1. Spirit Fanfics >
  2. Vizinhas >
  3. Bater um papo

História Vizinhas - Capítulo 22


Escrita por:


Capítulo 22 - Bater um papo


Celine ficou chocada ao me ver e eu não a culpo, acho que ninguém esperaria que eu voltasse depois de tanto tempo. 

— Há quanto tempo hein.

Celine não dizia nada, só me olhava. 

— Quer entrar? Me dar boas vindas? 

— Depois de tanto tempo, você voltou?

— Eu só estava esperando a hora certa pra voltar.

— A hora certa? Por favor.

Eu a peguei pelo braço, puxei pra dentro da casa e fechei a porta. Agora nós duas estávamos sozinhas. 

— Celine, me desculpa. Eu errei em ter ido embora sem avisar e também errei em não dar notícia nenhuma no tempo em que eu fiquei fora, você e todo mundo merecia alguma satisfação.

Eu esperei ela dizer alguma coisa, mas ela não disse nada, só ficou me olhando. Entanto ela me olhava eu reparei em suas mudanças e era incrível como seu rosto não havia mudado. Os seus cabelos estavam bem mais loiros do que antes, o verde em seus olhos estava mais vivo do que nunca, ela parecia estar bem demais. 

— Você não vai dizer nada? — eu perguntei.

— Jolie, eu não acredito que você voltou 

— Caramba, mas todo mundo vai ficar falando isso mesmo?

— Jolie, você ficou mais de dez anos fora. Mais de dez anos. Você tem noção de quantas coisa mudou em mais de dez anos?

— Tô começando a ter.

Celine caminhou até a porta para ir embora, mas antes de ela ir eu tinha que perguntar uma coisa.

— Celine. 

— Que foi? — ela parecia estar com raiva.

— O que eu fui para você?

Por um minuto, ela ficou em silêncio. Parecia estar formulando uma resposta.

— Nós fomos muitas coisas uma para outra, Jolie. 

— Faz muito tempo, não é?

— Faz sim. 

— Senta aqui, Celine — eu apontei para o sofá — vamos conversar um pouco.

Celine sentou e nós começamos a conversar, ofereci vinho para ela e ela aceitou. Enquanto eu pegava as taças e o vinho, Celine me enchia de perguntas.

— O que você anda fazendo? 

— Sou advogada, uma das sócias do A.S Advocacia.

— Uau, isso é legal.

— Mas e você, anda fazendo o que — disse eu levando a taça de vinho para Celine.

— Virei diretora.

— Hm, interesse em alguma aluna?

— Não faço mais isso — ela disse dando risada.

— Você é uma boa diretora.

— Como você sabe?

— Você já era uma ótima orientadora, com certeza você realiza um ótimo trabalho como diretora também.

— Obrigada. 

Trocamos alguns olhares nessa hora, mas ela parecia estar evitando olhar para mim.

— Me diz, você namorou com alguém? — ela me perguntou.

— Não. Tive alguns casos nesses anos, mas nada sério. E você? 

— Na verdade sim, estou com alguém. 

— Não me surpreendo. 

— Do contrário de você, eu me surpreendo muito que você não esteja com alguém.

— Tem um motivo por trás disso.

— Jura? 

— Sim

— Vai me contar?

— Não.

— Tá bom.

— Como estão suas amigas?

— Muito bem, todas conquistaram os seus objetivos, estão felizes, eu acho.

— E você? 

— Eu o que?

— Está feliz? 

— Estou. Muito.

Celine fixou seus olhos em mim e isso me lembrava coisas que ocorreram no passado, sempre quando ela me olhava daquele jeito, rolava alguma coisa. 

— Acho melhor eu ir embora.

— Tá bom. Volta outro dia aqui pra gente conversar mais um pouco.

— Não sei se vai ser uma boa ideia. 

— Ah é? Por que?

— Como se você não soubesse.

Celine se levantou, foi até a porta e a abriu, mas eu interrompi fazendo com que a porta se fechasse de novo. 

— Quer saber por que eu resolvi não namorar ninguém?

— ?

Eu olhei para Celine e dei um beijo nela, ela retribuiu. Ficamos nos beijando por alguns segundos, eu peguei a cintura de Celine e a trouxe para mais perto de mim. Após isso, interrompi o beijo, olhei no fundo dos seus olhos e disse: 

— Doze anos não foram o suficiente pra eu conseguir te esquecer, Celine.

Celine pareceu se chocar com o que eu disse. Eu abri a porta para ela poder ir embora e me despedi com um sorriso. Ironicamente disse a ela que se ela quiser voltar para bater um papo, eu estaria ali. Celine foi embora, queria saber no que ela ficou pensando depois do beijo e do que eu disse. Fui dormir pensando naquele beijo e imaginando que com que tipo de pessoa a Celine estaria e que se ele ia gostar de saber que os lábios dela foram tocados por outra pessoa. E ela gostou.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...