1. Spirit Fanfics >
  2. Você é minha >
  3. Prazeres

História Você é minha - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Prazeres


O jogo é seu, mais o prazer é nosso.

Diário de Sakura...

O que se pode dizer sobre sexo?

Bom, para muitos é uma troca de corpos e desejos, para outros uma junção de almas e tem aqueles que acreditam que é a expressão do amor.

Nos idealizamos o que queremos, uns querem só com uma pessoa, outras com  quanto mais melhor em alguns não querem nenhum. Cada um tem seu jeito, e cada um vive conforme suas regras.

Sexo tem muitas formas de se expressar ou falar... Sexo, amor, foda, meter, fuder ....

Enquanto uns procuram um amor, outros procuram só corpos. Enquanto os homens são chamados de garanhões e pegadores, as mulheres são chamadas de vadias e putas. Será que isso pode ser considerado certo?

Existem mulheres independentes e construídas emocionalmente que não se importam com opiniões alheias, e pra elas eu lhes dou uma salva de palmas.

Sexo pode ser prazer, mas também pode ser dor, quantas mulheres são estrupada e violentada por dia? Muitas infelizmente.

Existe um tabu ainda, mas se depender de me eu tentarei mudar. Uma menina que foi criada pelas normas da sociedade, pra se comportar como uma boneca em meio a magnatas mostrou que pode ser como intitulam um vadia que que homens só pro prazer, e que deseja um casamento por aparências e nem pelo chamado amor que nunca teve e nem sabe como é.

...

E esse era o pensamento se sakura sobre o assunto. Tinha se passado alguns dias depois de ter transado com o uchiha. Aquele dia tinha tudo pra ser ótimo, até que ela viu uma mulher ser arrastada por um homem que se dizia ser o marido dela, ele gritava e a xingava a todo momento, enquanto ela só chorava e não tentava se soltar. Não pude fazer nada, até porque ela não queria ajuda de ninguém, quando alguém se aproximava ela só respondia "que o amava, e faria tudo por ele", e foi ali que eu entendi que eu poderia muito bem viver o resto de minha vida sem esse tal amor. Que do mesmo jeito que ele pode ser lindo ele também pode lhe destruir.

....

Fazia tempo que eu não escrevia, e isso estava me fazendo muita falta, o trabalho estava me esgotando e confesso que meu escape foi o uchiha a 4 dias atrás, e que belo escape poderia se dizer. Sair daquele apartamento foi facil, ninguém tinha me visto, não que eu me importasse.
Estava mais relaxada, isso é fato, e convenhamos que aquele corpo é ótimo pra massagear cada pedacinho do meu corpo.

" Em todo esse ano de indústria vital, essa foi uma das minhas melhores transas". Penso

- Estou assistindo muito o Pica-Pau. - gargalho

Não o tinha mais visto depois daquela noite, estava muito bem seguindo a minha vida e no momento curtindo meu tapete fofinho assistindo Drácula,uma história nunca contada, e  que homem esse ator principal, gato meu Deus, até que meu celular toca ao meu lado, sem nem mesmo vê quem estava ligando eu o atendi.

- alô. - falo.

-Sakura? - uma voz rouca masculina falou do outro lado, me parecia familiar, mas não a tinha reconhecido.

-Sim. Quem é?

- Não reconheceu minha voz? Nem se passou tanto tempo assim, que lástima. - Ele falava com um tom debochado mas tinha também um descontentamento ali. - Sou eu, Sasuke uchiha.

- Ah, o que deseja?

- Bom, já que você me perguntou o que eu desejo, no momento é você.

Ousado ele é.

- não Obrigada. E quem lhe deu meu número?

- Desculpe, mas isso eu não posso lhe dizer, me fizeram prometer.

- isso não está lhe ajudando uchiha. Fale logo porque me ligou, estou ocupada.

- Nossa esquentadinha, relaxa aí. É tão ruim assim eu querer falar com você?

-  Se eu fosse uma adolescente de quinze anos, claro que não uchiha, tenho ocupações além de estar falando com você, então me dê um bom motivo pra eu não desligar na sua cara em um... Dois... e ...

- galattes jóias e empresas uchihas.

Confesso que não entendi o que ele disse,mencionar as empresas juntas estava me parecendo ser produtivo a conversa.

- Do que se trata?

- Que tal um jantar pra eu lhe contar tudo Haruno?

- Eu não gosto de jogos uchiha.

- Eu também não Haruno, até porque eu não sou um garoto de quinze anos em tesão sexual a todo instante.

Isso não me soou convincente. Mas eu confesso que sou curiosa e se estiver uma possibilidade de lucros financeiramente sair desse jantar, seria maravilhoso, mas se não, no fim eu sairia com alguns orgasmos, ou com os dois.

Um fino sorriso saiu com a ideia.

- Okay. Depois você me manda uma mensagem com o endereço é o horário, até porque você já tem meu número.

-Sim, senhorita.

E assim eu desligo na cara dele, voltando pro meu filme. Amo filmes de vampiros.

Talvez em uma vida que exista vampiros eu tenha sido uma.

Rio mais uma vez. Esse dia está ótimo pra um sábado.




Notas Finais


Quem acompanha essa fic, mim perdões pela demora, estou tentando mantê-la atualizada. Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...