História Você é meu tudo - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Violetta
Visualizações 47
Palavras 1.635
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Cheguei com mais esse galera.
Aproveitemmmm

Capítulo 27 - Capítulo 24


Fanfic / Fanfiction Você é meu tudo - Capítulo 27 - Capítulo 24

Pov: León 


      Eu não entendia a Violetta, ela queria que eu fizesse o quê? Desse um beijinho no rosto  do Tomás e um abraço  apertado? Claro que não, eu não gostei dele, era tão difícil aceitar isso?. Por isso entrei na sala sem falar nada, eu estava puto. Fui na direção da minha cadeira e me sentei, logo ela apareceu e se sentou na dela, depois que o resto do pessoal veio pra se sentar . Diego chegou, me olhou e se sentou, acho que ele sabe que eu não estou pra conversa e muito menos pra piadinha. Logo depois a professora de química entrou.... E droga justo ela.... não gostava dessa matéria...... E só estava  esperando a hora de bater o horário. E foi se passando... o tempo

... Quando bateu..... Um maluco falou alto me assustando.


Diego:- Graças  a Deus, obrigado pai. _ falou nos arrancando altas risadas e um olhar  de repreensão da professora.

Prof°: Química:- Vejo que gosta muito da minha aula Sr. Domingués. _ falou irônica.

Diego:- Com certeza professora._ respondeu no mesmo tom a fazendo revirar os olhos.

Prof°:Química:- Tchau alunos. 

Alunos:- Tchau. _ nem deu tempo de sairmos da sala para respirar um pouco que o professor de geografia já estava entrando na sala. E mais dois horários falando sobre mato isso, mato aquilo... ARG sinceramente se ele gosta tanto de falar sobre mato, por que ele não vai participar daqueles problemas de sobrevivência em floresta, Mato, sei lá.... que chato.... que aula chata. Olhei para as meninas e lá estava a Vilu, sempre prestando atenção em tudo... me virei novamente para o professor, por que senão ele ainda me lançaria uma pergunta por não está prestando atenção na sua aula, então era melhor prestar atenção e não entender nada do que fazer papel de idiota. Só faltava agora dois minutos para sermos liberados do presídio. E quando bateu Ave Maria!!! Parece que tinha sido aberta a porteira para os bois passar.


Diego:- E aí cara, vamos? 

León:- Pra onde?

Diego:- Para o parque, já que foi você que inventou, você paga os ingressos._ disse rindo e só revirei meus olhos. -  Vamos fazer assim... primeiro nos passamos em casa para deixar as coisas, almoçamos e nos encontramos na pracinha as 14:00 Hs, e de lá vamos para o parque. 

León:- Tá bom, mas já está tudo combinado?

Diego:- Sim ...

Frederico:- Hey cara, a gente já tá indo..._ chegou se despedindo, e procurei uma pessoa pela sala mais não estava mais lá. - Ela está com as meninas lá fora, o nosso motorista já veio nos buscar. _ disse como se lesse meu pensamento, mas... . - León posso te fazer uma pergunta?

León:- Claro._ falei dando de ombros, afinal o que seria que eu não poderia responder.

Frederico :- Você gosta da Vilu? _ Perguntou e acho que fiquei mais branco do que um giz, por que eu ficava desse jeito toda vez que me perguntavam isso? Por que eu nunca sei o que falar?

León:- Euu...ehhhh..euuu_ sinceramente não sabia o que falar, e nunca gostei tanto da Fran  como agora. 

Fran:- Hey Fede, o Ramalho já está nos esperando, as meninas já estão no carro vamos?

Frederico:- Tá eu já estou indo._ falou e ela saiu, mais sem antes de dar uma olhada rápida pro Diego, que parecia um bobo toda vez que a via ou que ela falava. - Então tchau meninos, até 2 horas na pracinha. 

Diego:- Até. _ falou e ele saiu. - Salvo pela italiana Vargas.

León:- Nem me fale, deve eu não sei o que acontece comigo, é só que as palavras fogem da minha boca.... eu nunca sei o que dizer.

Diego:- León você está apaixonado pela Gery?

León:- Tá louco Diego, nunca que eu me apaixonaria pela Gery, nunca!!!_ falei, enfatizando o nome nunca.

Diego:- E pela Vilu?

León:- Eu.... eu... é  claro que...

Diego:- Viu só a diferença? _ perguntou e fiquei calado. A Vilu agora é só minha amiga, tudo bem que todas as vezes que eu a vejo me dar uma vontade muito grande de beijá -la, sentir aquele seu cheiro, sua língua junto da  minha e ....  peraí, peraí, peraí..... León, León, ela agora é  tua amiga ok? Se lembre disso.

Diego:- Agora vamos por que marcamos com os nossos mais novos amigos de encontrar-nos no parque.

León :- Corrigindo, nossos  mais novos amigos e o Tomás.

Diego:- Ainda diz que não senti ciúmes da Vilu.

León:- Não é  ciúmes, só não fui muito com a cara desse Tomás. 

Diego:- Sei...sei..

León:- Diego vamos logo, por que eu tenho certeza que você não quer ficar aqui para estudar com os alunos da tarde.

Diego:- Deus me livre, ficar mais seis horários aqui, vamos, vamos, vamos. _ falou me puxando para fora da sala. E seguimos até o onde nossas bebês estavam. Montamos nelas e fomos para fora da escola. Fomos o caminho todo conversando, mesmo com a zuada das motas, dava de entender o que cada um falava, fomos o caminho todo conversando, como sua casa não era longe da minha e era  a mesma direção. Cheguei em casa e dina Esmeralda não estava lá como sempre, sabe até um momento eu pensei que ela queria mesmo mudar, mas agora vi que não mudaria nada. 

         Subi até meu quarto, e tomei um banho resfrecante. Sai do banheiro e fui até meu closet, ver qual roupa eu vestiria, uma coisa é certa, roupa muito grande não, já que estava fazendo um pouco de calor, sinceramente não entendia o clima, uma hora frio outra hora quente. Então optei por uma roupa que não fizesse eu sentir muito calor. Olhei no relógio do celular   e marcava meio-dia, e resolvi descer para almoçar, a empregada serviu meu almoço e como só estava eu para almoçar, peguei meu comer e meu suco, e fui me sentar pra sala, assistindo um acoisabque faz tempo que não vejo.............. Bob esponja. É  galera eu gosto de bob esponja sempre gostei... Mas como o popular e tal não posso ficar trela por aí, então já que não tinha ninguém por ali pra me visitar , assisti, e acho que minha saudade era tanta que assisti uns 6 episódios, e quando vi faltava uns cinco minutos para que a gente se encontrasse na praça, levantei com tudo desligando a TV, deixei meu prato na pia, e sai para escovar meus dentes e pegar as chaves da moto. Escovei, peguei meu celular, certifiquei  que minha carteira tinha dinheiro e peguei a chave da moto, que estava em cima da minha cama. Saí em disparada pra garagem, acho que era melhor ir de moto, até por que o parque íamos era um pouquinho longe e eu iria fora ter á pessoa que eu estou pensando me segurando forte pela cintura. Montei na moto e saí em direção a praça, e para minha surpresa no caminho ainda encontrei o Tomás, ele também tinha uma moto, mas era uma BROSS, sabe eu acho que eu estou a fim de brincar um pouquinhoooo. Vi que ele tinha notado minha presença, pois começou a ir para o canto da rua , ahhh o que foi Tomásinho está com medo do titio León aqui? Ótimo.  Fui chegando perto dele com a moto, fiquei na sua frente e dei uma arrancanda perto dele o deixando pra trás  . Cheguei e  já estavam todos lá conversando,parei e desliguei a moto e desci sorrindo feito um bobo.

Diego:- O que foi León? _ perguntou tanto já rindo também.

León:- Não foi nada demais apenas me diverti um pouco no caminho de lá pra cá. _ falei e logo depois escutamos uma zuada de moto se aproximando. Viramos e vi que era o Tomás, ele desceu da moto e tirou seu capacete,  nos cumprimentou, pelo menos as meninas ,o Diego e o Frederico, eu só recebi um fuzilar de  seus olhos que retribui revirando os meus olhos. E cara.... como assim? Agora que eu tinha notado a Vilu ali, como ela estava,muito linda.

Diego:- E então ele foi o seu divertimento?

León:- Com certeza._ falei rindo e ele riu junto comigo.

Ludmi:- Tá e para qual parque nos vamos?

Diego:- Ele fica um pouco longe então é melhor irmos.

Frederico:- Tá, mas quem vai com quem?

León:- Vocês vieram como?

Frederico:-  As meninas vieram com o Ramalho e eu vim de moto. 

León:- Você tem moto?

Frederico:- Sim olha lá._ falou apontando para uma CB 300, vermelha, era parecida com a do Diego só que a dele era preta. 

Diego:- Quer dizer que além do meu amigo, você rouba agora o modelo da minha moto?_ perguntou  e rimos .

Frederico:- Ihhh lá vem o dramático.

León:- Tá, tá. Mas pode ser assim, Frederico com a Ludmi, Diego e Fran, Cami e Tomás, e eu com a Vilu._ falei e todos concordaram um pouco meio tímidos , já que eu tinha juntado eles de propósito , só não a Cami, que sinceramente eu fiquei até com pena dela, mais melhor ela do que ter á Vilu abraçando aquele pequeno.

Tomás:- E por que a Vilu vai com você? Ele poderia ir comigo.

León:- Por que quem teve, a ideia foi eu .

Tomás:- E você não acha que deveria perguntar pra ela?

León:- Tá bom. _ falei e viramos para ela que estava com os olhos arregalados, juntos com os outros que assistiam nosso show, sinceramente se a Vilu aceitar ir com esse anaozinho com certeza é por pena.- E então Vilu, com quem você vai? _ falei cruzando os braços e transmitindo todo o meu charme.

Violetta:- Ehh.. eu vou com ...o... _ ela olhou para o Tomás e não acreditava nisso. Ela preferiu ir com esse baixinho de meia tigela? Virei para olhar para o Tomás e ele estava com aquele sorriso cínico. 


Notas Finais


Genteeee a roupa da Vilu e do León do passeio é essas da capa.
E espero que gostem, amanhã tem mais .
Beijossss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...