História Você Sempre Foi Tudo Para Mim - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Arya Stark, Brandon "Bran" Stark, Catelyn Stark, Cersei Lannister, Daenerys Targaryen, Davos Seaworth, Eddard Stark, Gendry, Jaime Lannister, Joffrey Baratheon, Jon Snow, Jorah Mormont, Margaery Tyrell, Sansa Stark, Tyrion Lannister
Tags Daenerys Targaryen, Drama, Game Of Thrones, Jon Snow, Romance
Visualizações 132
Palavras 1.563
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Prevejo tretas

Capítulo 8 - Ele é todo seu


Atualmente 

Povs Daenerys 

 

Estava na porta da casa de Robb, devia ser umas 15h entào tenho quase certeza de que não vou atrapalhar nada.

Verme Cinzento estava comigo. O bom dele estar aqui comigo é que eu não tenho que dirigir, eu sei e dirijo muito bem, mas é um saco dirigir.

Toquei a campainha e esperei. Quem abriu a porta foi Talisa a noiva de Robb, elea moravam juntos a algum tempo.

"Daenerys que surpresa"

"Espero não estar atrapalhando", a abracei.

"Claro que não, entra", entrei e Verme Cinzento veio atrás de mim.

"Querem alguma coisa?"

"Não obrigada", Robb apareceu.

"Oi linda", e deu um sorriso cafageste para mim e Talisa deu um soco no braço esquerdo dele"Calma amor, eu só estou brincando", ele a abraçou.

"Mas o que traz vocês aqui nessa linda tarde"

"Eu vim ver o Jon"

"Claro que veio", Talisa disse.

"Preciso que ele assine uns papéis, vai ser rápido"

"Tudo bem eu te levo ao quarto dele. Aproveite que a Ygritte está tomando banho, ela tá muito puta", e assim ele levou outro tapa da noiva.

"Olhe o palavriado na frente das visitas"

"Desculpa amor"

"Vamos Daenerys", me virei para Verme Cinzento e disse:" Ajude Talisa com os preparativos para o casamento", ele balançou a cabeça.

"Vem Verme eu preciso de alguém que faça a destribuição das mesas para as famílias convidadas." 

Segui Robb pelos corredores. A casa era grande e moderna, não tão grande quanto a minha mas era bonita.

"Ele está aqui, está preparada?"

"Não podia estar mais.", ele abriu a porta.

"Jon olha só quem veio te ver" quando entrei pude ver a enorme cama de frente para televisão. Jon estava com o cabelo solto e pijamas e pude ver a enorme interrogação em seu rosto.

"O que está fazendo aqui?"

Andei em direção a ele"

"Não se preoculpe, não vou demorar. Só quero que acine estes papéis para a anulação do nosso casamento."

"Anulação?", ele ainda estava confuso

"Sim, tecnicamente o nosso casamento não é valido já que eu meu verdadeiro nome é Daenerys Targaryen"

"Verdade por um momento esqueci que você também é mentirosa", a raiva começou a aparecer." Me traiu e mentiu para mim sobre quem realmente era"

 

1/ 05/ 2011

Povs Daenerys

19:07 

Mandei que construissem uma academia no porão da minha casa e ali estava.

Corria na esteira prestando bastante atenção na entrevista que passava na Tv.

"Você tem que parar de secar seu ex-marido Daenrys", mudei de canal.

"Só estava mudando de canal Tyrion"

"Sei"

"E acho que tenho que mudar os meus seguranças já que você entrou aqui e eu não fui avisada de sua chegada"

"Deixa de ser chata, agora temos que conversar sobre essa sua obseção por Jon Snow"

 Ele com dificuldade se sentou na bicicleta ao meu lado.

"Não sei do que está falando"

"Não precisa mentir para mim, sou seu amigo"

"Então me deixa em paz amigo"

"Por que se separaram?", desliguei a esteira.

"Sério isso? Virou psicólogo? Se quizesse um teria pedido", peguei a garra de água e me sentei na esteira.

"É uma das minhas formacões"

"Mentira"

"Só me conta o que você quer tanto falar pra ele"

"Não falar nada pra ele"

"Claro que quer. Você ver as entrevistas dele e os filme dele como se quizesse colocar alguma coisa para fora, sua cara fica vermelha e você morde o lábio inferior"

"Não sabia que reparava tanto assim em minha pessoa"

"Mas reparo agora fala logo, bota pra fora antes que isso te consuma pro dentro e tire o seu fóco da empresa"

"Nossa por um instante pensei que estava mesmo preocupado comigo"

"E estou"

"Quer saber de verdade?"

"Sim, eu quero"

"Nada, eu não quero dizer nada"

"Mentira, eu sei quando está mentindo", bati as mãos contra a minha coxa.

"Então pronto"

"Ele te traiu foi?"

"Não é da sua conta", me levantei e voltei a correr.

"Ele te afeta mais do que imagina"

"Cala a boca", gritei. 

"Viu te disse", desliguei o aparelho.

"Saia daqui, saia da minha casa"

"Não vou a lugar nenhum até me dizer qual é o seu problema com o seu ex, pelos deuses Daenerys deixa esse homem em páz. Mas eu não entendo por que você não deixa ele ir", respirei fundo

"Ele me acusou de traição, foi isso. Feliz?"

"Você traiu?"

"Claro que não, eu amava ele"

"Então por que ele te acusou?"

"Não tenho idéia, ele me disse coisas horríveis, me acusou de algo que não fiz. Eu só não entendo porquê ele fez isso, eu olho para ele nesses filmes idiotas, nas intrevistas e busco o homem por quem me apaixonei", não consegui impedir o choro. Me sentei novamante na esteira.

"Ele te machucou muito"

"Sim, ele machucou e que dói mais" apontei pro meu coração" é que eu não disse nada, eu não disse nada. Eu deixei que ele me humilhasse daquele jeito, eu devia ter dito alguma coisa. Eu disse que não traí ele apenas uma vez, ele não acreditou em mim e me atacou de forma desumana e eu amava muito ele. Talvez por isso eu tenha me acovardado, mas eu devia ter dito alguma coisa, não devia ter deixado que ele pisasse em cima de mim como se eu fosse um verme", Enchuguei as minhas lágrimas, mas novas continuavam a cair.

Tyrion sentou do meu lado e me abraçou.

"As vezes acho que isso não é real, que é apenas um sonho e que logo vou acordar de volta em casa com ele ao meu lado. Eu espero, espero mas nunca acordo"

"Olha para mim", fiz o que ordenou."Isto é real, isto é quem você é de verdade. Seu nome é Daenerys Targaryen, você é alguém importante e mais você está exatamente onde deveria estar, ocupando o seu lugar de direito nesse mundo, seu lugar é aqui e não em um conto de fadas que você achava que vivia. Agora deixe esse seu passado negro com Jon para trás e deixe a luz desse lugar brilhar mim e ninguém nunca mais vai poder te machucar novamente"

 

Atualmente

 

Povs Jon

"Não fale assim comigo. Quem você pensa que é para se dirigir a mim dessa maneira?", seu rosto estava vermelho de raiva.

"Não gosta de escutar verdades Dany Storm. Ops desculpa, eu quis dizer Daenerys Targaryen", Dany avançou sobre mim mas Robb a segurou.

"Já chega os dois, pelos Deuses, vocês dois parecem crianças"

"Tem razão Robb, ele não merece que eu me rebaixe", essa mulher é muito sínica." Assine logo esses papéis."

Com minha mão boa peguei os papeis.

"O que é isso?"

"É a anulação do nosso casamento. Como você fez questão de lembrar eu não sou Dany Storm, então tecnicamente nós não fomos casados de verdade. Mas de qualquer forma preciso da sua assinatura", meu coração gelou. Eu devia estar feliz por estar me livrando dela, mas extramente me senti trite.

Olhei os papéis e vi que ela já havia assinado

"Como assim um milhão de Dracarys?"

"É o valor que eu vou ter indenizar por mês."

"Vai ter que pagar pra ele tudo isso? Mas por quê?"

"Pelo o quê supostamente causei ao seu irmão, ao revelar o meu verdadeiro nome. E como a minha empresa lucra muito, eu sou juridicamente obrigada a pagar ao seu irmão essa quantia"

"Não quero o seu dinheiro"

"E você acha que eu gosto de ter que te pagar essa quantia para alguém como você", respirei fundo.

"Já se olhou no espelho? Você que é ridícula"

"Não permitirei que fale assim comigo, me insulte só mais uma vez e eu te quebro Jon Snow. Eu muito mais que você e não me teste ou logo, logo ninguém vai se lembrar que um dia você existiu", filha da puta, maldita.

"Parem com isso mais que merda"

Peguei a caneta das mãos dela e Robb me deu um livro para apoiar os papéis. Assinei e entreguei para ela.

"Vou doar o seu dinheiro"

"Faça o que quizer com ele, não é problema meu.", Ela se aproximou de mim. Seu rosto ficou a centímetros do meu, meu coração acelerou e eu pude sentie o alito dela. Olhei no fundo daqueles olhos extranhamente belos e nesse instante eu notei que os olhos dela estavavan de cores diferentes, o direito estava azul e o esquerdo estava roxo.

Ela precionou os lábios carnudos contra o meu ouvido e disse: " Eu nunca traí você. Te amava muito para fazer isso", ela beijou a minha bochecha e se levantou. Fiquei sem reação.

Quando ela estava passando por Robb eu disse" Mentira, você me traiu sim. Val me mostrou as fotos de você com o Caio e com o Daario."

"Sério e cadê essas fotos?", ela perguntou com calma.

"Eu as queimei"

"Muito conviniênte não é mesmo?", a vóz dela almentou.

Robb a segueou pelo braço e a puxou para fora.

Mas antes de sair eles deram de encontro com Ygritte.

"Mais que porra você está fazendo aqui?"

"Não se preoculpe comigo", ela olhou para mim com despreso e isso partiu o meu coração. Catlyn olhava sempre pra mim daquele jeito e eu passei a não ligar mais, mas esse olhar que ela me deu, foi pior do que qualquer outra humilhação que eu já passei." A partir de hoje ele é todo seu.",  ela se soltou do aperto de Robb e saiu do quarto.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Algo errado não está certo.
E essa Val?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...