1. Spirit Fanfics >
  2. Você é o melhor de mim >
  3. Momentos em família

História Você é o melhor de mim - Capítulo 65



Notas do Autor


Boa Leitura meus leitores. #Abraços *-*

Capítulo 65 - Momentos em família


Fanfic / Fanfiction Você é o melhor de mim - Capítulo 65 - Momentos em família

Miranda & Andrea

–Mamãe? –Henry chama por Andrea que o olha atentamente, ambos estão deitados na enorme cama de casal na suíte Priestly.

 –Oi, meu amor!

–Por que, a Mommy não me acordou para ir com Ela, Mamãe? –A voz de Henry é manhosa.

–Miranda, não quis lhe acordar. Por isso, não te acordou meu amor.

–A Mommy, está demorando, Mamãe.

Desde o dia que Henry viu Nate, o pequeno ficou mais apegado em Miranda. Não desgruda um momento de sua Mommy, e sem contar que seus pesadelos aumentou. Henry sonha que Nate  mata Miranda com um tiro no peito. Onde acorda chorando desesperado.

 –Sua Mommy está chegando. Ela foi buscar suas irmãs.

Henry, olha para Andy com os olhinhos cheios de lágrimas.

–Eu quero minha Mommy!

 –Mamãe, vai ligar para sua Mommy.

Andy liga para Miranda que conversa com Henry, falando para o filho que já está a caminho de casa. Após desligar a ligação Henry olha para Andy sorrindo.

–A Mommy está vindo, Mamãe.

–Está meu amor?

–A Mommy ama o Henry.

Andy sorri.

Miranda, é uma ótima mãe.

Henry ama sua Mommy com cada célula do seu corpo. Desde que nasceu, Henry, é apegado em Miranda. Ambos tem uma forte ligação.

–Seus Avós estão chegando de viagem, Henry.

–A Vovó Elisa vai vir, Mamãe?

–Vai sim! E seu Vovô Richard também.

Henry sorri todo feliz.

–A Vovó falou que sou bonito.

–Você é lindo, Henry!

O pequeno sorri sapeca ouvindo a voz de Miranda que entra pela porta da sala.

Henry, sai correndo indo em direção a sua Mommy que o pega no colo.

Caroline e Cassidy olham para Andy.

 –Oi, meninas!

–Oi, Andy! –Ambas falam ao mesmo tempo.

Henry abraça Miranda.

 –Demorou, Mommy! Por que, não me levou?

–Desculpa, Dear. É o transito. E Você estava dormindo, por isso a Mommy não lhe acordou.

 –Oi, Henry! –Fala Cassidy olhando para seu irmãzinho caçula sorrindo.

–Oi, Cass! Oi, Caro! –Responde Henry sorridente.  

Miranda coloca Henry no chão.

Henry, abraça suas irmãs sorrindo.

–Senti saudades, Caro e Cass. –Fala o pequeno com seus olhinhos brilhantes.

–Nós também, Henry. –Fala Cassidy.

–Sentimos sua falta, Andy. –Fala Caroline indo abraçar Andy.

–Eu também senti falta das duas. Meus pais chegam amanhã, meninas. Eles vão passar um tempo com a gente.

Miranda, olha para Andy sorrindo. Aprendeu gostar de Dona Elisabeth Sachs.

–Não faça essa cara, Miranda .... Minha mãe te ama.

–Depois quero conversar com Vocês a sós, Caroline. –Miranda olha para a filha que a olha, é nítido um clima tenso entre ambas.

–Eu não vou deixar de fazer o que quero porque a Senhora não gosta, Mamãe.

–Eu sou sua, Mãe, Caroline.

–Eu não disse que não é minha mãe.

Miranda olha para a filha revirando seus olhos impaciente. Caroline sobe as escadas seguindo caminho para seu quarto, Cassidy, segue a irmã.

 –O que aconteceu, Miranda? –Pergunta Andy olhando para  a esposa.

–Caroline, colocou na cabeça que vai para um show de rock. Ela não vai, An-dre-ah!

–Ela já está grande, Miranda.

 –Não para mim, Sweet!

Henry ouve a tudo atentamente.

–Eu nunca vou embora, Mommy! Nunca.

 –Assim espero, Dear!

Miranda sai da sala seguindo caminho para seu escritório, assim que entra fecha a porta se servindo de uma dose de whisky, olha para um porta retrato com a foto de Caroline, Cassidy e Henry no meio das irmãs. Seus filhos é uma benção em sua vida. Leva seu copo da bebida aos lábios bebendo tudo de uma vez, em seguida se serve de outra dose tomando. Ouve a porta sendo aberta  em seguida  sendo fechada com chave  ouvindo a voz que faz seu corpo se arrepiar.

 –O que houve? –Andy se aproxima por trás colocando seu corpo colado ao corpo de Miranda que fecha seus olhos inalando o doce aroma da mais nova. –Quer conversar?

–Caroline, quer ir para um show de Rock, An-dre-ah!

–Ela já é grande, Miranda.

–Não para mim, Sweet! Um filho nunca cresce para uma mãe;

Miranda suspira fechando seus olhos.

Andy sorri levando sua mão até a calça de Miranada onde entra com seu dedo chegando até sua vagina, acaricia o clitóris de Miranda que geme fechando seus olhos.

–An-dre-ah!

–Shii! –Andy penetra dois dedos dentro de Miranda que abre suas pernas sentindo o toque de sua esposa, suas pernas estão tremulas assim como sua respiração acelerada.  Com todo o cuidado, Andy, caminha Miranda até o sofá onde deita sua esposa que abre as pernas. Andy retira a calça de Miranda e sua calcinha deixando a mais velha com as pernas bem abertas. Sorri com a imagem de sua esposa aos seus pés.. Com sua língua passa por toda a vagina de Miranda que geme com seus olhos fechados.

 –S-Sweet!

–Gosta do que faço, Miranda?

–S-Sim!

Andy chupa, morde e lambe a vagina de Miranda que tem o primeiro orgasmo. Em seguida penetra sua amada com dois dedos fazendo movimentos de vai e vêm, sem demora e com toda a sua habilidade proporciona o segundo orgasmo em sua esposa que geme seu nome.

–An-dre-ah!

–Gostou, Miranda?

–S-Sim!

Miranda abre seus olhos olhando para os olhos de Andy que tem um brilho intenso.

Andy, sorri penetrando um dedo dentro da vagina de Miranda que morde seus lábios sentindo um entra e sai de dentro de si, não demora muito para atingir seu terceiro orgasmo.

 –OHHH!

 –Não grita, Miranda. Nosso filho está na sala.

Miranda morde seus lábios sentindo a boca quente de Andrea em sua vagina lambendo seu orgasmo.

 –V-Você quer me matar, Sweet?

–Não, meu amor. Quero lhe dar prazer.

Andy sorri beijando os lábios de Miranda.

–Sinta seu sabor.  

–Obrigada, por meu amar, Sweet!

–Eu te amo, muito Miranda.

–Eu também te amo, Sweet! Preciso de um banho.

–Venha que vamos tomar um banho juntas.

Andy e Miranda, sobem para o quarto onde tomam um banho quente de banheira. Não foi um simples banho, foi mais que um banho. Ambas se entregaram de corpo e alma.

Após o banho, Miranda, deita na cama onde adormece.

Andy desce para a cozinha ouvindo uma voz que reconhece de olhos fechados, sorri toda feliz olhando para seus pais.

–Mamãe! Papai!  Por que, não avisaram que estavam chegando hoje? Eu e Miranda, poderíamos ir buscar os dois no aeroporto.

–A Vovó e o Vovô vieram, Mamãe!

Elisabete olha para Henry, e observa como seu neto está grande e esperto.

–Eu e seu pai, resolvemos fazer uma surpresa.

 –É uma grande surpresa, Mamãe!

Andy abraça sua mãe e seu pai.

Henry sorri todo feliz.

–Vovô, vamos jogar bola?

 –Vamos.

Richard vai para o quintal jogar bola com seu neto.

Elisabete olha para Andy.

–Onde está Miranda e as meninas?

 –Estamos aqui Tia Elis. –Fala Caroline e Cassidy descendo as escadas correndo,  ambas abraça Elisabeth.

–Sentimos sua falta Tia Elis. –Fala Caro.

–Pensei que não voltaria mais. –Fala Cassidy sorridente.

–Demoramos um pouquinho meninas!

 –Vamos para a cozinha Mamãe, vou pedir pizza para nós.

Andy liga para a pizzaria pedindo pizza para o jantar.

Caroline, Cassidy, Elisabeth e Andy conversam na cozinha.  As pizzas chegam e todos comem em família. Miranda toma uma taça de vinho na companhia do sogro.

–Tem acompanhado a bolsa de valores, Miranda? –Pergunta Richard olhando para a nora.

 –Sim! Estou feliz com os resultados, Richard. São satisfatórios.

–Deu um grande salto esses últimos dias.

Miranda sorri tomando seu vinho.

Elisabeth olha para a nora.

Henry come sua pizza olhando para todos atentamente.

 –O que foi, Henry? –Pergunta Elisa olhando para o neto.

 –Eu gosto de todos unidos, Vovó! Por que, a Senhora e o Vovó não vêm morar aqui?  A casa é grande e cabe todo mundo.

Elisabeth olha para Miranda.

Henry olha para Miranda.

–A Vovó pode morar aqui, não pode, Mommy?

–Claro que pode, Dear. Sua Vovó é da família.

 –Venha morar aqui, Vovó. Por favor.

Andy sorri.

–Vovó, vai pensar meu amor.

 –Vai pensar de verdade verdadeira, Vovó?

 –Vou sim, Henry!

–Ele não vai esquecer, mamãe! –Fala Andy olhando para Miranda que toma sua terceira taça de vinho, onde não come nenhum pedaço de pizza. Andy, observa tudo em relação quando o assunto é Miranda Priestly.

–Mommy? –Henry chama por Miranda que o olha atentamente.

Um silêncio predomina.

 –Mommy?

 –Sim, Dear!

Todos olham para Henry.

–A Senhora vai viajar, Mommy?

Andy olha para Miranda.

–A Mommy vai viajar e será uma viagem rápida, Dear.

 –Não vai, Mommy! Não deixa o Henry.

–A Mommy precisa ir Dear.

 –Eu não quero que vá, Mommy! Não quero! –Lágrimas cai dos olhinhos negros de Henry.

–Sua Mamãe, Vovó Elisa, Vovô Richard, suas irmãs e o  Tio Roy estarão aqui, Dear.

Henry chora que chega a soluçar.

Miranda olha para o filho e observa seu pequeno subir as escadas correndo para o quarto.

–Eu falei para contar para Ele, Miranda. Eu falei.

 –O que faço, An-dre-ah?

–Vai conversar com seu filho. Sabe que Ele e teimoso como Você.

Miranda se levanta pedindo licença para todos. Soube para o quarto de Henry onde encontra com seu pequeno deitado na cama abraçadinho com seu ursinho chorando.

–Dear. –Miranda senta na cama alisando as costa de seu pequeno que chora. –A mommy vai voltar, é uma viagem de trabalho.

Henry soluça.

 –Não chora, Dear

. –Não vai Mommy! Fica com o Henry.

–A Mommy precisa ir, Henry. Pessoas precisam da Mommy.

Henry olha dentro dos olhos azuis de Miranda chorando.

 –Posso ir com a Senhora, Mommy?

 –Não pode Dear. Quem vai cuidar da Mamãe?

 –As minhas irmãs, a Vovó, O vovô e a Tio Roy.

Miranda sorri.

–Você não pode ir, Dear.

 –Por que, Mommy?

–É longe.

–Não vai Mommy.

–A Mommy precisa ir, Henry.

Miranda olha para o filho que se encolhe na cama chorando.

–Eu quero ficar sozinho, Mommy!

–Tudo bem. Mommy te ama.

Miranda beija as costas de Henry e sai deixando o filho sozinho. Vai respeitar seu pequeno. A passos lentos segue caminho para seu quarto, se aproxima da janela olhando para seu jardim. Seus pensamentos vaga para longe. Observa uma sombra no jardim onde olha atentamente. Será que tem alguém em seu jardim? Seus olhos não pisca olhando para  a sombra que se movimenta.

Andy entra no quarto e vai até Miranda lentamente colocando a mão em seu ombro.

–Miranda?

Miranda se assusta com a presença de Andy.

–A-A-An-dre-ah? Quer me matar? –Pergunta Miranda levando sua mão até seu peito.

–Desculpa! O que tanto olha?

–Tem alguém em nosso jardim e Eu vou ver.

–Ninguém entra nessa casa, Miranda. Aqui é uma fortaleza.

–Tem alguém no jardim, An-dre-ah e Eu vou ver.

–Deixa isso para lá, Miranda.

 –Não!

Andy sente seu coração apertado e se lembra das ameaças de Nate.

Miranda desce as escadas sendo acompanhada por Andrea, ambas seguem caminho até o jardim.  Os arbustos se mexem e Miranda se aproxima dando um grito e um pulo para trás.

–AÍ! Tem alguém aí, An-dre-ah!

O coração de Miranda bate acelerado.

Andy se aproxima do arbusto.

 –Não se aproxime, An-dre-ah. Pode ser um rato.

 –Não é um rato um Miranda! É um gato.

Miranda olha para o gatinho preto do olhos verdes no colo de Andrea. Com o grito de Miranda todos saíram para o jardim preocupados.

Caroline e Cassidy se encantam pelo pequeno felino.

Henry assim que vê o gatinho sorri todo feliz.

–Podemos ficar como gatinho, Mamãe?

–Pergunta para sua Mommy.

 –Podemos ficar com o gatinho, Mommy?

Miranda olha para o gato e sente seu coração acelerado. 

–Pergunta para sua Mamãe?

–Podemos, Mamãe?

–Podemos, Henry. 

Elisabeth sorri.

 Miranda não chega perto do gato.

 –Quer pegar o salem, Mommy?

Henry se aproxima com o gato perto de Miranda que se afasta dando passos para trás.

 –Outra hora a Mommy pega Dear. Ele pode morder.

Andy sorri da cara de Miranda, observa que sua esposa está com medo.

–Vamos dar um banho no Salem, Henry? –Pergunta Cassidy sorrindo.

–Vamos irmã.

Henry e as meninas entra para dentro da Mansão, Miranda olha para todos os lados, jura que viu alguém em seu jardim.

–Não tem ninguém aqui, Miranda. Era apenas o gato meu amor. Vamos entrar?

Todos entram para dentro da Mansão.

Miranda leva Richard para seu escritório onde ambos tomam um bom vinho tinto conversando sobre vários assuntos. Precisa esquecer  a idéia que viu alguém em seu jardim.

Andy e Elisabeth conversam na sala.

–Agora me conta. O que está acontecendo minha filha? –Elisa, observa cada expressão facial de sua filha.

 –Nate apareceu  mamãe. Ele ameaçou matar Miranda na frente do Henry.

–Por Deus, minha filha!

–Eu estou com medo do que Ele possa fazer com Miranda, Mamãe. Eu não sei o que será de mim sem minha esposa. Eu amo tanto Miranda.

 –Vocês precisam se cuidar, filha.

 –Eu contratei dois seguranças para Miranda, o problema é que Ela não quer os seguranças. Aceita apenas Roy e ninguém mais.

–Eu também não gostaria de dois homens andando atrás de mim.

–É necessário, Mamãe!

 –Eu sei, meu bem!

Miranda e Richard entram na sala sorridentes, ambas tem uma boa relação.

Elisabeth olha para Miranda que tem um copo de Whisky em mãos assim como seu marido Richard.

–Bebendo, Miranda? –Repreende Andy.

–É apenas um copo, Sweet!

Andy olha para seu pai.

–Até o Senhor Papai?

–É um copo filha.

Um silêncio predominou entre os quatro.

Miranda se sentou ao lado de Andy, assim como Richard se sentou ao lado de Elisabeth. Ambos conversaram por horas colocando a conversa em dia.

Miranda, foi a primeira a de despedir dizendo que estava cansada. Assim que subiu para o quarto, Andy, foi atrás de sua esposa, tomou um banho quente, hidratou sua pele, colocou seu moletom e deitou na cama ao lado de Miranda que já tinha os olhos fechados  e estava sonolenta.

–Boa Noite, meu amor! Passei no quarto das meninas e os três estão dormindo juntinhos.

 –Boa Noite, Sweet! –Fala Miranda com seus olhos fechados, seu corpo já estava sobre o efeito do álcool e do cansaço.

Andy abraça o corpo de Miranda, inalando seu doce perfume amadeira. Fecha seus olhos se entregando ao sono e ao casaco de um longo dia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...