1. Spirit Fanfics >
  2. Você tem Medo do quê?--Fanfic Changlix >
  3. It's time to save Duvessa!

História Você tem Medo do quê?--Fanfic Changlix - Capítulo 27


Escrita por:


Notas do Autor


Oie amadxs
Faz mais de 1 mês né kk
Espero que estejam bem em relação ao Corona virus. Por favor, fiquem em casa e se cuidem.
Não prometo nada, mas gostaria de postar a continuação ainda enquanto estou sem aulas. Vou ver se consigo.

🚨 avisos:
-O Felix tá chateado com o Changbin por causa do que aconteceu entre ele e o Hyunjin (no cap passado)
-Eu estou retratando o inferno como EU imagino, baseado em Percy Jackson, Lúcifer e (nesse cap em específico) Inferno.
-Tenho uma surpresinha pra vcs hj hehe, espero q gostem🚨

Perdoem os erros rs

Acho que é isso...
Boa Leitura~~

Capítulo 27 - It's time to save Duvessa!


Fanfic / Fanfiction Você tem Medo do quê?--Fanfic Changlix - Capítulo 27 - It's time to save Duvessa!


-Todos entenderam o plano??-Changbin perguntou.

-Sim.-respondemos em uníssono.

-Olha, Chan... Se quiser não precisa ir, lá embaixo é bem perigoso.-Woojin falou, segurando em suas mãos.

-Não se preocupe, Hyung. Você sabe que isso é importante pra mim por causa da Noona. Vou tomar cuidado, ok??-Chan respondeu, recebendo um sorriso do mais velho.

-E quanto à você Lix??-o Seo falou para mim.

-Claro que eu vou. Não é nem por causa da luta com a Noona, a Duvessa pode salvar o Hyunjin.

-Mas Lix...

-Nem adianta insistir, Changbin. Eu vou e pronto.-ouvi um suspiro vindo de sua parte.

-Bem, já que todos nós vamos, preciso que cuidem uns dos outros. Como estava nos planos meu e da Noona salvar a Duvessa, pode ser que chegando lá, encontremos a Noona. Caso isso aconteça, Felix e Chan apenas tomem cuidado para não se machucarem. Eu e Changbin vamos tomar medidas para que nada de mal aconteça com vocês.-o mais velho de todos comentou, respirando fundo para se acalmar. -Alguma dúvida??

-Não.

-Então, vamos salvar a Duvessa!

Fomos para uma sala próxima ao lugar em que estávamos, para pegar o que seria necessário nessa nossa jornada. Assim que separamos tudo, saímos de lá, rumo à passagem que nos levaria onde a mulher estava.



[...]




Foram longos minutos de caminhada (arrisco até a dizer que foram horas), parecia que estávamos em um labirinto: os corredores eram intermináveis e praticamente idênticos. Até que finalmente chegamos em um corredor diferente, inacabado. Seu fim levava até um penhasco, e do outro lado, a espécie de "cidade" que eu sempre via das janelas do "castelo" onde nós ficávamos.

-Antes de irmos... Quero contar uma coisa.-O Seo chamou nossa atenção.- O que vocês, Lix e Chan, estão prestes a ver pode deixá-los traumatizados. Parece que não, mas esta "cidade" é um dos lugares onde as pessoas sofr-

-Como as pessoas sofrem tendo uma vida "normal"??-Chan perguntou.

-A questão é: elas não estão tendo uma vida normal, elas são punidas ali, com o cenário da cidade.-o moreno sorriu maléfico, sendo repreendido por Woojin.

-Para, Bin. Seguinte, é só não se deixar traumatizar com o que vocês vão ver, se não os outros demônios vão aterrorizar ainda mais vocês, por que é disso que eles se alimentam.

-Do sofrimento das pessoas??

-Sim. Podemos ir??

-Pera, mas como vam- ia perguntar como íamos chegar ao outro lado, porém vi o Kim se jogar do desfiladeiro.-HYUNG!!-fui correndo para tentar segurá-lo, entretanto fui impedido por Chan.

-Espera, Lix, olha.

Ele "voou" pelo ar, passando pelas almas e indo em direção ao outro lado.

-Podem vir!-ouvimos seu grito.

-Que loucura iss... BANGCHAN NÃO FAZ ISSO!!- também tentei segurá-lo, quando, sem hesitar, ele pulou igual Woojin. Por sorte, ele também voou.

-Vem Lix!

Olhei para baixo. Era, definitivamente, muito alto. Nem sei como eles estavam voando, não tinha nada que os fizesse voar, no fundo haviam apenas almas, sem rosto ou algo do tipo. Engoli a seco, e fiquei parado, pensando se ia ou não.

-Muito alto, muito alto....-disse, me afastando aos poucos.

Fui segurado por Changbin, que tentou me confortar:

-Lixie, não precisa ir se vc não quiser, digo, se estiver com medo.-deu um sorriso de canto.

Foi quando ouvi a palavra "medo" que me lembrei de algo.

-Eu preciso mesmo ir, Changbin. Não posso ser a "donzela indefesa" dos contos de fadas. Por não ter poder nenhum, quero ajudar no que posso.

-Mas....

-Aliás, você me lembrou de uma coisa.-fui andando, até ficar na beira do precipício.

-Do que??

-Que eu não tenho medo de nada.

Sem nem pensar, me joguei.

-FELIX!! VOCÊ NÃO....

Tentei não pensar em nada, apenas fui. Controlei meu desespero até o momento que eu não flutuei, igual Woojin e Bangchan. Eu apenas caía.

-AAAAH SOCORRO!!-tentei me mexer, na tentativa de algo acontecer. No entanto, a única coisa que acontecia eram as almas se aproximando cada vez mais de mim.

Fechei meus olhos, na tentativa de não sentir muita dor, porém, para minha surpresa, finalmente flutuei.
Minha felicidade foi momentânea, pois percebi que não flutuava sozinho: Changbin estava me segurando.

-Segura nas minhas costas.-ordenou, me colocando sobre seu corpo.

Sentir seus braços ali, me passando segurança, e seu cheiro que vinha graças ao vento, foi algo que eu realmente sentia falta, desde que decidi me afastar por conta do ocorrido com Hyunjin.
Não demorou muito para chegarmos ao outro lado, e assim que o fizemos, saí de perto dele e fui na direção de Chan e Woojin.

-Ei, não vai me agradecer??-o Seo disse, arqueando a sobrancelha.- Mereço uma recompensa, não acha??-fez um bico sugestivo e apontou para sua boca.

-Ah, sim. Obrigada, Changbin.-sorri falso e continuei andando, ouvindo um muxoxo dele.

-Vamos??-Woojin perguntou.

-Sim.

Seguimos andando pela "cidade". Tentei não ficar horrorizado com o que vi, no entanto era quase impossível: pessoas feridas e gritando, com partes do corpo mutiladas ou até mesmo derretendo, as que estavam inteiras fugiam de algum mal invisível, ou seja- um caos total.

Algumas até esbarraram em mim, uma delas fez com que eu realmente me assustasse ao ver seu olho para fora. Reprimi um grito e, quase que automaticamente, segurei no braço de Changbin e encostei meu rosto ali, tentanto apagar essa imagem da minha cabeça.

-Calma, Lix, tá tudo bem. Eles não nos veem direito.

Quando percebi que segurava seu braço, meu orgulho fez com que eu o soltasse e me segurasse em Woojin.

Algumas outras cenas horríveis se passaram por nós, principalmente pessoas gravemente feridas (ou também sendo vítimas dos mesmos seres invisíveis). Com certeza, uma das piores cenas que eu já tinha visto.

-O que é esse lugar??-perguntei.

-É um dos lugares onde parte dos humanos são punidos, com a tortura física.- Woojin respondeu.

-Achei que os humanos eram punidos no "castelo".

-E são também, só que de forma diferente. Lá, eles estão presos em salas e são punidos psicologicamente e fisicamente. Aqui, eles estão soltos, porém recebem a punição física e são perseguidos por demônios menos evoluídos que nós e que se alimentam do medo deles.-fiquei um pouco surpreso com sua resposta.

-Tá, e.... A Duvessa está por aqui??

-Não nessa parte, porque às vezes ela é meio masoquista e gosta de sentir dor, então ela deve estar presa na parte da tortura psicológica.-Changbin explicou.

-E o que acontece na tortura psicológica??

-Você fica em uma sala, revivendo várias e várias vezes o pior momento de sua existência.-ele sorriu maléfico.

-To achando que o masoquista daqui é você.-Chan, que não esboçava nenhuma reação diante desse cenário todo, se intrometeu no nosso diálogo.

-Talvez eu seja.-deu de ombros.

Andamos por mais um tempo, passando por um cenário praticamente deserto, até que chegamos onde Changbin tinha nos falado.

-Bem.... Aqui está: a tortura psicológica.

O lugar era enorme e, para minha surpresa, frio. Era escuro e gelado, diferente dos outros lugares que eram claros e quentes. Tinham inúmeras salas, distribuídas em diversos corredores. Assim como no castelo (se não pior), era um labirinto.

-Nunca vamos achar a Duvessa.-me sentei no chão, esgotado.

-Claro que vamos. Só vai demorar algumas horas, mas logo a encontraremos.-Woojin disse.- Se quiser, você pode ficar aqui esperando. A chance da Noona aparecer aqui é quase zero, ela nunca sujaria suas mãos e viria atrás da Duvessa ela própria.

Por estar muito cansado, aceitei a proposta do Kim. Talvez aquele lugar estivesse sugando minhas energias, pois eu me sentia exausto e nem tínhamos andado tanto quanto eu geralmente andava pelos corredores de sempre.

-Pode ser, vou ficar aqui. Vocês vão conseguir me achar, não é??

-Sim, quando Changbin era mais novo, eu brincava com ele aqui, então conhecemos muito bem estes corredores. Era uma de suas fontes de entretenimento na época, tirando torturar as pessoas que odiavam crianças somente por sua presença.-o moreno mais alto expôs o mais baixo, envergonhando um pouco o mesmo.

-Você vai com eles, Chan??-falei, me acomodando melhor.

-Tem problema se eu ficar aqui com o Lix, Hyung?? Estou um tanto cansado.-o loiro colocou uma de suas mãos no rosto do Kim.

-Sem problemas, Chan.

-Toma cuidado, por favor.

-Não se preocupe, vou tomar.- eles selaram seus lábios rapidamente, deixando Changbin um tanto surpreso.

-Hyung?!-seus olhos se arregalaram.- Você é...?

-Vamos indo, Bin. Lix, cuida do Chan, okay??- piscou para mim.

-Mas, Hyung, você...-o Seo continuava desacreditado, por seu Hyung ser gay.

-Pode deixar, tomem cuidado vocês também.-pisquei de volta.


-Vamos tomar.



[...]



Se passou um bom tempo desde que eles tinham ido e não recebemos nenhum sinal de que logo voltariam. Começamos a ficar preocupados.

-Será que o Woojin tá bem?? E se ele se machucou?? E se ele não voltar??-Bangchan estava quase surtando do meu lado.

-Chan...

-Nem sei como vou fazer sem ele, nem sei como vou sobreviver aqui no inferno!! O Woojin não vai estar aqui para me proteg-

-PARA CHAN!-ele me olhou assustado.- Calma, ele vai voltar. Aliás, ele e o Changbin vão voltar, não se preocupe.

Vi seus olhos lacrimejarem, fazendo com que eu ficasse com o coração apertado. Nunca tinha visto ele chorar, uma boa parte do tempo ele ficava um pouco inexpressivo, sem esboçar muita reação. Isso só mudava quando Woojin estava junto. Pode parecer besteira, só que esse fato me deixava muito feliz.

-Vem cá.-estendi meus braços, para recebê-lo em um abraço.

Ficamos abraçado por um bom tempo, até eu perceber que ele tinha dormido. Realmente, aquele lugar estava sugando nossas energias.

Eu também quase dormia, no entanto, despertei ao ouvir um barulho próximo a nós. Não era o barulho da multidão desesperada, pareciam passos, muito pesados.

-Tem alguém aí??

"Droga, Felix. Até parece que o demônio vai te responder 'Ah, olá senhor, gostaria de conhecer a linha da Natura?'"

Continuei ouvindo os passos, sentindo-os cada vez mais próximos. Respirei fundo e apertei mais o corpo de Chan sobre meus braços, na intenção de mantê-lo mais próximo.

-Ora, ora, o que temos aqui??

Ouvi uma voz, que me soava muito familiar. Engoli a seco, ao ver sua silhueta na minha frente. Pela iluminação baixa do local, não consegui ver seu rosto. Aliás, estava com medo de vê-lo.

-Dois garotos perdidos no labirinto das salas de tortura psicológica: perfeito.

Aquilo se aproximava de nós aos poucos. Aparentemente, para nos assustar, a sombra atrás daquilo ia aumentando cada vez mais, revelando um par de chifres.

-Estou realmente curioso em como vocês fugiram da tortura psicológica, ou como não tem nenhum demônio inferior da punição física perseguindo vocês. Me contem, como vieram parar aqui, huh??-fiquei sem reação, logo não respondi nada. Sacudi um pouco o corpo de Chan, na expectativa de que ele acordasse.-Bem, já que não vai me responder, vou ter que ir até ai para arrancar a resposta de você.

Para o meu desespero, o ser foi chegando mais perto. Ao entrar em contato com a luz, a silhueta revelou um rosto extremamente familiar.

-Espera... FELIX??

Não consegui acreditar no que via. Sim, era ele.






Notas Finais


Okay, minha piada da natura foi sem graça né?? É que eu sempre penso isso quando vejo nos filmes de terror os personagens perguntando "Tem alguém ai??" como se o bicho aparessesse e falasse "Oh céus, me perdoe atrapalhar vossa vida, meu senhor, mas poderia me dar uma xícara de açúcar??".

Enfim, a surpresinha é: PERSONAGEM NOVOOOO
Quem vai ser??
Vocês que vão escolher rs
Para o ilustre personagem do inferno, vocês preferem o Jeongin ou o Seungmin?? Precisa ser um dos dois, para que tudo se encaixe na fic. Vai ser o que receber mais votos.
Deixem aí nos comentários rs

Espero q tenham gostado do cap... Espero também ter falado tudo que eu precisava rs
Nos vemos em breve, cuidem-se.

Até~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...