História Você me mudou. - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Descendentes
Personagens Ally, Carlos de Vil, Chad, CJ, Dizzy, Doug, Evie, Freddie, Gil, Harry Gancho, Jane, Jordan, Lonnie, Mal, Princesa Audrey, Príncipe Ben, Ruby, Uma, Zevon
Tags Adultério, Ben, Harry, Mal, Uma
Visualizações 26
Palavras 2.399
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - A verdadeira face da ilha.


Fanfic / Fanfiction Você me mudou. - Capítulo 5 - A verdadeira face da ilha.

Uma sentada em sua cadeira como capitão do navio esperava o filho da fera responder a sua pergunta.

- Não vai me responder? – indo ligeiramente para frente. – O que foi? Brigou com a namorada perfeita?

Ben bateu as duas mãos na mesa deixando as palmas das mãos pertos do lado de Uma que se assustou arregalando os olhos para ele, tanto Meng como Dania que estavam alguns passos atrás de Ben estranharam a atitude dele.

- Isso não é da sua conta. – falou ríspido.

- Vou entender isso como um sim. – disse Uma se recompondo com um sorriso gigante por ter conseguido o irritar.

Ben respirou fundo tirando as mãos da mesa e se recompondo novamente.

- Vou ficar aqui na ilha por um tempo. – respondeu.

- Então você quer ficar um tempo na ilha? – Uma parecia confusa com a decisão de Ben.

- Exatamente. – respondeu Ben.

Tanto Meng como Dania ficaram em silencio não conseguindo entender até onde seu amigo queria ir com isso, Ben parecia diferente da primeira vez que veio a ilha, agora ele estava mais implacável e a procura de algo mais o que?

Uma mesmo sentada não tirava os olhos de Ben a sua frente só com uma mesa dividindo os dois que pareciam se perder um no outro, Meng e Dania se olharam algo estava bem claro para eles esses dois Ben e Uma estavam parecendo muito à-vontade um com o outro.

Quando Meng ia tirar Ben do transe de olhar para os olhos castanhos escuros de Uma e também ajudar Uma que estava também hipnotizada pelos olhos castanhos claros do filho de Bella, apareceram abrindo a porta com grosseira Harry e Gil .

- O que eles fazem aqui? – perguntou Harry estranhando.

- São nossos convidados.

Com o final da frase de Uma, Harry riu como uma hiena, e Gil o acompanhou mesmo sem entender direito o que estava acontecendo. Meng se encostou na parede revirando os olhos para os dois vilões.

- Harry! – repreendeu Uma e ele logo se calou.

Harry era muito insano rindo de quase todo ou passando dos limites e para isso Uma sempre tinha que o segurar para ele não extravasar como sempre.

- Por que estávamos rindo mesmo? – perguntou Gil confuso e Uma sorriu.

- por nada Gil. – respondeu Uma com paciência que surpreendeu Ben. – Certo a situação é o seguinte, eu irei mostrar a ilha dos perdidos para vossas altezas. – se curvando ironicamente fazendo ben se lembrar do sonho e dar um passo para trás, isso foi bem notado por Dania. – Enquanto vocês cuidam das coisas aqui.

Gil pareceu contente já que para ele o que seu pai fez não tem nada a ver com ele, mas Harry já não pensava desse jeito mostrava para Ben se gancho quando ele foi saindo da cabine.

- Quanta simpatia. – ironizou Meng.

- Ninguém tem culpa da vossa majestade ter escolhido aqueles bastardos em vez de nós. – justificou Uma. – Agora me sigam vocês tem muito que ver ainda.

Saindo do barco Uma foi entrando na rua principal muitos pessoas os olhavam de lado seguindo eles com olhos curiosos até chegarem a uma loja de feitiços. A aparência da loja era mística com sombras de pessoas desenhadas nas paredes. Entrando nela via potes, amuletos, emblemas, mapas comuns e outros mapas astrais e vários outros objetos...

No fundo da loja avia um galpão com uma garota bem exótica brigando com um garoto bem orgulhoso que apontava o dedo para ela. Uma agia naturalmente com se isso acontecia todos os dias na ilha dos perdidos.

- Escute aqui. – apontando o dedo para ela. – As poções da minha mãe, Yzma, são bem mais fortes que a do seu pai que foi dominado pelas sombras.

- A sua mãe se transformou em uma gata o meu teve um final um tanto digno para um senhor das trevas, Dr. Facilier. – disse irritada.

Uma limpou a garganta só para chamar a atenção dos dois que rapidamente se voltaram para ela com sorrisos radiantes.

- Uma, há quanto tempo. – cumprimentou Freddie (filha do Dr. Facilier).

- Verdade, você estava muito sumida. – comentou Zevon (filho de Ysma).

- Mil perdões, mas a minha mãe teve muito serviço no restaurante então fiquei com Harry e Gil para lavar a louça. – se explicou Uma.

Os dois vilões atrás do balcão se curvaram para o lado esquerdo tentando ver os três que estavam atrás de Uma com curiosidade e Uma logo percebeu.

- Ben, Dania e Meng. – os apresentou.

Os dois vilões se olharam e depois se voltaram para Uma com a mão em forma de Cochicho.

- Você acha que eles são confiáveis? – perguntou Freddie com confiabilidade em duvida.

Meng se colocou na frente de Uma bem perto do rosto de Freddie que não se mostrou incomodada com a aproximação do chinês.

- Eu sou confiável e quem não é confiável é você com essas meias calças com desenhos dos demônios das sombras. – disse ele em forma de acusação.

 Os outros que vinham à cena se endireitavam para ver se na meia calça dela ver se tinha mesmo o desenho, e vejam só não é que tinha mesmo. A menina encarou o chinês com um olhar de puro ódio.

- Só não uso meus bonecos de Vodoo em você porque seria desperdício.  – disse se afastando dele.

- E eu só não uso a espada de Shan Yu porque seria idiotice. – segurando o braço dela para ela não se afastar. – Contra uma dama como você.

Dania e Ben ficaram sem palavras contra isso, como uma pessoa fez o garoto mais sínico de Auradon ficar tão gentil assim tão rápido era assustador no miminho e pânico total no máximo.

- Que fofo. – disse a garota entrando na sala batendo palmas ironicamente. – O que eu perdi?

A garota vestida de pirata era ninguém mais ninguém menos que Cj Hook a filha do capitão gancho e irmã de Harry. A garota entrou e ficou do lado de Zevon.

- Essa é a minha vida, minha inspiração, minha razão de viver, minha maldade encarnada em uma garota, meu outro eu e... – Zevon foi interrompido por Cj.

- Eu sou a namorada dele. – simplificou Cj beijando a bochecha dele. – Mas o Harry não gosta muito disso então eu recentemente estou ignorando ele.  – abrindo um sorriso mimado. – Zevon, quero ir ao restaurante da Úrsula, vamos?

- Lá se vai meu dinheiro... – murmurou Zevon.

Quando ouviu a palavra restaurante Freddie logo se manifestou a favor.

- Também quero ir. – disse Freddie. – Vamos logo!

- Eu pago! – se ofereceu Ben e Zevon se aliviou do peso de sempre pagar a conta.

Todos concordaram menos Uma que ficou em silencio sendo levada pela maré de seus amigos em direção ao restaurante de sua mãe mesmo quando a conversa estava animada Uma não dizia uma palavra se quer deixando todos estranhando.

Em um determinado ponto estreito levanto para o cais Cj e Zevon foram à frente abrasados, Dania foi sozinha e o tempo todo com a mão levantada para ver se o celular pegava, Meng encontrou vários pontos em comum com Freddie, e por ultimo Uma e Ben.

  - Qual o problema? – a fazendo parar de andar e olhar para ele. – Se me quer de volta em Auradon...

- Não, é só que a minha mãe é... Diferente.  – olhando para baixo envergonhada.

Os dois ficaram parados conversando enquanto seus amigos já aviam até entrado no restaurante dando para ouvir os gritos de festa dos piratas e alguns xingamentos vindos de Harry para Zevon e outros de Cj para o irmão.

- Você tem um belo grupo aqui. – comentou Ben rindo da gritaria. – Mas me especifique diferente.

- Egocêntrica. – respondeu rápido.

- Estou acostumado com esses tipos de mãe. – a fazendo rir. – Vamos.

Bem esticou a mão para ela como em um convite o que ela prontamente aceitou sem nem pensar direito sobre o que estava fazendo.

Entrando no restaurante estava uma loucura Gil comia ovos crus como o pai, Harry e Cj gritavam um com o outro em uma mesa com Zevon no meio deles com cara de socorro, Meng e Freddie tomavam algo e conversavam enquanto Dania ainda tentava se comunicar com o celular, os piratas lavavam a louça e Uma juntamente com Ben entrou os fazendo se virar para eles dois, mas logo em seguida voltaram ao que estavam fazendo.

Como a gritaria estava intensa um tentáculo de polvo apareceu de dentro da cozinha chicoteando o chão fazendo todos se voltarem para ele.

- Calem a suas malditas bocas de ostras.  – gritou Ursula.

- Mas mãe. – Uma tentou argumentar.

- Mas nada garota, continue a lavar os pratos. – disse a mãe autoritária.

A menina de cabelos azuis ficou bem envergonhada pela visita ter visto e ouvido isso tudo que sua mãe fez. Mesmo com o ressentimento de Uma os três príncipes (contando Dania) foram até o balcão se preparando para lavar a louça.

- O que estão fazendo? – perguntou Uma.

- Vamos lavar a louça. – disse Dania estranhando a pergunta obvia.

 - Não precisam fazer isso, vocês são visitas. – respondeu Uma. – E ainda por cima são príncipes e princesa. (Meng e Dania não são realeza mais tá valendo).

Ben sorriu de um jeito tímido e foi até onde ela estava ficando de frente para ela, enquanto Meng e Dania olhavam preocupados com a aproximação deles dois “isso não vai dar certo” diziam um para o outro.

- Eu quero ajudar você, lá no fundo eu me sinto culpado por ter esquecido você, Harry, Gil e os outros e só ter me concentrado em Mal – Ben reparou que Uma olhou ligeiramente para o outro lado, mas mesmo assim continuou. – Carlos, Evie e Jay.

Uma pensou um pouco antes de respondeu, mas sempre que tentava abrir a boca os olhos castanhos dele a congelavam e ela mal sabia o que disser para que ela mesma voltar a razão.

- Tudo bem garoto fera, mas eu aposto que não deve saber nem lavar uma louça sem ajuda. – zombava Uma.

- Claro que vou precisar de ajuda e é por isso que você está aqui. – disse fazendo o riso dela sumir. – Mão na obra bruxa do mar.

Uma sentiu seu corpo esquentar seu batimento chegava a doer em seu peito quase a sufocando, mas mesmo assim ela se controlou respirou fundo e foi atrás de Ben em direção da pilha de louça no balcão de sua mãe.

Tanto Meng como Dania se olharam com expressões de “Ferrou” e mesmo com essa certeza de que Ben e Uma tinham algo eles dois ignoraram a aproximação deles e se concentrando na louça tentavam apartar os pensamentos de que Ben estava cruzando uma linha tênue entre Mal e Uma.

Meng e Dania começaram a se distanciar vendo que os dois estavam brincando de jogar agua um no outro, quando lavavam a louça as mãos deles se encostavam e os dois se olhavam sorrindo e riam daquilo até que estava fofo, mas e Auradon, seus amigos que eles não conseguiam entrar em contato, seus pais e Mal...

- Precisamos entrar em contato com Mal. – disse Meng firme. – E fazer Ben voltar a si.

- Eu sei, mas e se aquele Ben for o verdadeiro Ben? – perguntou Dania.

- Você só pode estar brincando. – rebateu Meng. – Ele deve estar enfeitiçado de novo.

- Duvido muito. – disse Dania olhando para Ben que estava um pouco longe deles dois. – Ele está sorridente, natural, amável até mais do que os outros dias, ele está otimista , sincero, bobo feliz com ela e até parece o dia em que eu conheci o Zak.

Dania ficou triste na hora só de falar o nome do seu namorado a qual ela não consegue entrar mais em contato desde o dia anterior e a preocupação estava lá em cima só de pensar que ela não deixou nem um recado nem um bilhete se quer para ele saber onde ela está.

 - Precisamos entender como chegamos até aqui. – refletiu Meng. – E pelo visto os piratas não tem nada ver com isso, no máximo aquele Zevon, mas pelo que vi ele só mexe com poções então não é ele que nos trouxe para cá.

- Está preocupado com quem? – perguntou Dania vendo o amigo andando pra lá e pra cá até em fim se sentar. – Lonnie?

- Ela está lá com o abombado do Jay não me admira se voltarmos para Auradon, e minha irmã estiver gravida. – bufava.

Dania se irritou com o comentário se sentando ao lado de Meng deu um soco no braço dele fazendo ele reclamar da dor, mas ela nem ligou para ele dobrando sua perna e cruzando os braços se virando para o lado oposto.

- Foi algo que eu disse? – perguntou sem jeito.

- Primeiro Lonnie é a minha amiga e eu sei que ela não ia fazer algo assim, segunda é a sua irmã então a respeite, e terceiro você acha mesmo que eles estão juntos?

- Já vi eles dois bem “íntimos” no vestiário. – se explicou Meng surpreendendo Dania que se virou para ele bruscamente.

- Não! – formando um “O” com a boca.

- Sim, foi uma imagem difícil de apagar. – colocando as mãos nos olhos. – Eu nunca julgo sem antes saber e nesse caso eu sei e sei muito alias até mais do que eu queria saber. Já estou sabendo a respeito da relação dos dois.

- Sinto muito. – Dania se compadeceu colocando a mão direita no ombro dele. – Mas eu estou com você pro que der e vier.

- Obrigado Dania. – beijando a bochecha dela. – Você é a minha melhor amiga.

- E você é o meu. – sorrindo para ele. – Agora vai lá tem uma garota vilã que acho que está caidinha por você.

- E eu por ela. – disse se levantando.

- Awwww. – disse a menina em coro.

Mais uma noite na ilha dos perdidos, mais uma noite em que Ben escutava as lamurias de Dania que queria muito ver o namorado Zak de novo, mais uma noite em que Ben tinha que escutar as reclamações de Meng em relação a Lonnie e a Jay.

- Você tem uma paciência invejável. – comentou Uma vendo ele se despedir dos amigos.

- Você também é muito boa para o Harry e o Gil . – comentou Ben. – Só queria entender por que você e a Mal não conseguem ser amigas.

- Garoto fera, isso é uma longa historia...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...