1. Spirit Fanfics >
  2. Viva o novo Rei >
  3. Objetivos versus obstáculos

História Viva o novo Rei - Capítulo 1


Escrita por: e tuty067hunter


Notas do Autor


Tô tão feliz que estamos cumprindo com a finalidade do concurso , e todos estamos colaborando para isso . Parabéns a todos que leram , comentaram e favoritaram todas as maravilhosas fics da primeira etapa
👏👏👏💛💛
Espero que nessa segunda também tenhamos estória maravilhosas e cheias de imaginação como essa feita ppr mim e pela Tuty067hunter. Enfim, esperamos que gostem ♥️♥️

Capítulo 1 - Objetivos versus obstáculos


Fanfic / Fanfiction Viva o novo Rei - Capítulo 1 - Objetivos versus obstáculos

Jared observava o anjo ajudando as pessoas no orfanato, observava as criancas em volta dele rindo, se divertindo e se perguntava qual o sentido disso. Há alguns dias foi designado a para acabar com a vida do anjo que vinha prejudicando os negocios do inferno. O que ele não sabia é que seu corpo imediatamente reagiria a beleza pura e inocente do loiro, fora que ele tinha uma boca que lhe fazia pecar , como se já não tivesse no inferno a tempo e, contando que esse que lhe fazia pecar é justamente aquele que deveria ensinar as lições divinas . Ele também tinha enormes olhos extremamente verdes, que hipnotizava até o mais sádico do inferno, como o seu mestre , Azazel que era quem ocupava o trono lá embaixo e foi ele quem lhe enviou nessa tarefa. Quem sabe antes de concluí-lá, consiga alguma coisa do anjo.

Viu ele olhar em sua direção e se escondeu atrás da parede de fora do orfanato. Sabe que o anjinho podia sentir sua presença, só não tinha idéia se ele sabia de que ser se tratava. Quem sabe mais tarde faça uma visitinha a ele. 

Jensen foi designado a terra com a finalidade de espalhar o amor entre os humanos. Ele não tinha muita experiência em ser anjo e também nunca em sua experiência de vida esteve na terra , por isso não sabia identificar ao certo a presença que vem lhe seguindo há alguns dias , só sabe que tem uma energia muito forte e poderosa . Sabia que deveria se preocupar, sempre buscou o melhor das pessoas, e apesar de saber não se tratar de uma pessoa , estava tentando ao máximo não se desesperar. Não fazia idéia do que fazer nesse tipo de situação.

Já estava anoitecendo quando saiu do orfanato, vinha aqui sempre para ajudar levar amor àquelas crianças ,amava ver o sorriso inocente naqueles rostinhos da bela criação do seu pai. Se despediu da diretora que tomava conta do lugar , e segui seu rumo entre os bercos estreitos ,quando sentiu aquela presença se tornar mais forte , virou a esquina e comecou a andar mais rápido, sua respiração se intensificou quando sentiu algo o seguindo, virou pra trás e suspirou aliviado ou ver um gatinho , que muiou pra si. Se abaixou e comecou a fazer uma carinho na cabeça do gatinho.

- Oi criaturinha, você deve está com muita fome! O que acha de vir comigo heim? - Pegou o gatinho no colo e se levantou , virando de volta ao seu caminho quando colidiu com um muro de músculos e quase caiu se não fosse o braço forte que o segurou. - O-o que você quer comigo? Por-por que você tá me seguindo ?- Peguntou tentando manter a voz firme.

Jared seguiu o anjo quando esse saiu do orfanato depois de passar alguns minutos conversando com uma mulher com um terninho horrível. Revirou os olhos com a demora do loiro em seguir seu caminho , quando finalmente viu ele se despedir de uma criança que veio lhe abraçar , pegando-a no colo e dando um beijinho na cabeça dela." Tão certinho que chega a ser irritante " pensou com desdém.

Viu ele seguir em direção a um beco e o acompanhou de perto, observando-o tensionar os ombros ao sentir sua presença, ouviu sua respiração se tornar mais alta , e seu medo aumenta. Voltou a dobrar a esquina e em um piscar de olhos estava a alguns metros dele sem que o alerte de sua presença , viu ele se abaixar para fazer carinho no gatinho, e gemeu ao ver a bundinha redonda marcar mais ainda o jeans. E mais uma vez em um piscar de olhos se aproximou do dele, sentindo ele colidir em seu corpo, e o impacto jogar o loiro pra trás e o segurou forte impedindo ele de cair. - Tá perdido, anjinho?

A aproximação do corpo dele com o seu, lhe permitiu sentir o cheiro gostoso do anjo , o prendeu contra a parede e aproximou o rosto do pescoço dele e respirou forte. Sentiu ele tentando se livrar de suas " garras" se afastou com seus olhos completamente brancos de desejo , e viu ele lhe olhar com olhos assustados. - Hei calminha, eu não vou machuca- lo.

Jensen viu os olhos totalmente branco  do desconhecido como os de um demônio, não de um demônio qualquer  mas o da mais alta patente e comecou a se desesperar , sua respiração ficou presa nos pulmões , sentiu ele o prender contra a parede e tentou manter a voz firme.

- Me solta ou você ira ter que enfrentar a fúria de Deus!- Sua tentativa de se mostrar forte aparentemente não estava convencendo o Demônio, que o pressionou mais forte contra a parede. Sentiu algumas coisas estranhas percorrer seu corpo e não entendeu ao certo o que se tratava. - Me deixa em paz , se você  acha que pode me intimidar,  não  pode está  mais enganado, não tenho medo de você ,posso estalar os dedos e te fazer virar pó !

Jensen mais uma vez tentou se afastar, mas sua tentativa em vão parecia fortalecer mais o aperto do outro contra seu corpo. Sabia que era justamente o contrário, esse Demônio poderia lhe matar em um piscar de olhos. Pertencia a última patente dos anjos e não tinha tanto poder para comparar com o dele.

- Eu posso sentir o cheiro do seu medo anjinho, isso me excita de forma insana , e Deus ele não liga com o que acontece com os qualquer ser além dele próprio. Você é um Anjinho muito especial eu adoraria te levar pra minha cama , e tirar toda essa sua inocência que me deixa completamente louco. - Soltou o Loiro e olhou no fundo dos seus olhos se sentindo hipnotizado com a profundeza deles.

- O que eu faria na sua cama , se você não sabe: eu não preciso dormir. - Jensen sentia a respiração dele em seu rosto via aqueles olhos de agora cores infinitas lhe fitar com extrema atenção e pela primeira vez em sua vida se sentiu vulnerável, viu ele encostar a boca na sua e dar um beijo? Sim um beijo em seus lábios ! Sentiu seu corpo reagir de maneira estranha.

- Eu poderia te mostrar um céu diferente do que você conhece anjinho, lá onde vocês vivem não lhes ensina a se divertirem devidamente . - Jared via os olhos arregalados dele e comecou a rir , passou o polegar em seu lábios e sumiu deixando um Jensen completamente confuso para trás. O que acabou de acontecer ?

Pegou o seu agora gatinho e seguiu seu caminho , sem saber o que são essas sensações em seu corpo.

****

Dias se passaram e Jensen não sentiu a presença daquele petulante por perto, se sentiu vazio por dentro não tinha ideia do porque . Sabe que aquele demônio mexeu de alguma forma consigo só não sabe como.Tinha que dá um jeito de reverter qualquer feitiço que ele jogou em si . Estava a caminho do orfanato , passou por uma padaria e comprou alguns pães para dar pra alguns moradores de rua , distribuiu e em seguida se sentou em um banco no parque em frente a um lago, e fez o que sempre fazia, jogou alguns pedaços para os patos, quando sentiu a presença que há  dias vem lhe atormentando - Tá perdido, anjinho?

Jensen se apavorou ao ouvir tal voz, mas não ia demonstrar que estava com medo ou que estava sentindo algo a mais ao vê-lo de novo.

- O que você quer ?Já disse pra mim deixar em paz- Falou firme . Parece que já se acostumou com a presença do outro , mas isso não anulava completamente o medo que sentia perto dele.

- Eu só não entendo porque ele colocou a árvore no meio do jardim! -Falou se sentando ao lado do loiro , que se afastou.

- Do que você tá falando?- o anjo perguntou confuso.

- Deus, ele não faz o menor sentido! porque ele não colocou a árvore na lua ou em qualquer outro lugar ? E também qual é a finalidade de ter o conhecimento do bem e do mal se para a maioria dos humanos isso não  é levado em conta ? Na minha opinião é muito drama- O moreno falou com desdém

- Você não deve questionar os planos de Deus, eles são inefáveis! -Falou indignado. Como esse Demônio pode contestar a palavra de Deus?

- Vocês anjos são tão cegos! - Revirou os olhos. Tem feito muito isso ultimamente.

-Porque você está de prato furado ? Não é feitio de demônio ! O que você quer afinal ? - pergunto novamente o loiro curioso , afinal se ele quisesse lhe matar já teria feito.

-Que prato?

-É uma expressão humana! - Respondeu o loirinho com uma expressão orgulhosa de si mesmo por estar aprendendo a conviver com os humanos.

- É papo furado ! - Jared só podia estar louco, mas àquela carinha decepcionada do loiro foi a coisa mais fofa que ele já viu! E que o inferno o condene ,mas ele nunca desejou algo tanto quanto desejou esse anjinho inocente.

- Ohh- Estava realmente triste por não estar tão bem quanto Pensava.

-Como se chama demônio? - Perguntou curioso.- Por que tá me seguindo todo esse tempo e nunca fez nada comigo ?

Jared amava quando o loiro tentava se fazer de Durão, mas sabia que eles está morrendo de medo.

- Já te disseram que você é muito curioso ? Eu me chamo Jared e isso é a unica coisa sobre mim que você vai saber , além de claro saber que eu sou um demônio. Até mais loirinho, tenho negócio  a tratar .- Sumiu mais uma vez de forma inesperada.

Antes que jenssen pudesse assimilar que estava falando com o futuro Rei do Inferno, ele simplesmente desapareceu. - É Jensen! -Seguiu sue caminho pro orfanato se sentindo vulnerável, o que nunca havia sentido antes .

*****

-Jared por que ainda não fez o que eu te mandei ? - Perguntou Azazel furioso. Há dias mandou destruir o maldito anjo que vem acabando com seus pactos , resgatando pessoas amarguradas que não vêem sentido na vida , pessoas que sempre busca muito mais do que tem. Não sabe como o anjo consegue convencer essas pessoas de que a vida vai além do dinheiro , e nem faz questão de saber. Quer a cabeça desse anjo  em uma bandeja  de prata imediatamente! - O que foi querido Jay ? Não consegue mais fazer seu trabalho , o que vem te impedindo?

Jared já estava de saco cheio do idiota que acha pode mandar em si a qualquer hora. - Quer mesmo saber? Sente-se "chefe"- Falou em um tom tão irônico até pra um demônio. Jared faz com que Azazel pense que pode o controlar. Como dizem os humanos " Dar corda pra se esforçar" ou qualquer baboseira do tipo.

- Bom. Eu tô querendo aquele anjo pra mim! Tem alguma coisa contra ? Fala agora ou cale-se - Segurou a vontade de rir ao ver a cara do idiota .

- É claro que eu tenho alguma coisa contra Jared , sabe que isso não pode acontecer , você conhece as regras: Anjos e Demônios não estão do mesmo lado. E trate de finalizar o que eu mandei ou eu pessoalmente vou atrás do teu anjo. - Deu um sorriso diabólico pro moreno e viu seu sorriso petulante sumir e dá lugar a um bem sádico que fez até si mesmo tremer. Sabe que é questão de tempo até o moreno quer tomar posso do que lhe pertence , mas não estava desistindo desse trono sem uma luta!

- Se tocar ne meu anjo você vai pagar. - Sem mais , saiu pra resolver alguns assuntos. Passou por um demônio e esse abaixou a cabeça em resperito.

****

Jensen não consegui tirar aquele demônio da cabeça passou o dia todo pensando nele agora estava entrando no mercado de comida para gatos já que agora tem uma nova companhia

Escolheu a que achou mais apropriada e quando estava no caixa pagando pela compra quando sentiu a presença de um demônio, tentou sair o mais rápido possível, quando estava dobrando a esquina ouviu passos atrás de si e tentou sumir mas percebeu que não podia. "Mas o que está acontecendo? ".

- Ei gracinha. Você é o anjo que o chefe tá procurando né? Levar sua cabeça bonita pra ele me renderia uma otima recompensa! -

Falou jogando o loiro contra parede e se encostou nele, segurando-o pelos cabelos e fungando em seu pescoço.  O anjo tem um cheiro maravilhoso e o gosto dele deve ser melhor ainda - Antes de te levar pro chefe eu vou provar essa bundinha linda que você tem . Você é uma delícia !

Jensen sentia aquele demônio asqueroso mordendo seu pescoço e sentiu vontade de vomitar. Não sabia que demônios se alimenta de pessoas ou qualquer coisa do tipo. Tentou desesperadamente se soltar mas só aumentava o domínio. O que aconteceu com seus poderes ? Certo quê há alguns dias vem se sentindo vulnerável, mas não a esse ponto. Isso tinha que ser obra daquele demônio petulante!

- A prática de canibalismo é de muita má índole, e se você me provasse você morreria! - Falou sério, vai que deixando claro ele desista de o provar. Estava se apavorando quando viu que suas palavras não causaram efeito e ele continuou lhe mordendo . - Me solta por favor.

-Achou mesmo que depois de ver essa bunda maravilhosa eu ia deixar você ir assim?

-Que cheiro maravilhoso, e esses lábios? você é um anjo muito gostoso deixa eu adivinhar, você é virgem?

Jensen não queria praticar coito com aquele demônio, tentou se soltar mais uma vez quando sentiu as mãos dele entrarem por dentro da sua calça e aperta sua bunda, enquanto ele fazia movimentos contra seu corpo. Tentou mais uma vez se soltar e o afastou de si o suficiente para acertar seu órgão sexual, quando ele se afastou, tentou correr , mas sentiu como se fosse mãos em seu pescoço e derrepente o demônio estava em sua frente.

- Você achou mesmo que poderia escapar ? Você nunca esteve tão enganado . Eu queria aproveitar você da melhor forma , mas vamos acabar logo com isso .- Falou virando o loiro para parede e abaixou sua calça. Jensen comecou a se debater e sentiu sua cabeça se chocar forte contra a parede, sua vista escureceu e sentiu seu corpo pesar e as mãos que o seguravam derrepente sumir.

****

Jared viu aquelas mãos aquerosas e sujas em seu anjo e sentiu ácido em suas veias. Estalou o dedo e viu o demônio virar pó. Prometeu pra si mesmo que seria o unico a torturar o idiota.

- Você esta bem ? Aquele idiota te machucou ? Filho de uma cadela , ele vai pagar por isso! - Pegou o seu anjinho gentilmente e o levou a casa do loiro em um piscar de olhos. Deitou ele cuidadosamente na cama. Passou a mão por cima do machucado ouvindo ele gemer de dor. - Calma meu anjo você vai ficar bem. Por que você não conseguiu se defender ? - Viu o corte na testa do loiro sumir em um passe de magica sobrando somente alguns resquícios de sangue.

- Eu não consegui meus poderes sumiram. - Falou angustiado tinha certeza que isso era obra dele , mas vendo Jared cuidando de si com tanta ternura aqueceu seu coração.

- Vamos descubrir o que causou isso, mas antes e viu limpar esse sangue na sua testa. - Foi até o banheiro e molhou um pano para limpar o loiro, mas quando foi limpar, esse parou sua mão e se levantou da cama . Suspirou frustado.

 - eu não  presiso da sua ajuda , o que eu realmente  quero é um bom banho quente pra relaxar , algu que eu aprendi convivendo com os humanos. - Resmungou começando a tirar a camisa.                                                              

- Hum sei , realmente não parecia que você precisava da minha ajuda. - Jared arregalou os olhos vendo Jensen fazer movimentos como se fosse tirar a camisa e engoliu em seco. Ele não  ia tirar a roupa na sua frete ! Errado ! Viu ele expor cacada parte daquela costa bramquinha cheia de sardas e em seguida aquela linda bundinha redonda.

Sem se importa com a presença de Jared no mesmo quarto, Jensen comecou atirar suas roupas sem ver mal nisso, foi até o banheiro e ligou o chuveiro.

- Você não sabe o mal que faz a esse probre futuro rei anjinho . - Sussurou pra si mesmo sentindo seu membro se tornar mais rígido  que uma barra de ferro.


Notas Finais


Desculpem os errinhos e até o proximo capítulo 🤗💛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...