História Você me enlouquece - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nino, Personagens Originais
Visualizações 314
Palavras 1.029
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Harem, Hentai, Luta, Magia, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 2 - Noite


Mais uma noite já tinha se passado , e a menina sentada em sua cama pensando no rapaz a qual tinha acabado de conhecer , a mesma suspira pois o seu futuro esposo irá vê-la em sua casa

Era impossível não notar o seu olhar malicioso sobre o corpo da mais nova , ele queria tomar ela para si mesmo e a cada minuto que se passava ele desejava a tocar novamente em seu corpo

A menina já pronta aquarda o mas velho em seu quarto , porque isso era uma tradição a qual ela achava absurda mal se conheceram e ele já iria para seu quarto.

Essa tradição foi feita dês de que os seus próprios pais a poís é ela não sabia o porque disso mas quando tentava falar sobre algo desse assunto seus pais ficaram vermelhos .

A menina respirava pesado quando a mesma foi se senta na mesa de madeira , onde a mesma se pôs a desenha ela amava desenhos e cada um deles faziam ela feliz .

E com cada cores lindas ela começou a rabisca formado vestidos e mas vestidos encantadores era algo a qual a acalma.

Mas logo depois de vários rabiscos a mesma sente uma respiração profunda e pesada em seu pescoço , os pelos se arrepiaram ela sabia que seria o tal individuo mais esse contato tão íntimo ela não esperava

- tens um cheiro tão viciante minha bela dama - ele fala com um ênfase no minha  ela não sabia o porque dessa sua possessividade que ele tinha , mas em pensamentos de seu futuro esposo oque ele mas desejava era toma-lá

- Com palavras vc me encanta , mas não pensas que me conquistará fácil não sou qualquer tipo de pessoa que se encanta com simples palavras - digo com um sorriso vitórioso nos lábios eu não sabia o motivo mais eu gostava de provocar o Agreste

- Se você soubeste o quanto eu estou louco para enfia meu pau nessa sua boquinha você não falaria nada - ele diz mordendo o lóbulo de minha orelha suas palavras , que palavras me enlouquecia o memso vira minha cadeira para ele e com o seu corpo o mesmo se aproxima , dava para sentir o seu perfume doce e excitante que ele usava 

A mesma não tinha percebido mas o seu futuro esposo trajava uma calça colada em suas pernas ressaltando as suas coxas e mostrando o seu volume natural que o mesmo possuía

Sua camisa branca transparente mostrava o seu maravilhoso ABS que possuía tantos gomos definidos seus braços musculosos fortes a deixavam a menina animada .

Eu  não sabia o porque eu estava sem reação , nunca tive esse problema antes enguanto isso o mesmo me observava de maneira intensa , era um cúmulo eu não consegui pronunciar nenhuma palavra

- Sua boca - ele diz acariciando os meus lábios de uma forma intensa - estou tão louco para taca-lhe um beijo e cala essa boquinha que só pensa em me julgar - o mesmo se aproxima de meus lábios e morde os meus lábios inferior deixando mais avermelhados .

- Julgar ? - digo levantando a minha sombrancelha - você chega querendo domina a minha vida com essas palavras tão p...- sou interrompida por seus lábios colados aos meus.

De primeira tentei me soltar mais o mesmo me aperta com força e suas mãos macias rodeiam a minha pele sua língua pedia passagem desesperadamente sua boca gulosa precisava tanto de meu contato.

 Não  posso negar eu também queria isso é logo depois sua língua vasculha a minha boca , tão saboroso e delicioso era aquele contato seu gosto de menta me fazia querer mais daquilo .

A cada movimento de sua língua o mesmo acariciava minha coxa , deixando marcas roxas por toda parte sua possessividade era oque tinha em seu olhar.

Mas nos separamos pela falta de ar com vários selares em meus lábios dados por ele 

- Sempre me perguntei qual seria o gosto de sua boca , mas agora que já provei não me arrependo nem num segundo de ter feito isso, como seus lábios pode ser tão doces e saborosos - ele passa sua língua entre os seus próprios lábios e morde seus lábios inferiores

- Como eu posso me deixa vicia por algo que eu provei uma vez em minha vida ?, Por que seus lábios se encaixam perfeitamente com os meus isso me enlouquece Dupain-cheng.

- Pa-pa-re - por que eu estava gaguejando ? Por que não respondo na mesma altura do que ele ? Mas o pior por que eu me sinto tão bem depois disso ?

- Não me faça  querer  me controlar com coisas que estão fora de meu controle eu não deveria ter feito isso , mas fui tomado pelo o meu próprio desejo de tê-la e por isso eu estou completamente louco para te foder loucamente.

Ele se aproxima de min mas eu saio da cadeira , dando passos para trás fazendo eu cair na cama e com isso o mesmo sobe em cima de min os seus olhos  sobre meu corpo me deixava contrangida .

Seu corpo quente em contato com o meu me fazia eu mesma morde os lábios com força , eu sei que aquilo era errado mas porque o errado e sempre tão gostoso?

- Não faz isso my lady você sabe que me enlouquece Dupain-cheng e está me deixando cada vez mais duro para te penetrar fundo e forte - disse o mesmo que passava sua mão acariciando sua perna delicadamente e com suas mãos foram subindo para a sua intimidade que já precisa da atenção do rapaz.

O mesmo começa a massagear aquela região tão íntima da menina a qual mordia os seus lábios tentando baixar o seu gemido oque deixava o mais velho mais louco para tê-la , vê ela daquele jeito deixava ele tão excitado é tão entregue para ela .

Eram coisas de louco a qual eles faziam , mais o mas velho não podia conseguir se controla pois o seu Pênis estava doendo demais louco para atacar a intimidade da menina.

- apenas deixarei um presente para você minha querida esposa , mas não pensas que eu serei uma pessoa boa , mas sim meu anjo o próprio diabo




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...