1. Spirit Fanfics >
  2. Você, e só você. - Minsung >
  3. É complicado ser uma dúvida.

História Você, e só você. - Minsung - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oie, sejam bem vindos à mais um capítulo.

Capítulo 3 - É complicado ser uma dúvida.


Fanfic / Fanfiction Você, e só você. - Minsung - Capítulo 3 - É complicado ser uma dúvida.


 

Até o final do intervalo Jisung ficou ali com o grupo mas ele não dizia muita coisa, a maioria das vezes apenas concordava ou discordava com a cabeça. A vergonha dele falava mais alto do que a capacidade de fazer amigos, apesar de ter conversado normalmente com Changbin o assunto é outro quando tem 7 pessoas te encarando. Porém Jisung não deixou de notar em um menino que sentava do lado de Chan. Como já estava enturmado com Félix, já que ele é o ficante de Changbin, Han decidiu perguntar sobre o menino, o grisalho responde que seu nome é Lee Minho, e que ele está no último ano de dança. O menino é belo, estava fora de cogitação ao menos pensar que não era um lindo rapaz, seus lábios eram bem definidos, seus olhos ao mesmo tempo que carismáticos pareciam ferozes, juntos à maçã do rosto demarcada, calçava sapatos confortáveis de marca e usava uma calça frouxa preta junto de uma blusa branca larga e um casaco. Piscava poucas vezes, parecia estar sempre pensativo e só falava quando citavam seu nome, parecia familiar. Han tentava admitir para si mesmo que não havia criado nenhum tipo de sentimento por um desconhecido, mas não conseguiu acreditar em sua própria mentira.

Nas aulas conseguiu socializar mais com Changbin, e percebeu que o mais velho não tinha nada de assustador ou gótico, diferente da imagem que passava e por conta de suas roupas de cor escura. As aulas se encerraram e Jisung estava atrasado para buscar seu irmão na escola porque ficou copiando a matéria do quadro.

-Jisung vem cá conversar com a gente.- Felix o chama assim que o mesmo sai de seu prédio, estavam todos reunidos ali nos bancos.

-Desculpa, talvez amanhã.- o pequeno diz apressado e antes de sair correndo acena para todos do grupo.

Correu o mais rápido que pôde pois sabia que o pequeno Han odiava esperar, e ficava de mau humor quando acontecia. Virou esquinas e esquinas mas parecia que nunca chegava.

-Você demorou Ji!- 

-Desculpa pequeno, talvez isso ocorra com frequência por causa da distância.- diz agachando na frente do irmão.

-Tudo bem então.- respondeu fazendo biquinho e virando o rosto rapidamente.

-Olha o mau humor senhor Jii, eu já pedi desculpas.-

-Humpf.- o pequeno virou mais ainda o rosto, tirando um sorriso do mais velho.

-Vem cá criança.- o pegou no colo e entrelaçou as pequenas pernas do garoto ao redor de seu abdômen. -Vamos para casa.-

-Não quero colinho.- Jii fala mas não move um músculo para protestar.

-Sei.- Jisung responde sarcástico. -O que acha de assistirmos um filme juntos com a Jiao hoje?-

-Eu quero!- o mais novo se animou fazendo o maior rir.

-E como foi a escola hoje?-

-Foi legal, eu pintei um quadro bem bonito.- diz descansando a cabeça no ombro do irmão.

-Que bom. Parece que temos um pintor na família.- o garotinho ri.

-E como foi a sua aula Sung?- 

-Foi normal.-

-Você se transformou em tigre?- pergunta levantando sua cabeça e olhando com os olhos cheios de brilho para o mais velho.

-Não pequeno, eu não vou me transformar tão cedo a menos que seja uma emergência.-

-Ahhhh mas eu queria veeerr.- o pequeno deita novamente.

-As coisas não são assim pirralho, eu tenho que aprender a me controlar se não meus instintos tomam conta de mim.-

-Como assim hyung?-

-Como eu posso te explicar...? Tigres e leões por exemplo tem instintos certo? Se a gente chegar perto deles eles fazem o que?-

-Comem a gente.-

-Exatamente. Se eu não souber me controlar eu posso acabar atacando alguém achando que é o certo.-

-Isso é horrível!- exclama

-É sim.- Jisung diz rindo.

-Você me atacaria Ji?- pergunta bocejando de sono.

-Nunca. Eu nunca tocaria em você pequeno.- o menor aperta mais ainda o mais velho e se rende ao sono.
 

 

[...] Uma semana depois.
 

 

-Bom dia Hyunjin.- Jisung cumprimenta o amigo.

-Bom dia Han.- 

-Os outros ainda não chegaram?- pergunta deitando a cabeça sobre a mesa do refeitório.

-Changbin e Felix chegaram, eles deve estar se pegando em algum lugar.- os dois riem juntos.

-Então eles realmente namoram?-

-Eu não diria namorar, mas sim ficar.-

-Entendi, nada de compromissos então.-

-É.- diz suspirando.

-E você? Por que parece deprimido? Não vai me dizer que gosta de algum dos dois!-

-Credo Jisung! Não, credo.- o menor ri do desespero do amigo.

-Então o que foi?-

-Nada demais.-

-Oh! Olha o Jeongin!- Jisung aponta para a porta e Hyunjin olha quase que instantaneamente fazendo o mais novo rir.

-Vai se ferrar Jisung.- o citado apenas sorri. -Felix que te contou não foi?-

-Não sei, eu apenas ouvi por ai.- Hwang sorri de leve com a lealdade mesmo sabendo da verdade.

-Estamos dando um tempo porque nossos sentimentos estão confusos.- 

-Confusos como?-

-A gente gosta de outra pessoa.- Han arregala os olhos.

-De quem mais você gosta?-

-Seungmin.- diz abaixando a cabeça e o mais novo apenas assente. Não era novidade para ninguém a troca de olhares que havia entre os três, e os únicos que não percebiam isso eram eles. Hyunjin estava claramente apaixonado pelos dois, mas tanto Jeongin quanto Seungmin também sentiam a mesma coisa, eles só nunca falaram uns para os outros por medo. Medo de ser estranho demais. Medo do julgamento.

-E o Jeongin?-

-Não sei, a gente não contou de quem gosta um para o outro.-

-Ah... entendi. Não posso te dizer para não ficar triste, já que é um direito seu. Mas eu acho que um diálogo seria bom nesse caso hyung.- o mais velho o olha curioso, como se pedisse para continuar.- O amor é inevitável, apenas converse com Jeongin sobre isso no momento certo.-

-E quando seria o momento certo?- Jisung sorriu docemente.

-Você vai saber quando. Seu coração vai te avisar.-

-Isso foi tão brega.- Hyunjin riu escandaloso.

-Brega é você seu idiota, eu querendo ajudar e você me desprezando.- deitou do lado contrário ao amigo.

-Ta bom criança, desculpa e obrigado.-

-De nada.- virou novamente para olha-lo.

-O que você é afinal Jisung? Eu queria te perguntar desde semana passada mas esqueci.- Han ri com a lerdeza de seu hyung.

-Sou híbrido de tigre branco.-

-Uah! Que legal!-

-Por que as pessoas falam que isso é legal? Não tem nada de legal nisso eu sou só um animal, literalmente-

-Fala sério Jisung! Isso é muito melhor que muitas heranças recebidas, deveria agradecer.-

-Eu sei, mas é complicado.- "É complicado ser uma dúvida e não saber o porque de eu ter sido "abençoado" com essa habilidade", completou mentalmente.

-Sei.-

-De qualquer forma, o que você é?- o mais novo só queria encerrar o assunto sobre sua herança.

-Sou curandeiro.-

-Isso também é ótimo Hyunjin!- ele sorri

-Eu sei que eu sou perfeito Jisung, não precisa ficar me lembrando seu puxa saco.- diz jogando o cabelo para o lado, tirando uma risada do mais velho.

-Chegamos. Saudades?- Felix chega com Changbin.

-Nem um p- Hwang foi interrompido pelo sinal, indicando o começo das aulas.

-Chegaram na hora né seus safados.- sorriram juntos.
 


Notas Finais


Obrigada por lerem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...