1. Spirit Fanfics >
  2. Você é Meu.. - DekuBaku >
  3. Capítulo 1

História Você é Meu.. - DekuBaku - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Quem diria eu fazer um Midoriya sugar daddy? Ai ai..

Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Você é Meu.. - DekuBaku - Capítulo 1 - Capítulo 1

Suspirou levando o cigarro até os seus lábios encarando as suas garrafas de drink na prateleira, O lugar estava pouco iluminado apenas pela TV e uma pequena lâmpada ligada — Sendo bem velha que até falhava — Um pequeno bar do submundo aonde um Certo Alfa dos cabelos esverdeados andava, Para esquecer dos seus problemas que nem são novidades.

— Se vai morar aqui me fale. Senhorzinho Malvado — Uma voz feminina fez o maior encarar, Ele sorri sacana assoprando a fumaça que saía em suas narinas e boca.

— Não seja assim Toga.. Deveria ser gentil sendo uma Ômega Lúpus.. — Ele pisca pra loira.

— Eu ser gentil? Conta outra Izuku — Ela revira os olhos vendo o esverdeado se ajeitar na cadeira.

— Olha a língua princesa — Ele ri se levantando da cadeira.

— Ai ai... — Ela sorri ajeitando o seus dois Coques.

Midoriya sorri saindo do bar pelos fundos com o cigarro na boca, Se destacava nos demais usando uma camisa social preta desabotoada no peitoral mostrando uma parte do seu peitoral exposto, Mangas para cima mostrando uma parte da sua tatuagem de dragão bem bonita da cor preta. Seu corpo bem malhado deixando as Ômegas sem fôlego, Piercing nas orelhas o deixando mais selvagem do que é.

Midoriya se considerava o Sucessor do Mafioso, All for one, O dono do Submundo, Aonde todos abaixava as suas cabeças perante a aquele Homem.

A sua infância era péssima em relação a problemas de drogas vinda da sua mãe, Uma mulher procurada da polícia por tráfico de drogas, Por ser uma mãe péssima envolveu o seu único filho a esse caminho sombrio.

O jovem Izuku Midoriya foi um Adolecente não muito sociável,Principalmente quando o Assunto era problemas familiares. Mas queria pelo menos ouvir a sua Mãe lhe falar que podia ser alguém na vida para animar o seu ânimo que não era das melhores.

Foi diminuindo cada vez mais, Sua Mãe nunca te apoiava, Era como se Izuku fosse uma sombra para Inko. O pequeno Alfa ao menos teve amor paterno por causa da sua mãe que Saía de casa com outros alfas caindo no mundo das cocaínas, Midoriya foi mais de ficar nas ruas com os seus "amigos" Do que ficar na sua própria casa.

Se realmente fosse sua cara.

Ali junto com os seus amigos na calçada Fria e sem cor fumando bastante, Entre eles estava o seu melhor amigo, Eijirou Kirishima.

Ele era um amigo legal e que sempre levava Midoriya para jogar um fliperama para pelo menos animar o esverdeado, O mesmo Agradecia por ter conhecido o ruivo, Em um momento da sua vida ele iria dizer adeus a aquela vida de merda que vivia mas Eijirou estava ali para falar que não deve se render e sim seguir em frente. A vida pode ser uma completa desgraça mas estamos ali para piorar mais.

Midoriya riu com aquele pensamento ficando na frente de uma mansão grande, Lá na frente na entrada estavam dois Guardas Subordinados do All For One.

— Izuku Midoriya? — Um deles percebe a minha presença ajeitando a sua postura quando me encarava.

— Não não, Sou sua Fodendo Fada madrinha não está vendo? — Ironizou entrando mesmo assim na mansão.

O guarda se sentiu ofendido mas ficou na dele, Não podia encostar nem um dedo sequer no Príncipe pois o chefe te cortaria em dois. Midoriya andou pelos corredores da casa enorme menos colorida com tons pretos e vermelhos escuros, Em um corredor silencioso com vasos lindos da cor branca desenhada por flores azuis belas.

Se virou vendo a porta grande de madeira da cor vermelha escura, Abriu a mesma dando de cara com um homem mistérioso sorrindo pra ti.

— Aonde estava Izuku? — Perguntou.

— Estava em um bar Qualquer All for One.. Não precisa se preocupar.. — Midoriya suspira se sentando em um sofá confortável que estava por lá.

— Entendo. Hoje você pode tomar conta da base? Eu tenho um compromisso agora.. — Ele se levantou na cadeira ajeitando a sua gravata.

— Posso saber aonde?

— Vou ter uma reunião junto com os Yakuza.. Eles me falaram algo que chamou bastante a minha atenção — Andou até a porta da saída.

— Disse pra puta do Kai que mandei um beijo! — Gritou vendo o homem sair do cômodo.

Ele riu da sua piada olhando envolta, Se perguntava como ele chegou a esse ponto, Simplesmente se passaram 8 anos depois que All for one o tirou das ruas.

Seus pensamentos foram interrompidos escutando o barulho irritante do celular mostrando que alguém estava te ligando, Tirou do bolso vendo que era o Próprio Kirishima estava te ligando, Estalou a língua atendendo.

— Agora que percebeu que tem amigo? — O outro riu na chamada.

— Desculpe ai Amigo, Tive uns problemas..

— Fale os seus problemas para a sua mãe, Não tenho cara de Psicólogo. — Fala seco.

— Oque ouve Midoriya? Andando estressado? — Ele ri.

— Oque acha?

— Mais tarde eu vou ai te ver, Para tomar uma cachacinha oque acha?

— Eu enfio uma no seu cu.

Kirishima caiu na risada se despedindo de midoriya.

*******************

Em um dia ensolarado fazendo alguns alunos da escola resmungar por causa do calor, Principalmente dos alfas que estavam principalmente sem camisa exibindo os seus corpos deixando as ômegas e betas sem ar. Um certo ômega olhava aquilo com nojo e com raiva, Eles estavam na escola e não em um puteiro.

— Eu não aguento mais.. — Um beta balançada o leque feito com o papel do próprio caderno, Seus cabelos loiros voavam com o vento.

— Era pra liberar a gente.. O ar condicionado esta quebrado! Isso é injusto! — Fala uma garota dos cabelos marrons negros resmungando.

— Eles quer matar a gente só pode ser isso.. Mais que porra..— O loiro fala irritado.

— Se eles quisesse matar a gente Bakugou, Era pra ter nos matado desde do primeiro dia de aula! — Uraraka ri.

— VOCÊS TRÊS SILÊNCIO! — O professor gritou.

Os três amigos riram baixinho da reclamação voltando a atenção na aula. Para a felicidade deles não durou muito e foram para as suas casas, Bakugou estava com um dinheiro e comprou picolés para os seus amigos e começaram a andar pelas ruas,Os amigos riam que nem gazelas gritando nas ruas que nem animais e Bakugou olhava aquilo pensando.

"Nao conheço eles, Nunca nem vi"

— Arrevoar meus lindos! — Gritou uraraka indo para a casa, Ambos moravam um do lado do outro.

— Tchau Bakubro! — Fala kaminari também indo para a sua residência.

Bakugou vê os seus amigos saindo do seu campo de visão o fazendo suspirar, Entrou na casa ouvindo sentindo a casa em um silêncio sufocante, Ele esqueceu que a sua Tia estava trabalhando hoje, Nem ligou para aquilo subindo as escadas para o seu quarto.

Jogou a mochila na cama indo direto pro banheiro tomar um banho gelado para tirar aquele cansaço e suor.

Depois do banho se jogou na cama cheia de pelúcias indo mexer no celular, Naquela tarde não tinha oque fazer, Aproveitou para ver alguns vídeos na internet para alegrar o seu humor claro.

Vendo o Famoso Bad Boy da escola sorrindo? Milagre.

Katsuki Bakugou sempre teve fama de Bad Boy na escola, Tendo uma personalidade péssima de stress e arrogante, Sendo um simples ômega diferente das outras chamava atenção aonde passava. Seu ar de superioridade sufocava os alfas da sua rua que tinha fama de Gângster.

Não achava bom ser reconhecido daquele apelido, Combinava com a sua personalidade mas não era do seu jeito.

Decidiu tirar aqueles pensamentos indo dormir, Ele esteve bem ocupado nos trabalhos da escola que nem teve tempo para descansar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...