História Você me mudou, e foi tão bom! - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Yoonmin
Visualizações 7
Palavras 706
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiew

Boa Leitura!!!

Capítulo 3 - Momento tão bom...


Fanfic / Fanfiction Você me mudou, e foi tão bom! - Capítulo 3 - Momento tão bom...

–Tchau – saio dali

•Saio do local, lá fora ligo para Hoseok

Telefone Hoseok On

–Alô?

–Hoseok?, Por favor me leva pra casa eu tô passando mal

–O que aconteceu, Yoon?

–Nada eu só quero ir pra casa eu tô com ânsia, por favor vem logo eu tô aqui na frente – desligo o telefone e me apoio em uma bancada que havia ali, um tempo depois Hoseok aparece – até que enfim

–O que aconteceu Yoon, você tá suando frio, você bebeu?

–Não longe de mim, eu nunca iria beber, e também eu não sei o que aconteceu

–Então por que você está suando frio?

–Eu te explico melhor mais me leva pelo menos pra frente da minha casa por que eu tô passando mal

–Tá... não pera já sei, bebeu suco de manga com leite

–Hoseok dá pra parar?, Eu tô passando mal e você tá brincando

–Tá tá desculpa, vamos logo

•Entramos no carro e logo depois de um tempo chegamos

–Tá Yoon agora me explica o que tá acontecendo pra você está assim

–Eu não sei direito, sério, desculpa não posso falar é também não consigo

–Yoon por favor, sou seu amigo a muito tempo, por que não me fala em?

–Por que eu não consigo Hoseok e difícil eu nunca tinha sentido isso antes

–Yoon não chora, sério, o que você tem, estou preucupado, se isso te faz até chorar, deve ser grave

–Eu acho que tô gostando de alguém

–Nossa Yoon, essa pessoa te faz bem ou mal, ao ponto de você está chorando

–Os dois

–Agora eu buguei

–Depois a gente se fala sério, eu preciso pensar

–Ta bom Yoon, quando quiser desabafar eu vou está aqui

–Ta bom, obrigada Hoseok

–De nada Yoon

•Saio do carro e logo depois entro em casa, meus pais estavam em seu quarto, vou para meu quarto e vou pro banheiro, eu realmente não estava bem, minhas mãos tremiam, o por que aquele tal Park Jimin me deixava assim?, Eu não queria mas, o jeito que me olhava, o jeito que me tocava, eu não sabia lidar com aquilo, esses tipos de pensamentos giravam por minha cabeça enquanto tomava banho, saio do banheiro coloco uma roupa confortável e me jogo na cama, os mesmos pensamentos vinham por minha cabeça e como eles uma dor enorme, só o que me faltava, acabo adormecendo, acordo com a cabeça latejando, a dor não parava, eram dores insuportáveis, pego um remédio no criado mudo e meu copo de água que se encontra sobre o mesmo, tomo o remédio, sentindo um pequeno alívio, me levanto e desço para a sala, o dia não podia começar pior, quem estava lá, ele mesmo, o que ele estava fazendo lá?, Por que ele estava lá, minha cabeça começa a doer, e corro para a cozinha, meus pais não viram mas ele viu, ouvir ele pedir licença e veio para a cozinha, ouço os passos dele mais perto, sinto uma mão por volta de minha de minha cintura, sua respiração estava próximo do meu pescoço, eu estava gostando e odiando aquilo até que escuto uma voz doce falando:

–Senti saudades – ele sussurra e me arrepio

–O que você e-está fazendo

–Vou te punir por ter me respondido ontem

•Ao ouvir aquilo afasto

–Não posso fazer isso, e também não vou fazer

–Eu não entendo, você não quer?

–Não, o que te faz pensar que eu quero?

–O jeito que me olha, e quando eu fiquei tão perto, você não rejeito

–Foi na pressão do momento, não quer dizer que eu queria

–Ah tá – ele sorri de lado malicoso, como ele tem a audácia de me olhar assim – então eu já vou, seus pais não podem desconfiar – ele sai da cozinha e vai pra sala

•Como ele tinha tanto poder sobre mim, sério, Park Jimin só faltava me matar, o que havia acabado de acontecer ficam fixado em meus pensamentos, um tempo depois saio da cozinha com uma café e uns pães, ao passar pela sala olho pela porta e meu olhar de encontra no de Park, acelero meus passos e vou para meu quarto, o que ele estava fazendo aqui, por que ele me fazia ficar assim, ele mas fazia mal e bem ao mesmo tempo, por que Park Jimin?...


Notas Finais


Desculpem qualquer erro ortográfico 💗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...