um pensamento de Taylor sobre erros e acertos. E com isso me veio a cabeça que não podemos nos deixar levar por vencidos quando erramos algo, e sim que temos que tentar novamente até conseguir o resultado final. Porque se deixarmos algo nos derrubar quando erramos, ficaremos no chão muitas vezes.

*Reflexão*

Nunca tenha medo de errar,mas sim medo de não arriscar e perder opurtunidades reais de ter uma vida melhor e de ser feliz .. Nunca perca a fé,a esperança e a auto estima. afinal são elas que nos dão força e sentido a vida ! -GUILHERME ALBUQUERQUE


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...