História Vkook - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 167
Palavras 2.760
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Quero pedi desculpas por ter demorado muito de postar a fic, eu tenho feito muitas coisas esses últimos dias principalmente de escola, meu professores passaram muitos deveres af que chato mano 😒 mais eu to de volta, me falem nos comentários se vocês querem que eu atualize a fanfic todos os sábados ou domingos (finais de semana) tem uns 4 dias que eu escrevo essa fic por conta da insegurança né rs

Então é isso meus bolinhos ^^

Não liguem os erros de português :')

Boa leitura a todos! 💙

Capítulo 7 - Eu vou estar do seu lado hoje e sempre!


Leiam as notas iniciais por favor é muito importante!




Ele sussurrou isso no meu ouvido, com sua voz rouca, e doce de se ouvir eu sentir arrepios disso, eu me sentia seguro com ele, então abracei ele tão forte, ele gostou do abraço eu senti isso, separamos o abraço, ele me encara, e eu também suas orbes negras eram tão lindas...

Depois de um tempo eu comecei a percebe que o Jeon não era a pessoa que eu tava pensando, que ele é uma pessoa diferente de outros que eu conheço, me sinto tão mal agora

O silêncio se fez presente, logo Jungkook quebra aquele silêncio todo...

- Tae, quero lhe fazer um convite - Ele fala

- Então faça ué - dou de ombros

- Queria saber se você aceita ir na minha casa amanhã, pra conversarmos melhor e tals? - Jeon pergunta

- Sim eu aceito, às 3 da tarde então?

- Okay - ele respondi seco

Nós dois entramos pra dentro, percebi que Jungkook pediu união com nossas mãos logo as estrelaçando-as

Já dentro de casa vi uma menina que logo um sorriso se fez no meu rosto, era Mayara namorada do meu irmão, percebi que nas mãos dela havia uma revista de vestidos de "casamento" 

- Vocês vão se casar??? - falo quase pulando

- Legal Kim Taehyung!!! Estragou e surpresa da omma - disse Jimin revirando os olhos

- Ai amor, ele não estragou nada, e aliás sua Mãe está no quarto - Disse Mayara

- Verdade Jimin, para de ser fresco, parabeeens to muito orgulhoso de ti pequeno - Disse jungkook

Eu tava muito feliz e orgulhoso do meu irmão, mais e minha mãe Jimin disse que ela está muito doente então resolvi vim pra cá o quanto antes, mais quando cheguei aqui ela não pareceu doente que estranho. Fiquei me perguntando isso por alguns minutos



20:00 da Noite

Estávamos todos sentados na sala fazendo piadas engraçadas, mais logo saio dali onde estão todos, derrepente um filme veio na minha cabeça 2× mais rápido que só deu pra ver um "Rosto ensanguentado, um carro capotando e umas vozes  gritando" eu me sentir tão estranho nesse momento que eu pensei, será que isso é um sinal de alguma tragédia que irá acontecer ou "aconteceu" meus olhos se encheram de lágrimas que não pude segura - las por muito tempo, virei meu rosto pois não queria que ninguém me visse chorando principalmente jungkook, Mas foi difícil isso pois o mesmo estava vindo em minha direção...


- O que houve Tae? Aconteceu alguma coisa? Eu estou ficando preocupado contigo?


- tá t-tudo bem s-sim eu só q-quero descansar um p-pouco - disse gaguejando por conta do choro 


- mentiroso 


- Kookei, eu só quero descansar, amanhã conversamos tá? Até amanhã - disse saindo de onde estava


- até amanhã Tae...




Jungkook onn//


 Estávamos todos na sala sentados fazendo piadas engraçados, mais logo percebo que Tae não estava mais do meu lado, ele estava na cozinha, mais fico o olhando e vejo que ele paralisa por 10 segundos, depois disso lágrimas se formaram nos seus olhinhos ele não conseguiu segura-las por muito tempo até que elas caiem, ele percebeu que eu estava olhando pra ele quando ele virou o rosto impedindo que eu o visse, mais ele não conseguiu então fui até ele perguntar o que tava acontecendo




O que houve Tae? Aconteceu alguma coisa? Eu estou ficando preocupado contigo?- pergunto nervoso


- tá t-tudo bem s-sim eu só q-quero descansar um p-pouco - disse ele gaguejando por conta do choro 


- mentiroso - franzi a sobrancelha


- Kookei, eu só quero descansar, amanhã conversamos tá? Até amanhã - disse ele saindo de onde estava


- até amanhã Tae...- eu não queria pertuba-lo se ele quer descansar eu entendo hoje foi muito cheio pra ele, eu as vezes me sinto do lugar dele, eu também ficaria muito triste e com raiva ao mesmo tempo se eu não soubesse o motivo da morte de meu próprio pai, lembrando de pai, me lembro que eu e meu pai era muito felizes juntos, mais por ele teria descobrido que eu sou gay, foi embora deixando minha mãe e eu sozinhos, não quero "relembrar" do meu passado Maldito...


Jungkook off//



Sai de perto de Jeon indo direito pro meu quarto, me deito na cama encarando o teto eu tava paralisado quando o menos percebi aquele negócio estranho veio em minha cabeça novamente mais agora devagar, era três pessoas discutindo dentro de um carro e o tempo estava chuvoso, um rosto chorando... Só isso nada mais deu pra ver, depois de ficar mais 20 segundos parado deitado na cama resolvo ir tomar um banho pra ir descansar, tiro minhas roupas e ligo o chuveiro, saio do banho e vou até o espelho, e fico me encarando por 2 minutos, eu tava estranho, parecendo que tudo por volta de mim estava desabando, lembro que aos 14 anos eu me cortava, lembro que eu tinha depressão, observo meu pulso esquerdo e eu estava com marcas de cortes, no outro também, eu me cortava e minha depressão esta voltando, tudo "de novo" estava voltando pra minhas costas....



(Eu vou escrever um pouco sobre o passado do taehyung, pra vocês entenderem melhor mochis~~)



Passado onn//

Eu estava sentado na cama lembrando do meu pai que havia morrido a poucos anos meus olhos encheram de lágrimas que logo caíram em meu rosto, é como se eu tivesse perdido a memória, eu não me lembro de nada, so me lembro que eu passei meses no hospital, só que quando eu sair do hospital ninguem nem sequer minha mãe me falaram nada, eu tava me sentindo um inútil, ninguém quer me falar o que aconteceu, tem medo de que, que eu me lembre de algo que me chorar muito ou algo to tipo ai que raiva, eu peguei uma gilete e comecei a me cortar...

Em um dia eu tava tão doentio e cansado que me acordei tarde, isso fez meu pai se estressar muito e começar a mim bater, ele mandou eu ir tomar um banho e eu fui, depois saímos, eu, Jimin, e ele pra ir comprar algumas coisas logo eu e meu pai começamos a discutir...


- Kim Taehyung por que acordou tão tarde hoje?!


- Eu estava cansado, e o senhor sabe muito bem que eu estou um pouco doente eu nem fui pra escola esses últimos dias -Falo calmo


- Não importa!!! Eu pago aquela porcaria de escola pra você não ir, então?!

- Pro senhor nada importa- falo baixinho


- Appa, se um aluno não esta se sentindo bem, claro que ele não poderá ir estudar - Disse Jimin


- CALA A BOCA! QUE A CONVERSA É ENTRE EU E SEU IRMÃO!!


- Olha aqui senhor Kim Jenyn, se você não percebeu ele é meu irmão e seu filho também, e eu não aceito que você brigue com ele por ele não ter ido a escola, se ele está doente ele não vai a escola isso quem decide é a Omma, quando ele melhorar ele volta a fazer a obrigação dele que é estudar na PORCARIA DE ESCOLA COMO O SENHOR DIZ! - Jimin estava bravo, ele falou isso com ódio, pelo o menos eu não era o único a sentir isso pelo meu próprio pai


- Gente... - falo calmo, mais eles não escutaram...


- AH PARK JIMIN! NÃO VENHA GRITAR COMIGO PORQUE O ÚNICO QUE PODE GRITAR COM VOCÊS SOU EU, OKAY? OKAY... E VOCÊ SERÁ PUNIDO POR ISSO, SO ESPERE CHEGAR EM CASA!


- Respeita seus filhos! E eu não irei ser punido coisa nenhuma, sua violência pra mim resolve apenas com uma denúncia de agressão, isso vem acontecendo a anos, você pensa que nós dentro de casa iríamos aguentar por muito tempo? Aguentamos esse tempo todo por que somos fortes, mais agora isso está passando dos limites, Appa o senhor não tem vergonha de ser esse monstro que tanto maltrata seus filhos e sua esposa?! - Jimin pergunta autoritário


- Jimin cala a boca! Eu não quero mais nenhum piu, se vocês acham que eu sou seu pai acharam errado! - eu não sei mais ouvi aquelas palavras me fizeram chorar muito, como assim ele não é nosso pai, eu chorei pq eu percebi que por todo esse tempo que vivi eu fui sendo agredido por um desconhecido que fingiu ser meu pai, então resolvi falar


- PAREM DE B-BRIGAR POR MINHA C-CAUSA! E COMO A-ASSIM O SENHOR N-NAO É NOSSO PAI?! ISSO FICA CHATO PRA CARAMBA! ISSO É MUITO RUIM! PERCEBE QUE VOCÊ É O MOTIVO DE TODAS AS DISCUSSÕES!! Eu vou melhorar Appa, eu irei voltar pra escola em breve, não bata no Jimin por favor, e Jimin não grita mais com o Appa daquele jeito poxa! Isso tá chato principalmente pra mim, se ponham no meu lugar pelo o menos uma vez na vida! 


Depois que falei isso meu pai olhou pra mim com ódio por eu ter gritado no carro, ele iria enfiar a mão na minha cara, ele nem respondeu minha pergunta, toda aquela discussão foi inútil, meu pai que nao era meu pai e Jimin estavam bravos, até que meu pai perdeu o controle do volante, eu sentir os últimos minutos da minha vida naquele momento, tudo pra mim estava como uma câmera lenta, foi nesse momento que eu percebi que eu não iria ver minha mãe mais, meus amigos, meus avós, as coisas boas que fiz, as brincadeiras inúteis que eu fazia com o Jimin, eu percebi também que eu não ia mais abraçar meu irmao antes de dormi, que eu não ia completar meus estudos direito, que eu não ia fazer uma faculdade pra orgulhar minha mãe no futuro, depois desses pensamentos sentir minha visão preta tudo apagou e eu também....

Passado off//



Eu fui dormi eu estava bêbado de sono, mais quando me deitei a porta bate, era Jimin e ele fez um biquinho que eu já sabia o que era, só mandei ele entrar, deitar, fechar os olhinhos e dormi, eu gostava quando ele vinha dormi comigo, ele é meu irmão e ele sempre me protege e eu também protejo ele...


09:00 horas da Manhã


Me acordo dou aquela espreguiçada e vejo Jimin dormindo, ele é um anjinho e muito fofo dormindo não quero acorda esse menino

Vou até a cozinha e vejo minha mãe:

- Bom dia Omma minha! - lhe dou um beijo na bochecha que logo ele sorri

- Bom dia filho! - Disse sorridente, parecia que tava se recuperando - Estou me sentindo melhor Tae, depois que tomei um pouco de sol...

- Huuuuum!! E tomou um pouco de sol com quem senhora Kim Hyuni? - Digo e faço um olhar safado

-Aish Kim Taehyung com um amigo ue...

- Ata, hoje em dia ninguém tem amigo Omma a senhora me ensinou isso pelo o resto de minha infância, e eu guardei isso até hoje e vou guardar sempre, e eu avisei que era por falta de sair de casa que a senhora estava ficando mal...

- TaeTae toma seu café vai! - RI

Tomando meu café escuto a campanhia, e eu vou atender e me deparou com Jungkook, meu coração batia forte e eu estava sentindo minhas pernas bambas...

- Bom dia Tae - Disse me abraçando forte, mais um abraço sincero que eu gostei...

- Bom dia Kookei - retribui seu abraço - Aliás posso ti chamar assim? De kookei? - pergunto

- Sim, sim esse é meu apelido eu gosto dele - ele sorri ... Tao lindo e maravilhoso...

Hoje é segunda e eu me esqueci de ir a escola provavelmente Jimin também e o Jeon também.... Liguei pra direção e disse o motivo já que eu não gosto de mentiras disse que eu estava muito cansado e a diretora entendeu o meu lado... Resolvi ligar pro Hoseok pra sairmos um pouco


Ligação onn//

-Hoseok?

-Eaaae, porque me ligou?

- Vamos sair, ir pro parque, tomar um sorvete, sei lá ver o mundo?

- Opa! Vamo sim, to indo ai te buscar ja já chego, tchau!

- Annyeong!

Hoseok chegou e estava com uma roupa simples e eu também, eu estava com uma camisa sem manga por conta do calor, um short não muito apertado e uma havaiana mesmo, eu queria ir em todos os lugares que eu ia com meu pai e com o Jimin, eu já tenho 18 anos e o Jimin 23 se passaram muitos anos já

Chegamos em um lugar que eu gostava muito de ir brincar quando era criança, estava o mesmo de sempre não mudou nada, depois fomos pra um parque que o Jimin gostava de vim eu ainda me vejo jogando água no Jimin e o Jimin saindo todo revoltado pra casa dou um sorriso do nada, depois fomos tomar sorvete em uma sorveteria que meu pai gostava de me levar de vez em quando, eu pedi o sabor de sempre chocolate com flocos e o Hoseok pediu um de maracujá com cobertura de caramelo v que a futura esposa do Jimin estava vindo com um monte de sacolas então resolvi ajuda-la, a convidei pra ir pra casa mais ela estava muito ocupada então aceitei, eu e Hobi fomos pra casa, eu nem almocei pois já tava com a barriga cheia do sorvete, eu fui tomar meu banho e deitar um pouco coloquei o alarme pra esperta 2:55 pois 3:00 tenho que ir a casa de Jeon pra conversarmos melhor, antes de me deitar mandei uma mensagem pro Jimin perguntando onde se localizava a casa de JK ele me disse e eu já sabia onde ficava...(rápido em)


03:00 da Tarde//

Eu ia pra casa de Jeon mais o mesmo venho me buscar nossa eu fiquei surpreso eu nem pensava que ele iria vim me buscar, o carro dele é bem bonito (gente eu não vou descrever o carro eu não sou boa nisso, mais imaginei que ele é lindo igual ao Jeon por favor rs, cor preto) entrei no carro e como eu sou curioso fiquei mechendo nas coisas do carro Jeon nem ligou pra isso, chegamos na casa dele que por sinal é bem bonita, tinha um jardim que no mesmo tinha um jardineiro cuidando das plantas, caminhando até chegar na porta de entrada vi que perto do Jardim tinha um balanço igual o de minha casa, mais o que me chamou mais atenção foi as cores, entrando na casa de Jeon tinha uma mulher limpando o chão, era uma ajudante (não gosto de chamar essas pessoas de empregada sorry~~) o uniforme dela era bem curto então eu cheguei perto de Jeon e Tapei meu rosto com sua curva.

- O que houve? É só uma ajudante Tae -Diz JK

- Mais você viu que ta dando pra ver o coiso dela, manda ela esconder aquilo pelo o amor de Deus, se não eu não saio de perto de você! -Digo ficando com raiva

- Ei! Por favor se endereite, depois você a limpa isso! -Okay senhor Jeon....

-Pronto to mais aliviado - Vamos subi pro meu quarto -RI

Chegando lá, o quarto dele era lindo, a decoração é linda, tinha umas fotos colocadas dele na parede resolvi vê aquela maravilha 

JK - Sobre o que quer conversar primeiro? 

- Huuuum? Eu não sei rs, 

JK- Me conta mais sobre você.

- Eu sou legal, muito amigável, muito estranho as vezes, sou muito engraçado também, as vezes não rosto de demonstrar que estou triste, e é isso.

JK- Tendi... bom! Eu sou legal, divertido, amigável,preocupado, quero ver tudo organizado pois se você não sabe sou do signo virgem, eu também não gosto de demonstrar que estou triste.

- Tendi, cadê seus pais? - perguntei isso e ele abaixou a cabeça.

JK - Minha mãe está viajando, meu pai foi embora do país e ninguém sabe por onde ele está agora

- Kookei levanta essa cabeça, porque você ficou triste derrepente? Sua relação com seus pais não era muito boa não é? Eu entendo você, pois também minha relação entre filho com meu pai também não eram das boas, por favor não fica triste - eu disse chegando mais perto dele e lhe dando um abraço, ele retribui colocando seu rosto bem escondidinho no meu pescoço, ele estava chorando, minha reação foi de surpresa

JK- meu pai foi embora por não aceitar que eu sou gay - diz chorando

Desmancho o abraço, coloco minha mão em seus cabelos acariciando com a outra mão eu enxugava suas lágrimas, eu dei um selinho nele que logo ele pediu mais contato com nosso corpo nos encaramos e ele logo me beija um beijo calmo que transmitia sentimentos ele pediu passagem com a língua e eu cedo, nossas línguas lutavam umas com as outras, minhas mãos entrava dentro de sua blusa fazendo carinho em suas costas, logo a falta de ar se fez presente
























- Eu vou estar do seu lado hoje e sempre Jeon! - Digo e logo o abraço.




Notas Finais


Continua...?

Espero que tenham gostado ^^

~~ annyeong!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...