História Você virou meu maior sonho - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Cana Alberona, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Grandine, Gray Fullbuster, Igneel, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Mavis Vermilion, Natsu Dragneel, Wendy Marvell
Tags Fairy Tail, Nalu
Visualizações 62
Palavras 1.303
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiiiii

Novo capítulo ^^
Boa leitura!

Capítulo 8 - Eu te mato Gray


Lucy

No dia seguinte tive alta do hospital, todos os meus amigos me vieram buscar.

-Pessoal não precisavam de ter vindo, eu estou bem

-Não diga besteira Lucy, a gente vai cuidar de você –Erza era mesmo uma boa amiga

Todos eles estavam conversando sobre a visita de suas famílias e de como queriam que o próximo mês chegasse logo para poderem estar com eles novamente. Esta semana foi cheia de emoção, conheci a família do Natsu, Gray meio que se declarou a mim (agora tenho vergonha de falar com ele) e aquele grupo que entrou na livraria me mandou para o hospital. Ainda me lembro de ver as caras de puto dos meus amigos, até a Levy-chan que é pequena e bem amorosa estava com um olhar de meter medo, mas o pior era o Natsu, mesmo me estando a proteger eu fiquei com muito medo dele. Talvez tenha sido melhor o Zeref me ter feito aquele corte no pescoço, porque se o Natsu fosse atrás dele podia ir parar à prisão.

Quando finalmente chegamos a casa, fui para o meu quarto e me deitei. Não estava muito cansada, mas meus amigos insistiram que eu descansasse, então lhes fiz a vontade. Todos saíram do quarto quando a Erza mandou. Ela também saiu dizendo que me ia buscar um chá, assim aproveitei para fazer uma ligação

-Alô

-Alô daqui fala Lucy Heartfilia, houve alguma alteração?

-Não senhorita Heartfilia, tudo se mantém igual

-Entendo, obrigado

Será que a Erza ainda demora? Vou ter que arriscar, posso não ficar sozinha outra vez tão cedo. Volto a pegar no celular e digito um outro número

-Alô

-Alô, sou eu, Lucy. Eu tive um problema e acabei ficando internada no hospital

-Meu deus, como você tá Lu?

-Eu estou bem, não se preocupe, mas acho que esta semana não vou puder ir

-Claro Lu, não se preocupe, a gente ainda tem tempo

-Vou desligar agora, a gente se vê na segunda

-Até segunda, veja se melhora

Desliguei no momento certo, Erza estava entrando no quarto com o meu chá. Bebi meu chá e Erza se deitou em sua cama, estava olhando para o teto.

-Ei Erza, tá tudo bem com você?

-Sim Lucy não se preocupe

Voltamos a ficar no silêncio.

-Erza?! Quem eram aqueles caras do outro dia?

A cara da Erza ficou muito sério e comecei a sentir uma aura maligna nela

-Aqueles caras são umas bestas. Andam sempre armando briga com todo o mundo, você viu como eles são. Eles são alunos de um outro colégio que tem cá. Sempre arrumaram briga com os estudantes da Fairy Tail. Sempre nos odiamos uns aos outros

-Entendo

-Você falou para eles que era da Fairy Tail?

-Falei sim, eles perguntaram e eu pensei que não tinha problema, então aí eles começaram a destruir tudo. Mas afinal Erza que estavam vocês fazendo lá?

Erza me pareceu meio perturbada com esta pergunta

-A Levy quis ir comprar um livro, então a gente foi com ela. Não tínhamos mais que fazer, decidimos ir passear

-Entendo. Então tive sorte mesmo, vocês me salvaram, obrigado

-Eu que peço desculpa Lucy, eu deveria te ter avisado que esses caras existiam, me desculpa ok?

-Que é isso Erza? Você tá louca? Não foi sua culpa nem de ninguém

Ela sorriu, mas me pareceu ainda mais perturbada. Será que todos os outros se estavam sentindo culpados? Isso era absurdo, não era culpa deles, se não fosse por eles eu talvez não estivesse aqui.

-Ei Lucy

-Diga Erza

-Tenho uma coisa para lhe contar. Mas preciso que prometa guardar segredo

-Claro, que passa Erza?

-Eu e o Jellal, a gente está namorando

-Sério??? Que bom, fico feliz por você. Vocês fazem um casal perfeito, parabéns. Mas porque quer que guarde segredo?

-Só não quero que os outros fiquem sabendo, eles podem parar de me respeitar se me virem aí namorando

-Erza não seja boba. Eu sei que você namora e é minha melhor amiga e mesmo assim tenho medo de você

Eu sorri para ela e ela sorriu para mim. Erza era uma garota muito legal, poderia parecer às vezes que ela só está bem dando ordem nos outros, mas ela é uma pessoa muito doce, que se preocupa com todos os seus amigos, é uma amiga muito fiel. Fico contente de ter ficado como sua companheira de quarto.

-Ei Lucy

-Diga Erza

-É verdade que o Gray te abraçou aqui no quarto?

Meu deus como ela sabe? Tem câmera aqui no quarto?

-É verdade sim, mas eu não sabia que ele me ia abraçar Erza, acredite em mim. O Gray é só um amigo, eu não tou apaixonada por ele, eu tou apaixonada pelo … - eu me calei, Natsu era primo da Erza, não quero contar isso para ela

-Por quem?

-Por ninguém Erza. Por favor não insista amiga sim?

-Você que sabe Lucy, mas eu vou descobrir de qualquer jeito. Mas o Gray te abraçou porquê?

-Eu não sei, ele disse que não queria que eu me sentisse sozinha

-Você quer que eu dê uma surra nele?

-Não deixa, eu mesmo resolvo. É só ignorar, fingir que nada aconteceu

E com isso eu acabei adormecendo, devia estar mais cansada do que aquilo que eu pensava. Durante o resto da semana eu fiquei em casa, todo o mundo cuidava bem mim, me traziam almoço na cama, me carregavam até ao sofá, enfim, me faziam as vontades todas. No domingo eu estava sentada num banco do jardim, queria apanhar um pouco de ar. Do nada eu sinto alguém se sentando do meu lado. Era o Natsu. Eu estava sentindo medo, depois de ter visto a sua cara naquele dia eu não conseguia evitar não sentir medo.

-Como você está Lucy?

-Eu estou bem Natsu, vocês me mimam demais

-Você merece – eu me senti corando- Lucy?

-Diga Natsu

-Me perdoa

-Pelo quê?

E assim ele me abraça e estava chorando, o Natsu estava chorando. Que se passava?

-Me perdoa Lucy, eu deveria ter protegido você. Me perdoa

-A culpa não foi sua

Ele me largou e me olhou nos olhos. Aqueles seus olhos eram mesmo lindos, consegui ver novamente o Natsu lindo e fofo e tirar aquela imagem de minha cabeça. Ele colocou uma madeixa do meu cabelo atrás de minha orelha. Ele se estava aproximando, mas aí

-Ah aí estava você Lucy

Porque é que Gray tinha que aparecer justo agora?

-Que estavam vocês fazendo?

-Nada não mané

O Natsu se levantou e foi para dentro de casa. Neste momento eu estava sentindo ódio do Gray, me levantei e me fui deitar. Amanhã as aulas voltavam ao normal. Podia novamente ficar observando o Natsu. Adormeci com um sorriso no rosto.

Natsu

Aquela garota, tem aqueles olhos cor de chocolate tão lindos, como alguém consegue resistir? Ela é mesmo linda. Só tenho vontade de beijar aquela boca dela, ela é tão apetitosa. Tenho que tocar naquele seu cabelo, eu coloco uma madeixa do seu cabelo atrás de sua orelha, ela olha para mim com aquele seu olhar sedutor que ela não sabe que tem. Eu me aproximo dela mas aí

-Ah aí estava você Lucy

Porque é que Gray tinha que aparecer justo agora?

-Que estavam vocês fazendo?

-Nada não mané

Aquele Gray, esse é outro que um dia vou matar, eu juro que mato. Agora que estava quase conseguindo beijar aquela garota e saber se ela beija bem como parece. Quando cheguei no meu quarto o Jellal já estava deitado lendo.

-Ei Natsu, que cara é essa?

-Não é nada

Vou para o banheiro e vou tomar um banho, tenho que me acalmar um pouco, senão eu mato o Gray. Depois de banho tomado eu vou para a cama e tento adormecer. A última imagem que me lembro são daqueles olhos cor de chocolate.


Notas Finais


Próximo cap: Seguindo a Lucy


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...