1. Spirit Fanfics >
  2. Vivendo um amor proibido >
  3. Capítulo 5

História Vivendo um amor proibido - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Leitura!!
Espero que gostem!!
😋♥️

Capítulo 5 - Capítulo 5


Quebra de tempo

Depois que fui apresentado para os pais de Mashiho e Asahi, que felizmente gostaram de mim... Mas o que me preocupava era o meu pai, o que ele vai fazer?

- Junkyu - Mashiho me chamou, me tirando de meus pensamentos.

- O-oi - me espantei - Desculpe, eu não estava prestando atenção na conversa...

- Tem medo do que seu pai é capaz de fazer? - falou o japonês se aproximando e se sentando ao meu lado.

- Não muito... É que ele é bem rígido, homofóbico, ele não sabe que eu sou gay... - falei pegando a mão do mesmo.

- E a sua mãe? - perguntou. 

- Sim, desculpa te meter nisso... Mas seja o que for, eu não vou desistir da faculdade, e digamos que de ''você'' - falei a última parte com a voz baixa.

- Porque? Eu? - falou corado.

- Não sei muito bem, mas meu coração me diz que tenho que ficar com você - falei beijando a mão do japonês, por quem estava me apaixonado.

- Mas... Só faz alguns dias que nos conhecemos.

- Eu sei, mas foi mais forte do que isso... - acariciei a sua mão.

- Entendo, aquele é seu pai? - perguntou olhando para o homem que estava parado em frente da casa de Mashiho.

- É... Por favor, não quero que fique escutando o que ele vai falar - falei segurando sua cintura.

- Serei forte, não deixarei você sofrer sozinho - falou acariciando a minha bochecha.

- Ok - sorri.

Saímos da casa e fomos para o quintal onde meu pai estava parado e com uma cara nada boa.

- Quem é ele? - falou o homem apontando para Mashiho.

- Um amigo....

- Amigo? Eu te mando para cá, para fazer a maldita faculdade, e o que descubro é que meu filho entrou em uma de artes? - falou socando no muro.

- EU NÃO PEDI PARA SER MANDADO PARA CÁ! - gritei - TUDO O QUE EU QUERIA ERA UMA VIDA NORMAL! O que fez você mudar tanto... Os negócios?

- Se acalme... - falou segurando a minha mão.

- Você é gay? - perguntou já com desgosto.

- Sou... O que vai fazer? Me bater? Me humilhar? Faça isso, não me importo - falei batendo no meu rosto para afrontá-lo.

- Olha aqui! - falou segurando os meus pulsos - Você vai fazer a porra da faculdade administrativa, te criei para ser um homem, não para ficar aí... Fazendo coisas de gay! - soltou os meus pulsos, mas, Mashiho acabou descordando da forma que meu pai falou.

- E o que os gays fazem? Acha que só porque é gay, que vamos ficar aí falando que gostamos de vender nossos corpos para outros homens?! - falou me colocando atrás dele.

- Exatamente isso! - Vocês gays ficam que nem umas vagabundas por aí! - com raiva, a primeira coisa que fiz foi socar a cara dele.

- A quanto tempo queria fazer isso... - falei sacudindo a mão por causa da dor.

- Kyu... - falou o japonês pegando no meu braço.

- Hum...

- Você não merece um pai como esse... 

-- Quem... É você para falar isso? O namoradinho dele? - disse debochando enquanto se levantava do chão.

- E SE EU FOSSE? QUAL SERIA O PROBLEMA?! Porque você não tem o direito de se intrometer na vida que não merece chamá-lo - o mesmo se virou para mim.

- Confia em mim?

- O que vai faz... - na hora ele me beijou e é claro que retribui segurando sua nuca para mais contado.

- Vocês são um bando de idiotas... - o homem falou irritado.

- Ah.. Cala a boca pai, eu não vou fazer essa merda de faculdade.... Vamos sair daqui - disse o puxando para dentro de casa.

- Isso não vai ficar assim!  


Notas Finais


Vai ter parte dois....
♥️😋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...