História Você me notará? - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Iida Tenya, Katsuki Bakugou, Midoriya Izuku (Deku), Momo Yaoyorozu, Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Tsuyu Asui, Uraraka Ochako (Uravity)
Tags Todoroki Tsuyu Asui
Visualizações 44
Palavras 754
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey hey

Capítulo 17 - Consequências


Fanfic / Fanfiction Você me notará? - Capítulo 17 - Consequências

Abri meus olhos devagar, ouvi murmúrios ao meu redor mas tudo estava confuso demais.

— Eu vou matar aquele filha da puta...— Pude ouvir a voz Shouto longe que falava em tom alterado com alguém.

Sinto meu coração apertar e alguns flashs de memórias voltarem a minha mente me fazendo apertar meus braços ao redor do meu corpo, olhei para iluminação branca e notei que eu estava em uma cama de hospital, havia um curativo em meu braço esquerdo mas nada disso importava agora, algo dentro de mim me fazia sentir suja e esta maldita sensação é horrível, encolho meu corpo na esperança de poder desaparecer mesmo que seja por alguns instantes.

A porta do quarto que eu me encontrava se abre e vejo a pessoa que eu mais queria encontrar para poder me sentir segura novamente.

— Me leve pra casa por favor Shouto.— Minha voz saiu chorosa e ele apenas assentiu.

Ele saiu por alguns instantes e voltou com uma enfermeira.

— Você quer realmente ir para casa?...— A moça que trajava um vestido branco me olhava preocupada.

— Sim.

— Tudo bem, seu ferimento foi leve mas eu preciso que volte aqui amanhã— Eu apenas concordo para que eu pudesse sair daquele lugar.

Levanto com dificuldade da cama e Shouto me segura antes que eu caia, seu toque quase faz chorar, eu estou me sentindo tão fraca.

[...]

A volta para casa foi silenciosa, eu ainda estou usando o casaco que Midoriya havia me entregado, Shouto estaciona o carro que parecia ser o de Lida-kun, saio e vou a passos leves em direção ao apartamento.

— Eu preciso de um banho...— Murmuro subindo as escadas.

Entro em meu quarto e acendo a luz e logo retiro o casaco que me cobria, estendo a mão para pegar minha toalha e passo na frente do espelho e meu olhar congela ao ver várias marcas roxas e vermelhas espalhadas por meu corpo, sinto lágrimas quentes escorrendo pelo rosto e ando em direção ao banheiro para tentar tirar toda aquela sujeira que tanto esta me incomodando. Já se passava dos 20 minutos que eu me encontrava debaixo do chuveiro, eu só queria que tudo isso fosse um pesadelo por que no momento eu sentia nojo de mim mesma, desligo o chuveiro e saio devagar do banheiro indo em direção ao meu guarda, pego uma camisa aleatória e um short preto vestindo em seguida, ouço batidas leves em minha porta

— Asui, eu posso entrar?— Sua voz estava baixa, algo dentro de mim não queria que ele me visse, me sinto envergonhada e humilhada mas eu precisava vê-lo.

— Sim. Ele abre a porta de forma silenciosa e posso ver seu rosto com expressão indescritível vindo em direção a mim e sentando ao meu lado na cama.

[...]


Ele está em silêncio há dois minutos, acho que nenhum de nós dois sabe o que dizer.

— E-eu não pude fazer nada.— Ele finalmente fala e eu me assusto vendo ele cerrar os punhos com força.

— Não teria como você saber Shouto.

— Isso é culpa minha, eu não devia ter te deixado sozinha.— Ele continua com rosto virado para o chão e vejo uma filetes de lágrimas em sua bochecha, meu coração aperta e sinto vontade de chorar novamente.

Pego uma de suas mãos e aperto levemente e ele me olha rápido, seus olhos estão vermelhos e seus rosto está com aspecto cansado, ele me abraça em um impulso e meu coração se inunda.

— Me desculpa, eu deveria ter te protegido.— Sua voz sai abafada pelos meus cabelos e ele me aperta ainda mais.

— Tudo bem. Eu sussurro.

Suas mãos deslizam carinhosamente pelos meus fios verdes longos, ele tem a respiração calma no momento me fazendo relaxar e as lágrimas cessarem, ele me deita devagar e me envolve em abraço aconchegante me fazendo sentir segura e por fim eu adormeço.


[...]

" Havia luzes vermelhas e roxas em um quarto pequeno, olho para minhas mãos e elas estão amarradas, vejo uma figura alta vindo em minha direção com roupas escuras e com passos pesados, sinto um desespero eminente."

—" ME DEIXA EM PAZ, ME DEIXA EM PAZ.— Grito com todas as forças enquanto tento mexer meu corpo mas sem sucesso, a silhueta se aproxima e algo dentro de mim grita por socorro"

— Asui, acorde é só um pesadelo.— Shouto aperta meu braço me fazendo abrir os olhos, eu o abraço forte.

— E-eu estava tão assustada, achei que ele iria me machucar. Começo chorar e soluçar baixinho.

— Eu não ia deixar isso acontecer NUNCA.— Ele levanta meu rosto para que eu pudesse encara-lo.

— Eu nunca vou deixar ninguém machucar você Asui.






Notas Finais


Perdoem qualquer erro porque eu estou com muuuuuito sono
Até a próxima amores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...