História Voltamos Konoha Mais É Para Humilhar - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Karin, Sakura Haruno, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Deiten, Garotarebelde, Hidatema, Itahina, Madasaku, Naruto, Sasoino, Vingança
Visualizações 305
Palavras 1.030
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 3 - Confusão


Era manha, o sol se escondia entre as nuvens do céu. O dia estava bastante calmo, ninguém ainda veio humilhar ela, o que a deixa um pouco aliviada e com medo, do que eles possam preparar para as suas amigas.

 

Ela estava sentada no seu lugar preferido, na velha árvore. Suas amigas não estava por perto, naquele momento ela gostaria de ficar sozinha, ao menos por um curto periodo. De olhos fechados, aproveitava daquele momento tao raro de acontecer consigo.

 

 

Eu sei o devem estar pensando e as suas amigas, você não gosta de ficar com elas? É claro que não, eu as amo muito, elas são como irmãs para mim. Mas tem um momento em que tudo o que você quer é ficar em silencio, sozinha entendem?

 

— Você fica linda assim, sabia? — Pronuncia uma voz que conheço muito bem, em um salto levanto-me, olho a minha roupa verificando o seu estado, suspiro aliviada ao ver que estar ótima. Volto meu olhar ao loiro na minha frente, os seus cabelos amarrados em rabo de cavalo, e aqueles olhos azuis me fitava, sentia meu coração dá cambalhotas, no rosto um sorriso divertido, sem perceber sorriu com uma boba, uma boba totalmente apaixonada por ele.

— Obrigada-a! — Agradeço bastante corada, afinal não é todo dia que eu recebo um elogio dele, abaixo minha cabeça envergonhada. Apenas a sua presença é bastante para me deixar nervosa, não sabia como agir, sabia que muitas garotas é apaixonada por ele, garotas bonitas, a insegurança aumenta a cada instante, mas o sorriso idiota não sai do rosto.

— Será que você poderia me ajudar em matemática, Tenten — Olhando aqueles olhos azul, não conseguir resistir, e logo uma resposta sair.

— Claro! — falo entusiasmada, com a ideia de passar um tempo a sós com Deidara, só de pensar nisso me dar uma vontade de sair correndo e gritando aos quartos ventos.

— Ótimo! — fala e dar um daqueles sorrisos, que só ele tem. Vejo-o aproximando de mim, permaneci inerte, não sabia qual atitude deveria fazer. Ele fez o movimento de beijar a minha bochecha, movida por impulso, no qual desconheço, uma ação atrevida devo confessar. Os seus lábios tocaram no canto da minha boca, sentir a amacieis dos seus lábios, meu coração parou por um momento e logo depois bateu desfreadamente, por um momento pensei que o mesmo sairia pela boca.

 

Ele se afastou de mim, envergonhada pela minha atitude, abaixei a cabeça. Acabei de estragar tudo, por que tinha que ser impulsiva. Os seus dedos ergueram o meu rosto.

— Eu gostei! — Falou sorrindo e me peguei retribuindo. — Obrigado, Tenten. — Agradeceu e foi embora.

 

 

Foi de raspão mais valeu

ÕH se valeu, sentir um beijo seu

Foi de raspão, mas valeu

Foi no canto da boca

 

 

Akemi ficou vermelha de raiva com o comentário da rosada, essa por sua vez apenas sorria adorando provocar a sua rival. A loira deu uma risada e as fitou com ódio.

― Escuta aqui sua chiquete estragado ― aponta o dedo na cara da rosada, a Haruno se levantou bruscamente, enquanto mandava o seu pior olhar. ― Acho bom ficarem bem longe de nós e dos nossos namorados, ou ― deu uma pausa e sorriu ― você vai ser arrepende amargamente.

― Quer dizer que a loura da farmácia está nós ameaçados? Coitada, se eu quiser eu falo com eles sim, quem sabe se não rola algo mais, sabe matar a saudade depois de anos. ― Riu, vendo que sua provocação está dando certo ― Chifre trocado não dói, pensei que saberia depois de anos de experiência. ― Akemi estava ao ponto de explodir,

― Meninas acho que acabaram esquecendo os seus presentes. ― Falou Konan.

Karin que chegava com a comida das meninas ― Eu não esqueci, anos pensando em um presente para a '' A minha Melhor Amiga '' ― fez aspas com as mãos ao falar da amiga, a ruiva jogou um ovo cru, isso mesmo cru no cabelo de Akemi. ― Pronto!! ― falou com alegria não contida na voz ― Xampu da melhor qualidade.

― Opa, opa! Não vão esquecendo do meu. ― Falou a morena.

Desta foi um suco jogado no cabelo de Shion, Hinata deu sorriso irônico a sua rival.

— Não gostou miga? Eu passei tanto tempo pensado nos '' Vários '' — deu ênfase na última palavra. — Presentes, nos quais te daria. E você não gostou, assim me magoa.

— IAE? VADIAS? — Temari gritou — O QUE AINDA FAZEM AQUI? PUTAS MAL COMIDAS, NÃO SÃO BEM VINDAS AQUI, OUVIRAM? — Temari falou gritando, todas as pessoas do refertório observavam em silêncio, esperando a reação das populares.

— ORA SUA VADIA! QUEM VOCE PENSA QUE É? HEIN? PARA FALAR ASSIM COMIGO E AS MINHAS AMIGAS?

— Sou Temari, Prazer, não espera é um desprazer ver essa sua cara desformada.

— Vocês vão me pagar! —Ameaçou.

— Em cartão ou cheque, querida? — Perguntou Ino.

Elas ignoraram o que Ino disse, com muita dificuldade, algumas apertaram a mão em punho, outras triscaram os dentes.

— Guarde bem as minhas palavras suas nerds esquisitas, vão pedi meu perdão ainda.

— Querida, eu não closet para guardar nada, ok? E muito menos vivo de esmola, porque eu tenho bastante dinheiro. — retrucou Ino.

As outras saíram rebolando, enquanto soltavam praticamento fogo pelo o nariz.

— Cada vez mais sinto orgulho de vocês. — Falou Konan, sua mão estava em seu rosto, fingia enxugar alguma lágrima imaginaria. — Me dar até vontade de chorar.

— Konan, acho bom você para com esse fingimento de quinta categoria. — Sakura finalmente se pronunciu. — Então, Karin, de saiu aquele ovo cru?

— Da cozinha, obvio. A tia continua muita simpática, sabia? Ela gentilmente falou sobre a ótima hidratação no qual o ovo possuía.

Elas riram, logo após se recuperem das risadas, Ino subiu em cima da mesa.

— PESSOAL, PEÇO UM MOMENTO A ATENÇÃO DE VOCÊS, SABADO AS DEZ HORAS, TÉRA UMA FESTA NA NOSSA RESIDENCIA E TODOS VOCÊS ESTÃO CONVIDADOS, PARA COMEMORAR A NOSSA VOLTA A KONOHA. — Falou e no mesmo instante elas receberam um cloro de aprovação de todos. — É ISSO AI! — Ela desceu da mesa e todas as meninas a ollharam.

— Ino Yamanaka, acho bom você explicar essa história. — Disse Konan, séria. E recebeu a aprovação das outras.

— Eu não contei?


Notas Finais


Finalmente apareci né? Depois de meses. Peço desculpas. Ta ai o cap, espero que tenham gostado. Vou começar agora a escrever Um Amor e Hinata Na Akatsuki, pois é ainda não escrivi.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...