História Você só me iludi Hyung! ( Vmin ) - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Boyxboy, Fofo, Gay, Vmim, Yoonmin
Visualizações 53
Palavras 1.462
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


🌕Dica- coloque a música Butterfly ou house Of Cards do BTS para ler esse capítulo!

Boa leitura!💞

Capítulo 12 - A carta.


Fanfic / Fanfiction Você só me iludi Hyung! ( Vmin ) - Capítulo 12 - A carta.

(Duas semanas depois)

<Park Jimin>

Estou chegando da faculdade agora, basicamente no caminho para casa.

Estou brigado com Kim Taehyung como sempre, desde aquele almoço idiota com os meus pais, Yoongi já me falou várias vezes que já que não estou satisfeito com Taehyung, deveria ir morar em outro lugar, mas eu não tenho coragem...

Com o tempo as coisas se arrumam entre nós.

Procuro a chave para abrir a porta de casa, enquanto estou procurando a mesma, uma angustiada me envade, credo, que sensação estranha!

Tento ignorar total sentimento e entro logo.

- Cheguei Taehyung!- grito, todos que chegam aqui em casa devem avisar que eu chegaram.

Ninguém me respondeu.

Não estranho muito, ele deve ter ir na batcaverna dele, daqui a pouco ele deve estar em casa.

Largo minha mochila em algum lugar, e vou para o meu quarto, mereço tomar um banho...

Entro no mesmo, começando a tirar minha blusa e quando ela já está fora do meu corpo noto que tem...uma carta na minha cama.

"De: Kim Taehyung, para: Jimin Hyung"

- Não...- digo pegando a carta em minhas mãos.- Taehyung irá pedir desculpas por uma carta, como as crianças pequenas fazem?- Sorrio com a minha pergunta, se for isso mesmo vou acha a coisa mais fofa meu Deus!

Abro logo a carta e começo a ler me sentando na cama, prestando bastante atenção em cada letrinha no papel, escrito a mão.

"você lembra Jiminie, como tudo começou?

Lembra, naquele momento eu só queria minha Omma, como uma criança fraca.

Hyung, lembra também da ideia que você deu. Ainda tenho raiva de mim mesmo por ter concordado.

Foi nossa primeira noite morando juntos, ficando em uma casa juntos...Sem minha omma.

Uma coisa marcante foi a nossa primeira briga, que veio com nosso primeiro beijo...Jiminie, aquele beijo significou alguma coisa pra você ou foi só um selinho que você perdeu o controle?

eu me lembro quando você descobriu que eu me cortava, ficou perguntando desde quando eu fazia isso...Eu lembro perfeitamente, quando foi o meu primeiro corte.

Desculpe Hyung, mas aquela era a única saída.

Agora que eu lembrei, quando você me usou...pelo menos eu fui útil para alguma coisa!

Eu deveria ter me controlado... Eu já sabia que estava ferrado,mas não esperava essa surpresa.

Aquele sim, foi um dos piores dias da minha vida!

você encontra o Yoongi no cinema, sendo que ele tinha falado que estaria ocupado por isso não iria com você, mas no final ele tava com outra, e pra completar, eu não iria passar naquela faculdade de merda. Otimos motivos para eu me cortar, não?

Mesmo assim jimin-ssi, sabia que cada lembrança nossa, eu vou levar com muito carinho, das mais fofas até às mais quentes.

só de lembrar da nossa transa, eu fico excitado Hyung, a primeira e última transa...

Hyung, tudo em você é inesquecível!

Jimin, me desculpa, eu não queria te fazer sofrer, na minha vida eu não fiz nada para te deixar triste ou chateado, mas você me fez ficar assim diversas vezes...

Eu sei que você só tem a mim, mesmo ainda tendo seus pais, se é que eu posso chama-los assim, mas as vezes a vida resolve pegar devolta as pedras preciosas que ela nos dá, e eu acho que a vida precisou me tirar de você...

Espero que você tenha o apoio do yoongi e do jungkook, ninguém merece passar por isso sozinho.

está chegando no final, onde eu vou me despedir, mas é provável que você iria ler isso inúmeras vezes sempre que sentir minha falta, então...

Eu Kim Taehyung, tive o melhor Hyung do mundo. Jiminie, vou dar um fim nisso, lembra que você disse que eu tinha que parar de agir como um fraco?

É por que eu realmente sou fraco, e não consigo vir nesse mundo.

Ele funciona assim, as pessoas que não aguentao a pressão ou morrem de doenças ou se matam, e quem aguenta consegue viver ou melhor sobreviver...

Obrigada por tudo Jimin, agora eu vou embora, eu te amo!

Continue bem, fight!

Ass: Kim Taehyung"

- M-mais o que...- digo soltando a carta.- O que é isso, uma carta de suicídio?!- me pergunto nervoso.

Eu estou ficando desesperado, ele não teria se matado teria, não ele não teria coragem de me deixar dessa forma teria?!

Meu choro começar aumentar, eu nunca tinha chorado dessa forma, ele teria se matado, Kim Taehyung está morto?!

- não, não pode ser...- digo pegando meu telefone e ligando para Taehyung.

<Kim Taehyung>

Eu estou em cima da minha batcaverna, sentado, pronto pra dar um fim nisso, eu só estou esperando o Jimin me ligar, a última coisa que eu quero ouvir é a voz dele.

Como se eu pedisse para ele me ligar, assim acontece.

"Jiminie Hyung"

Sorrio vendo o o nome do contato e deslizo meu dedo sobre a tela atendendo a ligação e fico de pé.

- alô?

Tae?-

Oh Meu Deus, ainda bem que você atendeu!-

Que porra de carta é essa Taehyung?!-

- Hyung, que bom que me ligou!

- Eu estava querendo ouvir sua voz...

Não me ignore!-

Eu fiz uma pergunta!-

Ah, onde você está, venha pra casa por favor...-

- bem, eu estou no outro lado da cidade, perto da rua Samil daero, estou em cima de um cas...ou uma estrutura alta.

T-taehyung, eu mandei você volta...-

- Hyung hoje não vai dar.

- Mais um dia a gente se fala!

T-taehyung, para, você ta me assustando.-

- Desculpa...

- te amo!

Taehyung Esper...-

<ligação encerrada>

Desligo o telefone e o jogo longe.

- Meu jovem desça daí!- grita um policial, e agora vejo que tem duas viaturas lá em baixo, olho para cima e tem um eliocptero, com a marca de uma emissora, deve está me gravando.

Suspiro colocando o capus do meu casaco sobre minha cabeça, cobrindo meu rosto e coloco minhas mãos no bolso do casaco.

Calma Taehyung e só pular.

Dou alguns passos para trás, sentindo o vento frio contra meu rosto.

- Jovem se afaste da beirada, já vamos te buscar!- grita.

Fecho meus olhos e corro em direção a ao mar, dando o maior salto possível, e sentindo me corpo cair com a falta de uma estrutura que me deixa-se firme.

Meu corpo caiu na água e como flash back's, toda minha história passou diante dos meus olhos, sentindo por fim minha cabeça bater fortemente em alguma coisa e a escuridão tomar a minha mente.

<Park Jimin>

*Brimm brimm*

Me telefone toca e eu corro para atender.

Jimin?!-

-jungkook?

- por que está me ligando?

Liga sua televisão no canal dez!- diz e eu faço.- Veja, um garoto acabou de se suicidar, eu estava vendo desde de que eles chegaram ao local, ele acabou de pular Jimin!-

- Não, Por favor não...

Parecia muito com o Taehyung!-

Afinal onde ele está?-

- T-tae não está aqui jungkook.

- E-ele saiu é deixo uma carta de despedida!

O telefone de casa começa a tocar.

-J-jungkook tem alguém ligado para cá, eu vou atender.

Desligo meu celular, solto o mesmo e corro para atender ao número que ligava para minha casa.

- alô?

Alô, eu falo com o senhor Park Jimin?-

- Sim é ele.

Por um acaso o senhor conhece Kim Taehyung?-

- C-conheco ele mora comigo.

Senhor eu lamento te dizer mais, o senhor Kim se matou, ele pulou de uma estrutura na água e acabou batendo a cabeça na algum o deixando inconsciente e deve ter se afagado logo em seguida... achamos seu número e nome nos documentos dele.-

- N-não por favor não!

- m-me diga onde ele está eu quero vê-lo.

Entraremos em contato com o senhor em alguns momentos, enquanto isso tente se acalma.

{Ligação encerrada}

Solto meu telefone, olhando para a televisão.

- Me desculpe...- digo abraçando minha pernas.- D-desculpe por eu não ter te ajudado, i-ignorado totalmente o seu pedido de ajuda, Taehyung-ssi.- digo chorando, apertando ainda mais meu próprio corpo contra mim mesmo.- d-desculpa pelas coisas que eu disse, eu estava nervoso!- grito.- P-por favor, p-perdoe o Hyung onde quer que você esteja- digo olhando para o teto.

Me levantei e corri em direção a janela, eu precisava gritar.

- AHHH!!!

Solto o grito tão alto que sinto minhas cordas vocais falharem.

- Por favor, me dê mais uma chance...E-eu só preciso de uma chance!- gritei entre os soluços.- Volta, eu não posso viver com esse peso, Taehyung-ssi volta pro seu Hyung. Eu, eu te amo tanto...

''Eu gosto da sua comida Hyung."

"jimin Hyung me desculpa..."

"Hyung posso dormir com você?"

"Você fica fofo quando tá com sono."

"Eu vou tentar por você!"

"Bom dia Hyung!"

"Desculpa Jiminie."

- E-eu gostaria de ouvir sua voz uma última vez, eu daria tudo para ouvir sua voz pela última vez...- digo abaixando minha cabeça ainda chorando e sinto um vento bater em meu rosto, agora aceitando a situação.

"Eu te amo"

°•The end•°


Notas Finais


Acabou meus amores...
Mas se vocês quiserem eu faço uma continuação desse capítulo, tipo, o enterro do Taehyung e tals.
Desculpe pela fanfic depressão...
A baby ama todos vocês, se cuidem!🌻💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...