História Você ( One-Shot Kyungsoo) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens D.O, Personagens Originais
Tags Amor, Dor, Exo, Kyungsoo, Você
Visualizações 225
Palavras 826
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola pessoinhas

Bom, eu ultimamente tenho estado louca pelo senhor Kyungsoo, então me vi obrigada em escrever um one-shot com esse homem maravilhoso. Eu espero que vocês gostem de verdade.

Bejinhos e boa leitura.

Capítulo 1 - Você


As coisas aconteceram sem que eu percebesse. Num dia, eu era o cara que te via de longe. Que reparava em como seu cabelo se movia no vento e em como seu sorriso aparecia com facilidade. Você sorria para todos.. mas não para mim.

 

Mas tudo mudou. Você mudou. Hoje eu não preciso mais me esforçar para lhe alcançar na saída ou forçar a visão para lhe enxergar melhor. Hoje eu sou o homem que está ao seu lado.

 

Hoje você sorri para mim, apenas para mim. Eu não preciso mais lhe procurar pois você está sempre aqui. Os toques, as risadas e as caricias são todas minhas.

 

Eu amo quando você me abraça por trás. Eu amo quando você me beija de repente. Amo quando morde a ponta da caneta enquanto pensa. Por Deus, eu te amo DEMAIS.

 

Você diz que me ama também. Está sempre reparando em mim enquanto estudo e mexe no meu cabelo com frequência. Você diz “Seus cabelos são mais macios que os meus”. Continuarei a negar isso até o dia da minha morte. Você é tudo de melhor. Você perfeita.

 

Mas reparei que você não brilha como antes. Seus sorrisos já não são voluntários e algumas linhas surgiram em sua testa. O que lhe preocupa?

 

Hoje brigamos. Eu não entendi o que aconteceu. Lhe dei flores, te beijei e te abracei. Você me empurrou com força e não me deixou encarar seus olhos tristes. Sim, eles estão tristes.

 

Você parece estar desmoronando.

 

Não estou entendendo.

 

Te procurei pelos corredores nessa semana. Eu sinto tanta sua falta que meus ossos parecem estar ficando mais fracos. Você é o que me mantem. Você é minha força.

 

Te encontrei chorando no escuro. Por que se esconde? Você é o que brilha e está se deixando apagar. Tentei lhe tocar mas não deixou. Você correu e eu fui atrás.

 

Segurei seu braço e tentei ouvir sua voz. Será que você não entende que qualquer coisa que sair da sua boca é melodia para mim?

 

Seus braços me rodearam e você desmoronou em mim. Ouvir seu choro me faz querer chorar também. Eu queria recolher cada lágrima que cai sobre seu rosto.

 

Não consigo esquecer até hoje suas palavras. Minha mente esvaziou-se e todo o medo me dominou. Mas eu tentei parecer forte. Eu devia isso a você.

 

Você estava em negação. Eu te disse que as coisas melhorariam. Você não acreditou em mim. Gritou para que eu saísse do quarto e não aparecesse mais. Você estava com vergonha. Mas eu não sei do que. Você está sempre linda.

 

Não consegui mais me concentrar em qualquer coisa que não fosse você. Manhã, tarde e noite. Tudo se resumia em você.

 

Apareci em seu quarto no dia seguinte. Suas mãos tampavam a face e você soluçava. A cada passo que eu dava para mais perto eu me senti quebrar. Tentei ignorar cada pedaço meu sobre o chão e deixei que seu corpo se juntasse ao meu.

 

Você me pediu perdão e me beijou. Deslizou suas mãos trêmulas sobre meu braço e sorriu. Ou melhor, tentou. Eu sabia que você estava escondendo algo a mais. Eu sabia. Sempre admirei seus olhos e naquele momento eles me diziam tudo.

 

No dia seguinte eu não consegui me mover. Meus pedaços estavam caídos sobre o chão e desta vez eu não conseguia pegá-los. Doía. Doe demais até hoje.

 

Você pediu que eu usasse azul. Sua cor favorita.

 

Tentei alcançar o guarda-roupa mas desmoronei. Minhas lágrimas desciam com raiva e desespero. Era como se meu rosto cortasse a cada toque d´água.

 

Juntei o pouco de mim que restava e fui até você.

 

O que sobrou de você.

 

Eu não enxergava mais o mundo.

 

As flores caíram de minhas mãos e pousaram sobre sua nova casa. Eu queria dividi-la com você. Mas você foi egoísta e foi sozinha. Como pode ir sem mim? Eu não existo sem você. Todo o planeta terra não é o mesmo sem você.

 

Meus joelhos doeram quando bati no chão. Me perdoe. Lhe prometi que sempre estaria ao seu lado mas fui fraco. Não estou conseguindo reconstruir meus pedaços.

 

Eu me deitei sobre eles e olhei para o céu nublado. Você gostava de dias como esse não é?

 

Eu poderia morrer para que as coisas ficassem mais fáceis. TE encontrar seria mais fácil. TE abraçar seria mais fácil. TE amar seria mais fácil.

 

A lembrança do seu último sorriso me veio a mente. Sua pele pálida e seus olhos tristes. Mas ainda sim, um sorriso. Você se esforçou tanto por mim. Eu não merecia.

 

O céu limpou um pouco. Perto da lua tinha uma estrela.

 

Involuntariamente eu sorri por pensar que você fosse ela. Estrela é uma boa definição para você.

 

Talvez, apenas talvez, eu devesse tentar fazer como você.

 

Mesmo com dor e olhos tristes você sorria.

 

Eu posso sorrir também. Ou pela menos tentar.

 

Ao menos saberei que a estrela estará ali para me olhar.

 


Notas Finais


Kyungsoo era louco por ela, mas o destino a levou antes de tudo :(

Quando comecei a escrever, não pensei que fosse terminar desse jeito, mas, bom, as coisas fluíram desse jeito. Espero que tenham gostado :3

Love u Mo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...