História Vivendo e Aprendendo - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Opiniãoprópria, Sonhos
Visualizações 1
Palavras 792
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Terceiro capítulo, espero que gostem!

Desculpem caso tenha erros de português ou de digitação '-'

Crédito da imagem(quem me enviou):Luenid

Capítulo 3 - O Restaurante


Fanfic / Fanfiction Vivendo e Aprendendo - Capítulo 3 - O Restaurante

              No restaurante 

- Uau - Eu, Ária e Alex falamos ao vermos o restaurante que estávamos indo - Que lindo - Falo

- É mesmo - Ária concorda 

- Que nada, é que vocês não viram como é o de perto do trabalho do seu pai - Minha mãe comenta 

- Não quero nem ver... - Alex sussurra para mim e para Ária 

 - Bem, vamos entrar - E entramos 


Um dos caras, aqueles que trabalham ali, veio até nos (Mordomo, acho eu) - Boa noite, vocês tem reserva? - Ele pergunta 

- Temos sim, aqui - Mamãe entrega a ele um cartão

- Oh, senhora Hellen! Claro, por aqui, mesa 7. - Ele nos guia até uma mesa de 4 lugares, com uma vista bem bonita pela janela 


~ Quando ele falou o número da mesa, passou mil e uma coisas pela minha cabeça, "7", um número considerado por muitos um número perfeito, e não só isso, também é o número de muitas referências "7 dias", "7 pecados", "universo 7", "equipe 7", entre outros...  ^-^


Nós sentamos e ele tira um caderninho do bolso e uma caneta - O que vão querer para beber? 

- Para mim, uma champanhe, e para as crianças...

- Eu quero uma garrafa de água, por favor - Ária pede 

- Pra mim uma Coca zero - Alex pede, enquanto mexe no celular 

- Eu quero um café, sem açúcar 


Ele anota cada pedido e chama outro garçom e sussurra algo no ouvido dele - Ok - O outro garçom concorda e sai 

- Bom, e para comer? - Ele pergunta 

- Eu quero uma salada - Minha mãe diz, ela só come salada mesmo ;-; 

- O mesmo da mamãe - Ária diz, com seu tom doce e inocente; tudo o que ela não é 

- Um Xis-tudo - Meu irmão caçula pede, ainda mexendo no celular 

- Ok, e a senhorita? - Ele olha pra mim


Eu sei lá, nunca comi nenhuma dessas coisas, nem Xis eu comi, sei nem o que é isso 

- Ah... - Êxito um pouco, o que eu peço? 

Olho o cardápio que estava em cima da mesa - Um... Um delivery?

- Ok, já traremos - Ele diz e se retira


... - Você pelo menos sabe o que é delivery? - Meu irmão pergunta

- Não - Respondo, ele começa a rir - Qual a graça? 

- Nada não 


Logo nossas bebidas chegam, tomo o café rapidamente para me acalmar, o que adianta pra mim 

- Vocês tem gostos peculiares - Minha mãe comenta 

- O que? - Nós três perguntamos

- Um pede Coca, outro água e outro café - Ela toma um gole da sua champanhe 

- E você com essa champanhe aí, o que tá acontecendo? - Meu irmão pergunta

- Nada de especial, só muito trabalho - Mamãe responde, era a resposta que eu esperava, na verdade - E... -Ela toma mais um gol e de champanhe - Normalmente, adolescentes pedem refrigerante como o Alex fez - Mamãe comenta

- Nem todos somos iguais - Falo 

- Tem razão... É que faz tanto tempo que não passamos um tempo juntos que estou desacostumada 


Ária e eu nos entre olhamos - Bem, se a senhora quiser, podemos passar mais tempo juntos, e... - Minha irmã começa, mas mamãe a interrompe 

- Claro que quero! Vou pedir férias no trabalho, e não me chama de senhora, senhora é a sua mãe! - Ela diz tentando parecer irritada, mas logo começa a rir, e nos também 


Um tempo depois, a comida chega - Obrigada James! - Eu agradeço o garçom, ele me olha assustado 

- Como sabe meu nome? - Ele pergunta 

- Irineu, você não sabe e nem eu - Começo a rir, ele sai meio assustado 

- Ok, né - Diz Alex

Olho o prato - Que diferente - Falo

- Eu gosto daqui, tem muitos tipos diferentes de comida - Mamãe fala 

- Hum... Não é isso, não costumo sair de casa para comer, então não estou acostumada com os pratos - Comento 

- Nem com seus amigos? - Minha mãe pergunta. AÍ QUE TIRO NO PEITO! 

- Para com isso mãe - Meu irmão ordena. Obrigada, maninho! - Você sabe que ela não tem amigos - Ele diz. AAAH, mais um tiro! 

- Deveria começar a fazer, não pode ficar sozinha para sempre, e... - Mamãe começa, Ária a interrompe 

- Vamos mudar de assunto, como anda no trabalho? 

- O de sempre, uma correria, tô sempre tendo que gravar algo novo, e a pouco tempo terminei de gravar um filme... - Ufa, quando ela começa a falar sobre o trabalho nunca mais para, pelo menos assim não pergunta sobre meus "amigos"


Quem eu estou tentando enganar??

EU NÃO TENHO AMIGOS!! T-T 


Por pouco tempo... 





Continua... Talvez?


Notas Finais


Como eu estava sem nada pra fazer, decidi trazer mais um capítulo aqui para vocês, espero que tenham gostado, beijos e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...