História Você é filha de Hades. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias As Provações de Apolo (The Trials of Apollo), Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Hazel Levesque, Jason Grace, Nico di Angelo, Personagens Originais
Visualizações 28
Palavras 809
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Droubble, Seinen, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Está fanfic tem como foco em ''ser filha de Hades''. Os dramas que Malia Hale sofre, os pesares de que a vida de um semideus não é só feita de glorias de matar monstros, mas também de confusões com eles mesmos. Percy Jackson & Os Olimpianos, Os Heróis do Olimpo, As provocações de Apolo não me pertencem, todos os créditos a Rick Riordan.

Malia Hale é uma personagem original, de minha criação. Plágio é crime, eu denunciou. Postada igualmente na Nyah fanfic e na Social Spirit.

Espero que gostem, essa One foi baseada numa ideia para uma fanfic de PJO, que eu pretendo postar. Dependendo a recepção desta one, eu postarei a fanfic ao qual originou esta one, mais cedo do que o previsto.

Tenham uma boa leitura. - J.

Capítulo 1 - Filha de Hades.


Fanfic / Fanfiction Você é filha de Hades. - Capítulo 1 - Filha de Hades.

Você é filha de Hades.

1941, Nova York, Estados Unidos.

Malia queria um buraco para se esconder, em meio as sombras e as dores em seu coração.

Mas ela não tinha. Aquele Sátiro – que fora seu amigo, até falecer protegendo a mesma – dissera a ela toda a verdade, de o porquê ser tão caçada e viver se mudando de pais.

Isso fazia a mesma lembrar-se da Mãe, uma doce e gentil florista, que foi morta num surto de ciúme de sua madrasta.

Rancor.

Seu defeito mortal, segundo o Sátiro.

Depois venho o aquilo, ser congelada num buraco de escuridão, onde a luz não chegava.

Tudo passava tão lentamente, que Malia Hale desejava com tanta força morrer, mas nem isso ela conseguia.

‘’Você é forte’’

As únicas palavras paternas vinda do Deus do Submundo, seu pai, Hades.

Quando as paredes se quebraram, e Malia caiu, ela aceitava que estava morta. Mas não, a dor de uma costela quebrada foi mais forte, ela rastejou para fora do buraco, viu flores, o sol e vida por toda a parte.

Suas pernas se moveram sem ela se importa, quando se viu, estava ainda segurando sua espada – que não sabia de onde tinha a recuperado -, com cortes e encharcada de sangue, ela caminhou.

Então ele estava a sua frente.

Os cabelos loiros arrepiados, os olhos azuis mirando a mesma.

Malia desmaiou naquele dia.

Quando acordou, estava em outro lugar, havia duas pessoas no quarto da mesma. Um garoto de sorriso vivo e outro de cabelos negros e aura de morte – assim como a da mesma.

‘’Você sabe de quem é filha?’’

O Centauro havia lhe perguntado, Malia viu em seus olhos que ele sabia a resposta, mas preferia ouvir da mesma.

Hades.

A palavra saiu de seus lábios, os olhos negros caíram no outro ocupante daquela sala.

‘’Sou Nico Di Angelo, sou seu meio-irmão.’’

Meio-Irmão.

Malia Hale não saberia dizer quanto aquilo lhe espantava, havia ganhado um irmão, um não, dois, havia outra garota.

Hazel Levesque.

Filha da parte romana de seu pai.

Malia não se importava muito com detalhes, mas ela ficara feliz – apesar de não demostrar – um pequeno sorriso ficou em seus lábios quando a conheceu.

Hazel lembrava o irmão mais velho de Malia, que também era filho de Hades, mas faleceu a muitos anos.

Ela quase tentou trazer ele de volta, mas Nico a convenceu do contrário.

Seu irmão havia escolhido renascer.

Malia encolhia-se na cama, deitada no beliche de cima ela encarava as paredes negras do Chalé 13.

Pesadelos.

Pareciam a percorrer por onde ia, ela era perseguida pelo passado.

Filhos de Hades e seus destinos.

Pensara Malia.

Ela queria voltara para 1940, onde seu irmão estava vivo, onde sua mãe lhe ensinava a fazer buques de rosas, onde era somente Malia Hale e não a filha de Hades.

Mas não podia, estava em 2017, com 14 anos – mesmo devendo ter bem mais de 14 anos, afinal, nascera em 1927, deveria ter 90 anos.

Semideusa.

Era desagradável a palavra como um todo, ela odiava sua sonoridade.

Filha de um Deus.

Ela não se importava se Hades era ou não um deus, mas sim, com o fato dele não ter impedido a morte de seu irmão.

Rancor.

Novamente o rancor estava ali, rondando a mesma.

Defeito Mortal.

Malia estava ciente que era ruim uma filha de Hades guardar rancor.

Mas ela não se importava.

Não sabia se um dia, poderia perdoar o passado.

Seu pai.

Não queria odiar Hades.

Mas nem mesmo Malia podia contra seu defeito mortal.

Mas um dia se seguiu, enquanto cuidadosamente, ela continuava sua vida, mesmo deslocada no tempo.

Mas, Malia tinha algo especial.

Seu garoto favorito.

Jason Grace

A impetuoso filho de Júpiter, e o garoto favorito da mesma.

Malia estava realmente certa de um fato; Ela nascera para ter mais pesares em sua vida, do que alegrias.

Disto a filha de Hades tinha como fato.

No final, ela não saberia dizer como tudo levou até aquele ponto, como tudo terminou daquela forma.

Malia Hale havia apaixonando-se por Jason Grace.

Assim como havia apaixonando-se pelo gosto do cigarro em seus lábios, pela dor em seu coração, pela amargura de ter seu coração doendo e por seus próprios questionamentos.

‘’Porque ele tinha que ser tão... Jason Grance’’

Ela costumava se pergunta isso as vezes, sentada no telhado do Chalé 13, olhando para o céu, com o cigarro nos lábios, Malia Hale esquecia o mundo a sua volta por um breve momento de êxtase da Nicotina em seu corpo.

A filha de Hades realmente estava começando a achar-se masoquista, por acabar sempre sentindo a dor, mesmo assim, ela continuava naquele caminho.

Eu tenho sérios problemas...

E mais uma vez naquele dia, Malia Hale dormiu no telhado de seu Chalé, para depois ser arrastada para sua cama por Nico, reclamando de como ela era inconsequente por seus atos.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentários são sempre bem vindos. Desculpem caso deixei passar algum erro, corrigi, mas sempre pode ocorrer de deixar passar algum erro.

- J.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...