História Você Ainda Estaria Aqui? - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bottom!jimin, Jikook, Jimin, Jimin!bottom, Jk!top, Jungkook, Jungkook!seme, Jungkook!top, Kookmin, Namjin, Taeseok, Taeyoonseok, Top!jungkook, Vhope, Yoonseok
Visualizações 155
Palavras 2.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente
Desculpa a demora de 4 dias
Eu pretendia postar fanfic ontem, mas eu tive um pequeno contratempo (fim de namoro) e meio que eu fiquei muito triste pra vir pro pc
Ainda estou na real, mas o show não pode parar, né non?

Capítulo 12 - Por que você fez isso?


Fanfic / Fanfiction Você Ainda Estaria Aqui? - Capítulo 12 - Por que você fez isso?

Ponto de vista de Jeon Jungkook

SÁBADO

| 14:45 |

Eu estava puto. Putasso. Na santa excelência puteza. Desde que eu vi aquele garoto de cabelos rosas – agora pretos – na minha frente eu senti uma grande vontade de beijá-lo, e nem eu mesmo entedia os motivos. Talvez fossem hormônios, como eu mesmo já havia pensado e como todos os meus amigos – no caso, só o Yoongi e o Taehyung – falaram que seriam. Talvez fosse pelo término recente de namoro, o que deixaram as coisas ainda mais complicadas, já que eu não tinha me familiarizado com a solteirice novamente, o que me fez ficar dependente e necessitado de toques que nem eu mesmo sabia que eu queria.

Ver Park Jimin de toalha na minha frente atiçou necessidades que até então eu não tinha com meu ex namorado panaca. E não bastando só isso, parecia que o garoto fazia de tudo pra me provocar e me tirar do sério. Mas no fundo eu sabia que não era de propósito, já que na grande maioria das vezes ele nem esperava se encontrar comigo.

Ou esperava?

 

— Kookie — Lisa balançou as mãos na minha frente, fazendo com que eu acordasse do transe — Você tá tão perdido nos seus pensamentos que daqui a pouco você vai ficar perdido na areia — ela apontou para baixo e, automaticamente, ao olhar para os meus pés eu tropecei e caí de cara na areia, arrancando risadas de todos.

 

Aish — reclamei me levantando e batendo a areia que havia ficado na minha camisa branca — Eu estava pensando em outra coisa.

 

— Em outra coisa ou em outra pessoa? — Taehyung comentou alto, fazendo Jin e Lisa rirem.

 

Aigoo, vocês só tem esse assunto? — ouvi a voz de Jimin atrás de mim, virei-me para olhá-lo e vi que suas bochechas estavam tão rosadas quanto sua camiseta.

 

Sorri e voltei a caminhar pela areia. O sol estava relativamente quente, mas não tão quente a ponto de fazer uma cratera na minha pele caso eu não usasse protetor solar. O que, eu não podia nem cogitar, já que assim que eu estiquei minha toalha na areia e me sentei, fui atacado por três pessoas com protetores solares nas mãos.

 

— Acho bom você passar esse protetor — Taehyung pronunciou, jogando uma embalagem em mim.

 

— Se não passar, além de se queimar com o sol, ainda vai se doer mais ainda com os tapas que eu vou te dar — Yoongi se sentou ao meu lado, abrindo a embalagem jogada por Taehyung e colocando um pouco de protetor em suas mãos.

 

— E eu não vou cuidar de você — escutei a voz de Lisa, que sorriu e correu para o mar sem olhar para trás.

 

— Eu odeio vocês.

 

Yoongi sorriu e levantou minha camisa, deixando minhas costas à mostra. Colocou as mãos que estavam lambuzadas – e geladas – de protetor solar e espalhou ali. Levantei o olhar e pude ver Jimin sentado na beira do mar, olhando a situação com sua boca comprimida em uma linha.

Deve ser coisa da minha cabeça.

Ajudei meu amigo, levantando o resto de minha camiseta, ficando sem ela, para que ele pudesse espalhar melhor o produto.

 

— Vire-se — obedeci e Yoongi levou suas mãos ao meu abdômen, começando a espalhar o protetor por ali, mas foi interrompido pela voz fina e pelas mãos pequenas de Jimin.

 

— Acho que eu posso ajudar ele com isso — sorriu sínico e pegou o protetor da mão do mais velho — Taehyung está te chamando — Yoongi assentiu e foi na direção de Tae, que o olhou confuso — Ele não tá chamando — Jimin sussurrou, rindo e se sentou de frente para mim.

 

O mais velho passou as mãos pequenas pelo meu abdômen para espalhar o produto, mas aquilo acabou me causando arrepios. Franziu o cenho e virou meu corpo de lado, murmurando algum palavrão enquanto passava as mãos pela parte de cima das minhas costas. Estremeci.

Certo, por que raios meu corpo estava reagindo daquele jeito aos toques de Jimin, e não aos de Yoongi? Aish, tudo bem que Yoongi era meu amigo de longa data, mas qual é, ele não deixa de ser bonito, e eu sei que se eu demonstrasse interesse ele provavelmente cederia aos meus encantos na hora.

 

— Vira de frente pra mim — Jimin disse com a voz baixa e eu me virei, suspirando.

 

Ele passou novamente as mãos pelo meu abdômen, subindo para os ombros e espalhando pelos braços. Eu me sentia uma criança sendo cuidada pela mãe na sua primeira vez na praia. Revirei os olhos pensando nisso, e observei Jimin parado à minha frente, com as mãos sujas de protetor. Parecia que ele estava esperando que eu me virasse, já que, quando o fiz, ele colocou as duas mãos em minhas bochechas, marcando-as de branco.

 

— Você não f... — antes que eu pudesse terminar de falar, ele selou seus lábios nos meus, sorrindo em seguida.

 

— Vou ter que passar o protetor no seu rosto também?

 

Aish — resmunguei, me levantando — Não.

 

Ele sorriu novamente e tirou sua própria camiseta, ficando apenas com sua bermuda jeans azul. Por um momento me perdi fitando seu corpo sem aquela peça, mas isso não durou muito, já que ele se virou e correu até o mar. Suspirei e espalhei o protetor pelo meu rosto.

Dei alguns tapinhas em minha bermuda e segui em passos lentos para o mar. Franzi o cenho assim que vi Hoseok e Namjoon com pranchas de surf na mão, mas não questionei – não em voz alta, pelo menos. Coloquei os pés no mar e fiquei ali parado, por um momento, sentindo as ondas. Fechei os olhos para apreciar a sensação, mas logo abri os mesmos, arregalando-os ao sentir braços em volta da minha cintura me levantando e me levando mais pro fundo do mar, me soltando, fazendo com que eu caísse de bunda no meio de toda aquela imensidão de água.

 

— Vocês enlouqueceram? — gritei assim que consegui levar meu corpo de volta à superfície.

 

Antes mesmo que eu pudesse falar mais alguma coisa, Yoongi se tacou em cima de mim, fazendo com que nós dois caíssemos na água novamente. Mas, daquela vez, eu não consegui voltar à superfície, já que ele permaneceu em cima de mim mesmo embaixo d’água, forçando meu corpo para baixo. Minha visão começou a escurecer, meu corpo ficou mole e eu apenas deixei-o afundar, e tudo ficou preto.

 

Narração em terceira pessoa

 

Yoongi voltou à superfície, sorrindo enquanto jogava seus fios molhados para trás. Jimin o encarou com uma expressão fria, não havia gostado nada de sua atitude, mas se manteve quieto. Ele, os outros garotos e Lisa se mantiveram quietos por alguns segundos, até sentirem falta de algo. Alguém.

Jungkook não havia voltado. Ele continuou na água, sem se debater, sem se mover. E provavelmente sem respirar.

Jimin mergulhou, tentando procurar Jungkook no meio daquela imensidão de água. Sentiu seus olhos arderem, mas não os fechou. Arregalou-os mais ainda, olhando para baixo, vendo o corpo de Jungkook desmaiado do lado dos pés de seus amigos. Desceu um pouco mais o corpo, esticando os braços para puxar o braço direito do mais novo, fazendo com que ele chegasse mais perto. O corpo de Jungkook flutuou na água, e Jimin pegou-o nos braços, se levantando logo em seguida.

Yoongi arregalou os olhos ao ver o amigo desmaiado nos braços do mais baixo. Coçou a nuca e tentou se aproximar, mas Jimin deu um passo para trás, virando-se para andar em direção à areia.

Colocou o corpo de Jungkook sobre a mesma e parou ao seu lado.

 

— O que eu faço agora? — ele perguntou, observando Jin revirar os olhos.

 

— Faz uma respiração boca a boca nele.

 

— Fazer o que? — Jimin tombou a cabeça pro lado, confuso

 

— Isso aqui — Taehyung se aproximou do primo, levando os lábios de encontro com os do mais novo. Jimin prendeu a respiração. Não podia acreditar que aquilo estava acontecendo.

 

Eles são primos. Isso é só pra fazer Jungkook voltar a respirar e acordar. Não tem nada demais nisso.

 

Jimin dizia mentalmente para si mesmo que não era nada demais, até perceber que, mesmo após Jungkook ter voltado a respirar, Taehyung continuou com os lábios lá, mas dessa vez, iniciando um beijo. Jimin sentiu seu sangue ferver, cerrou os punhos e antes mesmo que pudesse ter controle sob seu próprio corpo, deu um soco certeiro no queixo do garoto de cabelos vermelhos.

Taehyung caiu de bunda na areia, desnorteado, enquanto sangue escorria por sua boca. Jungkook se sentou na areia e olhou confuso para o primo jogado no chão, em seguida, olhou para Jimin, que mantinha sua pior expressão no rosto. Estava com raiva, tanta raiva que nem cabia em si. Tentou avançar novamente para dar outro soco em Taehyung, mas foi impedido pelas mãos grandes de Namjoon e Jin, que o empurraram para trás, tentando acalmá-lo.

Jungkook se levantou, virando-se de costas e correndo o mais rápido que podia até a casa onde eles iriam passar o fim de semana.  Parou de correr assim que estava há dez metros da porta de entrada, abriu a mesma com rapidez, subindo as escadas em passos rápidos, entrando no quarto que ele e Jimin estavam dividindo.

Sentiu suas pernas falharem assim que fechou a porta atrás de si, caindo de joelhos no chão de madeira, deitando-se sobre ele logo em seguida.

Estava perdido. Em um momento estava dentro do mar praticamente agarrado com seu melhor amigo, no outro estava beijando seu próprio primo, e isso travou uma quase batalha entre ele e Jimin.

Mas a parte mais estranha não foi a briga, não foi ver seu primo tossindo sangue graças ao soco que recebeu de Jimin, não foi ter se afogado enquanto praticamente sentia o corpo de Yoongi fundir-se com o seu.

A parte mais estranha foi Taehyung ter lhe beijado.

 

E ele havia gostado disso.

 

. ⋇.

 

— Mas que merda, Jimin? — Taehyung gritava enquanto Jin e Namjoon ainda seguravam Jimin pelos braços.

 

— Por que você fez isso? — o mais baixo disse, alterando o tom de voz.

 

— Por que você não quis fazer? — rebateu no mesmo tom.

 

— Eu nunca disse que não quis fazer!

 

— Mas demorou demais pra isso.

 

— Eu não to falando do seu ato de heroísmo — Jimin disse, se soltando dos braços dos mais velhos — Eu to falando do beijo. Por que você beijou ele?

 

— Senti vontade — o garoto deu de ombros e Jimin sentiu o sangue ferver novamente.

 

— Ele é seu primo! — disse, mas, dessa vez, não estava com raiva, estava triste — Você é meu amigo... — seu tom de voz diminuiu.

 

— E o que isso tem a ver? — Taehyung sorriu de canto. Ele sabia o motivo que Jimin estava daquele jeito, mas queria que ele falasse. Para todos escutarem.

 

— Você nos viu juntos hoje de manhã... Eu não entendo — o mais velho fitou a areia.

 

— Vi vocês fazendo o que, Jiminnie? — tombou a cabeça pro lado, esperando uma resposta.

 

— Nós... estávamos... juntos.

 

— Fazendo?

 

— Estávamos nos beijando, droga! — gritou e todos o olharam surpresos.

 

Certo, todos ali tinham uma desconfiança, mas ouvir isso da boca do próprio Jimin era completamente diferente e estranho.

 

— Vocês finalmente se beijaram? — Lisa finalmente se pronunciou, arrancando uma risada de Taehyung.

 

— Sim. — confirmou tímido.

 

— Bom, então, se eu fosse você, eu iria atrás dele. Já que, por sua causa, ele saiu daqui.

 

Jimin olhou em volta e percebeu que Jungkook não estava mais ali. Ficou tão tomado pela raiva que nem percebeu o garoto sair correndo enquanto segurava as lágrimas.

 

— Jungkook... — sussurrou, correndo até a casa.

 

. ⋇.

 

Jimin entrou pela porta da frente ofegante. Não era lá tão acostumado a correr sem estar emocionalmente preparado para isso. Mas, estava mais cansado porque seus pensamentos pesaram tanto quanto uma âncora que pesava toneladas. Subiu para o quarto e bateu na porta, esperando alguma resposta.

Jungkook abriu a porta, e apenas deu um beijo no garoto. Sem explicação nenhuma.

Jimin apenas cedeu, deixando Jungkook invadir sua boca com a língua, mas logo que isso aconteceu o mais novo se afastou, coçando a nuca, envergonhado. Jimin franziu o cenho.

 

— Desculpa — o mais alto disse — Eu achei que fosse o Taehyung.


Notas Finais


HEHEHEHEH
não me odeiem
não odeiem o jungkook
nem o taehyung
como eu mesma já disse, eu adoro uma tragédia
essa é só a primeira de muitas que virão
e as que virão vão ser muito mais pesadas do que só um beijinho


SPOILER


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...