História Vivendo e aprontando em Hogwarts - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Blásio Zabini, Draco Malfoy, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Pansy Parkinson, Personagens Originais, Ronald Weasley, Severo Snape
Tags Dramione, Harry Potter, Pos-guerra, Romance, Severo Snape
Visualizações 29
Palavras 1.156
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Reconciliação


Notas do Autor

Mais um capítulo,

Boa leitura!

P.O.V - Harry Potter

Clary deveria estar arrasada comigo. Ela não deixou nem eu me explicar, saiu do local onde estávamos rapidamente e eu não a encontrei mais, até a ver no café da manhã, parecendo plenamente feliz.

Fico repassando pela minha mente como pude ter sido tão burro a ponto de ser manipulado daquele jeito e a deixar acreditar em uma situação que não era nada do que parecia.

FLASHBAK ON:

Eu estava andando pelo corredor depois de me separar de Clary. Não acontecia nada demais aquela hora da noite, a não ser uma vez ou outra, algum aluno atrevido estar fora de seu dormitório.

Caminhei mais um trecho com uma das mãos no bolso segurando a varinha, o silêncio era atormentador.

Levei um pequeno susto quando senti uma mão gelada em meu ombro, a mão da varinha foi apontada para o autor do ato e minha expressão era séria, mas eu pude relaxar um pouco quando um vi par de olhos azuis e uma montanha de cabelos ruivos bem a minha frente, ela olhava-me sorrindo.

Gina?- eu disse ainda um pouco assustado. Mas que idiota eu era, ela havia dito que queria falar comigo no jantar.

Calma Harry, sou só eu.- ela sorriu.- Eu disse que queria falar com você.

Desculpa, depois de tudo o que eu passei, sempre fico alerta.- guardei a varinha novamente dentro das vestes e coloquei as mãos nos bolsos.

Aquela noite tinha uma brisa gelada.

Eu entendo.- olhei para ela e a vi pensar um pouco antes de falar, suas bochechas adquiriram um tom mais vermelho e pude ver ela hesitar um instante.- Você sabe que eu ainda gosto de você Harry, posso ate dizer que eu te amo desde quando te vi a primeira vez.

Eu não estava muito surpreso. Qual assunto além desse ela teria pra falar comigo?

Soltei um suspiro longo e a ouvi continuar.

Eu quero que a gente reate o nosso namoro, podemos ser felizes agora que tudo acabou Harry.- a fala dela possuía um ânimo que não me contagiava, o brilho nos olhos azuis cintilantes era quase suplicante, mas eu não podia fazer nada quanto a isso.

Não Gina, olha me desculpa por dizer isso, mas você precisa entender que eu não sinto mais nada por você além de um carinho de irmãos, entende?- sua expressão ia se modificando de acordo com o que eu falava.- Eu estou interessado em outra pessoa e agradeceria se você compreendesse isso e seguisse o seu caminho, assim como eu vou fazer.

A ruiva ficou vermelha novamente até a raiz dos cabelos, mas eu desconfiava que agora não era por vergonha, era por raiva e ressentimento.

Ela estava ali abrindo seus sentimentos para mim e eu a rejeitei. Mas o que eu podia fazer se eu não gostava mais dela?

Logo senti uma ardência em um lado do meu rosto, ela havia acertado uma mão inteira em mim.

Talvez eu merecesse aquilo, pensei assim que fiquei a encarando.

É tudo culpa daquela maldita sangue-ruim! Eu vi vocês no jantar, dois pombinhos apaixonados.- sua voz ficou mais aguda e o deboche era perceptível no que ela falava.- É sério que você vai querer me trocar por ela?

Eu já troquei Gina. Sinto muito.

Eu disse sem acrescentar mais nada, queria acabar com aquela conversa antes que Clary voltasse.

Estava me virando para continuar a ronda quando ela me puxou com força e me colocou contra a parede. Os anos de Quadribol pra ela renderam bastante habilidade e força. Eu de surpresa não pude nem reagir, mas ainda assim tirei minhas mãos de onde estavam e comecei a empurrá-la. Só escutei ela começar a gemer e se esfregar compulsivamente em mim.

Tinha conseguido segurar seus braços e a separar um pouco do meu corpo quando a morena de olhos verdes apareceu e me salvou daquele sufoco, mas ela acabou entendendo tudo errado.

FLASHBAK OFF

Eu estava andando por um dos corredores depois do café da manhã, iria para a minha sala de aula se não tivesse a avisado conversando com o Malfoy.

Clary nós precisamos conversar.- meu olhar passava dela para o loiro ao seu lado.

Não temos nada pra falar um com o outro Potter.- ela falou indiferente.

Bom, já vi que eu estou sobrando aqui, já vou indo. Até mais Clary.- Malfoy disse, deu um beijo na bochecha dela e foi embora.

Ela suspirou e me encarou.

O que você quer?- perguntou áspera.

Você não deixou eu me explicar ontem, acho que pelo menos isso eu mereço.

Justo, você tem poucos minutos.- ela disse gesticulando um cinco com a mão.

Eu sei o que você deve estar pensando e sei que deve estar muito zangada comigo para querer acreditar em qualquer coisa que eu fale, mas foi Gina quem me beijou. Foi ela que me agarrou dizendo que era pra gente voltar a namorar, mas eu disse.- engasguei-me um pouco com a rapidez das palavras dando uma tossida leve.- Eu disse pra ela que era de você que eu gostava e é com você que eu quero ficar.

Ela pareceu pensar e deu um sorriso de escárnio.

Você não deve estar querendo que eu acredite apenas nisso não é Potter?- ela perguntou erguendo uma sobrancelha.

Você quer ler a minha mente?

Preparado?- ela perguntou se concentrando assim com eu.

Eu estava brincando, mas sim.

Legilimens.

Ela nem precisou da varinha para executar o feitiço e logo eu senti como se um gancho puxasse minhas memórias. Ela viu a lembrança da noite passada, passando por todos os momentos e tudo o que eu senti ao vê-la se decepcionar por algo que eu não fiz. Quando saiu da minha mente pareceu se convencer.

Você está mesmo falando a verdade..- ela disse meio contrariada.

Então você pode aceitar o meu pedido de namoro?- eu perguntei oferecendo um sorriso.

Me da só um tempo pra pensar?

Tudo bem, eu espero quanto tempo precisar. Pensa e depois me dá a resposta. Eu tenho que ir agora.

— Vai pra onde?- ela perguntou segurando o meu braço.

Feitiços. Te vejo depois.

Eu dei um rápido beijo na bochecha dela e fui embora daquele corredor.

P.O.V–Minerva McGonagall

Já faz alguns dias que eu estou notando que coisas estão acontecendo.

Severo está cada vez mais diferente, Potter e Medson estão brigados pelo que percebi. Ela havia até se sentado na mesa da Sonserina, o que não havia passado despercebido por todo mundo, e o Trio de Ouro não é mais tão próximo.

Agora que sou diretora, preciso ficar a par do que acontece nesse castelo. E é isso que vou fazer.

Notas finais

Esse capítulo ficou curtindo, mas é só pra dar um gostinho de quero mais.

Obrigado e COMENTEM! Hahaha



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...