1. Spirit Fanfics >
  2. Você vive nos meus sonhos. (Jikook) >
  3. Ressaca braba e problemas com a mamãe.

História Você vive nos meus sonhos. (Jikook) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Volteiiiiiiiii desculpas a demora estava sem inspiração, mas aqui estou eu novamente firme e forte, boa leitura de ❤🍌

Capítulo 3 - Ressaca braba e problemas com a mamãe.


Jimin

Acordei com uma puta dor de cabeça, o que houve aqui amados? Jungkook estava em cima de meu peito dormindo como um bebê, ah foda-se ele é mais forte que eu e obviamente mais pesado não vou conseguir sair daqui.

Deitei e dormi novamente, uma hora ele ia acordar.

Jungkook

Abri os olhos lentamente, que dor de cabeça dos infernos, quando fui ver estava em cima do Jimin, que que aconteceu aqui ontem a noite? Eu nunca trago ninguém a meu quarto, então por qual motivo jimim esta vem meu quarto?

Sai de cima dele e me senti aliviado por estar com roupas, as mesmas que eu estava noite passada.

Sei que nos bebemos, bebemos muito, Jimin estava deitado de lado boquiaberto,  peguei meu telefone é tirei uma foto dele, aquela era a minha necessidade no momento.

Fui para o banheiro e tirei minhas roupas, sério, eu estava com uma puta ressaca, abri a ducha lentamente e deixei a água morna sair sobre meu corpo, olhei para baixo e vi um volume enorme, peraí eu dormi de pau duro? Eu dormi no meio das pernas do Jimin o que não é nada estranho mas por qual motivo motivo eu estou tão carente do corpo daquele menino?

Sabia o que era preciso ser feito naquele momento é fiz com toda certeza, PUNHETA! Depois de cerca de 15 minuto eu terminei o ato, desliguei o chuveiro coloquei a toalha e voltei pro quarto, esqueci a cueca.

Abri a porta do banheiro e me deparei com o Jimin sem camisa, espera quando eu acordei ele estava sem camisa, puta que pariu o que nos fizemos ontem?

Jimin 

Jeon se veste anda, cadê minha blusa? Puta merda. 

Jk: um eu estou no meu quarto, dois eu esqueci minha cueca, e três eu não sei onde foi parar sua blusa, então eu ando como quero. 

Jm: Babaca, mas mesmo assim eu ainda preciso de você para me levar para casa, minha mãe está esperando que eu volte com o bad boy e você se encaixa perfeitamente no estilo.

Jk: Olha aqui o princesinha mimada. , se você acha que eu vou te levar para sua casa, depois você praticamente me expulsar do meu do meu próprio quarto, você está muito enganado e o eu ando do jeito que eu bem quiser, afinal. MEU QUARTO.

Jm: Então tá bom.

Jk: Só vai dizer isso?

Abaixe a cabeça pois vi que minha blusa estava por baixo de sua cama, coloquei meus sapatos e fui em direção à porta, sou surpreendido com alguém puxando meu braço, que coisa linda, parecendo novela.

Jk: Sério você ficou chateado pelo o que eu disse menino?

Levantei o rosto deixando a mostra meus olhos cheios de água.

Jm: Olha aqui eu tenho uma boa condição de vida e mesmo assim não fico falando para todo mundo, você é muito metido garoto, mesmo te conhecendo a menos de um dia eu já sei que você é só mais alguém que vai me odiar, então que seja.

Já estava no andar debaixo da casa do mesmo, vestido e pronto pra sair, o Jeon, bom ele ainda estava de toalha.

Ele foi dar um passo pra frente a toalha desprendeu de sua cintura deixando o mesmo nu, e aquele poste que ele chama de pau, eu arregalei os olhos, quando ouso a porta da frente ser aberta.

Sr.Jeon: Que putaria é essa daqui?

Jk: Oh pai..

Sr.Jeon: Menino você tá bem? Jungkook,  o que você fez com o menino ele tá pálido e parecendo uma estátua, e com os olhos cheios de lágrimas.

Jk: Brigas a parte meu velho.

Ele pegou a toalha a ajeitando de novo em seu corpo que agora estava "coberto"

Jk: Puta que pariu.. 

Sr.Jeon: a boca menino.

Jk: Não pai, ontem antes de ele vir aqui para casa comigo, eu não o vi comendo nada na rua, e nos bebemos uma garrafa de vodka ao chegarmos, e hoje ele ainda não comeu nada, e vai dar meio dia, Jimin vai dar um treco.

Jungkook 

Assim que eu falo aquilo, Jimin cai duro para trás, eu o segurei e coloquei o mesmo no sofá, e subi para o quarto para me vestir, vou levar ele é ao hospital.

Sério parece que eu sou vidente.

Meu pai estava perto dele, meu Deus, que medo dele não acordar.

Sr.Jeon: Quer que eu vá com voce? Poderá precisar de ajuda com ele 

Jk: Pode deixar pai.

Peguei o mesmo no colo e o coloquei no carro, antes de eu dar partida no carro peguei um vidrinho de álcool que tinha no carro passei na mão e pus perto do nariz dele, isso vai o ajudar a ficar consciente. 

Ele estava acordado, mas mesmo assim ainda fraco, cheguei ao hospital e já fui falando o que houve.

Jk: Moço eu não o vi comendo nada desde ontem, e nos bebemos muito, e hoje brigamos e ele saiu chorando, eu tava só de toalha, aí eu fui andar a toalha caiu e meu pai abriu a porta, ele ficou pasmo, depois pálido, aí caiu duro para trás, então o coloquei no carro e o trouxe para cá, para que ele ficasse consciente,  coloquei álcool perto de seu nariz.

Médico: Ok ok.. novela mexicana.

Eles colocaram ele em uma maca e o levaram para longe de mim, eu quis ir atrás dele, mas não deixaram.

Depois o mesmo cara que me socorreu na entrada parecem com uma cara de preocupado.

Médico: Senhor, você falou que seu namorado não comeu nada, mas não foram só esses os sintomas que vi nele, ele tem mutilações na cintura e no braço, ele tomou um choque provavelmente quando viu seu membro.

Disse e deu uma tosse.

Jk: O que?

Médico: Ele tem todos os sintomas de uma depressão silenciosa e problmas com falta de alimento no organismo, ele parece não comer ja faz uns dois dias, e bom, ele teve alguma crise de ansiedade nos últimos dois dias?

Jk: Olha não sei se foi bem uma crise, mas ontem a noite estávamos no meu carro, ele começou a gritar e depois chorar muito.

Médico: Olha menino, não sei se é por você não saber dos problemas dele mas ele é sensível só de olhar, por favor não grite ou estresse ele, pode o deixar pior, você não irá o levar para casa, a mãe dele está com ele, a Doutora Park trabalha aqui e assim que eu vi o menino sabia que era filho dela por uma foto que a mesma me mostrou.

Jk: Por favor me deixa o ver, eu realmente preciso me desculpar..

Médico: Não será possível, senhor Park está desacordado.

Me virei imediatamente e fui saindo dali, quando ouso uma mulher gritando perguntando quem é ele, eu acho que sou eu pois a mulher foi falar com o médico que estava a segundos atrás conversando comigo.

Ela me cutucou, eu estava imóvel naquele momento.

Sra.Park: Oh, você quem trouxe meu Jimin para cá? Devo agradecer ou te xingar? O que houve com ele?

Jk:Olha, seu filho tem problemas psicológicos pela perda do pai e por você tentar se fazer de forte, mas não adianta, eu o conheço desde ontem a noite e já o magoei, seu Jimin tem um coração muito sensível,  por favor seja mais sincera com sigo mesma e com ele, tudo que ele precisa agora e de um ombro amigo ou de uma mãe, e você parece estar precisando também, só que você não se corta ou chora sem conseguir se controlar,  já ele, está perdido, por favor ajude e apoie seu filho.

Me virei novamente e sai dali, dessa vez não veria novamente o Jimin, bom eu não queria aquilo mas e a vida.

Jimin 

Acordei sem entender nada, onde eu estava? E eu sentia um incômodo em minha cintura e em meus braços.

Sra.Park: O que está acontecendo com você Jimin? Por qual motivo você não me fala que não está bem? Qual é meu filho, vai fica mudo? Você não volta pra casa, pensei que teria saindo pra se divertir e dormido na casa de algum gato e aí eu venho trabalhar e você está internado? Imagina se eu não tivesse aceitado o plantão de hoje? Estaria em casa e receberia uma ligação falando que você estava aqui? Meu Deus do céu, eu não posso adivinhar o que você sente, então por favor não deixe mais que os outros me falem o que você está passando está bem?

Eu não conseguia falar, e sério que ela está jogando a culpa de tudo em mim? 

Jm:  Vai jogar a culpa da morte do meu pai em mim também? Você não sabe que eu estou sofrendo de ver você tentando se mostrar feliz e pagando de puta saindo cada noite com um? Não sabe que eu também sofro com a morte do meu pai mas estou tentando deixar isso no passado pois quero realmente me achar,  você acha que só você quem importa? A viúva linda e nova? Eu sou seu filho poha, sofro tanto quando você, mas não fica pagando viúva feliz pois você está quebrada, tão quebrada quanto eu, e não me culpa por um acidente triste como o do papai, eu sei que não fui desejado e que sou um aborto mau feito, então nunca mais fale como se eu fosse importante ok? 

Recebi de troco um tapa na cara, oh coisa boa, arde, e tão bom.

Sra.Park: Nunca mais fale isso.

Jm: Saia daqui.

Peguei meu telefone desesperadamente.

Abri a lista de chamadas e vi que tinha o número de Seokjin e o de Jeon, como consegui também não sei mas seu que lute né.

~Chamada on~ 

Jungkookiie.. eu sei que está com raiva de mim, mas eu preciso de você..-disse eu já chorando.











CONTINUA???????


Notas Finais


Se quiserem e puderem deixem um comentário que eu amarei responder❤💛❤💛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...