História Viver de encontros - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Inojin Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari
Tags Itakonan, Sasusaku
Visualizações 252
Palavras 1.016
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 26 - Não é assim


 

Dia seguinte

Estava fazendo o almoço e como de costume,Taki viria para minha casa passar a tarde, a comida estava quase pronta quando ouvi a porta bater.

-Eu amo a mamãe!-Disse Kanae correndo e tentando alcançar a maçaneta.-

-Nada disso pimentinha,você é muito baixinha para abrir e olhar no olho mágico.-Ela bufou, abri a porta já pensando ser Itachi, mas infelizmente tinha me enganado.

-O que faz aqui?-Perguntei cruzando os braços,Taki logo me abraçou e depois que me toquei que ele estava presente.

-Kaa-chan!!-

-Taki-kun!Que surpresa agradável, chegou bem na hora!-

Ele correu pela sala jogando sua mochila,enquanto isso continuei encarando Sasuke plantado na porta.

-Não vai me deixar entrar?-

-E devo?-

-Olha,se foi sobre ontem, pode pelo menos me dar uma chance de explicar?-Ele me encarou sério, com o braço apoiado no batente,suspirei e tirei o braço de seu caminho, ao passar por mim sorriu cínico soprando um “obrigado”.

*

Depois do almoço as crianças foram brincar no quarto de Kanae, lavava a louça e ainda não tinha trocado nenhuma palavra com Sasuke desde do almoço.

-Sua chance é agora,Uchiha.-

-Sakura olha...O que você ouviu, não tem nada pra se preocupar.-O olhei incrédula.-

-Como não Sasuke?!-

-Você nem sabe do que estávamos falando!-

-Exatamente por isso!O que você não ta me contando?-

-Não tenho a obrigação de falar nada.-

-Então por que veio aqui?!-

-Porque eu queria passar a tarde com o meu filho.-

-Que fosse pra outro lugar então, já que você não quer me falar nada.-

-Não me lembro de estarmos em um relacionamento pra você fazer essas exigências ,Haruno.-Ri amargosa, aquilo tinha doído.

-Mas é claro que não lembra, você não se importa mesmo.-Falei largando os pratos e indo direto para o meu quarto mesmo sabendo que ele estava me seguindo.

-Sakura, quer parar com isso?-Disse esfregando as têmporas.

-Mas puta que pariu mesmo hein Sasuke, é muito petulância prum homem só!Você que fala merda e eu que tenho que parar?Por que não me conta logo?-

-Por que...Eu não posso.-

-Não confia em mim?Não valoriza o que nós temos?-Falei sentindo meus olhos arderem,ele estava mesmo fazendo isso?

~Sasuke

Mas que porra eu estava fazendo?Por que tinha que ser tão covarde?

~Sakura

-Claro que eu confio Haruno.-Disse com a voz seca.

-Ah é?Pois não parece.-Funguei tentando evitar alguma lágrima.-Eu gosto de você Sasuke.-Fechei os olhos em agonia e deixei o que estava acumulado em meus olhos descer.

-Sakura?Não chora por favor…-Falou como se estivesse com medo, se aproximou de mim pegando em meu rosto, sem esboçar nenhuma reação ou sentimento, só um fortíssimo contato visual.-Eu também gosto muito de você, tanto que, é por isso que eu não posso contar, mas prometo que tudo vai dar certo.-Engoli a seco, queria muito acreditar naquilo.

-Então prove.-Disse com chateação na voz,ele me olhou por um tempo analisando cada traço do meu rosto.

~Sasuke

Ver aquele rostinho imaculado, tão belo, agora avermelhado e molhado com um simples líquido, mas que soltava tanta dor foi de partir o coração,eu era um homem frio, mas toda vez que olho pra ela tudo isso some e saber que eu a machuco me faz ter ódio, ódio por mim mesmo, me sinto um fraco, mas eu tentaria provar, de todas as formas que ela não era uma diversão ou passa tempo, mas a vida sempre está querendo me fuder.

~Sakura

Ele cessou o contato visual com um beijo, antes terno e agora luxurioso,pegou-me em seu colo e me pôs na cama,via nos seus olhos a culpa, por trás daquela carapaça de homem frio e sem sentimentos eu conseguia ver o seu olhar infantil, mas por que tem que ser assim?Tudo tão difícil.

O beijei novamente e as coisas começaram a ficar quentes e o medo das crianças aparecerem deixava tudo mais excitante, tirei sua blusa e ele o meu vestido,desceu os beijos pelos meus seios já sem sutiã e os chupou delicadamente enquanto eu arranhava o seu peitoral, tirei minha calcinha e ele a cueca, começou a me estimular,arrancando os mais discretos dos gemidos.

-Sassukee…-Gemi com a voz arrastada.

-Geme pra mim, Haruno.-Falou com a voz grossa que tanto me excitava e carregada de luxúria.

Troquei de posição e o fiz sentar na cama, seu membro duro e pronto para mim pulsava, talvez implorando por atenção, ele me olhava curioso e ansioso para que eu fizesse logo o que planejava, desci traçando uma linha de beijos pelo seu corpo até chegar lá.

Lambi a cabeça com a gentileza que se lambe um sorvete, depois fui descendo por toda a extensão, ouvidos os urros e as jogadas para trás que ele fazia com a cabeça, masturbava devagarinho e suave onde não conseguia alcançar e fui acelerando os movimentos, dando chupadas mais violentas como fazemos quando o picolé está acabando e temos medo que ele caia.

-Argh, Sakura...assim eu vouu aarh…-Tentava falar ofegante.

E Foi aí que eu acordei.

Era pra tudo ser resolvido assim?Era assim que ele resolvia as coisas?

Se fizéssemos isso ia mesmo ficar tudo bem?

Mas me desculpe, eu ainda estava chateada, um coração quebrado nunca mais é o mesmo e é sempre mais cuidadoso.

Parei o que estava fazendo e ele me olhou com confuso com misto de raiva.

-Por que parou ,Sakura?-Falou exigindo uma explicação.

-Não consigo Sasuke,-Falei começando a vestir as roupas.-Pra mim não é sempre assim que as coisas são resolvidas.-

-Vai me deixar na vontade?!Porra Sakura.-

-Tá preocupado com isso?Pra mim já deu por hoje Sasuke, sai daqui.-Deus ,ele estava muito irritado,tão irritado que não conseguiu responder, talvez estivesse tentando se acalmar e com certeza era em vão.-Sai daqui!-Elevei o tom de voz.-Deixo Taki na casa do Itachi amanhã, agora vai embora, por favor…-Disse sussurrando a última frase, aquela ânsia de choro já estava vindo, por que tinha que ser tão sensível?

-Você é inacreditável.-Levantou com brusquidão vestindo a calça e a blusa de qualquer jeito.

-Eu te entendo.-Foi o que conseguiu falar, mas não adiantou muito.

-Não,não entende, mas eu vou fazer você entender, guarde minhas palavras Haruno.-Falou lançando-me um olhar de ódio, fiquei até com pena, seu membro deveria estar doendo.


Notas Finais


Desculpa a demora galera,tempo tá foda


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...