História Você Me Amou - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Kai
Tags 2jong, Baekhyun, Baekyeol, Chanbaek, Chanyeol, Chen, Chenkai, Jongdae, Jongin, Kai, Kaichen, Mpreg
Visualizações 80
Palavras 2.007
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!!!

Capítulo 8 - O nome dele é....




Depois de ter feito uma boa refeição no Café onde Joowon trabalha, Jongin seguiu para sua casa onde Baekhyun ficaria hospedado consigo durante algumas semanas. Já estava sentindo falta de poder estar na pequena casa que seu omma vivia com Chen, mas como Baekhyun estava grávido o melhor era ele ficar em sua casa, e ainda tinha o fato de que seu irmão Chanyeol poderia ligar para poder falar com eles e longe dali eles não teriam como se comunicarem, e isso deixaria seu hyung muito preocupado.


O percurso demorou mais ou menos uns 30 minutos, mas ambos estavam tão animados em colocar suas conversas em dia que nem notaram quando chegaram em seu destino. Depois de terem pegado todas as malas no carro, Jongin mostrou um pouco sobre a propriedade e entraram para dentro de casa.


          - Entre e fique a vontade.


- Obrigado Kai. Que sorte você tem hein, esse lugar é perfeito - disse Baekhyun indo se esparramar no sofá confortável que tinha ali na sala.


- Quando cheguei aqui na primeira vez, fiquei admirado com tudo, esse lugar é muito bonito mesmo. Melhor do que morar em uma cidade grande.


- Aii eu tô cansado.


- Porque você não sobe, toma um banho e deita para poder descansar. Aposto que a viagem foi muito cansativa, ainda mais para você que está carregando nossa pequena princesa.


- Vou fazer isso mesmo, essa viagem acabou  comigo. Essa menininha está ficando pesadinha a cada dia que passa. - falou enquanto fazia carinho em sua barriga avantajada.


- Isso é sinal de que Yoora está crescendo saudável. - disse Jongin com um sorriso no rosto ao observar seu amigo afagando sua linda barriga - Vou levar suas malas para o quarto em que irá ficar, depois quando tivermos um tempinho eu te ajudo a guardar suas coisas no guarda-roupa, está bem?!


Baekhyun apenas concordou com o amigo antes de vê-lo sumir pelo corredor da casa. Tomando coragem, Baekhyun levantou e seguiu Jongin até seu aposento, iria tomar um merecido banho para poder descansar um pouco. Chegando no quarto viu o mais novo deixando suas malas no canto da porta, e aproveitando que o mesmo estava em seu quarto, pediu ajuda para poder arrumar uma pequena bolsa com seus pertences pois iriam passar a tarde e o comecinho da noite na casa de Joowon.


- Bae, o que você achou do omma Joo? - perguntou Jongin alguns minutos depois curioso sobre a opinião do amigo.


- Olha Jongin, vou ser muito sincero com você. - disse o mais velho com seriedade, deixando o moreno um pouco aflito - Eu estou muito, mais muito feliz mesmo por você ter encontrado pessoas tão boas como Joowon e Chen. Mesmo sendo pessoas simples, Joowon não deixou de te acolher como filho para poder cuidar e proteger, mesmo ele não te conhecendo direito, e isso fez com que eu o admirasse por isso. Mas depois de ter o conhecido e conhecido um pouco da sua história, Joowon me mostrou ser um homem muito forte e batalhador. Você tem noção de que ele deixou tudo para trás para poder salvar a vida do filho?! O quão difícil foi para ele, praticamente um adolescente naquele tempo, poder cuidar de uma criança sozinho sem ajuda de ninguém?! Joowon é uma pessoa de coração muito nobre e honroso, e hoje pude presenciar que mesmo com suas tristes lembranças do passado, Joowon nunca deixou de sorrir. Ele é um tipo de pessoa que muitos deveriam se espelhar. E você moreno, foi o sortudo que ganhou o direito de ser feliz ao lado de pessoas tão incríveis como eles. Sei que ainda não conheço o cara que roubou o coraçãozinho do meu moreno sedução, mas tenho a certeza de que Jongdae é tão especial quanto Joowon. Tenho a certeza absoluta que você será muito feliz nessa vida Jongin, digo isso de coração. Você mais do que ninguém merece ser muito feliz.


Jongin estava muito emocionado com o que Baekhyun havia falado para ele, com os olhos transbordando por lágrimas, Kai abraçou seu amigo de longa data com toda a força que possuía, mas tomando cuidado para não machucar sua princesa. A opinião de Baekhyun sempre foi muito importante para poder tomar suas decisões e da ultima vez que não escutou seu amigo de infância, Kai passou por momentos muito difíceis em sua vida.





-x-





Já estava quase na hora do almoço quando Jongin chegou na casa de Joowon acompanhado por Baekhyun. Dava para sentir de longe o cheiro da comida caseira que o mais velho estava preparando para suas crianças, e mais do que depressa Jongin levou suas coisas para guardar no quarto em que Joowon e Jongdae compartilhavam, deixando um Baekhyun todo bobo e maravilhado pelo belo lugar em que seus mais novos amigos moravam.


O ruivo sentia sua boca encher d’água ao observar às diversas árvores frutíferas que tinha no quintal do mais velho. Todas estavam carregadas de frutos, e pareciam todas muito apetitosas, com certeza faria seu melhor amigo subir em algumas árvores mais tarde para poder comer aquelas frutas que chamavam por ele.   


- Baek, vem almoçar criança. Depois do almoço pegamos algumas frutas para você poder comer. - chamou Joowon da porta da cozinha, que até alguns minutos atrás observava com um sorriso no rosto o ruivinho babar pelas diversas frutas que tinha em sua casa.


- Estou indo, omma!


- O Nini já está na mesa, venha antes que não reste mais nada. - disse rindo e sendo acompanhado pelo mais novo depois de escutarem Jongin resmungando da cozinha por ter escutado o que seu omma havia falado. 



Os três passaram a tarde entre conversas e muitas risadas. Baekhyun estava completamente encantado pelo Joowon, e Joowon pelo mais novo. Sempre o paparicando a toda oportunidade que tinha, o mais velho já o considerava como um filho. E mesmo com um pouquinho de ciúmes, Nini estava feliz por estar ao lado de pessoas que eram muito importante para si.


Aquela era sua família, e para completar só faltava Jongdae estar ali com eles.


Sentados debaixo de uma grande e antiga árvore, em meio a uma grande algazarra, Jongin, Baekhyun e Joowon se divertiam enquanto degustavam os variados frutos que o mais velho tinha colhido para poder satisfazer os desejos de Baekhyun. Na hora da subida foi um pouco complicado para Jongin, que mais escorregava do que subia, fazendo com que Baekhyun ficasse vermelho de tanto rir do amigo, mas no final Joo salvou o dia, depois de ter subido em algumas árvores e pegado os frutos para poder saciar os desejos do baixinho.


Já de barriga cheia, os três começaram a planejar a pequena surpresa que fariam para Jongdae no sábado a noite. Estavam todos ansiosos, Joowon como bom cozinheiro que era, comentou suas ideias com os mais novos.


- Crianças, o que vocês acham de eu fazer um bolo de cenoura com cobertura de chocolate para a festinha, o Jongdae ama esse bolo.


- Sério omma! gostei da ideia, para mim perfeito - disse Jongin concordando com a ideia


- Que sábado chegue logo! - exclamou Baekhyun agitado, fazendo Joowon e Jongin rir de si - da água na boca só de me imaginar comendo uma grande fatia de bolo de cenoura com muita cobertura de chocolate. Aish, agora deu vontade - disse fazendo um beicinho em tristeza.


- Mas você acabou de comer uma bacia de frutas Baek - disse Jongin espantado com o tamanho do apetite do seu melhor amigo - Como é que você ainda pensa em comer mais???


- Deixa ele Nini. Quando estamos grávidos, a todo momento temos desejos e isso é normal.


- É Nini, me deixa. Daqui a pouco Yoora começa a sapatear aqui dentro por querer comer o bolo - dizia enquanto fazia carinho em sua grande barriga. - Não gosto que ela passe vontade de comer às coisas.


- Sei… vou fingir que acredito.


- Olha aqui o …..


- Chega crianças, não precisam discutir por bobeiras. E bebê, mais tarde eu faço um bolo para que Yoora não passe vontade, pode ser?


- Sim omma.





-x-






Já era por volta das sete e meia da noite quando todos terminaram de jantar, e claro que Baekhyun não perdeu a oportunidade de atolar na comida maravilhosa de Joowon, que havia preparado naquela noite arroz, feijão, abóbora japonesa com carne de panela. Jongin ficou chocado com a quantidade de comida que seu amigo havia comido, parece que Baekhyun havia escolhido aquele dia para poder tirar a barriga da miséria.


Baekhyun com a barriga cheia de tanto comer, ficou tão satisfeito que se aconchegou na rede que estava pendurada no quarto do omma para poder “descansar às costas” que depois de alguns minutos apagou, enquanto eu ajudava o omma a arrumar a bagunça do jantar. E quem disse que depois eu consegui acordar o dorminhoco do Baekhyun?! E para completar o bichinho roncava como um porco, vê se eu mereço isso. Omma Joo quase o mordeu por causa de sua fofura, segundo ele, Baek estava muito fofo com as bochechas fartas e a barriga saliente quase de fora.  


Não teve jeito, meu melhor amigo não acordaria nem se um meteoro caísse do lado dele, o melhor era passar a noite na casa do omma, e depois voltar cedinho para casa. Tenho certeza que meu irmão ligou milhares de vezes.


Fazendo o mínimo de barulho possível para não acordar o grávido, Joo arrumou a cama para poderem dormir, o dia foi muito agitado e todos mereciam um bom descanso. Joowon e Jongin deitaram e não demoraram a entrar no mundo dos sonhos.






-x-






Baekhyun se sentia tão bem, nunca se sentiu tão à vontade, tão em casa como que sentiu naquela humilde casa. A comida mesmo simples era muito saborosa. Agora sabia o que Jongin se sentia quando estava com aquelas pessoas que o acolheu tão bem, e mesmo que não tenha conhecido Jongdae ainda sentia que ele era como seu omma, uma pessoa muito gentil, alegre, carinhoso.  


Baekhyun tomou coragem e levantou da rede onde havia dormido tão confortavelmente naquela noite. Olho em volta e viu que seu melhor amigo dormia todo largado no meio das cobertas, e que o mais velho já deveria estar de pé, e o cheirinho de café recém coado era um índice muito forte de suas suspeitas.


Com toda sua preguiça matinal, Baekhyun seguiu o cheirinho maravilhoso do café fresquinho e do pão caseiro que invadia a casa de uma forma avassaladora. Encontrando Joowon todo concentrado em arrumar a mesa do café para suas tão amadas crias.



- Bom dia omma.


- Bom dia meu amor - disse depois de deixar um beijo em sua testa e outro na grande barriga - dormiu bem.


- Muito bem! Omma?


- Sim, bebê


- Obrigado - disse Baekhyun enquanto abraçava o mais velho com todo o carinho.


- Obrigado pelo que meu amor??? - perguntou o mais velho não entendendo nada do que acontecia naquele momento.


- Obrigado por tudo que estava fazendo pelo Nini. Muito obrigado por aparecer na vida do Jongin no momento em que ele mais precisava. Muito obrigado mesmo. Eu estou tão feliz - disse em meio às emoções. - fazia muito tempo que eu não via meu melhor amigo com um sorriso tão sincero no rosto e com os olhos tão brilhantes ao falar sobre alguém.


- Oh meu amor, não tem o que agradecer. Jongin faz parte de mim desde o momento em que o conheci pela primeira vez. E se depender de mim ele será a pessoa mais amada desse mundo todo, tanto ele como você, que já considero como se tivesse saído de dentro de mim. Sempre estarei aqui por vocês. Sempre.


- Você é muito especial para mim omma, tenho a certeza absoluta que meu marido irá amá-lo quando o conhecer.


- Ficarei feliz em conhecê-lo também. Agora vem, vamos comer para poder alimentar nossa pequena princesa Yoora.


- Omma, posso te fazer uma pergunta meio pessoal? Se você não querer responder não tem problema.


- Pode perguntar, meu amor. O que você quer saber?


- Então, qual é o nome do pai do Jongdae?


- O nome dele é Park…


- Bom dia família!!!!





Notas Finais


Espero que tenham gostado... Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...