História Você é tudo que eu preciso - Netonhari - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Felipe Castanhari, Felipe Neto
Personagens Felipe Castanhari, Felipe Neto
Tags Felipe Castanhari, Felipe Neto, Netonhari
Visualizações 241
Palavras 1.224
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


eu estou sem palavras para descrever tamanha felicidade que estou sentindo nesse momento, obrigada pelo feedback e por serem tão incríveis com a minha humilde fanfic, eu estou extremamente grata a cada pessoa que favoritou e comentou, obrigada ❤

-
Semana de provas, provavelmente só irei postar novamente na sexta, me desculpem <3

Capítulo 2 - A melhor sensação da minha vida


Fanfic / Fanfiction Você é tudo que eu preciso - Netonhari - Capítulo 2 - A melhor sensação da minha vida

Felipe Neto POV's

Olhando fixamente para meu prato ainda cheio de comida ouço Bruna me chamar

- Você não vai comer?

- Não estou com muita fome

Senti sua mão em cima da minha, seus dedos faziam um carinho suave na mesma

- Bruna... a gente não pode mais continuar isso, eu... - Eu ia terminar a minha frase quando a vi levantar o braço e pedir a conta, eu ainda nem havia comido. Observei o garçom caminhar até a nossa mesa e a vi pagando o mesmo.

- Vamos - disse ela forçando um sorriso no rosto, a mesma segurou minha mão e me puxou para fora do restaurante, entramos no carro e eu dei partida a caminho de sua casa

- Onde você tá indo?

- Ué, estou te levando pra sua casa

- Nada disso, mocinho. Eu vou dormir com você hoje - sua mão foi colocada em minha perna e a senti ser apertada, comecei a suar frio, eu não podia fazer aquilo com ela, o carro virou rápido ao toque brusco de Bruna no volante

- O que você está fazendo? - aumentei o tom da minha voz - Você quer me matar?

- Isso é o que eu menos quero agora - estacionei o carro antes dele bater no poste, Bruna subiu em cima de mim e começou a me beijar

- Bruna... - seu dedo indicador foi a minha boca

- shh... - minha camisa foi retirada e agora eu sentia suas unhas arranharem meu abdômen, seus lábios foram em meu pescoço e senti como se o mundo fosse acabar lá mesmo

- Bruna - Sua mão tapou minha boca, mas eu consegui tirá-la de lá antes dela desabotoar minha calça - Bruna, me escuta agora - segurei seus dois braços de uma forma leve - Olhe pra mim - meus olhos encheram de água - por favor... - Seus olhos cor de mel foram ao encontro dos meus - Nós não podemos mais fazer isso, você sabe que essa relação já deixou de ser saudável

- Do que você está falando?

- Eu quero terminar...

- Por que? - Seu semblante mostrava fúria

- Eu... eu não te amo mais, eu amo outro alguém agora - uma lágrima caiu

- O que você está dizendo? É uma pegadinha, não é? Cadê a câmera? - Ela começou a olhar para os lados

- Não, você sabe que eu não sou esse tipo de cara, eu já te amei muito, amei mais que qualquer coisa nesse mundo, mas agora esse sentimento acabou se apagando

- Quer saber? Eu não ligo, é, eu realmente não ligo - sua mão foi até o meu maxilar e o apertou com força, ela me olhava com ódio e um soco foi depositado em meu rosto - eu te odeio, odeio com todas as minhas forças - e mais um soco do outro lado do meu rosto, lágrimas e mais lágrimas caíram - não aguenta, né? Não aguenta uma mulher gostosa como eu no comando, pode ir atrás de uma puta, certeza que nela você irá dar mais valor, a não... espere, ou você vai atrás de um cara? Viadinho - Mais um soco bem no meu nariz

- CHEGA, SAIA DAQUI AGORA - gritei, a vi sorrir vitoriosa ao ver meu rosto machucado, a porta se abriu e ela saiu rebolando de lá.

Encostei minha cabeça no volante e chorei, chorei por ter gastado todo esse tempo pra terminar com ela, chorei por ter vivido uma grande mentira, chorei por ela não parecer ser realmente a pessoa que ela falava que era, chorei por saber que quem eu amo pode não me amar da mesma forma, chorei como se o mar pudesse sair de meus olhos e alagar aquele carro no meio da Barra da Tijuca

...

Depois de algumas horas, ainda naquele mesmo carro, abri meu teclado e deixei meus dedos escreverem o que eu realmente queria. "Castanhari" é o nome da pessoa a qual eu escrevo nesse momento, é o nome da pessoa da qual eu venho amando a alguns dias e também a pessoa pela qual eu sofro todos os dias

"Ainda aqui no Rio?"

"Sim, vou partir pra SP só semana que vem, parece que adiaram os vôos"

Meu coração estremeceu

"Está no hotel?"

"Sim"

"Me passa sua localização, eu preciso conversar urgentemente com você"

"Tá bom"


A localização foi enviada, liguei o carro e meti o pé no acelerador, é como se eu dependesse só de uma coisa nesse momento

Estacionei meu carro em frente ao hotel e desci correndo, observei a recepcionista me olhar com desprezo

- Eu só vou visitar um amigo - disse e saí correndo para as escadas, nunca subi uma escada tão rápido na minha vida.

Cheguei ao andar de Castanhari e corri, corri até fazer meu coração acelerar, parei em frente a sua porta, respirei fundo e limpei o sangue do meu nariz com a manga da blusa. Bati na porta e senti meu coração quase parar

- Oi... meu Deus, entre - Ele deu espaço para mim e eu entrei, havia um violão em cima da cama e o seu perfume, o mesmo perfume marcado em minha camisa naquele dia empreguinava aquele quarto - O que aconteceu com você? - ele se aproximou, pude observar fundas olheiras abaixo de seus olhos negros, seu cabelo estava bagunçado e ele estava apenas com uma calça jeans, ele parecia fazer questão de mostrar o seu abdômen definido

- Eu terminei com a Bruna...

Ele se assustou

- Por que?

- Por você - ele arqueou as sobrancelhas - eu propus aquele selinho como algo inocente, sem nenhuma intenção por trás, era para ser só aquilo, era para não ter sentimento, era para não ter acabado com as minhas estruturas, eu pensei que seria só aquilo e nada mais, mas quando cheguei em casa, o mundo inteiro parecia ter despencando em minhas costas, eu não consigo mais segurar isso dentro de mim - olhei fixamente para ele - eu estou apaixonado por você - seus olhos brilharam - estou apaixonado pelo seu jeitinho único de ser e toda vez que você sorri eu sinto como se eu não precisasse de mais nada. Desculpe atrapalhar sua noite, mas eu não conseguia guardar isso em minha garganta, isso estava me matando e eu sei que vo... - fui interrompido pela melhor sensação do mundo, fui interrompido pelos seus lábios e logo após por sua língua que pediu passagem e eu cedi.

- Você acabou de dizer tudo que eu estou sentindo nesse momento, eu estou completamente apaixonado por você... - ele me deu um selinho

- Você não sabe o quanto eu estou feliz

- Eu também estou - ele sorriu - agora... vamos cuidar disso aqui... foi ela? - seus dedos deslizaram pela minha pele danificada, balancei a cabeça positivamente e o vi abaixando e retirando de debaixo da cama uma caixinha de primeiros socorros

me sentei na cama, logo senti o algodão molhado passar em meu rosto

- ai - gemi de dor

- calma, só mais um pouquinho - ele limpou todo o sangue e passou uma pomada em meus machucados - perfeito - mais um selinho foi depositado em meus lábios

Ficamos nos encarando e aquela foi a melhor sensação da minha vida 


Notas Finais


Eu já agradeci pelo feedback?

Por favor não me matem pelo que aconteceu entre o Felipe e a Bruna, mas era necessário kk

Não achei esse capítulo tão bom quanto o primeiro, mas aí fica a critério de vocês

Eu estava ouvindo I'm a Mess da Bebe Rexha e percebi que algumas partes da letra se encaixam perfeitamente no Felipe, procurem a tradução depois

Prometo não demorar

<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...