História Você me conquistou - Lutteo - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ada, Alfredo, Amanda, Ámbar Benson, Ana, Benício, Cato, Delfina, Emília, Eva, Gaston, Jazmin, Jim, Juliana, Luna Valente, Matteo, Matteo Balsano, Miguel, Monica
Visualizações 121
Palavras 1.028
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi amores desculpa n responder os comentários tenho uma novidade la na notas finais

Capítulo 4 - "Obrigada por ter me feito Sofrer "


Fanfic / Fanfiction Você me conquistou - Lutteo - Capítulo 4 - "Obrigada por ter me feito Sofrer "

Anteriormente :

Ele vei se aproximando e para sententando na cama me olhando

Matteo- Desculpe - Ele sai rapidamente do quarto.

Me deixando magoada sinto uma lagrima escorrer. Sem minha permissão.


" Você me conquistou, me fez louco de amor, você me ensinou a ser quem eu sou".



Fique agora com o Capítulo de hoje:...


Será que eu era tão feia? Ao ponto dele não gosta de mim?

Será que eu era sem graça? No ponto de vista dele?

Será que ele me acha uma criança?- Pelo meu jeito ou minha altura.

Me olhando no espelho me sinto triste.

Lagrimas e mais lágrimas descia. Vou até minha bolsa. Tirando uma lâmina. Ela sempre esteve ali.

Não eu nunca usei. Sempre carreguei. Vai que eu precisaria. E esse dia chegou. Ajoelhada do banheiro começo a deferir os primeiros cortes. Indo cada vez mais fundo.


Porque ele fez isso comigo?

Sol
Todos menos a luna Estava na mesa estavamos lanchando. Sinto um aperto no meu peito.

Minha mente só conseguia gritar.


Luna
Luna
Luna
Luna
Luna

Saio da mesa sem falar com ninguem subo direto para o quarto de Matteo.

Entro no quarto ouço choro. Encaro a porta do banheiro.

Abro a porta. Me deparo com luna de cortando.

- Luna- Fala em voz alta.

Luna - So..sol- ela chorava de soluçar.

- para Não faz isso.- tiro a lâmina da sua mao jogando no lixo.

- vem...- A levanto. E lavo seu braço.

Começo a limpa a sussugeira ali.

Luna troca de roupa e coloca um moletom preto.

Luna - Não me julgue - diz baixo.

Sol- Eu nunca vou te julgar, Luh.- Abraço ela forte.

Porque? O por que dela ter se cortado. Luna sempre foi frágil. Mais não ao ponto de fazer isso.

Luna- vamos la pra baixo.

Sol- Vamos! Mais ainda vamos conversar sobre isso - Ela assente de forma desanimada.

Descemos as escadas e ainda todos estava la. Luna se senta perto de mim. Frederico me lança um olhar confuso.

Âmbar - acordou tarde luh- Pude perceber um olhar estranho para nos duas. Ela nos conhecia bem.pego meu celular e mando uma mensagem para ela.

"Luna se cortou"

O seu celular apita. Ao ver a mensagem seus olhos se arregalam.

Luna- E...- sua voz saio baixa. Pego a sua mao apertando. Ela sorri pra mim.

Luna- Alguem de vocês tem remédio pra dor de cabeça?- Gaston se manifesta.

Gaston- Eu tenho...- ele pega a estranho dois comprimido.

Sol- não precisa de dois comprimido gaston.

Gaston - A verdade- ele tenta pegar na mao de luna mais ela se afasta levantando.

Luna- vou tomar o remédio. - e sai para a cozinha.

Lanço um olhar desesperado para âmbar.

Todos estava percebendo que nos três estavamos estranho.

Eu e âmbar levantamos. E fomos em direção a cozinha. Ao entrar luna estava preste a tomar os dois comprimidos de depirona.

Sol- Luna.- ela se assuta e acaba deixando um cumprido cair.

Âmbar - não faz isso. Isso não vai te levar a nada. Estamos aqui. Sempre - Âmbar abraça. Deixando ela chorar.

Sol- Não somos primas somos irmãs.

Luna- Obrigada meninas. - ela toma só um remédio. Me fazendo sorri.

Só de pensar. Se eu nos não tivesse chegando a tempo. O seria da Lu.

Luna - vamos voltar. - Assentimos voltando pra mesa.


Simon - Vocês estão estranhas.- diz com uma careta

Luna- impressão sua.- Ela tenta sorri.

Matteo estava calado. Só observando a Luna.

Matteo - De moletom? Mais não está frio.

Luna- Não posso mais usar moletom?- diz sarcástica.

Tá essa doeu.

Gaston- Treta. Adoro.- diz animado.

Nina- Gaston!- nina chama atenção dele.

Luna- vou sair um pouco.

Luna
Assim que levantamos sinto um tontura . Sinto maos envandi a minha cintura.

Matteo- Eii você está bem- Matteo fala meio preocupado


- Estou!- Digo me recuperado - Vou sair.- Suas mãos me preedem com mais força.

Matteo- Não luna você não está bem para sair.- Fico com raiva.

Ele não manda em mim!

Saio do seu aperto e subo para o quarto.

Chegando la me prendo me jogando na cama começando a chorar novamente

Fecho os meus olhos projetando tudo o que aconteceu.



Me apaixonei !


Porra me apaixonei por uma pessoa que não gosta de mim.

Matteo- Luna...- Ele entra no quarto.

Luna-oii?- Digo tentando para de chorar.

Matteo- Você está chorando?


Cretino!


- Não.

Matteo- Não Minta pra mim!.

Luna- Matteo me deixa sozinha. Por favor - Me sento na cama.

Eu me sentia cansada. A dor de cabeça aumentou , tento me levanta sinto uma fraqueza nas pernas e acabo caindo no chão.

Matteo- Meu Deus Luna.- ele tenta me ajudar mais eu recuo.

- Não preciso da sua ajuda - Falo seca.

Matteo- Luna...- ele suspira- Deixa eu te ajudar.

- Eu...- Sinto uma tontura novamente. - A culpa de eu estar assim e sua. Somente sua.

Matteo- Luna...- Ele suspira novamente - Eu sei.- ele abaixa a cabeça.

Luna- porque matteo? Porque isso?.

Matteo
Eu sabia que luna não estava bem eu também sabia que eu tinha um parcela de culpa.

Luna- porque matteo? Porque isso?.

Fico sem palavras ela estava invuneravel

Eu nunca , eu nunca vi ela assim.

- O problema e que eu estou apaixonado Apenas dois dias? Luna estamos indo rapido demais!.

Invento uma desculpa.

A verdade e que eu estou apaixonado sim. E estou nem ai se e apenas em tres ou dois dias.

Mais o problema e a Promessa. A promessa que me impede de me ser feliz com Luna.


Âmbar 
- Quando vai me pedir em namoro?- Digo irritada.

Simon - Uai não seja por isso.- Ele me da um selinho rapido e se Agacha

Simon- Âmbar Benson. Aceita ser minha Namorada - Ele tira uma caxinha revelando um o anel mais lindo.

- ACEITO!- pulo nos seus braços o beijando.


Eu sempre fui dele.


Matteo
Luna me olhava. Sem falar nada.

- Luna...- Ajudo ela se levantar.

Luna- o problema e que eu te Amo.

Sinto poder na sua fala.


- Eu também luh mais não posso quem sabe um dia eu te fale isso.


Luna- Obrigada por ter me feito Sofrer!


Notas Finais


Querem maratona?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...