História Você é meu pequeno baixinho( yaoi) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Yaoi
Visualizações 211
Palavras 1.138
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishounen, Comédia, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Lírica, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shounen, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem , boa leitura

Capítulo 2 - Cap 2


Fanfic / Fanfiction Você é meu pequeno baixinho( yaoi) - Capítulo 2 - Cap 2

°'°VISÃO YUKI°'°

O ming já tinha me trazido para o prédio dos dormitórios e eu já estava deitado na minha cama com uma dor de cabeça horrivel que não passa e o pior eu não tenho remédio nenhum aqui e a dor de cabeça só piora cada vez mais .

Yuki- ahh - reclamo pondo uma de minhas mãos na cabeça - preciso ir na farmácia, mas não sei se está aberta

Decido ir memso assim , talvez tenha um pouco de sorte e a farmácia esteja aberta preciso de algumas vitaminas, remedios para dor de cabeça e para enjoou , preciso ter esses remédios guardados para caso precisar algum dia . só levanto e vou por uma blusa de frio. Saio do meu dormitório e vou descendo as escadas acabo sentindo uma tontura muito forte e me apoio no corrimão para não cair da escada e sair rolando os  degraus .

Yuki- ai que merda- sento nas escadas por alguns minutos até sentir a tontura melhorar e lenvantar novamente indo para farmácia.

Saio do prédio dos dormitorios e sinto um vento forte me atingir e me arrependo de ter só colocado uma blusa de mangas longas , contínuo indo pelo caminho da farmácia e quando estou do lado de um poste de luz a lâmpada do poste queima e derrepente começa a chover muito

Yuki- ai merda parece que eu não tenho sorte mesmo

Saio correndo desesperado pela rua parecendo um louca até que aquela tontura forte volta mais só que pior não consigo raciocinar direito oque está acontecendo a minha volta até tudo escurecer e eu não sentir mais minhas pernas ai tudo apagou de vez.

°'°VISÃO RYO°'°

Estava voltando do estacionamento voltando para meu dormitório até receber uma ligação da yume uma garota que conheci ano passado como posso dizer ela tem um corpo escultural mais teve que sair da faculdade pois foi morar com os avós em Tokyo.

(Ligação)

Ryo- oi yumi

Yume- tão fofo me chamando pelo meu apelido

Ryo- como vai yumi?

Yume- estou bem só queria te ligar para poder ouvir essa voz grossa novamente

Ryo- yumi , você está tão safada- saio do estacionamento indo para meu dormitório correndo por está chovendo forte

Yume- queria poder te fazer companhia deve estar tão casado precisaria de mim para poder relaxar, não seria bom? - fala com um voz sedutora e chamativa

antes de poder falar qualquer coisa para a yumi me deparei com um garoto parado no meio da chuva ele colocou as mãos em sua cabeça e derrepente ele caiu no chão parecia ter desmaiado corri para ajudar , desligando a ligação que não era tão  importante assim.

Ryo- garoto você está bem- disse apoiando seu pescoço em meu braço

Não ouve resposta alguma então só carreguei ele e fui correndo com ele em meus braços para meu carro , coloquei ele deitado no banco de trás e dei partida indo para o hospital que por sorte minha fica apenas a uns minutos daqui.

Ryo- merda oque ele tem na cabeça para estar no meio da chuva daquele jeito - soltei alguns resmungos até chegar no hospital.

Entrei com ele em meus braços a moça da recepção estava pedindo os documentos dele mais eu não tinha nada e ela não parecia perceber o estado do garoto desmaiado em meus braços ela estava ocupada demais tentando me paquerar

Ryo- você parece que é cega o garoto está desacordado em meus braços e seu corpo está fervendo então você poderia fazer alguma coisa? - alterei minha voz e ela se assustou

Recepcionista- desculpe meu senhor mas não posso deixar ele entrar sem os documentos em mãos você entende?- ela fala tranquila até um medico chegar e interromper a situação

Médico- posso saber oque está havendo aqui em senhorita?- ele olha pra ela parecendo estar irritado

Ryo- senhor ela não quer deixar eu entrar pois estou sem os documentos do meu amigo e ele está desacordado - falo sério e procupado

Médico- desculpe mais a senhorita aqui está certa você náo pode entrar sem os documentos dele- ele foi embora me largando com a atendente

Ryo- que merda é essa? O garoto está aqui desacordado suando frio e ele não pode entrar nem para você passar a bosta de um remédio? -Percebi que gritar era perda de tempo

Corro até meu carro coloco ele deitado no banco novamente e dou partida voltando para os dormitórios , imediatamente chegamos estácio e carrego ele no meio da chuva até meu dormitório, eu sei o que tenho que fazer meu curso me preparou para casos assim então não entendo para que o levei ao hospital que perda de tempo, destranco a porta e coloco ele deitado na minha cama vou atrás de algumas roupas para ele e vou encher a benheira com água quente

Ryo- acho que agora so falta te dar um banho e trocar suas roupas - falo olhando para o garoto

Carrego ele e tiro uma blusa de frio e uma regata que ele usava por baixo tiro seus shorts o deixando de cueca e pondo ele na banheira lavo seu corpo çor alguns minutos indo buscar uma toalha para ele . Quando volto ele está acordado

Garoto- ai minha cabeça - ele me olha e se assusta vendo que esta sem roupas dentro da banheira- v-você seu idiota , me diga agora oque fez comigo! - ele me olha assustado e corado

Ryo- eu não fiz nada com você te troxe aqui po- sou interrompido

Garoto- seu pervertido se não fez nada qual seria o motivo de eu estar pelado dentro dessa banheira e você estar completamente molhado-rio do desespero dele

Ryo- olha eu vou te explicar mas acho melhor você se enxugar e por outras roupas, seria melhor

Garoto - o-ok , você pode dar liceça por um minuto? - saio do benheiro e vou trocar de roupas

Minhas roupas estão encharcadas e eu molhei o chão todo entrando molhado desse jeito e eu preciso tomar um banho quente antes de pegar um resfriado , pego algumas roupas e quando estou fechando o guarda roupas ouço um estrondo vindo do banheiro , corri e quando abri vi o garoto estava no chão apoiado na pia

Ryo- você está me dando trabalho sabia?- pego ele no colo novamente

Garoto- me põe no chão seu idiota

Ryo- EIII , como você pode chamar alguém que está cuidando de você de idiota?

Garoto- me coloque no chão - falou esperniando igual uma criancinha

Ryo- você mal se aguenta em pé - levo ele ate o quarto e o coloco na cama

Garoto- você pode me explicar agora oque aconteceu?- falou cruzando seus braços e emburrando o seu rosto que por sinal me lembra a uma pessoa mais acho possivel esse garoto ser essa pessoa.

 


Notas Finais


Obrigda por ler .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...