História Vkook - quando estou ao seu lado - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V), Personagens Originais
Tags Army, Bangtan Boys, Bts, Confusão, Criança, Homofobia, Lgbt, Taekook, Vkook
Visualizações 31
Palavras 589
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


História dedicada a todos que gostaram da Mi-Cha.

Capítulo 12 - Minha rosa favorita


Mi-Cha

Assim que a ambulância partiu fiquei a pensar como tudo poderia ter acontecido tão rápido, em apenas um dia. Contra minha vontade lágrimas começam a rolar pelo meu rosto, mostrando naquela cena a dor de uma mãe. 

Nunca pensei que veria meu filho tão machucado, uma pessoa tão civilizada, tão calma ... 

JungKook sempre foi único. Nunca brigou, nunca apanhou nem bateu. Sempre foi um alguém que preferiu observar antes de agir e, conversar para entender. Seria e foi um incrível pai. Quando Hani era uma pequena luz em seu berço, já iluminava todos a sua volta e, JungKook admirava seu brilho como ninguém jamais poderá admirar. Penso o quanto foi difícil para ele abrir mão de Hani saber de sua existência não só como irmão, mas como um pai. Eu sei que Hani era o seu futuro e sua maior conquista e, que sem ela, sem a sua luz, um dia poderia se ver numa escuridão. 

Foi o que aconteceu. JungKook se viu em uma escuridão, em um desespero. Eu sabia da história daquele telhado e sabia que ele só ia lá quando tudo começava a ser mais cinza. Eu sou tão orgulhosa pelo meu filho, pela coragem que ele teve e a competência que ele teve de proteger seu maior tesouro naquela noite. 

Eu sei que ele não gosta de lembrar do que aconteceu, ou falar sobre o que aconteceu, mas eu vi. Naquela noite eu não estava na casa deles como em algumas vezes fazia. Mas por muita insistência de uma vó carinhosa eles concordaram em instalar uma câmera que filmasse o berço de Hani, era por puro encantamento de minha neta, era só para vê-la. Naquela noite não vi só Hani, mas vi um ato nobre de uma pessoa que nunca foi de brigar. 

Lembro-me quando passava do lado da tela que me mostrava a pequena e notava ali uma estranha movimentação. Por causa da agitação do momento e o surto do pai de Taehyung o berço havia caído, com Hani lá dentro. O senhor não queria fazer barraco ou uma confusão na casa.. ele queria matar aquela luz que não o iluminava. 

Naquele dia vi JungKook brigar por uma vida que não era a dele e sair vitorioso, com uma cicatriz no rosto mas vitorioso. Vi Taehyung se juntar a ele e tirar o pai a força de dentro do que um dia foi um lar tranquilo. 

Taehyung foi embora, eu sei que não era a melhor decisão a tomar, mas parecia o melhor naquele momento. Eu saiu para que seu pai nunca mais voltasse lá, saiu para que aquela cena nunca mais se repetisse. E funcionou. Taehyung só voltou por que agora seu pai está em outro continente, por que agora estamos em segurança com ele aqui. 

Em meio a tantas lembranças percebo que já era tarde da noite, entrei dentro de casa e ali vi uma pequena menina de pijama rosa, sentada no chão, ela parecia triste. " O que você tem pequena ? " Pergunto pegando-a no colo e ajeitando seus cabelos curtinhos. Ela me responde : " minha rosa favorita está estragada, eu vi pela janela mamã ...

Com lágrimas nos olhos respondo 

" A minha rosa favorita também não está bem agora. " Hani com sua mão gordinha acaricia meu rosto e deitando em meu peito diz : " Não chore, ela está dodói agola mas vai melhorar, não é mamã ? Ela vai melhorar não vai ?

" Não sei se vai melhorar meu bem.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...