História Vizinho vampiro.(mitw, jvtista,cellps e outros) - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Andrei Soares "Spok" Alves, Bianca Tatto Marques (BIBI), Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Neto, Felipe Z. "Felps", Flavia Sayuri, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Luiz Felipe (Luiz 1227), Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames", Maria Luiza Ramos (MoonKase), Matheus Neves "Pk Regular Game", Pedro "SrPedro" Montanari, Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, TazerCraft
Personagens Alan Ferreira, Andrei Soares "Spok" Alves, BIBI Tatto, Cauê Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Neto, Felps, Flavia Sayuri, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "LubaTV", Lucas Olioti, Luiz Felipe "Luiz 1227", Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Matheus Neves, Mike, MoonKase, Pac, Pedro "SrPedro" Montanari, Pedro Afonso Rezende Posso, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes
Tags Cellbit, Jvtista, Lobisomem, Mike, Mikhael, Mitw, Pac, Sobrenatural, Tarik, Vampiro
Visualizações 383
Palavras 1.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Droubble, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - Caçadores


Fanfic / Fanfiction Vizinho vampiro.(mitw, jvtista,cellps e outros) - Capítulo 16 - Caçadores

Pov pac

A noite estava bem tranquila e estrelada, o som do grilos enchiam a floresta musicas enquanto corujas e morcegos assistiam ao show.

Apenas o as falas vindas da televisão atrapalhava um pouco meu momento de reflexão.

- o que você está olhando?- Mike pergunta vindo até mim que estava no alpendre sentando nos degraus.

-só olhando as estrelas, e ouvindo o som das coisas.- o olho nos olhos enquanto ele ajeitava o óculos.

-não dar pra ver isso lá da cidade.- mike fala sentando ao meu lado.

- na cidade a luz não deixa ver a beleza na escuridão.

- virou filósofo?- Mike

-deixa disso Mike!- lhe dou um empurram de leve e ele rir.

 Ficamos alguns minutos em silêncio,mas logo é quebrado.

-quando vamos falar para seu pai que estamos ficando?- Mike

- ainda é muito cedo pra contar, aliás, a gente ainda tá se descobrindo,isso com certeza é novo para nós.- o encaro e abro um sorriso.- mais saiba que eu te amo.

- eu também.- ele fala tocando minha face.

- oi oi oi!!!-luiz  chega e me abraça.

- oi luiz.- retribui o abraço.

-cadê o rezende?-mike

-ficou conversando com o pai do pac.-luiz diz desfazendo o abraço e se sentando com as pernas cruzadas.

- eu vou lá também,já volto.- Mike se levanta e some de minha vista.

- e então, o que você quer conversa?- pergunto a Luiz que olhava o céu e depois pra mim.

-naum chei,o que oxê  que?- Luiz me pergunta sorrindo.

-que tal sobre você?- ele acente positivamente.- você se lembra de como chegou na casa da árvore?

-shim,papai e mamae tavo fugindo de uns homens mavados.- Luiz 

-homens?!?! Que homens?

- cachadoles,ele queriam eu.- Luiz

-já tenho uma idéia do por que queriam você, e depois?

- nos távamos correndo, aí achamos a casinha, papai falou que viria mi buscar, mas não veio, e mamãe.... Ela flicou pla trás.- -luiz

- e como você sobreviveu todos esses anos?- pergunto o olhando e ele sorrir fofo.

-pesadelo me azudou.- Luiz

- o seu gato de pelúcia?

- sim, eu o ganhei de plesente.- Luiz olha para as próprias mãos.- é meu amigo de pelúcia.

Ele volta a olhar pra mim.

-Rezende disse que oxê  precisa se alimentar hoje.- se engasco com suas palavras.

-como assim?você.....

-eu chei o que oxê é! Um vampilo,eu chitim,e Rezende um lobinho.- Luiz

- então você não deve contar a ninguém disso!

- eu chei,julei de mindinho. -luiz

-obrigada.

///\\\

O relógio despertador marcava 3:00h da manhã,a qualquer momento eu ouviria o sinal para sair de casa.

Fecho meus olhos e ouso várias sons, entre eles, um uivo que era o sinal.Tiro as cobertas de cima de mim e vou para a janela, a abro e salto de uma altura bem alta. 

Já no chão,vejo Rezende entre as árvores e vou até ele.

- porque não tá transformado?

-não é sempre que preciso virar um lobo pra poder caçar, vem,vou te ensinar algumas coisas.- Rezende fala começando a andar, o sigo e adentramos a floresta escura, como sou vampiro minha visão é ótima mesmo no escuro.

- o que vamos caçar?- o pergunto enquanto tirava  galho da minha frente.

- o que acharmos primeiro, e é você que vai caçar, você é que é o vampiro aqui.- Rezende

Chegamos em umaclareira e paramos bem no meio.

- por que paramos?-pergunto e ele se vira para mim.

- vamos procurar a preza, fecha os olhos,escuta os sons e sente as vibrações do solo.-rezende

Faço o que ele pede, logo começo a sentir vibrações e dezenas de som,começo a focar um.

-sentiu?-rezende

- sim!e já sei o que quero!- com minha super velocidade,sigo o som que me prendeu,em segundos chego em um riacho onde do outro lado tinha um cervo.

- devia ter me esperado! - Rezende chega perto de mim ofegante.

- desculpas, agora o que eu faço?

-seus instintos falaram por você.- Rezende

 Minha atenção vai para o cervo, vou andando cautelosamente e fico a sua frente.

O animal se abaixa para beber água e quando acaba me olha, velho meu reflexo  em seus olhos negros....... E ataco.....

///\\\


 Olho pelos vidros da janela do carro e vejo que a estrada principal ainda estava  molhada,alguns homens trabalhavam na sua restauração nas beiradas do acostamento.

Luiz estava dormindo no banco de tras com a cabeça repousada no ombro de Rezende, que tambem dormia, a madrugada o tinha esgotado, já Mike estava mexendo no seu celular e não tirava os olhos da tela assim como papai, que não tirava da estrada.

Porum instante Mike chama a atenção de nós dois.

-parece que foi bem conturbada ontem na cidade.- Mike

- oque houve?- pai

- foi encontrado dois corpos ontem no ginásio da escola, parece que ela vai ficar fechada para uma investigação.- Mike

 - na nossa escola?

- sim,mas não eram estudantes e nem trabalhavam na escola, pelos menos é o que diz aqui.- -mike

-é bem conturbador isso,o que mais tem?-pai

-que o estado dos corpos estavam com marcas de queimadura, cortes, hematomas.- -mike

 Engulo em seco,esses eram os mesmos sinais do braço de Felipe,será que os caçadores fizeram isso?

///\\\

Enfim  casa, as coisas não mudaram nada,mas com certeza vão mudar por causa da chegada de Luiz.

Nos dois já estávamos no meu quarto ,eu preparava uma cama no chão para mim,meu pai falou que iria transformar o sótão em um quarto para Luiz, e seria um belo quarto.

O mesmo estava olhando e remexendo meu quarto com curiosidade e com o gatinho de pelúcia nos braços,até ele parar em um livro de ciências e senta no chão enquanto folheava as páginas.

-esse livo tem muito bichinhos.- Luiz

-é um livro de ciencias,é bem velho.

De repente ele solta um espirro.

- tem puela também!- Luiz

Dou uma risada da cena,em seguida ouso batidas na porta.

- pode entrar!- assim que falo a porta é aberta e vejo Rezende.

- cheguei, o que você queria conversar pac?- Rezende

-sobre os corpos achados no ginásio.

-isso!certo,o que tem?- Rezende

- voce acha que podem ser de algum vampiro ou lobo?

-não sei,depois que um desses dois morrem só o teste de DNA pode resolver.- Rezende

- mas assim não vao descobrir nossa espécie?

 -não é visível a um olho humano, isso deve ter sido alguma briga.- Rezende

Ou caçadores começando a nós caçar.

 -eu tenhu dinar! - Luiz 

-dinar? O que é isso?

- eu tenho quase certeza que ele quis dizer DNA, agora tenho que ir. Tchau pac,tchau Luiz!- Rezende

-tchau!- luiz

-até.- digo o vendo sair.

Sera que tem mesmo caçadores na cidade? Será que conto pra luba e Pedro sobre eles? Ou confiou em Felipe que disse para não contar?o que eu faço?eu odeio ficar em dúvida!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...