1. Spirit Fanfics >
  2. "Você é estranho... Eu gosto disso" (Tyunning) >
  3. Alguém pode colocar uma focinheira no Kai?

História "Você é estranho... Eu gosto disso" (Tyunning) - Capítulo 4


Escrita por: MintChocolato

Notas do Autor


Esse capítulo ficou bem boiolinha mesmo, só pra não ficar sem essa semana porquê eu estou desanimando um pouco, mas prometo que vou tentar melhorar

Boa leitura...

Capítulo 4 - Alguém pode colocar uma focinheira no Kai?


×

Lá estava ele, nosso pequeno Hyuka deitadinho em sua cama, após já ter almoçado e trocado de roupa apenas se jogou na cama e ficou lá, pensando em tudo e nada, parece confuso não? Ele se espreguiçou lentamente e bocejou, esticando seus braços e pernas com os olhinhos fechados, sorriu ao sentir o cheiro adocicado de cereja, encheu seus pulmões de ar para sentir mais daquele aroma, vocês já sabem de quem é não? Mas acho que nosso Huening ainda não percebeu. 

— Tá pensando no que? – O mais velho deu um pulo após ouvir a voz de sua irmã, Bahiyyih. – Vala, pra que isso.

— Quer me matar do coração? – Olhou para a Irmã colocando a mão no coração, fazendo a mais nova rir.

— Foi mal Hyuka, é que você tá todo boiolinha aí, ah, e seu amigo tá lá fora. – Ela explicou.

— Eu não tô boiolinha não.. pera, quem tá lá fora? – Perguntou surpreso indo até a janela pra tentar ver quem estava lá.

— Aquele menino de cabelo vermelho.

— Que? Que horas são? – Disse pegando sua mochila com um chaveirinho de abelha que sua irmã lhe deu um ano antes.

— Três horas. – Disse simplista e Kai suspirou aliviado.

— Eu estou indo, mamãe está em casa? – A menor balançou a cabeça positivamente. – Bom, eu volto mais tarde, até mais Bahyih. – Deu um beijinho na cabeça de sua irmã e desceu as escadas apressado.

— Hey, para onde vai com essa pressa? – Disse sua mãe.

— Vou fazer um trabalho da escola na casa de... Uma colega. – Disse a última parte meio apreensivo. – Estou indo, volto mais tarde.

Se despediu de sua mãe e saiu da casa dando de cara com Kang, que levou um susto ao notar sua presença fazendo o mais alto rir. Então os dois caminharam até a casa da garota que ficava a algumas ruas da de Huening.

— Aí ele disse "se vocês pularem esse muro, vocês vão ser expulsos", nessa hora meu coração quase parou. – Disse o mais novo andando no meio fio.

— Me diz que vocês não pularam... – Kang disse rindo da história.

— Eu ia descer do muro, mas o Yeonjun me puxou e a gente caiu, quase me quebrei todinho. – Riu enquanto contava sendo acompanhado pelo mais velho. – O melhor foi a gente correndo cambaleando por causa da queda, eu me senti fugindo da prisão.

— Meu deus, e vocês foram expulsos? – Kang arregalou os olhos, não imaginava que alguém quieto como o Kai fugiria da escola. Mas conhecendo a má influencia que Yeonjun era, não estava tão surpreso assim.

— Fomos nada, a gente levou só uma suspensão, mas só nos livramos porque a diretora gostava muito de mim. Sou encantador, eu sei. – Fez uma reverência, logo os dois caíram na risada de novo.

Ao chegarem na porta da casa da menina, eles tocaram a campainha e Kai entrelaçou seu braço ao de Kang apenas por costume, o mais velho já tinha se acostumado também. 

— Olá, vocês são os amigos da minha filha? – A mulher perguntou sorridente, os dois meninos concordaram. – Ah, entrem, entrem, ela está lá encima no segundo quarto a direita, fiquem a vontade.

— Eu nunca achei que iria ouvir essa frase na minha vida. – O mais novo Cochichou.

— Eu também não. – Os dois riram baixinho. – Que casa enorme, meu deus. 

Os dois bateram na porta do quarto ouvindo um "pode entrar" da dona da casa. Eles se sentaram lado a lado pegando seus materiais de suas mochilas, Huening estava quase colado em Kang por ele ser a única pessoa no qual conhecia, permanecia olhando para baixo.

— Que bom que chegaram, acho que podemos começar agora, não? – Disse Eunbi. Ela e Kang tinham sido escolhidos como lideres do grupo, apenas para ficar algo mais organizado por serem conhecidos como os "nerds" da sala. 

— Onde está Byeol? – Kang perguntou 

— HaeWon disse que ela não pode vir, ela teve uns problemas em casa. – O avermelhado apenas concordou com a cabeça. – Bom, vocês já sabem o que devem pesquisar certo? – Todos concordaram. – Ok, então qualquer dúvida podem falar comigo ou com o Taehyun-a. – O garoto concordou e todos começaram a fazer sua parte do trabalho.

Pouco tempo havia passado até HaeWon começar a tirar suas dúvidas com Kang, não tinha nada de errado nisso, mas ela fazia isso muitas vezes e estava começando a atrapalhar o garoto.

— Ah, HaeWon, não precisa perguntar sempre para ele, você pode estar atrapalhando, eu também posso tirar suas dúvidas. – Eunbi disse educadamente escondendo o tanto que estava encomodada. 

— É que o Taehyun-a está mais perto, ele também é muito antencioso comigo. – A garota sorriu para Kang, ele apenas concordou mantendo os olhos em seu caderno.

Eles permaneceram em silêncio por mais um tempo até HaeWon quebra-lo de novo.

— Taehyun-a. – O avermelhado sussurrou um "sim?" Sem parar o que estava fazendo. – O que você acha de mim? – A garota perguntou envergonhada tomando atenção do garoto.

— Perdão?

— Você acha que o Beomgyu oppa me acharia atraente? – Olhou nos olhos do avermelhado que apenas ficou pensativo.

— Bom, eu não acho que deva se preocupar com isso agora, quem sabe você possa perguntar a ele...

— Você não me acha atraente? – A garota parecia surpresa com a resposta de Kang.

— O que? Não–

— Então você não acha? – Huening estava acostumado com essas situações, aquela garota o lembrava sua ex namorada, ela iria te fazer se sentir mal para conseguir o que queria, por mais que não conhecesse a mais velha, não tinha gostado nem um pouco dessa atitude.

— Esse não é o foco, vamos apenas terminar esse trabalho e você pode perguntar para o Beomgyu o que ele acha depois. – Todos olharam surpresos para o mais novo, não tinha gaguejado nenhuma vez, e por mais que estava olhando apenas para a folha, não parecia tenso.

— Ah, eu não te chamei nessa conversa, pirralho. Mas acho que tomou coragem para falar algo não é? Sua voz é muito irritante, sabia? 

— HaeWon, chega. Faz a sua parte do trabalho e a gente resolve isso depois. – Eunbi interrompeu, causando ainda mais fúria na garota.

— Então você vai defender ele agora? Achei que o ratinho poderia falar por si mesmo. – Disse afrontosa olhando para Kai, o mais novo apenas abaixou a cabeça apreensivo, "eu devia ter ficado quieto" pensou.

— Qual o seu problema hoje? Da pra deixar o garoto em paz? – Respondeu a altura, Eunbi era calma mas odiava quando alguém tratava outra pessoa mal.

— Fica com ele então! Já tinha me trocado antes, por quê agora seria diferente? – Se levantou com raiva. "Mas o que diabos está acontecendo?" Os meninos se perguntavam.

— Eunbi. – Taehyun chamou a atenção da mais velha olhando para o seu celular. – Eu e o Kai temos que ir, podemos terminar esse trabalho outro dia, assim a Byeol pode participar também, não acha? – A mais velha concordou já entendendo o que ele estaria fazendo.

Kang sinalizou para Kai e os dois foram embora. Seja lá o que estivesse acontecendo, não era da conta deles, era o que se passava na cabeça de Kang.

— O que aconteceu? – O mais novo perguntou assim que saíram da casa, Kai permanecia chocado com o que acabará de acontecer.

— Não faço a mínima ideia, mas seja lá o que for, elas vão se resolver sozinhas. – Kang diz e o maior concorda. – Você respondeu ela hoje, está bem? – Ao ver que o mais novo não responderia, colocou uma das mãos em seu ombro. – Tudo bem, não precisa responder, deixa pra lá. – Mudou de assunto.

Os dois pararam em uma praça próxima, a mesma que ficaram quando se conheceram. Eles se sentaram naquela mesma árvore e ficaram conversando.

— Tipo, o peixe é muito estranho, já olhou nos olhos de um? É muito assustador! – O mais novo falava de um jeito sério, mas o assunto era tão bobo que Kang não continha suas risadas.

— Por que você olharia nos olhos de um peixe? – Perguntou rindo.

— Não é legal ter uma conversa sem olhar nos olhos.

— Por que você conversaria com um peixe, Huening?! – O mais velho riu mais alto e foi acompanhado pelo garoto, rindo como dois idiotas. 

— Você não conversa com bichos? – Perguntou fingindo indignação. – Não converse comigo mais. – Cruzou os braços virando pro outro lado.

— Mas foi voc–

— Não, não vou ouvir. – Interrompeu fingindo mágoas.

— Mas–

— Não.

— Huen–

— Wawawawawawawa– Gritou tapando os ouvidos logo sendo interrompido por Kang, sacodiu o mais novo que gritou como um golfinho, vocês conhecem o Ning Ning.

— Vai ouvir siiim! – "Abraçou" o mais novo.

— Waaaaa! – Gritou tentando se soltar do abraço mas não conseguiu, olhou com olhos cerrados e deu língua para Kang que apenas riu. – Soltaaa! Eu vou morder você!

— Acho que você tem problemas com morder pessoas. – Kai abriu a boca ameaçando o morder e Kang o soltou. 

— Liberdade! – Comemorou com os braços pra cima.

— Você não existe Huening. – O mais velho riu.

— Existo sim, existo sim. – Encostou a cabeça no ombro do mais velho. – Eu existo. – Mordeu o ombro de Kang.

— Kai! – Huening correu do mais velho, que o perceguiu por envolta da árvore.

Acho que esses dois tem muita coisa pela frente, principalmente se depender de Huening...


Até o próximo capítulo


Continua...♡





Notas Finais


E então, vocês gostaram?
Se tiverem gostado eu peço que me falem, também peço que dêem sugestões pra melhorar a fic, ok?
Eu espero que tenham gostado e Obrigado por ler
Perdoem qualquer erro, eu não revisei muito bem, qualquer coisa me falem

Até o próximo capítulo, fiquem bem 💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...