1. Spirit Fanfics >
  2. Você não está sozinha, Riza >
  3. Capítulo 02: entre muros e esperanças

História Você não está sozinha, Riza - Capítulo 2


Escrita por: Yelenna

Capítulo 2 - Capítulo 02: entre muros e esperanças



Sexta-feira, 16 de Julho. 


No carro de Mustang


- Sinto muito por sua licença não ter sido aprovada, Tenente. Sei como ela é importante para você...
- Não se preocupe, Coronel. Isso não afetará meu desempenho nas duas próximas semanas - disse enquanto fitava a janela.
- Não estou preocupado com os malditos relatórios... - respondeu em um tom áspero.


Riza respirou fundo. 


- Não quis ser rude... me desculpe - disse olhando momentaneamente para ela.
- Olhos na estrada, Coronel. O senhor vai errar a próxima entrada.


Depois de tantos anos juntos, Mustang sabia que a distância e frieza eram apenas formas de proteção. Riza era uma mulher extraordinária, gentil e muito carinhosa... Mas, embora acolhesse as fraquezas dos demais, nunca aceitou ser vulnerável na frente de outra pessoa. Nem mesmo quando o segredo da Alquimia das Chamas fora destruído, ela se permitiu aceitar qualquer ajuda: resistiu até o último momento, pedindo para ficar sozinha durante toda a sua recuperação. Isso apertava seu peito mais do que gostaria de admitir, mas os anos o ensinaram a respeitar os muros por ela construídos e apenas se colocar a disposição para derrubá-los - assim que ela estivesse pronta.


Aproximando-se do apartamento de Hawkeye, Roy parou o carro e virou-se completamente para ela:


- Você tem certeza que vai ficar bem?
- Sim, senhor.
- Não prefere ficar em minha casa? Podemos ficar em silêncio o fim de semana inteiro.
- Isso seria altamente inapropriado - disse sem tirar os olhos da janela.
- Riza, eu... - Roy ergueu a mão em direção aos seus cabelos, mas hesitou.
- Coronel, por favor. Eu estou bem e não preciso de atenção especial.


Roy suspirou e, com a voz trêmula, tentou expressar sua preocupação:


- Eu sei que você acreditar estar bem; mas, eu sei como isso é difícil... Riza, por favor, não tente ser mais forte do que você é. Você também é humana...
- Eu sou uma assassina treinada. Não acho que tenho o direito de me considerar uma humana qualquer - disse rispidamente.


Roy sentiu um nó em sua garganta. Assim como ela, ele também poderia ser caracterizado como um assassino treinado... Treinado pelo pai dela, pelos segredos em suas costas.


Eles ficaram em silêncio por alguns minutos. Roy ainda a fitava quando Riza se virou para olhar em seus olhos.


- Coronel, eu entendo sua preocupação. Ela é desnecessária... Com ou sem licença, estarei sempre ao seu lado. Não vou permitir que um pequeno contratempo comprometa minha missão.
- Você é muito mais do que a missão que se impôs, Tenente - respondeu com os lábios trêmulos.
- Essa missão é tudo que me restou, senhor. Não há mais nada para mim.


Antes que ele pudesse responder alguma coisa, Riza abriu a porta do carro e saiu. Ele a observou enquanto entrava em seu prédio, torcendo para que ela olhasse para trás e visse em seus olhos toda a preocupação e carinho que não conseguiu expressar em palavras.


- Maldita legislação militar - disse para si mesmo enquanto socava o volante



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...