História Vivendo e aprendendo (Namjoon) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Imagine Namjoon
Visualizações 6
Palavras 731
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 💙

Capítulo 5 - Desabafo


DIA SEGUINTE
S/N
(Ana estava preocupada comigo, eu estava com enjôo por conta da apresentação, tive muito pouco tempo de ensaiar às coreografias, sem falar que eu não dormi.....isso aí fiquei até agora ensaiando.....estou com medo de errar algum passo, ou simplesmente seguir a música e não a coreofia....aí eu preciso sair daqui urgentemente!....tento sair da coxia mas alguém para em minha frente e eu bato meu rosto  quase na barriga da pessoa, olho pra cima e vejo Namjoon sorrindo docemente, seus olhos sumiram e suas covinhas ficam bem evidente, o mesmo senta na escada e me diz pra sentar na coxa dele, faço isso só que bem dizer em seu joelho vira para o lado)
Rm: Rafa relaxa você vai se sair bem, basta confiar em você mesmo...
- Eu não consigo Nam, eu vou fracassa como sempre e todos vão rir da minha cara como sempre fazem...vou fazer vocês passarem vergonha...eu sou um fracasso, não devia ter nascido, eu,eu...(tampo meu rosto com a mão, me permitindo a chorar duas cachoeira)
Rm: Xiooooo. Pode parando, você precisava ter nascido sim, quem iria alegrar meus dias tirando sarro dos meninos por não entenderem nossa conversa?
- São apenas momentos nam, quando tudo isso acabar voltarei a ser como era antes, sem pessoas que me amam verdadeiramente, sem minha mãe...sem meu pai, seja lá quem for, você não me conhece nam, não conhece minha história, não sabe como ás pessoas podem ser más e cruéis! (Me aproximo dele e me encolhi em seu peito, logo em seguida ele me abraça fortemente)
Rm: então permita-me te conhecer verdadeiramente,  permita-me lhe amar, mostra pra você que o mundo não é feito apenas de pessoas ruins...conte para mim o que fizeram pra você pequeno...deixa eu te ajudar?
- eu matei minha mãe....minha tia me abandono loge de casa....me acusaram....me machucaram....me tocaram....fizeram coisas ruins.....se eu não tivesse aqui nada disso teria acontecido. (Digo entre soluços, ele parece processar às informações, mas não deixou de me abraçar)
Rm: Pequeno me explica direito, só assim poderei te ajudar...certo? (Sua voz era mansa, me tranquiliza assim como minha mãe Ana...podia contar com ele.....ou pelo menos eu acho que posso.....olho para ele com os olhos parecendo um balão e Nam deposita um beijo em minha testa, enquanto acaricia meu pequeno cabelo) Pode falar pequeno, confia em mim. Não vou te expor, muito menos fazer piadas! (Respiro fundo, e limpo minhas lágrimas com a mão, sento ao seu lado da escada apoiando minha cabeça em seu ombro, Nam em um ato fofo entrelaça nossos dedos passando confiança)
-Okay... antes de vim parar aqui eu morava em uma cidade do Mato Grosso do Sul, eu tinha uma amiga que morava em Osasco...fica em São Paulo. Minha mãe estava indo me levar de carro para passar a semana em sua casa (deixo uma lágrima escapar ao lembrar......vamos lá S/n chega de guardar isso para você ....) estávamos rindo, catando e conversando o caminho todo e quando estávamos na Av. Castelo Branco minha mãe acabou perdendo o controle após pegar meu fone que estava em minha mochila no banco do seu lado...o carro capotou três vezes....minha mãe não consegui sair do carro antes dele explodir...eu tenho algumas cicatrizes do acidente, mas podia ser eu no lugar dela, ela me faz muita falta...muitas coisas mudou depois disso....meus tios me batem, me culpam, dizem que eu sou um erro, todas às vezes que olham em meus olhos eles choram....eu sou muito parecida com ela, era... (digo em um sussurro) A quase oito meses atrás minha tia me dopo e me abandonou em uma praça na zona leste...não lembro muito bem mas foi em uma praça. Uma menina super simpática me acolheu por quase 48 horas, mas teve um dia em que não tinha ninguém na casa além de mim mesma...então o pai dela chegou e me expulso dizendo que eu ia roubar a casa dele....deixei tudo lá, sai correndo desesperada.....desde então moro na rua, que dizer morava Ana me adotou no dia que te conheci. Continuando, desde então homens nojentos abusavam de mim...passava fome...não toma banho...emagreci 25kl, agora estou com 32kl....de noite eu não dormia...pronto essa é minha história.


Notas Finais


Namjoon muito love yourself, nesse capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...