História Você é minha - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Romance, Shawn Mendes
Visualizações 111
Palavras 1.571
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii volteiiiii
Espero que gostem!!!
Favoritem e comentem!!!💜💜💜
O links das músicas estão no final ae quiserem ouvir elas lendo o capítulo!!!

Capítulo 19 - Primeira vez


Fanfic / Fanfiction Você é minha - Capítulo 19 - Primeira vez

POV Layla 

Estava tocando don't you worry child e todos estavam pulando com a batida da música,  de repente sinto lábios tocando os meus me assusto até perceber que era o Carly, PUTA QUE PARIU como assim ele está me beijando? Oi América, é isso mesmo? A música acaba começando uma latina logo depois e ele me olho com um olhar sexy e que ficava ainda melhor com a escuridão da boate, começa a tocar Downtown e eu começo a dançar sentido as suas mãos na minha cintura, eu esqueço a vergonha e rebolo, jogo o cabelo e mordo o beijo como nunca fiz, viro de costas e passo a minha bunda pela crescente ereçao do Carly, deu uma leve rebolada e ele arfa no meu ouvido causando reações no meu corpo que nunca havia sentido antes, me deixando completamente molhada, eu já havia me masturbado antes mas nenhum cara me fez sentir como o Carly faz, a música acaba e começa a tocar Mala mia do Maluma, começo a passar a boca pelo seu pescoço e sinto ele me apertar a minha bunda me fazendo dar um suspiro surpreso, ele beija o meu pescoço e morde o lóbulo da minha orelha e se afasta

- M-me desculpe eu não consigo fazer isso Layla! 

- Oque foi Carly? Não gostou? - Ah merda eu não consigo fazer nada direito, que saco - Eu paro só não ne deixa assim! Você é meu melhor amigo!

- Eu sei só que eu queria ser mais que isso! 

- Como assim? E-eu n-não entendi! - Porque eu sempre gagejo quando fico nervosa? Que saco!

- Me Desculpa Layla! - Ele vira e me dá as costas indo em direção a saída, me despeço do Max e Matheu e depois do Ruan e a Sheila que estão quase se comendo na pista de dança, só aí que fui perceber que a Luíza já havia ido embora, mas também com um homem como o Christopher. Vou em direção a saída e encontro o Carly subindo na sua moto assasina

- Me espera Carly por favor! Oque aconteceu? - Ele me olha com os olhos tristes e cheios de lágrimas

- Me desculpa mas eu te amo e não consigo acreditar que você dormiu com outro cara! Era pra ser eu! EU PORRA!! EU TE AMO mas parece que você só me considera como a porra do seu melhor amigo! E isso acaba comigo! - Ele falou que me ama! ELE FALOU QUE ME AMA

- Você me ama?

- Você ouviu metade do que eu te falei? 

- Você me ama Carly? 

- Amo Layla e não é como amiga! Eu te amo como mulher e como pessoa! Eu te amo demais pequerrucha, mas saber que você transou com outro cara me mata por dentro, eu me sinto como se alguém tivesse arrancado o meu coração! E eu não consigo ficar bem com isso! - Eu não me seguro e o beijo, ele se assusta entretanto milésimos de segundos depois ele continua o beijo e começa a explorar a minha boca com a sua língua, elas travam uma briga em que o único ganhador é o desejo e somente ele, ele delicadamente coloca a mão na minha nuca e começa a explorar ainda mais a boca me fazendo arfar, passo as minhas mãos pelo seu pescoço arranhado a sua nuca de forma carinhosa mas possessiva. 

Paramos o beijo por falta de ar e ficamos nos olhando por um bom tempo

- Eu te amo Layla, mas não consegui acreditar que você dormiu com outro! Isso me partiu por dentro! - Vejo o desespero em seus olhos que estão aflitos, passo a mão delicadamente em seu rosto e depois em seus cabelos loiros, beijo a sua bochecha direita, depois a sua bochecha esquerda, a ponta de seu nariz e por último dou um selinho casto em sua boca

- Me leva pra casa Carly e me faça sua e somente sua! 

- Não sabe o quanto eu queria ouvir isso! - Ele sobe na sua máquina mortífera e eu subo logo depois rezando para não morrer em algum acidente, fica meio difícil me arrumar estando de vestido, ele percebe o meu desespero e tira seu casaco de couro me entregando o mesmo, abraço a sua costas e ele saí a todo vapor com a sua moto

Como morramos no mesmo prédio não me preocupei com a direção que estávamos tomando até porque amanhã é sábado e não tem expediente

Entramos no prédio com ele segurando a minha mão e fomos para o seu apartamento, entramos e reconheço cada catinho daquele lugar, a televisão imensa para os seus videogames, prateleiras com fotos nossas e da sua família, o poster que eu lhe dei pendurado no lugar de sempre 

Fomos para o seu quarto e ele lentamente me deita em sua cama, começa a me beijar, retira o meu casaco, depois o meu vestido, olha para o meu corpo de fazendo ficar com muita vergonha

- Você é incrivelmente linda e perfeita Layla! - É incrível ouvir que você é linda mas ouvir isso de quem você ama é melhor ainda

Ele vai descendo os beijos para o meu peito e com cuidado retira o meu sutiã, começa a aperta-los com uma lentidão agonizante porém gostosa, meus bicos ficam rígidos e ele começa a chupar um deles me fazendo gemer alto, enquanto ele chupa um seio ele aperta o outro

Olho para ele chupa com tanto carinho que sinto como se ele estivesse me venerando e adorando cada partícula do meu corpo

Ele desce os beijos para a minha barriga e contorna o meu umbigo com a língua, depois olha para mim como ae estivesse pedindo permissão para continuar e eu apenas balanço a cabeça em resposta, ele tira a minha calcinha com os dentes e logo depois começa a subir os beijos pela parte interna da minha coxa, ele vai subindo até chegar ao meu monte de vênus e vai descendo a língua passando ela bem devagar pelo meu ponto máximo de prazer me fazendo gemer alto, meu primeiro impulso é fechar as pernas porém ele as seguras me fazendo ficar parada no lugar

Começa uma sucção leve e depois vai aumentando fazendo os meus gemidos também aumentarem, ele morde os meus lábios vaginais e me penetra com a língua

- Ahh meu Deus Carly, ahhh -Eu não consigo aguentar a corrente que está passando pelo meu corpo inteiro e se instalando no meu ventre, ele então raspa o dente no meu clitóris e não aguento e gozo chamando o seu nome - Ohh Carly... Ahh meu deus Carly...

Ele limpa os cantos da boca e sobe ao meu encontro me beijando e fazendo eu sentir o meu próprio gosto

- Carly à uma coisa que preciso te falar!

- Pode falar meu bem!

- Eu sou virgem!

- Mas...

- Foi um mal entendido! 

- Ok então vai ser maravilhoso para você não se preocupe! - Ele volta a me beijar, e delicadamente roça a cabeça de seu pau na minha entrada, ele enfia só a cabecinha e depois tira, enfia e depois tira

- Carly para de putaria e anda logo! 

- Calma meu amor preciso de você bem molhada pra não doer tanto!

- Mas molhada do que eu estou é impossível! - Ele da uma leve risadinha e ms penetra lentamente me fazendo sentir como se estivesse sendo rasgada, quando eu acho que ele havia colocado tudo o mesmo enfia mais um pouco e mais um pouco até que sinto algo dentro de mim me romper e me causar uma dor forte mas suportável

- Aww Carly dói!

- Calma meu amor eu irei devagar! - Ele então retira completamente colocando de novo e de novo

Uma...

Duas...

Três vezes...

Dez... 

Vinte...

De repente aquela dor não está mais lá e não lugar havia algo mais prazeroso - Ahh Carly ahhhh-

-  Senti meu amor como meu pau encaixa em você, em como somos feitos um para o outro e isso ninguém pode mudar por que você é minha e eu sou seu somente seu! 

- Eu te amo Carly!

- Eu te amo Layla!! - Ele então começa a estimular o meu botão de desejo e sinto algo maravilhoso passar por todas as veias do meu corpo, todo os meus pelôs se arrepiam e então uma sensação maravilhosa se apossa do meu corpo e eu gozo chmando o seu nome alto para quem quisesse ouvir

- CARLY OH MEU DEUS CARLY!! - Ele me beija  tão lentamente que chega a ser torturante e sinto meu líquido escorrer para no seu membro

- Eu sei meu amor! Eu sinto! Eu estou aqui com você...Ahh Laylaaaaa - Ele goza com um esguicho forte que me preenche toda e me abraça - Você. - Ele me da um beijo - Foi. - Depois outro beijo - Incrível. - Por final termina selando nossos lábios - Agora me conta essa história direito em Dona Layla

Conto para ele toda história de que eu estava apenas batendo a cama na parede do meu quarto e todo o resto

- Você em Layla bem espertinha né!? - Eu dou uma leve risada e ele faz  o mesmo, só que de repente ele para e fica me olhando de forma profunda

- Oque foi? Está me deixando con vergonha!! 

- Eu te amo Layla! - Vi que ele estava sério e me olhava profundamente então comecei a fazer carinho nos seus cabelos loiros

- Também te amo Carly! 

 Naquele momento nada mais importava era somente nós dois e mais ninguém




Notas Finais


Meio curto me desculpem!!!
💜💜💜💜💜💜💜💜💜💜

Link das músicas

1- https://youtu.be/K9BtTrZdft8

2- https://youtu.be/wlS6Ix7mA0w

3- https://youtu.be/O48joHfhOMQ

São essas três as músicas nas mesmas sequências se quiserem ouvir e são as mesmas músicas do capítulo passado só que esqueci dos links!!
Então bom capítulo!!
💜💜💜💜💜💜💜💜💜💜💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...