1. Spirit Fanfics >
  2. Você é o Rei!...? (Sasu-Naru) >
  3. "É a trabalho!"

História Você é o Rei!...? (Sasu-Naru) - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - "É a trabalho!"


Fanfic / Fanfiction Você é o Rei!...? (Sasu-Naru) - Capítulo 14 - "É a trabalho!"

— Shikamaru, do que se tratam esses documentos?

 

Naruto perguntou, assim que terminou de ler um documento que o homem lhe entregou por acaso.

 

— Esses? — Shikamaru deu uma olhada neles ao se aproximar — Creio que é o relatório da Tenten sobre o Kakashi e o Nagato.

 

Shikamaru se afastou para voltar a colocar a última pilha de 20 documentos num forno, queimando tudo em menos de um minuto. Eram documentos que apenas tinham que ser revisados para serem destruídos, e agora, tudo estava normal novamente, nenhum a mais, e muitos a menos para cuidar.

 

— Aqui fala sobre uma mulher chamada Konan, que esteve grávida de um bebê de Nagato, isso significa que Nagato tem um filho, certo? Onde ele está?

 

Naruto perguntou novamente, deixando aqueles documentos separados. Esperava poder terminar de ler o restante das folhas depois, aliás, estava curioso para saber o que Nagato e Kakashi fizeram logo depois de se separarem da equipe de Sasuke.

 

— Bom, eu recebi esses documentos já faz alguns dias, mas ainda estou um pouco surpreso pelo que Tenten descobriu, parece que aquela garota vai até o inferno pra coletar o passado das pessoas. A mulher, Konan, ela fazia parte da organização que Sasuke aniquilou por causa de Itachi, que foi de onde tiramos aqueles três garotos, e pelo que parece, um deles é o filho de Nagato.

 

Shikamaru fechou o forno, sentindo o calor da sala diminuir aos poucos pela ventilação do prédio. E então, eles estavam pronto para saírem do lugar.

 

— Por que ainda não falou nada se já sabia disso? E por que queria destruir isso?

 

Naruto perguntou indeciso, passeando pelo corredor com os papéis que por algum motivo Shikamaru queria destruir, em suas mãos. Por ou menos o homem mais velho não o impediu de os salvar.

 

— Primeiro, eu não tenho tempo pra ficar me intrometendo nos casos de Nagato, e segundo, que esses papéis estavam ocupando espaço em minha mesa, sendo assim, fique com eles e se encarregue de falar disso com Sasuke e aqueles idiotas. É uma surpresa para mim saber que o filho de Nagato estava em baixo de nossos narizes, mas isso não é tão importante assim.

 

Shikamaru realmente não parecia se importar nem um pouco com aquilo, claro, deveria estar cansado de toda as confusões até o momento, então não estava mais com paciência para se surpreender, ou algo assim.

 

— Sério?! Eu posso mesmo cuidar disso?

 

Naruto, por outro lado, parecia estar alegre e ansioso pela ideia, aliás, estava sem fazer nada interessante a algum tempo. Aquele trabalho que Shikamaru acabou lhe dando foi como uma esperança para sair do buraco do tédio que é ajudar Sasuke na sede.

 

— Resolva isso, mas antes, me traga uma xícara de chá, okay?

 

Shikamaru entrou em seu escritório, deixando Naruto sozinho no corredor, por onde o loiro correu alegremente até a cozinha para preparar o chá do mais velho.

 

 

[...]

 

 

— Voltando das férias? Gaara.

 

Shisui perguntou com um pequeno sorriso para o ruivo, que concordou com uma carranca, sabendo que o moreno já sabia disso, porque foi ele mesmo que lhe chamou para o apartamento dele dizendo que era à trabalho. Mesmo que duvidasse fielmente nisso.

 

— Ao contrário do seu, meu trabalho cansa.

 

Gaara retirou o casaco, jogando ele por algum lugar da sala que não se importou, na verdade, Shisui era bem impertinente quando queria sexo.

 

— Não diga esse tipo de coisa, meu trabalho ficou mais cansativo desde que Itachi descobriu sobre Sasuke. Ele não falou comigo por uma semana, o que dificultou minha situação, e agora eu não tenho tempo livre, porque ele quer saber de tudo.

 

Shisui parecia que estava falando com a morte, devido aquele assunto cansativo. Logo, ele foi envolvido pelos olhos esverdeados e provocativos de Gaara, que o fizeram viajar da antiga situação.

 

— E deixe-me adivinhar, Sasuke te proibiu de contar 90% da situação, e agora você não pode mais mentir, então tem que ficar ocultando coisas demais e estão dando nós nessa cabecinha enferrujada e velha, certo? Shisui, não me chame por um motivo tão fútil. Eu tenho que passar um tempo com Temari, antes que ela desapareça de novo.

 

Gaara, mesmo com as reclamações em alta, se deixou ser aproximado do moreno, sentindo o hálito dele em seu pescoço.

 

— Eu não tenho nada a ver com sua irmã. Eu não me importo se ela sumir do mapa novamente.

 

Gaara revirou os olhos com a resposta grosseira de Shisui, porém, novamente não se afastou. De qualquer maneira, não iria mudar nada na vontade de transar do outro homem.

 

— Nada que eu já não saiba.

 

Mesmo que Gaara se importe de sua irmã sumir novamente, já que ela não é muito de se apegar aos lugares e, sequer aos irmãos, ele esperava que daquela vez, ela ficasse por mais tempo, mas parece que ela já cansou dos trabalhos fúteis que Shikamaru estava lhe dando por aqui. Logo, ela vai para a Alemanha ou Rússia fazer trabalhos muito mais pesados que os daqui. Mas não é culpa da sede que as coisas estão tão quietas pelo país.

 

— Shhhh. Você é apenas o Gaara esta noite, okay? Conversas depois.

 

Shisui soprou em um dos ouvidos de Gaara, como se aquilo fosse algo muito sensual, de certa forma era, mas para o ruivo, aquilo não parecia mais algo pelo qual faria sentido se arrepiar ou algo assim. Era umas das coisas péssimas que a idade trazia, ou boa, depende do ponto de vista de cada um, porém, Shisui realmente estava disposto a fazer com que Gaara perdesse aquela estrutura rochosa ao redor de sua mente, e corpo.

 

O moreno queria nublar aquela mente de tanto prazer. Sua voz ao falar coisas sujas era como o vento levando as nuvens durante a primavera. Seu toque, grosseiro. As mãos calejadas passavam pela pele de Gaara por debaixo de sua camisa, a sensação quase parecia se a mesma que ser arranhado por algo. No entanto, era bom. 

 

Ao contrário do corpo de Shisui, o de Gaara estava levemente frio, devido ao tempo frio fora do prédio. Isso fez com que o toque de suas peles ficasse mais amplo. Nunca perdia a graça, nunca parava de ser sensual. 

 

— Eu quero falar algo. 

 

Gaara de repente soltou, sentindo suas roupas saírem aos poucos de seu corpo, e mesmo que tivesse algo realmente importante para falar, não interrompeu o outro homem em nada do que no momento fazia, e mesmo que Shisui não tenha gostado das palavras que o ruivo falou, ele também não quis parar ou protestar que não queria ouvir. Logo, Shisui fazia movimentos pornográficos insanos ao redor do pênis já endurecido de Gaara.

 

— Orochimaru lhe mandou um recado. — Shisui parou imediatamente. Teve no mesmo momento a sensação de que aquilo era realmente importante.  — Ele quer que você vá até ele, e pelo o pouco que disse, está envolvido com Sasuke e o garotinho. 

 

Gaara sentiu seu pênis parar de ser tocado, e ao olhar para baixo, e não para a escuridão de suas próprias pálpebras fechadas, ele encontrou o rosto em carranca de Shisui. Quis rir de deboche, porém, preferiu deixar que seu humor irônico não irritasse o moreno, mais do que parecia já estar, apenas pelo fato de Orochimaru ser envolvido no diálogo.

 

— O que aquele doente quer comigo? E por que você se encontrou com ele?

 

Shisui continuou os movimentos com as mãos, já que não queria que Gaara ficasse tão de boa assim em falar aquilo para com ele. Shisui sabe que o ruivo gosta de olhar bem no rosto das pessoas enquanto fala com elas, logo, Shisui se deixa perguntar a si mesmo, "esse ruivo sabe o que esses olhos verdes provoca nas pessoas?". Provavelmente deve sim saber, mas qual seria a resposta de Gaara? No entanto, Shisui se forçou a voltar inteiramente para o assunto incomodo que, graças ao amante, eles entraram.

 

— Já te disse, ele quer se encontrar com você, e não seja idiota, aquele "doente", é nosso chefe também.

 

Pelo que Gaara disse, a conclusão era que Shisui apenas saberia o assunto que Orochimaru quer tratar com ele se fosse até a Hungry Grandma. 

 

—  Você vai comigo.

 

Shisui não perguntou, e isso ficou claro pela voz de comando com que falou aquilo, juntamente com um toque mais forte no pênis de Gaara, que em especial, o fez soltar um gemido baixo, invés de apenas suspiros.

 

— Não vou... Sasuke vai precisar de mim na sede, você sabe que Sakura não está lá... e a academia está consumindo muitos dos nossos... estão chegando crianças de todos os cantos. 

 

Gaara sabia que suas falas estavam saindo sem força, eventualmente, ele já não poderia mais pensar em falar frases bem construídas. A medida em que os movimentos ficavam mais fortes e prazerosos contra ele.

 

— Okay, okay, não posso discordar disso. 

 

 

Shisui apenas fez com que os movimentos ficassem mais fortes antes de sentir o gosto de Gaara em sua boca. E aquele homem ruivo era sem paciência demais para Shisui o chamar para ir direto até a cama, acabou que o moreno acabou por ser sensualmente tomado ali mesmo em um dos sofás da sala. 


Notas Finais


Espero que tenha gostado []~( ̄▽ ̄)~*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...