História Vkook -O inicio do fim- - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Sexo, Violencia, Vkook
Visualizações 71
Palavras 1.484
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii!
- Não me matem -
- Amo vocês -

Capítulo 7 - "-Adeus Orfanato-"


Fanfic / Fanfiction Vkook -O inicio do fim- - Capítulo 7 - "-Adeus Orfanato-"


                       °Busan°
    
                      °Orfanato°
                     °Diretoria°
              °Seis e quinze da manhã°
  Kim Taehyung se levantou com dor e caminhou mancando ao lado da diretora em direção a sua sala,e é claro os meninos vieram junto.
  - Diretora!Não foi nossa intenção! - um dos garotos começou a tentar convencê-la,mas era impossível -.
  A diretora continuo os ignorando e um silêncio predominou no orfanato inteiro,era possível ouvir até os batimentos cardíacos.Eles entraram na sala e um dos meninos - oque havia começado tudo isso - e Taehyung se sentaram na cadeira  em frente a mesma.
  - Podem me dizer o que aconteceu? - ela quebrou o silêncio -.
  - Diretora...isso doí... - O menor disse limpando o sangue saía de seu nariz com sua blusa -.
  - Só um momento,tente aguentar. - A mesma parcia preocupada com Taehyung,mas precisava de resposta - Oque aconteceu? - a mesma voltou a perguntar -.
  - Foi apenas uma brincadeira...não era para terminar assim...Mianhae diretora.
  - Não é para mim que vocês deviam pedir desculpas,e sim,para ele - a maior apontou para o garoto que gemia de dor e chorava - Olha oque fizeram.Não vão falar nada?
  - Minhae Tae...
  O menor assentiu mas no fundo queria o ignorar e o chutar bem forte.
  - Vejo que algumas coisas foram resolvidas,em parte,Tae pode ir a enfermaria - deu um pausa - Tenho assuntos com esses meninos que preciso resolver.
  Ele assentiu novamente e se retirou da sala - continuava a mancar - seu nariz não parava de sangrar,e um de seus olhos estava inchado,além de várias marcas de socos e tapas que ficaram em seu corpo e em sua face.Taehyung não estava bem,dias passados havia sido abusado e agora espancado,isso só se transformava em ódio no coração de Taehyung,e ele jurava um dia vingar tudo isso.
  Taehyung guardava o segredo de que foi espancado e abusado de sua família e "colegas",ele queria por isso para fora,mas tinha medo do que fosse acontecer.
  Quando o mesmo chegou a enfermaria mancando a enfermeira ficou espantada,um menino lindo como ele todo machucado,ele se sentou na maca e o ela começou a passar remédios para cicatrização em seus machucados e lhe ofereceu um gelo para por em seus machucados que estavam inchados.Depois a mesma o liberou e ele andou até o quarto.
  °Enquanto isso...°
  O pequeno Jungkook estava sozinho em seu dormitório abraçado em seu travesseiro chorando,ele estava carregando toda a culpa de seu amigo estar nessa situação horrível.
  O menor esperava que Taehyung aparecesse logo e lhe desse um abraço,mas o mesmo demorava muito,e a intensidade das lágrimas aumentavam.
  Quando Jeon ouviu o barulho da porta que rangia no meio do silêncio do quarto,se animou e se levantou correndo para dar de encontro com Tae.
  - Oi Kookie... - O mesmo pareceu preocupado quando jungkook o abraçou e viu os olhos de Kookie - Estava chorando?
  - S-Sim. - o menor fungava sem parar - A culpa é minha de você estar assim...
  - Não se preocupe Kookie,nossa amizade é oque nos ajuda a resolver os problemas.
  O menor o abraçou mais forte.
  - Temos aula ainda,lembra? - Tae disse pegando os uniformes de ambos e entregando o de Jungkook em suas mãos - Coloca logo,quem for o último vai ser a mulher do padre! - ambos riram -.
  ****
  Quando passaram pelo letreiro enorme da escola - "COlégio Estadual de Busan" (sem criatividade para o nome do colégio) - ambos se separar e foram para suas salas.,
  Na sala de Tae havia alguns meninos fortes e algumas meninas bonitas que davam em cima do mesmo por ter seu jeito BadBoy,mas quando o viram naquele estado,Todos que se encontravam no lugar riam.
  Algumas das meninas que eram "colegas" dele se aproximaram e o abraçaram.A risada foi cortada pela aparição do professor na sala.
  - Bom dia Alunos!Tenho o prazer de lhe apresentar Baekhyun,o novo aluno da nossa sala.
  - Annyeon Baekhyun! - Todos gritaram exeto,Tae -.
  Baekhyun se sentou no lugar vazio que existia na frente de Tae,o mesmo se virou para trás e se apresentou:  ,
  - Olá!Sou Baekhyun e você...O que houve com a sua cara?MANO!Ta sangrando o seu nariz.
  - Nada de mais. - Taehyung deu de ombros e abaixou a cabeça -.
  - Professor Jin!
  - Olá,oque posso fazer por você?

  - Esse garoto aqui!Ele está muito machucado!
  Dava para se ver de longe as marcas roxas e vermelhas nos braços e pernas de Kim.
  - Taehyung,olha para mim... - e na mesma hora Tae levontou o rosto fazendo o professor se espantar - OQUE HOUVE TAE...
  O menor colocou sua mão sobre a boca e pediu para sair lá fora para conversar.Já fora da sala de aula o professor continuou de onde parou:
  - OQUE ACONTECEU TAE? - Jin começou a "fuçar" os machucados de Tae,que não respondia ao toque de nenhum - Não dói?
  - Dói um pouquinho mas já passou.
  - Mas porque está assim?
  - Alguns meninos do Orfanato me bateram.

  - Poxa...A diretora sabe?
  - Sim.
  - Então,oque vai fazer?Assitir a aula ou quer ir embora?
  - Posso me retirar?
  - Claro...Até amanhã quem sabe Taehung!
- O professor lhe deu um beijo na testa e entrou na sala -.
  Taehyung foi ao banheiro,ele não iria embora,não sem Kookie.Ele tinha um plano.
                                °Flashback on°
                             
                                   °Busan°
           
                            °escola primária de Busan°
                               °Sala pré cinco°
                             
                                °Três da tarde°
                                  °15/05/2009°
  Taehyung estava brincando junto aos seus "amiguinhos",mas o mesmo queria sair dali,ele não curtia esse negócio de interação com os outros.
  Ele já estava bufando.Alguém bateu na porta e Tae reconheceu que era o irmão,essa era sua chance,ele ficou bem no cantinho o lado da porta esperando a hora certa,Namjoon o puxou e se retiraram da escola juntos.
  Taehuyng não se lembra muito oque o irmão falou para a professora,talvez: "Vai se fuder." ou " Tenho que levá-lo ao médico?",até hoje Tae tenta descobrir,mas desde a morte do irmão foi impossível de saber.
                                °Flashback off°
                      
  Tae se posicionou na porta da sala de Kookie e começou a dar várias batidas,sem parar,e quem lhe atendeu foi a própria professora.
  - Olá,oque precisa? - disse a professora que estava com a feição de irritada - Oque houve com a sua cara? - a feição que anets era raiva,agora era dó -.
  - Nada de mais Senhora.Meu irmão Kookie,Tenho que levá-lo para casa.
  - Não posso deixar você tirar Kookie daqui. 
  - Mas estou machucado e a diretora me mandou ir pra casa,e ele vai e volta comigo ninguém pode buscá-lo.
  - Tá bom,tá bom,pelo menos um a menos para mim.

  A professora adentrou a sala novamente e chamou pelo nome do menor que veio com os olhos arregalos e abraçou o amigo.
  - Tae!Porque está aqui?
  - Temos que ir embora.
  - Entendo...Annyeong Prof.!

  Ela o ignorou totalmente e entrou na sala.
  ****
  Kookie e TaeTae não disseram nada o caminho todo,mas Kookie tomou o silêncio e começou um assunto:
  - Jihyun é tão linda né?Vou namorar com ela!
  - Nada disso...Você ainda não tem idade para namorar,nem eu.
  - Tenho sim!
  - Você tem apenas 8 anos Kookie!
  - Mas...tá bom...então vou namorar com você!Agora você não pode reclamar.
- essa frase ecoou na cabeça do maior que corou instantaneamente -.
  - Por que suas bochechas estão rosadas?
  - N-Nada não...

  Eles já estavam na rua do orfanato,quando começou a chover,Tae que guardava um mini guarda chuva dentro da bolsa o pegou e cobriu a cabeça de ambos.
  - Obrigado!Estamos namorando?
  - Não.

  - Aigoo!Você é chato viu!? - o maior riu da expressão do menor -.
  - Eu até gosta... - o maior foi interrompido pelo som que vinha do orfanato,eram de tiros -.
  Cada vez mais e mais tiros eram disparados e era possível se ouvir gritos vindo de lá de dentro.
  - Não podemos entrar Kookie!
  - Mas...
  - Corre!

  Ambos começaram a correr mas Jungkook começou a ficar para trás.
  - Jeon! - O maior parou correu até o mesmo e o carregou até a esquina.
  - Oque era isso Tae?
  - Nada... - Taehyung não sabia mentir - Não se preocupe você tem a mim!Okay?
  - Aigoo!Eu sei!Você fala isso todo dia.
  - Temos que arrumar um lugar para passar a noite.
  - A casa da JiHyun!
  - Onde fica?

  - Por aqui. - Jeon correu mostrando o caminho a Tae,que pareceu surpreso por saber onde ficava a casa da amiguinha,Taehyung deixou o guarda chuva escapar de sua mão e os perdeu -.
  - Aishhh!Assim você me mata Jungkook.Você já veio aqui né?
  - S-Sim.
  - Aishh Jeon!

  Jeon tocou o interfone sem parar,ele clicava uma vez,clicava a segunda,até que Jihyo atendeu.
  - ~ Olá... ~
  - Sou eu Jungkook!
  - ~ Oi Jungkook!cadê a JiHyun? ~
  - Deve estar na escola ainda.
  - ~ Precisa de algo? ~
  - Sim!
  - ~ Quem é esse do seu lado?Molhado.
  - M-Meu irmão.
  - ~ Tá bom.Entre. ~

 


Notas Finais


Só para lembra:
- Não revisado -
- Me comuniquem se encontrarem algum erro gramatical -


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...