1. Spirit Fanfics >
  2. VOCÊ É SÓ MEU, Doutor Colosso. >
  3. Não Faz Sentido

História VOCÊ É SÓ MEU, Doutor Colosso. - Capítulo 26


Escrita por:


Notas do Autor


Um pouco de desabafo.

Capítulo 26 - Não Faz Sentido


"Não preciso mais de sua permissão, pois eu tomei a decisão de testar meus limites. Porque é da minha conta, Deus é minha testemunha. Vou começar o que terminei e, não preciso hesitar.

Vou tomar o controle desse tipo de situação, eu estou travado e carregado, completamente focado e com minha mente aberta.

Tudo que você faz, pele com pele, "Oh, meu Deus, não pare, cara".

Algo nele me faz sentir como um homem perigoso. Me faz querer fazer coisas que eu não deveria fazer.

Nada para provar, eu sou à prova de balas e sei o que estou fazendo. O jeito que estamos nos movendo, como se estivéssemos sendo introduzidos a algo novo.

Eu quero saborear, guardar para mais tarde. O gosto, o perfume, porque sou um pecador. Porque sou alguém que se entrega, é natural, vivo pelo perigo.

Todas os homens querem ser desse jeito,  assim. Gideon sabe como me sinto por dentro.

Eu me vejo deitado em uma praia falsa.

"Você nunca vai ficar bronzeado, Colosso", eu vou deixá-lo se afogando até ele alcançar a minha mão.

Na noite o seu coração estava cheio e pela manhã estava vazio.

"Mas Colosso, fui eu quem te deixou, não foi você quem me deixou".

Quando você está ao meu redor, eu sou frio. Meu sangue está queimando.

Estou ficando radioativo, pois meu coração é nuclear e o seu amor era tudo o que eu temia.

Como um idiota, esperava a noite cair para meu coração se iluminar.

"Oh, Bem, eu quero que você morra para que você possa ter meu amor".

O seu amor é tudo o que eu evito e estou pronto para ser decepcionado por ele novamente. Agora estou a caminho de um colapso.

Hoje me sinto como se fosse feito de luzes néon, meu coração bombeia pura radiação, eu olho para Colosso e fico frio.

Pensando bem, tudo poderia ser diferente. Eu poderia ser uma loira oxigenada, não sei por quê, mas eu me sinto enganado. Queria ser um adolescente desocupado, queria não ter sido tão comportado.

Eu não queria ter ficado dentro de casa o dia todo, fazendo absolutamente "nada", quero que o mundo vá embora.

Quero sangue, coragem e bolo de chocolate, eu queria estar casado com uma puta.

Sim, eu gostaria de ter sido mais corajoso. Queria ter lutado por um amor idiota. Os anos perdidos, a juventude desperdiçada, as lindas mentiras e, a horrível verdade. O dia em que morri chegou, só para descobrir que eu estou vivo.

Quero ser como a Simone, uma virgem pura, a prostituta do século XXI.

Quero minha virgindade de volta para que eu possa me sentir pleno.

Eu quero beber até doer, quero cometer um grande erro,  quero sangue, coragem e bolo bem levinho. E sei que vou vomitar tudo isso de qualquer jeito.

Eu queria não ter sido tão narcisista. Queria não ter beijado aquele maldito quando estávamos sozinhos. Queria não ter o tocado nas noites frias e densas.

Passei anos remoendo um "Oh, Deus, eu vou morrer sozinho".

A adolescência não faz sentido, uma pequena perda de inocência. Os horríveis anos sendo um tolo.

A juventude não foi feita pra ser bela?

Ela realmente não faz sentido."



Notas Finais


Adolescência é um inferno.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...