História Você foi o melhor pra mim - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Romance
Visualizações 126
Palavras 746
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Luta, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpem os erros.

Capítulo 26 - Capítulo 26


Fanfic / Fanfiction Você foi o melhor pra mim - Capítulo 26 - Capítulo 26

CHRIS POV.

Depois que eu contei toda a história pra Ju ela ficou meio tensa, mas consegui convencer ela a me ajudar com o pessoal pra que eles não descubra onde eu fui. Ela me mostrou as fotos que ela tinha tirado da viajem e de fato ela tem muito talento pra isso.

Ficamos a tarde toda ajudado a Ju e a Carlinha a colocar os acordes nas letras que elas já tinham e nem vimos a nossa música até porque já temos algumas pronta. Nesse momento estamos só jogando convença fora, até que eu lembro que temos um horário marcado no estúdio de tatoo.

Chris: -O que vocês acham de ir com a gente fazer uma tatuagem? –disse e o Lipe me fuzilou com o olhar

Sabrina: -Claro que eu vou vai ser maneiro – disse empolgada

Carla: -Vocês vão fazer tatuagem e só contam agora?

Felipe: -Seria surpresa, mas esse bocudo não sabe guarda a língua dentro da boca – falou revirando os olhos

Bruno: Para de ser chato que vai ser maneiro se as meninas forem também - sorri pra ele e vi que a Ju estava muito calada

Chris: - O que você tem pequena? - Sussurrei em seu ouvido, despertando a mesma de seus pensamentos

Ju: -Essa história toda que você me contou não sai da minha cabeça e também essa sua ideia de ir pra Los Angeles – explicou

Chris: -Pessoal eu vou levar a Ju pra conhecer meu quarto, daqui a pouco nós vamos – mal me ouviram e assentiram, estrelecei nossos dedos e a levei até meu quarto.

Ju: -Porque você me trouxe aqui? – sentou na cama e sentei em sua frente

Chris: -Pequena eu te trouxe aqui pra ver se você fica mais tranquila com essa história toda – peguei em sua mão e continuei – Eu preciso resolver isso pra seguir minha vida com a consciência tranquila, eu só vou ajudar o Rafael com isso, não vai acontecer nada eu te prometo

Ju: -Eu vou confiar em você, mas me liga se acontecer alguma coisa – disse e me abraçou

Chris: -Pode deixar linda – disse afagando suas costas – agora vem aqui que eu quero um beijo – ela saiu do braço sorrindo e juntou nossos lábios.

Demos início a um beijo calmo, pedi passagem com a língua e ela prontamente cedeu. Nunca vou me cansar de beija-la, sempre parece que é nosso primeiro beijo. Paramos o beijo por falta de ar com um selinho.

Ju: -Eu amei o seu cabelo, ficou mais lindo do que já era – disse mexendo no mesmo – mudando de assunto, você está cuidando desses pontos né? Minha falou que você vai ter que ir tirar semana que vem

Chris: -Estou limpando sim minha enfermeira preferida, eu nem lembrava quando teria que ir lá e você vai comigo né?

Ju: -Claro que eu vou – disse com aquele sorriso lindo

Chris: -Você é tão linda sabia? – ela corou – assim toda vermelhinha de vergonha também

Ju: -Para com isso seu bobo – disse me abraçando e escondendo o rosto no meu pescoço

[...]

Já estávamos no estúdio de tatuagem. Eu e o Bruno já visemos as nossas só falta o Lipe que já está terminando.

Sabrina: -Ficaram perfeitas, daqui uns dias vou fazer uma também – estávamos sentados em um sofá esperando o Lipe

Carla: -Vê se cresce pirralha, acabou de começar a dirigir e já quer tatuagem

Ju: -Cuidado em Bina que a Carlinha e pior que a nossa mãe – disse rindo

Sabrina: -Deixa ela só, quando ela ver eu já vou ter feito – disse debochada e a Carlinha serrou os olhos

Bruno: -Você vai ter trabalho com essa aí em linda – disse rindo

Chris: -Qualquer dia eu te trago aqui sem ninguém saber– sussurrei, mas a Ju escutou

Ju: -Vocês dois são os piore – negou rindo, sorrimos e batemos um hi-five

Depois que saímos do estúdio de tatuagem deixamos as meninas em casa e fomos para casa. Estava indo para o meu quarto quando escuto minha mãe no telefone brigando com alguém.

Mae: -Eu já falei que ele não sabe de você...você é o pai dele, mas ele não sabe disso...vê se fica longe dele, se depender de mim ele nunca vai saber que você existe

Ela desligou o celular nervosa e eu decidi ir para o meu quarto sem falar com ela. Isso e bem estranho com quem será que ela estava falando? Tem alguma coisa estranha nisso tudo. Deixei essa história pra lá e fui tomar um banho pra ir dormir.


Notas Finais


BEIJOSSS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...