História Você é minha garotinha - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Incesto, Sadomasoquismo, Tortura
Visualizações 260
Palavras 780
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - O coelho


Aquilo ficou gravado na minha mente, não foi um selinho qualquer foi um beijo, Zach me beijou, mas estava tão sonolenta que poderia ter sido fruto da minha imaginação. 

 

"-Bell? 

Levantei a cabeça vendo meu pai entrar pela sala. - oi.

-oi, já arrumou tudo?

-ainda não, nao quero ir.

-também não ia querer passar as férias com a sua avó. - ele riu.

-então porque está me obrigando a ir?- perguntei cruzando os braços.

-bom, na verdade...

-Isabelle Katharine Chermont Wilkins. - disse minha mãe.

Sabia que ela estava brava, sai da sala e procurei por ela.

Andava pelos corredores, não conseguia encontrá-la, abri uma porta e vi um silhueta de alguém sentado, podia ver os cabelos loiros, me aproximei virando a cadeira e vi Zach sentado.

Ele sorriu malicioso. - bem vinda a sua casa pelos próximos anos..."

 

 

 

Abri os olhos procurando por ele, sentei na cama e percebi que estava com uma camisa dele, eu tinha trocado de roupa?

Estava um pouco assustada, há meses não sonhava, era sempre uma neblina escura que me prendia mas hoje eu sonhei, desde a morte deles não tinha uma boa noite de sono.

-oh não sabia que tinha acordado, bom dia.

Ele segurava uma bandeja, se aproximou sentando ao meu lado. - bom dia, o que é isso?

-seu café da manhã, pensei em trazer, gostou da surpresa.

-gostei...- falei por falar. 

Ele sorriu sincero, estava sem camisa e vestia uma samba canção, olhei para a bandeja, tinha torradas francesas, um xícara de chá, suco de laranja e uma tijela de frutas, tudo isso servido em porcelana fina e um copo de cristal.

-eu não mereço tudo isso...

-merece sim, sabe pensei em passarmos o dia deitados assistindo filmes, o que acha? 

-claro.

Ele continuava me encarando, engoli em seco e comecei a comer, tentando ignorar completamente a presença dele, desviava o olhar, olhava para a bandeja, para o quarto, para qualquer canto menos para ele.

Depois que comi ele levou a bandeja, voltou e deitou ao meu lado, ligando a TV e colocando o filme.

Durante o filme eu sempre perguntava alguma coisa e ele respondia de prontidão, sem revirar os olhos como fazia com algumas pessoas, era engraçado o jeito dele, ele era uma pessoa completamente diferente do que eu pensava, era divertido e engraçado. Passei a gostar mais de Zach, ele me fez sentir em casa .

 

 

 

Na segunda, Zach me deixou na escola e a tarde Ashton me buscou, ele parecia tenso e apreensivo.

-aconteceu alguma coisa?- perguntei me ajeitando no banco de trás. 

Ashton me olhou pelo retrovisor. -nada porque?

-você está estranho, e já faz um tempo...

-não é nada senhorita Wilkins.

-tem certeza?

-só estou preocupado, seu tio dispensou Katrina e eu por alguns dias.

-e porque ele fez isso?

-época de chuva...

Aquilo parecia mentira, me deixou incomodada, mas ignorei, chegamos na fazenda, pedi para Ashton levar minha mochila, fui até o estábulo procurar por Jeremy, o vi escovando a crina de Ébano.

-oi Jeremy.

-Condesa.

Eu ri, mas parei. -pera você me chamou do que?

-Condesa. É isso que você é não?

Eu tinha recebido o título de Condesa em nome do meu pai, alguns dias depois da morte dele, mas foi um cerimônia privada, poucas pessoas sabiam...

-como sabe?

-Google, já ouviu falar? - ele riu.

-você me pesquisou?

-é, eu ouvi a Katrina comentar algo sobre você e como seu tio proibiu da gente ficar falando sobre isso aí eu achei estranho e fui pesquisar sobre você.

-entendi...

Um vento gelado me fez virar a tempo de ver Zach entrar em casa.

-merda.

Sai correndo, entrei procurando por ele, Ashton me puxou.

-eu preciso ser rápido, vá para o seu quarto e fique lá, finja que está doente.

-o que?

-apenas faça isso.

Ashton se afastou, engoli em seco, vi ele sair em disparada para a porta da frente.

-ainda aqui Ashton?- era Zach.

-já estou indo senhor Chermont

Senti um calafrio e fui para o meu quarto, deitei e esperei um pouco, a porta se abriu.

-Isabelle?

Virei vendo tio Zach, ele segurava uma almofada rosa, e um bebedouro para roedores.

-oi tio, não ouvi você chegar.

-tudo bem?

-um pouco enjoada.- sorri.

-oh, então não quer ir pegar seu coelho?- perguntou ele mostrando as coisas que tinha trazido.

Logo meu animo mudou. -quero!

Levantei da cama e o ajudei a colocar as coisinhas do meu coelho no lugar.

Fomos até o cercadinho dos coelhos, peguei um cinza super fofo, olhei para Zach que sorriu.

-obrigada senhor.

Ele me deu um selinho demorado como da última vez, me afastei olhando para ele.

Zach sorriu. - de nada Isabelle.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...