História Você me aceita? (Gêmeos Jo - Boyfriend) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Boyfriend, JBJ, NU'EST, UNIQ
Personagens Baekho, Cho Seung Yeon, Kwangmin, Kwon Hyunbin, Ren, Roh Taehyun, Wang Yibo, Youngmin
Tags Duckplot, Gêmeos Boyfriend, Gêmeos Jo, Gentle Femdom, Jbj, Menção Do Kyungsoo, Nu'est, Políamor, Uniq, Youngmin Detetive
Visualizações 163
Palavras 1.022
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Harem, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu não tô conseguindo me segurar com esta fanfic, é isto!
UAHSUHAUSHAUHS

Waaa eu tô tri feliz com todo o carinho que esse dengo está recebendo!!! 💗💗 E já vou emerdar um pedido de mil perdões porque eu vou ter que procrastinar a resposta dos comentários de novo.💔 Mas já estou postando mais um capítulo justamente como um pedido de desculpas. MI AHN HAE 🙈
AGORA BORA LER \o/

Boa leitura~

Capítulo 3 - Kwangmin


Fanfic / Fanfiction Você me aceita? (Gêmeos Jo - Boyfriend) - Capítulo 3 - Kwangmin

 

Os montadores da loja saíram após quase uma hora de serviço, os acompanhei até a porta e fui atrás dos meninos em seguida. Kwangmin cochilava com a cabeça na mesa e Youngmin terminava de lavar a louça que havia na pia.

_ Vim chamar vocês para verem como ficou o quarto que vão usar, decidi mexer em apenas um pois creio que não vão querer ficar longe um do outro. - Falei quando Youngmin me notou no recinto e se virou para mim.

Fez sinal de afirmação e por incrível que pareça não disse nada. Ele retirou o avental e quando ia até o irmão acordá-lo, eu estava mais próxima e cheguei antes dele no bebê adormecido.

_ Kwang… - O chamei baixinho acariciando seus cabelos. O olhar de Youngmin queimava minhas costas. - Vamos ver o quarto. - Aos poucos Kwangmin abriu os olhos e quando estes focaram na minha figura de frente para si, ele sorriu envergonhado.

Seguimos para o andar de cima e me senti satisfeita quando abri a porta do futuro quarto dos meninos. Eu havia comprado duas almofadas gigantes que cabiam umas quatro pessoas deitadas, não havia mais a cama e numa das paredes havia os dois armários idênticos, porém de cores diferentes. Trouxe duas escrivaninhas, estas foram postas uma encostada na outra e ficavam na parede da porta, deixei um notebook sobre uma delas para que eles dividissem. Perto da janela estavam as duas poltronas e a mesinha pequena, a estante de livros fixa na parede que já havia ali eu mandei deixarem. Próxima a porta do banheiro fora colocada a pequena cômoda onde deixaria as cobertas, no dia anterior eu já tinha abastecido o banheiro com toalhas novas e limpas que eu tinha guardado.

_ Uau… - Kwangmin soltou e eu ri baixinho. Youngmin nada disse.

_ Espero que fiquem confortáveis, se precisarem de algo mais, é só me pedirem. - Falei já na porta para sair do recinto e deixá-los a sós.

 

POV’s Kwangmin

 

Eu estava profundamente encantado com tudo naquele quarto. Não me lembrava de ter visto algo remotamente parecido em toda minha vida e nem de longe se parecia com o quarto do alojamento do exército, em nada mesmo. Eu me senti feliz naquele momento, eu poderia estar num lugar tão aconchegante com meu irmão, um lugar que eu me sentia seguro.

Pode parecer doideira, mas eu realmente me sentia seguro ali. Não faziam nem vinte e quatro horas que estávamos naquela casa, mas eu tinha o sentimento de casa, lar e proteção. Não queria nem pensar no dia em que teremos que ir embora.

 

Corri até o almofadão mais perto de mim e me joguei com vontade ali, aquilo era o paraíso. Minha perna ardeu como o inferno quando rolei para o lado, mas aquilo não tirou o sorriso do meu rosto.

_ Experimenta a sua Youngmin, é uma delícia.

_ Espero que não fique tão animadinho, vamos embora assim que você ficar bom. - Perdi a graça com aquilo.

_ Obrigado por cortar meu momento! - Retruquei bravo, saí pisando duro até o banheiro e me tranquei lá.

_ Pikachu… Não faz assim. - Falou da porta, eu sabia que ele havia me seguido.

_ Você não sabe ser grato pelo que ela está fazendo pela gente? - O ouvi suspirar. - Se não fosse por ela, poderíamos estar mortos ou, na melhor das hipóteses, com fome e frio na rua!

_ Não vamos brigar Kwang, eu só tenho você.

Me sentei no chão do banheiro e trouxe as pernas para junto do corpo. Eu estava chateado com as atitudes do meu irmão, mas não o podia julgar, eu sabia que ele estava com um peso enorme nas costas por me fazer passar por isso. Ele se culpa por tudo o que estamos vivenciando e isso eu sei muito bem, eu o conheço como ninguém.

_ Eu vou tomar um banho. - Falei depois de um tempo, ele ainda estava ali, eu podia ver sua sombra por baixo da porta.

_ Tudo bem. - Falou baixo e saiu.

 

Saí do banheiro enxugando meus cabelos e o quarto estava vazio, Youngmin gostava de tomar banho antes de dormir então ele não estaria ali esperando sua vez na ducha, e como ele de fato não estava no cômodo quando acabei de me banhar, deduzi que ele estava em nosso cômodo preferido da casa: a cozinha.

Não me surpreendendo em nada, vi que ele já estava cortando legumes para o jantar, fui até si o abraçando e bagunçando seus cabelos, ele sorriu de lado e me mandou pegar um avental para ajudá-lo.

Conversamos distraídos enquanto preparamos a comida. Youngmin, fazendo gracinha, fez questão de lembrar de uma vez que eu havia chorado na escolinha porque o zelador tinha cortado todas as flores do canteiro na frente do pátio, fiquei muito desgostoso com isso e pisei em seu pé.

_ AI KWANGMIN! - Gritou inconformado. - Para de ser agressivo. - Dei a língua pra ele e pouco me importei, ele bem que mereceu!

No fim estávamos rindo alto e um terceiro risinho se juntou à nossa bagunça. Virei me sentindo envergonhado quando avistei a dona da casa escorada na porta da cozinha. Youngmin nem se virou para olhá-la e fechou a cara na carranca costumeira, rolei os olhos.

_ Sente-se Senhora, nós estamos quase acabando de preparar o jantar.

_ Okay, estou ansiosa para comer a comida de vocês! - Ela ditou sorrindo discretamente.




 

_ E aí? - Falei ansioso me debruçando na mesa. - Como estava a comida?

Ela fingiu pensar com dificuldade e por fim riu divertida e soltou sua sentença.

_ Foi a melhor comida que eu provei na vida! Nem minha mãe cozinha assim. - Falou rindo em seguida.

Me senti orgulhoso por ter ajudado no jantar e a deixado contente com uma comida deliciosa. Youngmin permaneceu quieto a olhando fixamente, mas eu não consegui me importar com esse detalhe por muito tempo. Eu estava mais interessado no sorriso bonito e espontâneo à minha frente, na dona do sorriso e no rebuliço que ela estava causando em meu peito.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Waaaaaaaaaaaaaa 💗💗💗 Eu não estou me aguentando com tamanha fofura AAAAAAAAAAA! 💖

Até o próximo capítulo.💐
Beijinhos~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...